Skip to main content
 
Linha 43: Linha 43:
 
| 1ª Liga||2018/19||Al Hilal <small>(emp)</small>||||||||||||||||||13||1
 
| 1ª Liga||2018/19||Al Hilal <small>(emp)</small>||||||||||||||||||13||1
 
|-
 
|-
| 1ª Liga||2019/20||Al Hilal <small>(emp)</small>||||||||||||||||||||
+
| 1ª Liga||2019/20||Al Hilal ||||||||||||||||||||
 
|-
 
|-
 
|-style="background:#E1EFC2;"
 
|-style="background:#E1EFC2;"

Edição atual desde as 11h19min de 18 de outubro de 2019

Dados de André Carrillo André Carrillo-15.16.jpg
Nome André Martín Carrillo Díaz
Nascimento 14 de Junho de 1991
Naturalidade Lima - Perú
Posição Futebolista (avançado)
Escalão Época Clube Jogos Golos Titulos Internacionalizações
S19 S20 S21 BB AA Golos
1ª Divisão 2009 Alianza Lima
1ª Divisão 2010 Alianza Lima
1ª Divisão 2011 Alianza Lima 4 0
1ª Liga 2011/12 SPORTING 46 3 4 0
1ª Liga 2012/13 SPORTING 31 3 7 1
1ª Liga 2013/14 SPORTING 32 2 5 0
1ª Liga 2014/15 SPORTING 48 7 Taça de Honra
Taça de Portugal
11 1
1ª Liga 2015/16 SPORTING 7 1 Supertaça 4 0
1ª Liga 2016/17 Benfica Campeonato Nacional 5 1
Premier League 2017/18 Watford (emp) 13 3
1ª Liga 2018/19 Al Hilal (emp) 13 1
1ª Liga 2019/20 Al Hilal
Total = 164 16 4 62 7

Avançado peruano descoberto pelo Alianza de Lima na Academia Esther Grande de Bentín, onde começou a jogar futebol em 2004, André Carrillo transferiu-se para o grande clube da Capital do Peru em 2007, principiando por jogar nas camadas jovens, até se estrear na equipa principal do Alianza em Dezembro de 2009, quando tinha apenas 18 anos de idade.

Em 2010 foi considerado o jogador revelação do Campeonato do Peru, e pouco depois estreou-se pela Selecção de sub-20 do seu País.

A 6 de Maio de 2011 foi anunciado como a primeira contratação do Sporting para a temporada de 2011/12, assinando um contrato válido por 5 épocas, com uma clausula de rescisão fixada no valor de 25 milhões €, tendo a SAD leonina pago cerca de 700 mil Euros por 50% do seu passe.

Estreou-se pela Selecção A do Peru no dia 28 de Julho de 2011, num jogo com o Senegal, englobado na preparação para a Copa América desse ano, onde também esteve presente, passando a ser regularmente chamado para os jogos da sua Selecção.

No Sporting foi a grande revelação da época de 2011/12, jogando muitas mais vezes daquilo que seria expectável e mostrando ser um jogador com muito futuro, graças à sua velocidade e grande capacidade de drible.

Ainda em 2011 a Sporting SAD vendeu ao Sporting Portugal Fund, 20% do passe de André Carrillo por 600 mil Euros, ficando assim com apenas 30% dos direitos económicos sobre o jogador sul americano, mas em Novembro de 2014 recuperou essa percentagem, numa operação envolvida na reestruturação financeira em curso, passando a deter 50% do passe do internacional peruano, pertencendo os restantes 50% ao empresário Pini Zahavi.

Quando se esperava que na época seguinte confirmasse as boas indicações dadas e se assumisse como uma das grandes figuras da equipa, fez uma temporada decepcionante e muito irregular, embora continuasse a ser visto como um jogador com grande potencial e com uma enorme margem de crescimento.

Nas duas temporadas que se seguiram continuou a ser regularmente titular e participou na campanha que levou o Sporting à conquista de mais uma Taça de Portugal em Maio de 2015, num ano em que também esteve presente na Copa América.

No início da época de 2015/16 o treinador Jorge Jesus afirmou que com ele Carrillo daria um grande salto qualitativo e o peruano começou a temporada como titular, sendo decisivo na vitória do Sporting sobre o Benfica na Supertaça, mas nessa altura as negociações para a renovação do seu contrato tinham entrado num impasse, pelo que pouco depois a SAD leonina decidiu afastar o jogador do grupo, por se entender que ele não estava suficientemente comprometido com o projecto do Sporting.

De facto os sucessivos entraves colocados pelo empresário do jogador nas negociações, vieram a confirmar aquilo que já se suspeitava, quando em Janeiro de 2016 o Benfica anunciou ter assegurado o concurso de André Carrillo para as 5 temporadas seguintes. Para trás ficaram 164 jogos oficiais disputados pela equipa principal do Sporting, nos quais marcou 16 golos.

No Benfica que pagou pelo jogador em prémio de assinatura e comissões cerca de 7 milhões de Euros, pouco jogou e na época seguinte foi emprestado ao Watford onde reencontrou Marco Silva. Não fez uma grande temporada mas mesmo assim foi convocado para o Mundial da Rússia, onde deu nas vistas graças a um grande golo que marcou frente à Austrália.

Na época seguinte voltou a ser emprestado, desta vez ao Al Hilal da Arábia Saudita, onde reencontrou Jorge Jesus e em Julho de 2019 o clube árabe anunciou aquisição em definitivo do passe de André Carrillo, que assinou um contrato válido por quatro temporadas.

Nessa altura voltou a marcar presença numa Copa América, desta vez disputada no Brasil, integrando a equipa do Perú que chegou à Final dessa competição.

To-mane 23h48min de 7 de Maio de 2011 (WEST)