Windows 7

Isto é off-topic (e já o disse neste fórum), mas não senti nada do que muitos descrevem em relação ao Vista ::slight_smile:

Comprei o Vista (x64 OEM PT-Pt) em Outubro de 2007. Foi logo activado e sempre tive as actualizações em dia. Talvez a minha boa experiência com o SO tenha a ver com o facto de usar uma conta de Super Administrador em vez da conta normal que muitos de vocês devem estar a usar, porque também não gostei do comportamento do UAC e dos problemas que ele criava a alguns programas. E isso que uso a versão de 64 bits que é “especial” (mas cada vez mais corrente).

Muitos usam o Vista em portáteis que trouxeram de fábrica toneladas de lixo dos fabricantes. Certo? programas que por exemplo arrancam no inicio do Windows e que deixam tudo lento. Algum de vocês reparou e tratou disso?

E programas que vieram com o Vista, especificamente o Windows Defender que em default faz um scan cada vez que arranca o Windows. Alguém foi modificar as suas opções?

Quantos de vocês fazem manutenção ao SO (limpeza, scandisk, etc)?

Óbvio que o XP é rápido hoje em dia!! por mais merda que se faça os PCs de hoje correm dão conta do recado com muito sucesso. Duvido que com os maus hábitos de muita gente esse XP cheio de merd@ conseguisse correr decentemente num PC de 2001 ou 2002.

Depois, acho curioso que muitos dos que falam mal do Vista digam maravilhas do Seven. Bem… se calhar “curioso” não é a palavra. O Seven corre melhor em PCs mais modestos e é mais poupadinho, ponto. O seu Superfetch é o mesmo do Vista (logo com o passar do tempo vai usar a mesma RAM que o Vista usava, e ainda bem porque isso acelera o SO), o UAC tem 4 níveis de segurança em vez de dois mas continua presente. A indiscutível vantagem é que os drivers dos fabricantes estão praticamente (ou em vias disso) prontos para o Seven… ou não fosse ele quase a mesma coisa que o Vista (até muitos drivers funcionam num e noutro)!!

Se os vossos programas não têm suporte para o Vista o SO não tem culpa do mau funcionamento desses programas. Usem programas compatíveis ou instalem o XP em dual-boot mas não acusem o Vista de ter X problemas quando ele não tem culpa de 99% deles. Linux também não tem culpa que os programas para Windows não corram nele ou que muitos fabricantes (infelizmente) não ofereçam suporte.

Já sei que uns certos evangelizadores virão cá dizer tudo e mais alguma coisa contra o SO, mas para eles tenho uma novidade: uso Linux no netbook (Ubuntu Netbook Remix, excelente SO já agora), logo não posso ser acusado de parcialidade. Só não uso MacOS porque não posso.

Quando só tens que trabalhar com uma máquina doméstica a coisa até pode correr bem e não tens qualquer problema, no meu actual portátil o Vista sempre correu sem problemas… tenho PCs que nunca tiveram problemas com o Vista, tenho outros que são uns atrás dos outros mesmo hoje em dia.
E não vamos entrar pelo caminho de que a culpa não é do SO, porque senão vamos chegar ao ponto de que estão todos a marchar errado, só o Vista é que vai a marchar certo.
A própria Microsoft sabe e implicitamente admite que o Vista foi um SO que não foi o que deveria ter sido e aposto que daqui a 10 anos ninguém vai falar do Vista, à imagem do que aconteceu com o ME já que muita gente nem sequer chegou a fazer a passagem do XP.

O Vista sofreu principalmente de um problema: precipitação, pois saiu cá para fora uma versão final do SO que nem para Beta servia.
Depois da saída do SP1 (digamos que o SP1 seria a versão RC) muitos dos problemas ficaram resolvidos, depois do SP2 (chamemos ao SP2 versão final) então estabilizou de vez.

Seja por que razões for (utilização excessiva de recursos que demonstra programação feita à pressa sem preocupação com optimizações, drivers inexistentes por parte dos fabricantes, incompatibilidade com hardware mais antigo, etc, etc, etc), o Windows 7 é o que o Vista deveria ter sido desde o início.

Parece que sim. Eu não conheci o Vista quando foi lançado (usava XP, claro) e quando tive contacto com o Vista muita coisa tinha sido melhorada com actualizações. O SP1 saiu pouco tempo depois da minha primeira instalação, mas já antes dele notei um sistema rápido e estável (um SP não é mais do que juntar todas as actualizações e alguma que outra melhoria num único pacote).

Mas o problema foi mesmo esse que descreveste! muita gente conheceu esse Vista e matou e enterrou o SO logo à partida. A Microsoft com o Seven está a trabalhar muito melhor e, sobretudo, a ter muito cuidado com o que faz.

A primeira impressão é o mais importante.

Não. Não notei diferenças no Vista com o SP2. Muitas pessoas reportaram o mesmo. O Vista ficou bom pouco antes do lançamento do SP1 e, muito importante, com a melhoria dos drivers dos fabricantes.

Na minha opinião o Seven é, na realidade, um Vista SE (Second Edition). Mas digo-te uma coisa: quero ver se esta “lua de mel” vai continuar dentro de alguns meses quando o pessoal comece a instalar Sevens crackados/modificados/violados/“melhorados”. É que as fontes de hoje, na sua maioria, são da própria Microsoft (excepto os torrents, mas cada um sabe de si).

Bem, eu não sei quanto a vocês, mas a mim o vista continua a insistir que eu não sei que colunas quero no explorer, e volta e meia lá me muda uma directoria, à vontade dele. Infelizmente, aqui no emprego não me deixam mudar este cancro por um XP.

E quanto ao win7, a minha experiência (pouco usual, por isso relato-a aqui).

Eu tenho um eeePC 901, e resolvi experimentar lá o Win7 depois de ter lido na net tantas loas a esta combinação.
Lá saquei aquilo da net, e lá queimei um dvd, porque não descobri maneira de meter aquilo a instalar duma pen (verdade que tambem não procurei muito).
Para quem não sabe, este pc tem dois SSD, um mais pequeno de 4G mais rápido, e um de 16G, mais lento. Acontece que o Win7 precisa, só para ele, de mais de 5Gigas :o. Resultado, tive que o instalar no 2ª SSD, que é o mais lento.

Nem me lembro quanto tempo esteve a instalar, mas a minha intervenção no processo foi minima (a M$ tem realmente feio um bom trabalho a este nível).

Depois de tudo instalado… e de umas 2 horas a mexer naquilo… Foi questão de pegar numa pen usb, enfiar lá o OpenSUSE 11, e instalar um SO decente no meu rico eeePC. Realmente estou mal habituado com Linux. Já não consigo conceber andar a instalar dezenas de softwares, cds de drivers, codecs multimedia, etc para ter uma máquina funcional…

Conclusões:
5 Gigas para um SO? O que raio terão feito ao Notepad? Ou será o novo paint?
Quando é que a M$ se digna a fazer uma versão LiveCD?

Uma questão para quem está mais batido no seven. Já dá para instalar isto numa máquina com SOs não M$ sem ignorar o BootLoader?

Há, mais uma questão: Já vos disse que aquilo precisa de MAIS DE 5 GIGAS só para a instalação?

A Microsoft está a preparar uma versão Seven para netbooks (ou se calhar é o próprio Seven Starter).

Mas como deves calcular, havendo hoje em dia discos de 1TB (e o Seven ainda não está no mercado) a preocupação da Microsoft é tudo menos o tamanho ocupado pelo SO após a sua instalação.

O meu Asus 1000H tem o XP que veio com ele e Ubuntu (que é o que mais utilizo). Se os nossos sistemas não têm pedalada para os novos sistemas operativos talvez o melhor seja continuar como até aqui (ainda por cima quando esses SOs dão conta do recado).

Ok, não deixa de ser uma boa noticia. Mesmo assim, é incrivel a necessidade de espaço para um sistema operativo. Assim de cabeça, quanto ocupa uma instalação default do Ubuntu? 1 Giga? 2?
E com software para tudo e mais alguma coisa. É instalar o cd, e começar a trabalhar. Suites office, jogos, apps multimedia, apps internet, codecs pra tudo e mais um fosforo, todos os drivers instalados…

Mas repara. O openSUSE que eu instalei é o último que saiu. Para poder usar o portátil em condições boas não preciso de instalar um SO que saiu em 2001.

O grande problema da M$ é que está «obrigada» pela industria do Hardware a fazer SOs super pesados e exigentes, para que eles possam vender máquia novas e upgrades. Existe uma promiscuidade entre M$ e OEMS que é vergonhosa. Por um lado, a M$ faz novos SOs com necessidades absurdas de hardware. Por outro lado, os OEMs comprometem-se a só distribuirem pcs com M$ instalado.

Mais ou menos… às vezes é preciso procurar/instalar alguma coisa mas no geral sim, fica prontinho logo após o primeiro restart. Acho fantástico, e os repositórios estão cheios de mil e uma coisas (muito lixo também).

Quem diz OpenSUSE diz outra distro qualquer… mas é um facto que o Vista é pesado e nas máquinas menos poderosas sente-se. Agora, o Vista instalado num PC mais poderoso voa. Aliás, em aplicações de trabalho pouca ou nenhuma diferença existe entre o desempenho do Vista e o Seven, mas a diferença nota-se em PCs mais fracos com vantagens para o novo SO.

A questão é que ninguém compra um Quad e 4GB de RAM mais um RAID0 e uma bomba gráfica para andar na net e abrir o Word. Nisso o Vista falhou (e como disse antes, parece que a Microsoft aprendeu a lição).

Jogos pesados e bonitos, programas pesados e bonitos, antivirus mais pesados (e não tão bonitos), uma Apple que faz maravilhas gráficas com o seu MacOS… tudo faz com que sejamos obrigados a comprar componentes mais poderosos.

(sim, já sei que muitos não precisam disso mas o mercado é o que é).