Vidigal na Udinese

grande vidigal, uma vez bati-lhe nas costas e aquilo era mais rigo que um calhau :lol:

Também me lembro de ouvir shemeicel dizer que o jogador que mais o impressionou no plantel foi o vidigal. Pelo seu pulmão, tava em qualquer lugar, um autentico muro e pronto socorro da defesa

vocês tem a memória curta ou quê? :wink:

dizer que o homem foi trave mestra do titulo nem parece teu...
Mas olha que tenho companhia nessa opinião, meu caro. O próprio Schmeichel...

Já aqui relembrei isso mais que uma vez.

E, mais ilustre que o dinarmaquês, eu próprio :lol:
Pois, eu já nem invoquei o teu venerando nome, que era para não esmagar o amigo Inci com o peso da tua opinião... :D

Rabeiem a vontade, mas ver aqui pessoal queixar-se de uma eventual contratação de N´Doye e no entanto a tecer loas a Vidigueiro só da mesmo para rir.

Para mim Futebol é uma arte, deixem-no para os artistas…

Haja pachorra… :arrow: :roll:

Inci,
para que os artistas do futebol possam aparecer, é necessário a existência de jogadores como o Vidigal. O exemplo mais flagrante é o R.Madrid, nunca mais se encontrou desde que saiu o Makelele, melhorando com a entrada o Gravesen.
Naquele SCP a importância do Vidigal foi decisiva, e ao contrário de muitos, não o acho tão tosco como vocês querem fazer parecer. Ele evoluiu bastante nessa época, chegando ao ponto, de fazer passes em profundidade de deixar toda a gente boquiaberta.
Confesso que já não o vejo jogar à muito tempo, mas tenho a certeza que ainda deve ter evoluido mais, um pouco à semelhança do que aconteceu com o Oceano, quando esteve 2 anos em Espanha.

Inci, para que os artistas do futebol possam aparecer, é necessário a existência de jogadores como o Vidigal. O exemplo mais flagrante é o R.Madrid, nunca mais se encontrou desde que saiu o Makelele, melhorando com a entrada o Gravesen. Naquele SCP a importância do Vidigal foi decisiva, e ao contrário de muitos, não o acho tão tosco como vocês querem fazer parecer. Ele evoluiu bastante nessa época, chegando ao ponto, de fazer passes em profundidade de deixar toda a gente boquiaberta. Confesso que já não o vejo jogar à muito tempo, mas tenho a certeza que ainda deve ter evoluido mais, um pouco à semelhança do que aconteceu com o Oceano, quando esteve 2 anos em Espanha.

Nem mais … qualquer “orquestra” tem que ter um “carregador de piano”, são jogadores tão ou mais importantes que os “solistas”.

cumps,
VCoelho

Não indo ao ponto de ser um admirador de Vidigal, reconheço a sua utilidade numa equipa, nomeadamente no célebre ano da quebra do jejum. O homem era mesmo o jogador em melhor forma física daquela equipa, sendo quase cansativo vê-lo jogar. Lembro-me bem das ajudas que dava à defesa, fazendo-se valer do seu porte físico nada comum num jogador de futebol. O bom desempenho de Duscher nessa época deveu-se também muito a Vidigal e ao seu espírito de sacrifício, dado que era ele quem fazia muito do trabalho “sujo”, permitindo que o argentino se encarrega-se também das manobras ofensivas.

Desejo-lhe a maior das sortes.

Eu tenho a impressão que o nosso amigo Inci não é facilmente esmagável… :lol:

A.A.

E, mais ilustre que o dinarmaquês, eu próprio :lol:
Pois, eu já nem invoquei o teu venerando nome, que era para não esmagar o amigo Inci com o peso da tua opinião... :D

O Vidigal é o chamado “carregador de piano”, muitos carregamentos fez o homem na temporada 1999/2000, foi de facto importante nessa equipa! :arrow:

A Udinese construiu uma equipa muito jeitosa esta época, realizando uma das melhores temporadas dos últimos anos. O conjunto é bastante bom, estão à porta da LC…Confesso que esta contratação me deixa algo surpreendida, mas eles é que sabem… :roll:

não digam isso, o futebol internacional baixou em muitos os valores das contratações.. depois da contratação do figo pelo real madrid os clubes começaram a gastar menos

Ah foi? Eu tb pensava isso mas depois vejo o Porto a vender Seitaridis e jogadores portugueses em fim de carreira tudo ao preço da platina e fico com dúvidas…

Quanto ao Vidigal acho que as vossas posições estão extremadas… nem é justo retirar-lhe o grande ano que fez em 2000 como por outro lado é ridículo apenas recordar esse ano e esquecer todos os anos anteriores de completa desgraça do seu futebol (e cabeça).

Vidigal transofrmou-se com Inácio, vá-se lá saber como e fez um grande ano, foi fundamental e foi sobretudo atípico pois o vidigal que se via em campo esse ano nada tinha a haver com o dos anos anteriores. Foi sobretudo um jogador que nesse ano deixou de tentar fintar e adornar e passou a cortar, limpar e automaticamente passar a bola. Jogando assim tem utilidade e nesse aspecto é um tipo de jogador comparável ao enak, outro cepo técnico mas que é muito mais inteligente que vidigal logo sabe ele pp as suas limitações e joga em conformidade.

Mas antes desse ano Vidigal era um suicidio de jogador, só fazia asneirada da grossa, não só com os pés mas também com a cabeça, recordando aquela célebre entrada no jogo com o bolonha.

sim, mas ja começou a retoma… digo é que houve um periodo que os valores envolvidos eram muito mais baixos