Videojogos

Jogo android gratuito


ai meu pai que estou a passar mal :joy: :joy: :joy: :joy:

HYPEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE

E novo God of war para o ano, can’t wait.



FF e God of War a juntar ao Miles Morales e Demon’s Souls, not bad.

Espero que FF não esteja muito no início a SE disse que ia mudar a estratégia para não anunciar jogos tanto no início. As contratações para a produção do projeto já foram no ano passado pelo que espero que com um bocadinho de sorte seja para 2021 (3 anos de produção + 2 de pré parece-me realista).

Tao e o Black Ops Cold War?
Para mim FF, desde o FFX, entrou num donwhill sem travoes. Mas tambem sao agora jogos direccionados a uma faixa etaria que eu ja nao pertenco.

Já tinha saudades de me sentir entusiasmado em relação aos videojogos. Sempre gostei de jogar, mas caí no marrasmo do FIFA, e acabei quase por começar a associar o “ir jogar” com “ir-me chatear quando não ganho”. Acho que preciso de me encaminhar novamente para o jogo offline ou para comunidades menos tóxicas.

Penso comprar a PlayStation 5, mas apenas quando houver uma versão com mais memória, ou assim, para não cometer o erro que cometi com a 4 - em que (talvez por culpa de ser um atado com tecnologia) já tinha de apagar jogos sempre que queria jogar um novo.

Posto isto, deixo 5 jogos que, até agora, me deixaram curioso. Não incluí jogos de desporto, porque me vou tentar afastar dos mesmos. Pelo menos se voltar a comprar um no futuro próximo, não será um dos meus habituais.


O trailer do Far Cry 6 está “só” brutal! O meu jogo favorito de sempre foi o terceiro da saga, e este trailer tem tudo. Diálogo (ou monólogo) fantástico, um cenário assustadoramente atual, Giancarlo Esposito (Breaking Bad, anyone?)… Enfim, foi o que mais me entusiasmou.
Gotham Knights - sou fã do Universo Batman e achei interessante esta abordagem sem o homem-morcego, encarnando outras personagens.
Hogwarts Legacy - não sou um Potterhead, nem nunca fui, mas parece-me interessante. Talvez pelo facto de não encarnarmos Harry Potter. Acho que tem potencial, num universo de feiticaria há sempre muitas possibilidades… vamos ver.

Kena: Bridge of Spirits, pareceu-me ser um jogo legitimamente wholesome. Os gráficos são brutais,

Mais uma vez, como fã da DC, fiquei curioso para ver o que vai sair daqui. Destaca-se por jogarmos… como o vilão, I guess? Está anunciado para 2022, e vou ficar atento ao que Suicide Squad: Kill the Justice League vai ter para oferecer.

Esse foi adiado agora, infelizmente.

Cyberpunk? Miles Morales spiderman?

Aí é que está o ouro do início desta próxima geração, parece-me.

1 Like

Cyberpunk, Gotham Knights, Miles Morales e até mesmo o Harry Potter vem cá parar a casa eventualmente.

1 Like

Com o tempo que tem levado a programar o jogo, as minha expectativas 'e um master-piece.
E vai meter co-op (online) com a adicionante de open world retro futuristico

La ver o que a PS5 vai possibilitar na evolucao dos jogos.

E num volte-face autêntico a MS acabou de comprar a Zenimax.

Elder Scrolls
Doom
Fallout
Dishonored
Wolfenstein
Prey

Pertencem neste momento à MS. Acredito que alguns, devido aos valores envolvidos, não se tornem exclusivos mas é um golpe muito ambicioso por parte da XBox, duvido que seja bom para os consumidores mas isso é outra conversa.

Quando sair, é fazer aqui um grupo no fórum para co-op. Cheira-me que vai roçar o extraordinário.

1 Like

Digo o mesmo da sony em relação a Square Enix :unamused:

Estão a avançar que a partir de agora Wolfenstein vai ser exclusivo xbox.

A última noticia(fonte oficial da MS) fala em exclusividade para consolas da Xbox (sendo que os jogos também vão estar disponíveis em PC como sempre).

Da lista de jogos fico com pena do Wolfenstein, mas o único que realmente vou sentir mesmo falta é o dishonored. O primeiro e o segundo foram excelentes jogos, o resto passo bem sem eles.

Mas é uma grande jogada da Microsoft, sobretudo por jogos que são mega populares como o Fallout e o Elder Scrolls( a mim não me dizem nada, mas é do mais popular que existe).

A Sony não tendo a massa para fazer uma aquisição deste nível devia contrapor com a aquisição de alguns estúdios(como fez com muito sucesso com a Insomaniac mais recentemente) para desenvolver novas propriedades exclusivas para sua consola.

Ps: Ou em alternativa adquirir IP’s, ir ter com a Konami e comprar os direitos de um PES, MGS ou Castlevania era uma boa jogada.

A Sony que se ponha a pau. Andou a dormir à sombra da bananeira, agora fode-se. Parece a Intel.

1 Like

Não concordo.

Isto é uma reacção da Microsoft ao pouco entusiasmo que a sua nova consola tem gerado e todo o clusterfuck que tem sido o seu lançamento ( aquela história do novo Halo é para além de ridícula, e falamos de um jogo que consta ser dos mais caros de sempre em termos de produção).

A PS5 de muito longe tem sido a consola que mais entusiasmo tem gerado desde o anuncio desta nova geração .

A geração prévia foi um fiasco para a MS e a Sony dominou as vendas com a sua Ps4, sobretudo pelos muitos exclusivos que possuia ao contrário da MS que poucos tinha para apresentar(e de qualidade).

Uma das medidas que a MS tomou na entrada para esta nova geração foi a aquisição de vários estúdios para desenvolver novos exclusivos. Mas como é óbvio não basta adquirir um estúdio para obter jogos exclusivos de sucesso, isso não é tão simples assim (mesmo a Sony tem exclusivos que estão longe serem super populares no mercado, o Days Gone é um exemplo que me lembro de repente).

Desta forma e com muitos biliões no bolso a MS garante exclusivos de popularidade garantida. Jogos como o Fallout e Elder Scrolls vão ser vender tremendamente bem no mercado (são das franquias mais populares no mundo dos videos jogos).

Isto é basicamente comprar sucesso garantido (mas tem um custo elevado…para além de elevado).

Agora veremos como a MS vai gerir estas propriedades, pois pode acontecer que as vendas não cheguem ao ponto que desejam e vejam-se obrigados a lançar algumas franquias noutras consolas também (o Minecraft está presente em outras consolas também).

Para já claramente vão guardar os grandes títulos para a Xbox, e é sem dúvida um chamariz tremendo para justificar a comprar da mesma.

Veremos a esposta da Sony a isto (eu aposto que não vão dar resposta…).

1 Like

Relativamente a? Existem várias situações. Umas concordo, outras não