Uma linda história, um final triste.

Acabou ontem mais um sonho, um sonho a curto prazo, um sonho que podia ter sido bem real…

Desculpem, estou orgulhoso, fomos grandes, gigantes em alguns momentos do percurso. Mas a segunda parte do jogo de ontem deitou tudo a perder, não soubemos ser grandes, mexemos na equipa duma forma em que só encorajamos o Bilbao a ir atrás do resultado e foi o que eles fizeram, durante todo o jogo…

Estava, muito sinceramente, confiante… Pensei mesmo que poderíamos ter alcançado a final, achei que duma forma ou de outra eles se iam encher de brio e fazer um jogo que deixasse o Mundo de queixo caído…

O que eu vi não foi nada mais que uma equipa que precisava de marcar com medo de atacar, que não arriscou um centímetro com medo de sofrer… No fim sofremos e depois já não houve tempo para dar a volta ao texto.

Quando o jogo se deu por terminado, senti uma enorme tristeza, não porque tivesse sido injusto, não o foi, o Athletic foi mais equipa, acreditou mais, procurou sempre a final. Sá Pinto abordou mal o jogo e é o responsável pelo resultado.

Ontem poderíamos ter sido felizes se tivéssemos acreditado que somos um grande e tínhamos que jogar como tal…

Como a imprensa internacional disse, fomos mesquinhos e teimosos… E no fim?! No fim demos um centímetro a Llorente e o resto é história…

© vasconeves

Pelo que as duas equipas fizeram nos dois jogos acho que o resultado da eliminatória é injusto e enganador.
Em Alvalade chegámos a banalizar o adversário.
Achas que a segunda parte do jogo de ontem deitou tudo a perder. Não sou dessa opinião, embora, claro, respeite a tua.
O que deitou tudo a perder foi a falta de eficácia em Alvalade, e uma desconcentração, fruto de um penalty não assinalado, que deu um golo ao adversário. A isto somam-se as entradas à margem da lei não punidas ou não punidas devidamente desde o inicio do jogo de ontem, a que se soma um golo ilegal, e um coagir constante dos nossos jogadores. Qualquer toque era falta e motivo para amarelo! Fomos prejudicados, e em lances com influência no resultado nos dois jogos!
É fácil atacar o arbitro? É! Mas se ontem ou na primeira mão os árbitros tivessem feito o que deviam fazer, a esta hora andávamos todos contentes.
Assim, e, como já escrevi neste forum, a espanha está feliz, e a uefa também!
Estou convicto que o nosso adversário de ontem não é, nem foi, superior a nós!
Resta-me acrescentar que estou igualmente convicto que na final, a darem porrada daquela forma, antes dos 30 minutos já estarão a jogar com 10, ou, na melhor das hipóteses, com 3 ou 4 amarelos no bucho!

Também estou talqualmente de acordo com o @Comanche quanto a não ter sido ontem que se perdeu a passagem à final, não obstante a nossa pobre 2ª parte.
Foi cá! Em que podíamos e devíamos tê-los aviado à maneira.
Um temos que agradecer ao boi-cego de serviço! (penalty maior que a Torre Eiffel)
.
Também não concordo com crirticas ao Sá Pinto. Minimamente

Só uma pergunta, desculpem lá por ser ainda novo nestas andanças, mas qual é o critério para um artigo ser colocado nesta secção? Isto reflecte a opinião dos moderadores? Dizer que o Sporting “teve medo” na 2a parte não é uma visão objectiva do jogo e o que a tendenciosa imprensa internacional diz pouco quer saber.

Na minha opinião, para a segunda parte não ter sido boa, e não foi, muito contribuiu o clima de intimidação e de coação feito aos nossos jogadores por uma arbitragem que já antes deste jogo tinha mostrado que não tem categoria. A não ser, claro, que o critério de escolha tenha sido precisamente o ter categoria para deturpar a realidade de um jogo de futebol…

Roubados cá (defesa do Athletic com a bola debaixo do braço na área), roubados lá (Capel agredido com uma cotovelada na cara, vermelho por mostrar, segue jogo e golo).

De resto foi equilibrado no conjunto das duas mãos.

Gosto dos adeptos do Athletic de Bilbao.

O futebol como muita coisa no Mundo é um desporto corrupto e de bandalhos!

Estou completamente de acordo. Admito que a arbitragem foi por demais tendeciosa (Sá Pinto havia alertado uns dias antes para a possibilidade).

Acho que o facto de termos sido aplaudidos no final pela massa adepta contrária conta muito do que fomos na eliminatória.

Mas apesar de tudo continuo a achar que podíamos ter feito mais…

Jogos ganham-se ou perdem-se em detalhes…

Não foi o Capel, foi o Schaars.

legolax: Citação de: DuRoi em Ontem, 22:47

Roubados cá (defesa do Athletic com a bola debaixo do braço na área), roubados lá (Capel agredido com uma cotovelada na cara, vermelho por mostrar, segue jogo e golo).

De resto foi equilibrado no conjunto das duas mãos.

Gosto dos adeptos do Athletic de Bilbao.

O futebol como muita coisa no Mundo é um desporto corrupto e de bandalhos!

Não foi o Capel, foi o Schaars.

Capel também o foi, que lhe rebentaram a boca. Para mim, o encosto do braço à cara de Capel foi intencional.

É futebol. A eliminatória andou a dançar para os dois lados ao longo dos 180 minutos. Acabou por cair para o Athletic. Não foi óptimo - isso só seria a vitória na competição - mas foi muito bom.

Não me queixo do resultado na primeira mão. É verdade que podíamos ter marcado mais no final, mas os bascos podiam igualmente ter morto a eliminatória no quarto de hora de desorientação que se seguiu ao golo.

Isto decidiu-se mesmo em Bilbau. E o momento chave é quando deixamos que eles empatem logo a seguir ao nosso golo. Não só foi um golpe psicológico para a equipa como a igualdade na eliminatória mudou o cariz jogo. De uma primeira parte em ritmo frenético, que nos favorecia - o Sporting de Sá Pinto é uma equipa de contra-ataque que prospera em jogos “partidos” - passámos para um jogo mais calculista onde as nossas limitações ofensivas vieram ao de cima. Sem Matías nem Izmailov, ficámos reduzidos às correrias do Capel - Jeffrén teve uma entrada péssima no jogo e foi uma unidade a menos e Carrillo chegou demasiado tarde e jogou fora de posição. Claro que, precisando apenas de um golo, tudo podia acontecer - um ressalto, um mau atraso, etc… Mas a partir de determinada altura começou a parecer que os penalties iam ser a nossa melhor chance de seguir em frente.

Fica uma boa campanha, com vários jogos memoráveis (Lazio em casa, City nos dois jogos e esta meia-final) e a ideia de que, com alguns reforços (centro da defesa e uma alternativa ao Wolfswinkel são absolutamente proiritários), esta equipa pode ir mais longe.

na minha opiniao o que ditou a sentenca desta eliminatoria foi a falta de eficacia na primeira mao onde demos um baile de bola.e alguns erros de arbitragem na segunda mao.temos pena podiamos ter feito historia.agora resta levantar a cabeca e seguir em frente.

Quem escreve nesta área são os cronistas do forum…

Ah, obrigado :great:

Sublinhei a bold as análises que fazes, são a tua opinião sincera, mas com as quais não concordo.

Se Sá Pinto foi culpado de algo, foi do muito de bom que fizemos desde que chegou ao comando da equipa. Receio, não avançar um cm? Se assim fosse, teríamos começado o jogo com Carriço, Renato Neto e Schaars, no centro do terreno, em vez de um trinco que é por norma balance entre o defensivo e o ofensivo e dois médios, ambos criativos em formas diferentes.
Não é um final triste. É um final de orgulho. Temos de olhar para trás e ver o quão de muito bom fizemos. E nunca esquecer que ao nosso lado, estavam outros tantos a gritar, a sofrer, a querer… e que dentro de campo, o adversário também tem 11 jogadores, um timoneiro que será dos melhores treinadores a trabalhar na Europa e que, se muito me engano, estará num grande clube num futuro muito próximo… Por vezes esquecemos, mas tal como nós, há muitos outros que queriam o mesmo.

Os ecos que ouvi da CS europeia foi de que o Bilbau venceu uma equipa que fez um caminho notável e que só não passou à final, porque não soube resolver a eliminatória na primeira volta.

culpar o Sá Pinto?

Há realmente opiniões que deixam muito a desejar… :wall:

Todas as opiniões são válidas, quando devidamente fundamentadas… no caso, sinceramente, não me parece. Compreendo a decepção e por vezes dizemos ou escrevemos coisas com um estado de espírito alterado que, se calhar, a frio, não diríamos…

É a minha opinião e é precisamente para darem a vossa que se criou um forum de discussão…

Penso que Sá Pinto não abordou bem o jogo porque, além do infortúnio de ter sofrido o 2-1 logo a seguir ao nosso golo, na segunda parte com a saída de Matias e de Martins, o nosso jogo ofensivo desapareceu…

Sinto um orgulho imenso no caminho que percorremos, mas penso que poderíamos ter feito mais, nunca esquecendo o potencial e qualidade que a equipa adversária apresentou.

Posso fundamentar a minha opinião, pois o facto de termos entrado com Schaars, André Martins e Matias de início fez com que depois ficássemos sem opções ofensivas de meio-campo válidas no banco. Como já disse algures pelo forum, ao intervalo ficamos com “1/2 meio-campo” e quando Martins sai desaparecemos ofensivamente do jogo.

Mas atenção este jogo não mancha minimamente o que Sá Pinto conseguiu até agora, que foi muito (não vencíamos aos vizinhos à mais de dois anos), e a eliminatória com o City foi algo de maravilhoso, mas não o condeno pelo jogo, não tivemos sorte e houve de facto muito contra nós na segunda mão, aliado ao que já disse sobre as opções e decisões que o nosso Mister tomou… :inde:

Penso que toda Familia Sportinguista tem motivos para estár orgulhosa do percurso que a equipa fez nesta competicao Europeia de minha parte a unica tristeza que senti foi de nao nos deixarem chegár a final como ficou provádo nos 2 jogos da meia final mas a terceira acredito que nada nos impedirá de vencer Forca Sporting somos enormes.