Um admirável mundo novo... ou nem tanto

Para quem julga que já viu de tudo, apresento-vos este site francês:

www.alibila.com

Trata-se nada mais nada menos de um site que nos presta o serviço de criar um álibi para sustentar uma mentira.

Exemplificando: Ana tem um amante e quer passar uma semana no estrangeiro com ele. Contrata os serviços do ALIBILA e por mais ou menos 50€, recebe em casa uma carta (falsa, claro está) a convidá-la (por exemplo), para uma «conferência numa universidade no estrangeiro», ligada à sua área profissional. Entretanto, Ana vai com o amante para as Maldivas e quando regressa tem um dossier completo da «conferência que foi em Itália», com fotografias, bilhete de avião, e factura de um hotel italiano… TUDO FALSO, MINHA GENTE.

Et voilà… uma «semanita» inteira no relax com o outro, sem ninguém desconfiar de nada. E esta, jójó? :o

Será que isso é legal? Também passam facturas dos serviços prestados? Ou também são falsas? :twisted:

Isso é que vai ser uma rambóia do camandro. :o

Wow … mas que coisa mais surreal …

Pronto, agora sim posso dizer que já vi de tudo :lol:

Dá jeito, muito jeito, claro que nunca usaria isso :whistle: :whistle:

Nada de novo, já conhecia um semelhante. Existe uma casa [algo escondida :mrgreen:] no restelo que trata dessa papelada, não com tanto detalhe mas também arranjam fotografias e bilhetes de avião falsos. :slight_smile:

E que tal é o serviço? Gostaste? :twisted:

Não percebo a origem das perguntas. :shifty:

:twisted:

Eu mudo a pergunta então, Para que local viajaste mesmo? :twisted:

É melhor explicar-me se não fico mal visto. Já utilizei duas vezes esse serviço mas em nenhuma delas foi para enganar a “mais que tudo” mas sim uma miuda chata - diga-se de passagem - que pura e simplesmente não me largava [não, não estou a ser convencido. Basta verem o aspecto dessa mossa e percebem logo que ninguém se pode gabar daquilo. Não era assim tão má mas pronto, vocês percebem]. De maneira que, o melhor mesmo foi dizer que estava no estrangeiro e que raramente iria utilizar o telemóvel.

Foram 2 semanas de descanso, até voltar à normalidade. ::slight_smile: Curiosamente, noutro dia descobri um amigo meu a entrar para dentro da “loja”. :mrgreen:

:mrgreen: