The Final Countdown!!!

Estamos em finais de Maio de 2005… correcto?

Não é que estava “marcada” uma grande discussão para estas alturas entre as 2 grandes facções do Forum…? :roll:

Enquanto vou lendo algumas das vossas ideias acerca do plantel da proxima epoca, nao deixo de me admirar com a falta de “ambiçao” em relação á sua constituição, nomeadamente em termos de reforço efectivo do plantel e consequentemente em termos de gastos.

Continuo a ler acerca dos problemas financeiros, das “garras” bancárias, ou seja os mesmos problemas existenciais que andamos aqui a discutir ha quase 3 anos… e pergunto-me então o que mudou?

O “Projecto” já chegou ao seu termo?

Os resultados foram alcançados?

O Sporting está mais forte hoje que ha 10 anos?

Finalmente e acima de tudo, saimos finalmente do “buraco” para nos lançarmos á conquista das vitorias que fazem a Historia dos grandes clubes?

Mais lá para a frente e se calhar já com os resultados anuais e as previsões para os proximos tempos, conto voltar ao assunto.

Não é que estava "marcada" uma grande discussão para estas alturas entre as 2 grandes facções do Forum...? :roll:

Enquanto vou lendo algumas das vossas ideias acerca do plantel da proxima epoca, nao deixo de me admirar com a falta de “ambiçao” em relação á sua constituição, nomeadamente em termos de reforço efectivo do plantel e consequentemente em termos de gastos.

Continuo a ler acerca dos problemas financeiros, das “garras” bancárias, ou seja os mesmos problemas existenciais que andamos aqui a discutir ha quase 3 anos… e pergunto-me então o que mudou?

O “Projecto” já chegou ao seu termo?

Não me insiro em nenhuma “facção” do Fórum, mas não critico quem o faça em relação à própria pessoa.

Há 3 anos ainda podíamos sonhar que valeria a pena apostas de risco limitado em reforços. Hoje o verdadeiro projecto é o “project finance” e, quer gostemos quer não, o seu respeitar integral é condição necessária (mas não suficiente) para a sobrevivência (nem sequer digo prosperar) do clube. A minha posição em relação às possibilidades de reforço do actual plantel não deriva de falta de ambição, mas de realismo puro. A única coisa que me sinto no direito de pedir é que o pouco dinheiro que o Sporting vier a ter para reforços seja aproveitado o melhor possível, e que se houver 2 reforços pelo menos um deles faça a diferença.

Continuo a defender que tendo em conta a (falta de) qualidade dos nossos adversários nacionais e sobretudo a nossa falta de dinheiro (não esquecer que estamos a pagar uma academia e um estádio - os outros nem por isso), o plantel é suficiente para as nossas necessidades. Os ajustes a fazer devem resultar dos jovens da nossa academia e dos emprestados que temos por aí. O custo seria 0 e a história prova que existe qualidade suficiente na nossa academia para nos reforçar.

A existir um reforço, não admito jogadores que não sejam internacionais titulares das suas selecções (não estou a falar de gajos do Togo, Leinchenstein ou da selecção da Gronelândia). Sei que jogadores desses são caros, mas o sentido de “reforço” é esse mesmo: alguém para reforçar, que seja indiscutivelmente bom.

Tudo isto com a equipa técnica a manter-se e o eventual reforço a ser escolhido pelos técnicos e não por qualquer empresário. Não se deve entrar na loucura de alterar tudo e todos e destruir uma equipa (técnicos e jogadores) que apesar de nada ter ganho mostrou qualidade suficiente para nos dar muitas alegrias num futuro próximo.

independentemente do facto de haver quem concorde com esta politica da sad, ou nao, todos nós temos consciencia das limitaçoes financeiras do nosso clube.

Daí nao me admirar que as perspectivas para reforçar o plantel se centrem na prata da casa, aproveitando a academia, que foi com esse intuito q a criamos, somos um clube formador, e com boas provas dadas, temos das melhores escolas de formaçao da Europa, porque nao aproveitar.
Afinal os grandes clubes europeus depois vem cá buscar aas nossas “perolas”, sinal que podemos a partir daqui formar excelentes equipas. Temos que apostar nos nossos “Moutinhos”
Se todos os anos lançassemos dois ou tres jovens de qualidade poderiamos fazer grandes equipas.

A juntar a isso só nos resta infelizmente sonhar com o aparecer de uma oportunidade de ocasiao para ir buscar uma estrela do futebol internacional, pois nao há capacidade para mais.

Aliando a esta politica, se ainda assim tivermos olho para descobrir um ou dois jogadores de muita qualidade q às vezes andam perdidos nesta Superliga, podemos fazer equipas de nivel europeu.

è preciso é saber aproveitar a qualidade disponivel, e ter capacidade para separar o trigo do joio.
Aí é que está o segredo.

O Sporting poderá sempre ir ao mercado comprar bom, certeiro e relativamente barato. Temos definitivamente de saber comprar sem que se saiba no primeiro contacto.

Como muitos defendem temos de saber aceitar as dificuldades que o clube tem, e não ficar de rastos quando vier o mês de Junho e comerçarmos a ver os planteis que o slmerdas e ainda mais o porco, vão contruir a partir dos pasquins. Tenho confiança que tanto a equipa técnica como o C. Freitas saberam fazer as contratações pontuais necessárias tanto para equilibrar, como para suprir as saídas que se advinham (e que espero que aconteção!).

Força Sporting!


Uma boa equipa não se faz nos jornais!!!