TAGs e Grafitis

Gostaria de lançar este debate porque creio ser uma questão muito actual, pelo menos para quem vive em Lisboa. Um pouco por todo o lado mas com particular visibilidade em zonas históricas como o Bairro Alto e Chiado continuam e renovam-se os tags e grafitis em quase todos os edifícios.

Admitindo que em alguns casos não se trata de puro vandalismo, creio que teria interese ouvir a opinião dos foristas sobre este tema, em particular aqueles que podem acrescentar algo ao óbvio, isto é, que são actos ilegais, danificadores de bens públicos e privados e com péssimo resultado na imagem da cidade.

E haverá alguma coisa a fazer para controlar este fenómeno para além da pura repressão e policiamento ?

Sempre que houver algum apanhado, obrigá-lo a limpar ou mandar-lhe a factura da limpeza! :arrow:

Arranjar paredes para pintarem sem que poluam a nossa vista e de preferência que as paredes incluam janelas donde o sol seja visto aos quadradinhos.

Seria bom ouvir testemunho de praticantes ou ex-praticantes.

O que é que vai na cabeça de uma pessoa quando decide escrever ou desenhar sinais em paredes alheias ? É um acto de rebeldia, uma manifestação cultural ou simples estupidez ?

Respondam por favor para o tópico não se transformar num manifesto anti-grafitis.

Não creio que as mesmas pessoas que frequentam este forúm e que, principalmente, são do Sporting façam esse tipo de vandalismo mas também gostava de saber qual o motivo para se fazerem pinturas nas paredes alheias, mas que por vezes até são bonitas pinturas.

Que tal vos parece as palavras: arte de rua.

arte de rua.

Arte de rua…Hum…Só me vem á cabeça a palavra vandalismo :mrgreen:,

Podes desenvolver ? Estou sinceramente interessado (sem cinismo).

Para mim todos os que fossem apanhados a pintar limpavam tudo e ainda pagavam multa! Como afirmou o Leao_da_estrela e muito bem, estragarem o que não lhes pertence só se caracteriza por uma palavra : VANDALISMO!

Anti-grafitis!

Eu até concordava, caro xikomen, só que… muitas vezes, as paredes assim pintadas não pertencem a… ninguém. Pelo que não basta dizer “sou a favor” ou “sou contra” para arrumar a questão. Aliás, os tags e os graffitis designam duas coisas diferentes : basicamente, os primeiros são simples inscrições (foto 1) que, esses sim, representam um tipo de vandalismo e que participa muitas vezes nos “combates” entre gangs ou grupos de pessoas (quanto mais tags em relação ao adversário, melhor), os segundos são “obras” muito mais elaboradas (foto 2), que muitas vezes acabam por ser verdadeiras obras de arte que (existem muitos casos) despertam o interesse das colectividades : encomendas públicas e privadas, livros sobre “arte de rua”, etc.

Aliás isto não é nenhuma novidade dos nossos tempos : o tag já existia na antiguidade…

Foto 1

Foto 2

Este tipo de “manifestações” só me sugere três palavras:

van-da-lismo

Actualmente existem paredes autorizadas para pintarem à vontade. Pintar nas paredes das casas das pessoas ou em sinais rodoviários devia dar multa! Assim como nas pontes, às vezes mais vale ver um graffiti numa ponte do que aquilo com aspecto degradante.

Já fui menino de tag’s por volta dos 14 anos. :-[ Penso que agora já passou essa moda.

O primeiro e único “tag” que fiz tinha 3 ou 4 anos, ainda me lembro. Fiz uns rabiscos na parede da sala e quando a minha mãe viu levei dois chapadões que até andei de roda. :lol:

LOOOOOL Desses tambem cheguei a faze-los :lol:

Mesmo que tenham paredes proprias para pintar eles preferem pintar no alheio, porque e mais dread … :sick:

Os praticantes deviam ter espaços para isso e eles próprios perceberem que não se pode pintar em todo o lado. Devia ser um principio de educação e de boa cidadania.

http://moblog.co.uk/view.php?id=281116

http://www.banksy.co.uk/

como em tudo…existem os que fazem merda…e os que tentam voar mais alto…

pior que tags ranhosas é querer andar no passeio e não conseguir…

Eu que apanhe um a fazer um tag no meu muro que depois logo lhe mostro onde é que ele vai levar a lata para casa… :twisted: felizmente na zona onde moro agora penso ser praticamente impossível chegar essa ‘moda da cidade’.

Até aprecio os graffitis quando bem feitos, acho que decoram muitas zonas da cidade que de outra forma eram mais cinzentas e desinteressantes… agora os tags são puro e simples vandalismo, fazer um tag ou agarrar na lata e espalhar tinta sem nexo pela parede é a mesma coisa para mim.

Fantástico !! :clap:

No 1º só vi um trabalho de grafitti e está muito bem conseguido.
No 2º estão bem feitos mas a maior parte são feitos com moldes, que a meu ver, retira um pouco da beleza do grafitti.

Podem-lhe chamar arte urbana ou o que quiserem, mas para mim não passa de vandalismo.

Não quero saber se é um desenho bonito ou um simples rabisco… lá por serem bons não têm o direito de pintar o que não é deles.