Surprise... ou se calhar nem tanto...

'15h34Futebol/Sporting: Penafiel testemunha a favor dos “leões” no caso dos jogadores não utilizados O Penafiel reagiu hoje, através do seu director-desportivo Raul Peixoto, à intenção da Liga Portuguesa de Futebol Profissional de avaliar em sede de inquérito as razões que levaram os penafidelenses a não utilizar dois jogadores emprestados pelo Sporting no último encontro entre os dois clubes. “Admitimos que alguém tenha transmitido a ideia de que o Sporting teria impedido que os jogadores fossem utilizados, mas não, não houve impedimento nenhum. A não utilização de Nuno Santos e Edgar Marcelino deveu-se a mera opção técnica, o Sporting não é responsável”, assegurou Raul Peixoto. ’

In pasquim do Norte.

:shock:

E essa hein? :oops:

Se fosse o Clayton até acreditava na opção técnica :slight_smile:

É o acordo de cavalheiros a funcionar, não funcionou com o Nacional na questão do Paulo Assunção porque lá parece não haver cavalheiros, no Penafiel os acordos já se cumprem, mesmo que tenham sido selados com um aperto de mão! :idea:

Bem, um cavalheiro assume o acordo e não se põe a inventar.

Essa desculpa é ridícula, principalmente no que respeita ao Nuno santos.

Isso poderia ser dito da seguinte maneira.

“Houve de facto um acordo de cavalheiros, e nós entendemos cumprir esse acordo. Não havia nada que nos obrigasse a cumprí-lo, mas entendemos cumprí-lo e pronto! O Sporting não nos obrigou a nada. Os jogadores em causa não jogaram simplemente porque nós não quisemos e não é a Liga que nos diz quem joga ou não. Fim de conversa e, já agora, a Liga não tem mais o que fazer?”

Já quanto ao Nacional Rui, plenamente de acordo.

É preciso muito boa vontade para chamar “cavalheiro” a quem engendra esquemas subterrâneos para contornar a lei e atingir um fim que ela considera ilegítimo e proíbe.

Sem vontade nada se faz! :smiley:

Essa desculpa é ridícula, principalmente no que respeita ao Nuno santos.

Isso poderia ser dito da seguinte maneira.

“Houve de facto um acordo de cavalheiros, e nós entendemos cumprir esse acordo. Não havia nada que nos obrigasse a cumprí-lo, mas entendemos cumprí-lo e pronto! O Sporting não nos obrigou a nada. Os jogadores em causa não jogaram simplemente porque nós não quisemos e não é a Liga que nos diz quem joga ou não. Fim de conversa e, já agora, a Liga não tem mais o que fazer?”

De acordo com o 1º parágrafo. Agora se fosse dito ou dado a entender que foi isso que aconteceu, era o mesmo que estar a dizer que a Lei aprovada serve apenas para limpar o rabo, o que, convenhamos, não é “de cavalheiro”.

Essa desculpa é ridícula, principalmente no que respeita ao Nuno santos.

Isso poderia ser dito da seguinte maneira.

“Houve de facto um acordo de cavalheiros, e nós entendemos cumprir esse acordo. Não havia nada que nos obrigasse a cumprí-lo, mas entendemos cumprí-lo e pronto! O Sporting não nos obrigou a nada. Os jogadores em causa não jogaram simplemente porque nós não quisemos e não é a Liga que nos diz quem joga ou não. Fim de conversa e, já agora, a Liga não tem mais o que fazer?”

De acordo com o 1º parágrafo. Agora se fosse dito ou dado a entender que foi isso que aconteceu, era o mesmo que estar a dizer que a Lei aprovada serve apenas para limpar o rabo, o que, convenhamos, não é “de cavalheiro”.

Caro, em teoria até te dou alguma razão.
Mas na prática, o que tenho aprendido é que há coisas que não se podem fazer e há outras que não se devem fazer. E olha que são coisas mui distintas.

O mais engraçado neste post é imaginar algumas reacções se o caso se tivesse passado num jogo com o Porto, e agora aparecesse o Penafiel com esta tanga.

Não faltaria quem dissesse (até eu próprio) que é uma vergonha, que são todos compadres, que comem todos na mão do PC, que foi tudo combinado num bar de alterne entre o Reinaldo e o Oliveirinha, que o Penafiel faz o frete a troco de pontinhos para a manutenção, que é o sistema, que o DC é que tem razão, que o Sporting tem a espinha direita, que isto assim não vai a lado nenhum, etc…

Como o protagonista é o Sporting “diferente”, diferente é também a reacção: tudo se resume a “cavalheiros” que cumprem a sua palavra… :wink:

O mais engraçado neste post é imaginar algumas reacções se o caso se tivesse passado num jogo com o Porto, e agora aparecesse o Penafiel com esta tanga.

Não faltaria quem dissesse (até eu próprio) que é uma vergonha, que são todos compadres, que comem todos na mão do PC, que foi tudo combinado num bar de alterne entre o Reinaldo e o Oliveirinha, que o Penafiel faz o frete a troco de pontinhos para a manutenção, que é o sistema, que o DC é que tem razão, que o Sporting tem a espinha direita, que isto assim não vai a lado nenhum, etc…

Como o protagonista é o Sporting “diferente”, diferente é também a reacção: tudo se resume a “cavalheiros” que cumprem a sua palavra… :wink:

Muito bem observado!!! :lol: :lol:

Louve-se a lealdade do Penafiel.

Quanto ao Sporting, já disse oque tinha a dizer. A diferença não se apregoa, practica-se.

A.A.

É engraçadissimo ler o desenvolvimento deste thread e, com boa memória, relembrar o que se escrevia sobre estes procedimentos no passado, nomeadamente a ultilização destes processos pelo Porto :slight_smile: durante anos… é super engraçado :).

Eu neste capítulo acho que o SPORTING FAZ MUITO BEM em fazer isto, não cabe ao Sporting fazer de papagaio da diferença e ser anjinho mas sim lutar com as armas que os outros lutam, cabe é à Liga impedir que o Sporting ou outro clube utilizem estes subterfúgios.

Sinto-me coerente pq no passado não andei a defender a nossa anjice neste capítulo :).

Ena… de minha parte peço desculpas por ser dieferente do diferente.

Nesse caso muito concreto, não me repugna a eventual existência de um acordo de cavalheiros. E digo eventual em razão de tal acordo ser apenas referido na pasquinada. Não me recordo de ver qualquer dirigente do SCP fazer referência ao mesmo.

Eles respeitaram o acordo, agora era desnecessário mentir e dizer que foi por opção tecnica.