Superstições e coisas maradas que nos acontecem

Estou a imaginar a situação de saires pela janela e p.e o teu vizinho a regar as plantas e a dizer:“Oh Vitor, foi o pc que falou contigo?”

:rotfl: :rotfl:

:lol:

eu moro numa grande moradia, tudo tapado, ninguem conhece olhar cá para dentro.

nunca me aconteceu nada marado, mas tenho algumas superstições.

Tenho uma muito parva, que tem a ver com o som da tv. Nunca posso estar a ver com o som a 13.

E quando joga o Sporting, para verem o ridículo que é, se joga e casa, o som tem de estar ou no 10, ou no 20, 21, 30, 31, 32, etc, ou seja, tem de dar vantagem casa, se estiver a jogar fora, tenho de ver, com o som a dar 12, 14, 15, 16, 17, 18, 19, 23, 24, 25 etc, ou seja, um maior 2º número, para dar vantagem fora.

Isto é tão parvo, mas tão parvo, que cá em casa todos gozam comigo. :rotfl: :rotfl: :rotfl:

Mas isto tem uma explicação. Num jogo há uns anos, estávamos a jogar fora, em Guimarães, e eu estava a ver com o som a 10, o que aconteceu? o Guimarães marcou. Depois coloquei mais alto, fiquei a ver a 12, isto a 10,15 minutos do fim, e o que aconteceu? marcamos 2 e demos a volta ao resultado, ficou 1-2. Já não me lembro quem marcou, mas sei que foi um jogo em que o Ronny entrou muito bem, e fez uma assistência num livre, e depois mesmo quase no fim, marcamos o golo da vitória.

É pá, aquilo ficou-me, desde aí, faço sempre isso. Maluquices patetas, mas já não passa. Fazer o quê!? :inde:

Derlei e Liedson… Fui ao Afonso Henriques ver esse jogo! Final de jogo memorável… Demos um peido muito bem cagado na cara dos vitorianos que já cantavam vitória!

Eu não sou supersticioso e até sou bastante materialista e céptico em relação a estas coisas.
Acredito na ciência como melhor forma de nos aproximarmos da verdade.

Não quer dizer que exclua alguma coisa. Aliás, nem essa atitude seria científica.
Tudo é possível…

Quando estava a acabar o curso de Eng. Física no IST fiquei curioso de testar um mito urbano que é o jogo do copo.

Será que, seja lá porque razão for, o copo se mexe mesmo sem ninguém lhe tocar?
Queria testar isso.

E então organizei com um grupo de colegas (todos também de física e cépticos) uma ida de madrugada à Serra de Sintra para fazer uma sessão de espiritismo (ou lá o que lhe chamam).

Na altura, tinha uma namorada brasileira. Toda a familia dela acreditava muito nessas coisas.
Convidei-a também a ela e à prima (que também vivia com ela) para virem connosco.
Ele recusou-se a vir precisamente por achar perigoso mas a prima ficou entusiasmada com a ideia.

Nessa noite, as 2 voltaram a falar desse assunto e discutiram.
Aconteceu isto:

Prima Ex:
Eu quero ir com eles porque acho que vai ser fixe.
Vai ser emocionante…
Minha ex:
Não vais nada. Enquanto morares nesta casa não te vais meter nessas coisas…
É uma regra!
Prima Ex:
Mas a vida é minha e ninguém tem nada que me dizer o que eu devo ou não fazer.
Minha ex:
Tu já te esqueceste o que te aconteceu em África…
(Elas diziam que um familiar dela tinha estado possesso e a tinha tentado matar quando ela era criança, há 10 anos atrás, em África)

Nesse momento, dispara com estrondo o quadro da electricidade e ficaram às escuras!
Escusado será dizer que ficaram borradas de medo e dormiram juntas.

Claro que foi uma coincidência mas…
Tão raro que era disparar o quadro.
E foi logo disparar naquele momento, naquele dia e naquele exacto momento da conversa em que estavam aos gritos uma com a outra.
Engraçadissimo.

Escusado será dizer que ela já não veio connosco.

No dia da sessão, para dar mais pica, combinámos antes ver o filme “O exorcista”.

Às 2 da manhã seguimos em direcção ao guincho em busca de um lugar porreiro.

Começamos por ir à praia do abano.
Chegamos lá e um dos meus colegas surpreendido disse:
“Não vão acreditar mas estão ali 2 cães a lutar…”.
(Uma cena muito emblemática do filme “O Excorcista”)
Eu não queria acreditar, até porque aquela cena me estava bem na cabeça, mas era mesmo verdade.
Confesso que naquele momento fiquei um bocado assustado…

Ora, o que é que isto prova?
Nada.
Absolutamente nada.
Foi apenas mais uma coincidência engraçada.
Mas raios…Qual era a probabilidade de, naquele dia, naquela situação, às quase 3 am, encontrar 2 cães a lutar na praia no abano?
Muito pequena. Mas aconteceu mesmo…

Lá para as 4 am lá encontramos um lugar bem sombrio no coração da Serra de Sintra para invocar tudo e mais alguém mas…
Lamentoi informar…Ninguém apareceu!

PS:
Mas foi giro.
Deu pica mesmo assim…

Por falar em jogo do copo.

Quando o meu irmão aadava no 12º ano ( isto ja foi a uns 3/4 anos) convidou os amigos da turma dele para virem cá a casa jogar o jogo do copo.

E eles vieram, eram por volta de 30, estavamos todos reunidos na mesa, até que começaram a perguntar coisas, " como me chamo" , “que idade tenho” , " quem gosta de mim" e essas cenas todas.

O meu irmão não estava a acreditar e pensou que fossem eles que estavam a mexer no copo, resolveu dizer " SE TU EXESTES MESMO MATA OS MEUS GATOS", e continuaram a jogar até que acabaram já era tarde, umas 3 da manha e foram-se todos enbora.

No dia seguinte a entrada da porta da sala que foi onde fizeram o jogo estavam lá os meus 2 gatos mortos com a boca aberta e ja estavam secos, pareciam que tinham morrido a mais de 2 meses.

Durante umas semanas o meu irmão não conseguia estar sozinho em casa nem nada.

no meu trabalho antigo, conhecia uma mulher que trabalhava lá nas limpezas mas faleceu quando estava grávida…
depois da morte dela, sempre que entrava na salinha das limpezas ouvia um choro de bebé…

quanto ao jogo do copo, na noite que joguei aconteceram-me coisas mesmo surreais… ainda hoje tenho dificuldade em acreditar se se passaram mesmo

Eu cagava-me todo :xock: :xock:

conta aí, eu gosto de saber dessas coisas. :mrgreen:

Perante as últimas histórias…

Malandreco. Disparaste o quadro só para teres um ménage! :mrgreen: :mrgreen:

bem, joguei ao copo em casa de uns amigos, depois vim para casa e adormeci numa boa, até ai tudo normal… a meio da noite dá-me uma sede mesmo enorme e vou á cozinha beber qualquer coisa… quando acendo a luz, ela apaga-se sozinha… tornei a acender muitas mais vezes mas a luz apagava-se sempre. fiquei um bocado assustado e ali parado sem saber no que pensar, nisto acende-se a luz da casa de banho. entro lá, olho para o espelho e não via o meu reflexo mas sim o reflexo de um santo… e na casa onde tinha jogado ao copo, estávamos a jogar numa sala onde tinha um quandro com esse santo… e nisto tudo,a luz apaga-se novamente sozinha

escusado será dizer que fui a correr para o meu quarto e nem sai de lá mais todo borradinho… e o curioso é que depois a sede passou-me de repente, como se alguma força espiritual quisesse mesmo que eu me levantasse…

ainda hoje em dia, fico sempre um bocado hesitante quando me levanto a meio da noite :lol:

No dia em que vi o Exorcismo de Emily Rose acordei precisamente às 3 da manhã com cãibras brutais nas pernas (quem viu o filme percebe)… Não é nada de especial, mas foi o mais marado que me consegui lembrar

Eu para ser honesto tenho muita dificuldade em acreditar em espiritismos e outras coisas do género, pois sei que existem demasiados vigaristas, bruxos e outros bandalhos que se governam à base destas coisas.

E o facto de já ter visto muitos programas em que ilusionistas e cientistas desmistificam o sobrenatural tornam-me um pouco faccioso.

O principal responsável disso é o Americano James Randi que oferece 1 milhão de dólares a quem conseguir demonstrar de forma lógica e cientifica poderes e fenómenos paranormais.

-> Até agora de todas as pessoas que concorreram ao prémio nenhuma o ganhou e os maiores vigaristas mundiais nem ousam concorrer.

Factos:

A nossa mente prega-nos partidas e qualquer um se pode deixar enganar pelos seus sentidos.

Uma coisa que se veio a descobrir é uma substância psicodélica (droga) segregada pelo ser humano quando dorme o DMT; ou seja, quando estamos a dormir e a sonhar para relaxar o cérebro e repousar o organismo estamos a ter uma “TRIP” é por isso que muito poucas vezes nos lembramos do que sonhamos.

Há muita porcaria estranha e difícil de explicar, mas se formos capazes deixar as teorias e as balelas de parte e optarmos pelo racionalismo e a abordagem cientifica chegaremos sempre às melhores soluções.

Coisas que não se conseguiam explicar como a influência da Lua nas marés, os animais e plantas; a capacidade alguns animais preverem tremores de terra, os campos magnéticos da terra e outros elementos que têm influência no ciclo tanto de pessoas e animais, tarde ou cedo se conseguem justificar.

Cumps

PS: Atenção, Não quero dizer com isto que não me tenham acontecido coisas maradas.

Li este tópico todo e agora já sei que me vai acontecer uma cena toda marada hoje :twisted: :lol:

epah a mim também já me aconteceu, mas não se apagaram ficam com aquela cor laranja de quando estão a acender. aconteceu-me pelo menos 3 vezes num cruzamento ao pé da minha casa sempre de noite sem trânsito e eu sozinho no carro…

:arrow: :arrow: :arrow:
Isso tambem me acontece sempre e andando cerca de 20 metros ela liga-se outra vez.

EDIT: Também me aconteceu em Albufeira, quando dava uma caminhada com a family quase todos os postes de luz que passavamos apagavam-se.

isso por acaso nunca reparei porque volto logo a virar e perco a visibilidade para o cruzamento, mas da próxima vez vou ter atenção!

É o fantasma dos postes… o Postiga também anda assombrado por ele… :mrgreen:

Mas isso acontece-me sempre num poste especifico em que passo algumas vezes a pé :lol: