Sporting ser vendido ou não algum investidor

Nesses últimos 5 anos foram vários os clubes a ser comprados por grandes investidores bilionários sejam eles árabes,americanos,sérvios ou mesmo por empresas milionárias

És a favor ou contra de futuro presente o Sporting ser adquirido por um árabe qualquer dessa vida como tem sido normal em Inglaterra,achas que o Sporting tinha potencial para elevar mais a sua marca ,será quando o Cristiano Ronaldo acabar a carreira ele queira entrar na sad e daí trazer um investidor bilionário atrás ?? Qual é a tua opinião

No pos-varandas acredito que seja a unica opção que reste.

Para já está bom assim.

1 Curtiu

Nunca. O SCP e’ nosso ou nao e’ de ninguem.

1 Curtiu

No dia em que o Sporting fosse vendido, deixava de ser o meu clube. Simples.

2 Curtiram

Tópico desprovido de qualquer sentido. Não é motivo para debate nunca, muito menos num fórum onde 99% das pessoas são efetivamente sportinguistas.

4 Curtiram

Gostaria que o clube e a SAD se mantivessem como estão - nas “mãos” dos sócios!

Por outro lado, o futuro é os clubes serem adquiridos por uma pessoa ou empresa/fundo e temo que isso um dia possa acontecer connosco.

O ideal seria haver vários investidores a pretender investir na SAD sem que o clube perdesse os 51% do capital social como já temos… poderíamos era atrair outro tipo de investidores com maior capacidade financeira (se o CR7 viesse isso poderia facilmente acontecer)!

1 Curtiu

Correndo o risco de mais tarde ser desmentido, é voz corrente em alguns círculos (clube inclusive), que a recompra das VMOC’s era algo absolutamente inegociavel, tendo em vista a entrada de Ronaldo, ou grupo de investidores encabeçada por CR7, no capital da SAD.
Mas em momento algum, está projectada uma venda, que retire os 51% pertencentes ao clube.
Claro que os cenários não são imutáveis, e não poderemos ter a segurança absoluta que à posteriori, não se perca essa maioria

1 Curtiu

Eu acho que sim, que devem vender o Clube a um investidor. Assim deixo de pagar 12€ por mês e é menos uma dor de cabeça para mim ao fim-de-semana. Ando a precisar de tempo, de modo que seria muito bom para a minha saúde mental e financeira.

7 Curtiram

Gostas do Sporting CP = Não vender o clube
Gostas do Sporting Lisbon = Vender Clube

2 Curtiram

Já voltamos a 2012?

2 Curtiram

Duvido que isso aconteça, teriamos de estar num estado identico ou pior que o de 2012.

O que eu queria que acontecesse era conseguirmos ir buscar os 30% que estão nas mãos da Holdimo, isso sim deveria ser prioridade.

2 Curtiram

Se a pergunta é ceder a maioria, então não. Se é vender parte das ações não acho que seja problemático, para todos os efeitos os clubes hoje em dia tem uma componente empresa muito forte. Desde que não se perca controlo ter 60% ou 100% é sensivelmente o mesmo.

Não…

1 Curtiu

O Sporting a ser vendido, o comprador seria aqueles grupos que compram varios clubes pelo o mundo como por exemplo o grupo que possui o Man City, para servir de porta de entrada na europa/trampolim para outros clubes com mais poder economico.

De resto comprar um clube português não tem nenhum outro beneficio associado, quer dizer tem um beneficio que é ser usado para lavagem de dinheiro como se vê em alguns clubes por cá.

O Sporting não pode ser alvo destas “engenharias” porque era a morte da identidade do clube e era a morte do desporto em Portugal.

1 Curtiu

Se for para nos tornar num Colosso, sim.
Se for para ser um Portimonense/Entre outros, nunca.

Acho que a discussão seria mais interessante e quiçá mais fértil se o enquadramento fosse mais claro:

se soubessem que o Sporting passaria a ser um clube que ganhava tudo na Tugolândia e ainda entrava num patamar competitivo na Europa, aceitariam a condição do clube ser vendido a um messias, ainda mais se houvessem garantias que a proveniência do dinheiro era, digamos, aceitável?

3 Curtiram

Se um investidor comprar o clube e isso significar passar o Sporting Clube de Portugal - um clube eclético para o Sporting Futebol Clube, não.

Se for para investir no futebol e com isso ajudar a deslocar mais dinheiro para as modalidades, sim. Desde que os socios mantivessem a maioria.

1 Curtiu

Acho melhor o quanto antes algum investidor com verdadeiro dinheiro comprar os 30 por cento da holdimo não é bom para marca Sporting apesar de o Sporting não ter nada haver com isso mas é para mercado o Sporting ter dinheiro que sepostamente foi desviado de um banco para entrar nas contas do clube

1 Curtiu

Nós não podemos usar exemplos de outros Clubes para justificar opções do Sporting. O futebol inglês e o alemão, por exemplo, só se assemelham no que se passa dentro das quatro linhas. Tudo o resto, é como comparar o olho do cu com a Feira de Castro.

Em Inglaterra é pacífico ter um ‘dono’ porque, fruto de ser ainda uma monarquia, desde que o futebol nasceu que é normal haverem Clubes detidos e patrocinados por ‘lords’ e ‘fidalgos’ endinheirados. Daí a aparecerem magnatas estrangeiros, foi um saltinho, e que diferença faz? Pouca ou nenhuma.

Agora vai lá dizer a um adepto do Bayern ou do Borussia se ele quer os seus Clubes detidos por um milionário qualquer, mesmo que seja eventualmente alemão e adepto desse Clube… Não querem saber! O Leipzig, por exemplo, lá aceitou essa realidade porque estavam mortos. Mas duvido que tenha sido pacífico.

Em Portugal, até porque há muito a questão do ecletismo dos Clubes, é muito difícil um projeto desses ter sucesso. Se já as SADs dão barulho, sendo que os Clubes têm sempre poder dentro das mesmas (mais ou menos), imagina se as SADs fossem de um dono e o Clube dos Sócios. Aliás, nem precisas de imaginar. Já existe o Belenenses, por exemplo. A única hipótese que tinhas de ter sucesso nesse modelo seria extinguir o Clube e ficar só com a SAD (apenas futebol) e essa SAD ser controlada a 100% por um dono, ou grupo de investimento, sem ingerências externas. Ponto positivo: deixávamos de ter os ‘notáveis’ a zurrar e a terem voto na matéria. Ponto negativo: é esse o nosso Sporting? Quanto ao vosso, não sei. O meu, não é…

3 Curtiram

A menos que seja para ser barriga de aluguer, do ponto de vista de quem investe isso faz muito pouco sentido.

1 Curtiu