Sporting e TBZ

Como alguns de vós sabem, o Sporting mantém uma relação profissional com a empresa TBZ. Esta empresa está em conhecidas dificuldades financeiras e já há umas semanas se desligou de parte da relação que mantinha com o SCP (tal como o fez em relação a outros clubes com que trabalhava).

Ora durante o dia de ontem, a Académica rescindiu unilateralmente o seu contrato com o TBZ e já hoje o FC Corruptos fez o mesmo à tarde alegando incumprimento das obrigações inerentes. Seguiu-se o SL Colombo com a mesma decisão de rescisão unilateral com a TBZ.

Sendo assim, eu pergunto: que relação mantém o Sporting neste momento com esta empresa? A que nível trabalham connosco? E porque não tomou o Sporting ainda a mesma medida que os outros clubes, visto que não acredito que a TBZ esteja a cumprir o contrato apenas connosco?

Segundo o Prospecto OPS Sporting SAD de Junho de 2008:

Na época 2004/05 o Grupo Sporting efectuou uma parceria estratégica de longo prazo para o negócio do merchandising, com a sociedade TBZ Marketing – Acções Promocionais, S.A. (“TBZ”), pela qual o Grupo Sporting cedeu, em regime de exclusividade, o direito de exploração das Marcas Registadas Sporting e da Imagem do Sporting para os produtos licenciados a produzir, distribuir e comercializar pela TBZ, e a gestão e exploração de todas as áreas comerciais do Sporting (Loja do Museu, Fan Lab e pontos de venda no interior do Estádio). O contrato tem a duração de 10 anos e teve início em 1 de Junho de 2004, podendo ser prorrogado. Como contrapartida a TBZ garante o pagamento de um valor mínimo anual, acrescido de royalties sofre a facturação relativa a licenciamentos e comissões sobre as vendas. Os proveitos com merchandising incluem ainda os royalties relacionados com o contrato de cedência de direitos multimédia, celebrado em Novembro de 2001, por um período de 30 anos.

De acordo com o R&C de 2007/08:

Royalties - Foi cedido à TBZ um contrato de cedência de exploração comercial, em regime de exclusividade da marca Sporting. O SCP tem direito a receber da Sporting SAD 25% dos royalties relacionados com as vendas .

Ainda neste último R&C:
Clientes de Conta Corrente (ou seja, devedores à SAD):
TBZ - Marketing Acções Promocionais, Lda:
2006/07 - 760 000 €
2007/08 - 1 698 000 €

Portanto, a TBZ está em dívida e, tendo em conta que a dívida deles à SAD duplicou de uma época para a outra exactamente na mesma dimensão, eu diria que não tem conseguido pagar absolutamente nada do que está estipulado à Sporting SAD. E acredito que deva ter sido isto que provocou a rescisão dos outros contratos.

É algo “preocupante” ter conhecimento das dificuldades pelas quais a TBZ tá a passar e ver que o Sporting não faz nada para acabar com o contrato que tem com essa empresa … ainda por cima todos sabem que a TBZ é uma grande bosta no que toca ao Merchandising do Sporting …

… à uns dias a Puma(patrocinador e fornecedor de equipamentos do Sporting) , interpôs um pedido de insolvência da TBZ , dizendo que não têm vindo a cumprir com o contrato que têm com o Sporting e com a Puma , nomeadamente devido à falta de Stock ao nivel de equipamentos etc …

Só não percebo o porquê de ser a Puma e não o Sporting a se chegar à frente neste assunto .

Mais do que a relação com o Sporting, eu pergunto-me é como é que uma empresa com uma carteira de clientes destas consegue a proeza de atravessar dificuldades financeiras.

Precisamente, era o que calculava. No entanto tenho ideia de ter lido há umas semanas que eles deixaram a exploração da loja do Sporting e que tinham ficado apenas com a parte da distribuição.

Não sei até que ponto não deveremos seguir o caminho dos outros clubes…

Não me espanta nada e até peca se calhar por tardia. No ano passado ainda estive nos escritórios (pela empresa que trabalhava) deles para iniciar uma relação comercial, e já na altura, inícios de 2007 se falava das enormes dificuldades financeiras da empresa e sempre gente ligada a alguns negócios deles.
A partir do momento que começaram os processos em Espanha com o Real Madrid a partir daí e até à Insolvência foi tudo muito rápido e até natural.

De facto, demonstra muito bem a falta de capacidade gestora dos clubes, principalmente dos grandes. Preferem ceder a marca a uma empresa do que ser o próprio clube a trabalha-la sem ter que recorrer a terceiros. Eu posso ir gerir aquilo à borla e faço bem melhor que TBZ.

Nem mais!! Camisolas aquele preço, e o resto, bem, so mesmo pra quem e filho ou afilhadito do socratis!! uma empresa q gere a imagem de scp,slb,fcp e a propria academica, nao ter lucros… hmm :think: :think: sim sr, e uma grande empresa pra continuarmos a trabalhar!! :inde:

O começo do declínio foi a rescisão por parte do Real Madrid e as acções que apareceram a partir da rescisão.

A acção de insolvência da Puma tem um valor bem mais baixinho do que aquele que têm em dívida para com o Sporting.

Número Entrada Datas Partes Unidade Orgânica Processo Espécie e observações 410810 Entrada: 17-11-2008 Distribuição: 18-11-2008 Requerente: Puma Portugal- Artigos Desportivos Ldª. Devedor: Tbz - Marketing,Acções Promocionais, S.A. 1º Juízo

1326/08.0TYLSB

Valor:
31.000,00 €
Insolvência pessoa colectiva (Requerida)

Pergunto-me a mim mesmo, como é que a TBZ conseguiu tal carteira de clientes. E o que levou alguns deles a não avançar como a Puma fez… :think:

De acordo com a edição de 6ª feira d’ O Jogo, o Sporting já rescindiu com a TBZ…

No lo sei!


ScreenShot039.jpg

O contrato que a TBZ rescindiu com o Sporting foi o da exploração da loja (tambem deixou de ter a concessão do Bingo do Sporting) , mas o contrato de licenciamento e promoções desportivas continua a manter-se , e é esse que os lamps rescindiram(juntamente tambem com o da exploração da loja) e que a meu ver o Sporting tambem devia faze-lo .

Na altura , foi mesmo a TBZ que rescindiu tanto com o Sporting como com os Corruptos ficando só com o contrato dos lamps …

Lê o meu post(« Resposta #1823 em: Outubro 26, 2008, 01:37 ») com a noticia , no seguinte tópico : http://www.forumscp.com/index.php?topic=10139.1820

E ainda tinha o Real Madrid (sozinho devia ter mais peso do que todos esses juntos).

expo zaragoza e marcas como playboy, canal panda, extreme, mais o imobiliário, 20 lojas em portugal, 9 escritórios.

Mas os preços das camisolas não vão mudar. Isso é uma estratégia de receitas que está garantida. O problema aqui, é que o Sporting, com a dimensão que tem e com a constante profissionalização e racionalização da sua gestão, composta por pessoas que são licenciadas em Gestão, Economia e Marketing, não tem capacidade própria para gerir o seu espaço. É o Sporting, composto por Sportinguistas que conhecem o clube, a sua mística, que tem de gerir os seus espaços, a sua mensagem, e não uma empresa que, pelo o que sabemos, pode ser composta por tudo menos Sportinguistas.

Para completar, só falta irmos buscar uma empresa Spin-Doctor para espalhar a mensagem como se o clube fosse um culto religioso. Estamos quase no formato de partido político. Mandem vir o Porta-Voz, ponham uns banners quando falarem, e fica tudo a funcionar…

A nossa megastore então, é de uma inferioridade qualitativa que até mete medo. Pouca diversidade e muita extorsão!

Cambada da palhaços incompetentes, os que emanam no nosso adorado clube! Eu faço-o à borla, e bem melhor!!!

[b]O colapso da TBZ[/b]

Por Futebol Finance em 6 Dezembro, 2008

A empresa TBZ, especializada em licenciamento desportivo, merchandising e gestão de instalações desportivas, entrou em colapso. A partir do Euro 2004 a empresa tornou-se a maior do seu ramo na península Ibérica e que teve a seu cargo o merchandising de Real Madrid, Benfica, Sporting e Porto. Com evidentes dificuldades financeiras, que os seus dirigentes nunca esconderam, pediu nos últimos meses um plano judicial de recuperação financeira para estabilizar as suas contas num prazo de 3 anos. No entanto no último ano, por alegados incumprimentos contratuais dos planos de pagamentos previstos, tem assistido a sucessivas rescisões unilaterais por parte das grandes marcas, as quais lhe tinham cedido o licenciamento. A TBZ é detida em 50% pela família Barroqueiro e o restante capital por um fundo de investimento ligado ao banco EFISA. Com cerca de 100 funcionários, a empresa anunciou que prescindiu de 67 empregados, devido às dificuldades financeiras. Segundo dados apurados pelo “Jornal de Negócios” a TBZ têm uma dívida à segurança social no valor de 784 mil Euros.

Dados relevantes:

A TBZ sofre arresto de bens, devido a uma acção judicial interposta pela China XXI, sua cliente e fornecedora de produtos de merchandising, por alegada dívida de 1 milhão de Euros. Segundo a TBZ a China XXI tem um dívida com a empresa no valor de 1.3 milhões de Euros.

A Expoagua entidade que organizou a EXPO Zaragoza ameaça por a TBZ em tribunal por alegada dívida de 2 milhões de Euros, referentes à exploração das lojas oficiais do evento. A TBZ só confirma um dívida de 1 milhão de Euros, devido ao número de visitas da exposição ter sido abaixo do esperado.

No passado ano o Real Madrid suspendeu o acordo com a empresa antes do final do contrato e interpõe uma providência cautelar em tribunal, alegando incumprimentos contratuais, deixando fora de hipótese a renovação do contrato. O clube de Madrid alega que os 2 milhões de Euros em patrocínios que deveria receber, por um período de 1 ano não foram alcançados.

A Puma, marca de equipamentos do Sporting CP, pediu a abertura de falência da empresa, através do Tribunal de Comércio de Lisboa, após 6 meses de tentativas para receber os pagamentos previsto no contrato. Em 2006 a TBZ rescinde o contrato de exploração do Leo Bingo com o Sporting, devido aos resultado negativos no valor de 1.2 milhões de Euros. No último relatório e contas da Sporting SAD na rubrica de devedores a TZB é referenciada como devendo cerca de 1.7 milhões de Euros.

Académica, Porto, Sporting e Benfica rescindem unilateralmente os seus contratos com a TBZ, alegando incumprimentos contratuais. O FC Porto através da sua participada PortoComercial tinha um contrato com a empresa até 2016 por um valor total 8,9 milhões de Euros. O SL Benfica informou que a gestão da marca Benfica e da Megastore do estádio da Luz, passariam a ser geridos pelo clube. A empresa ainda tentou retirar alguns produtos da Megastore, mas foi impedida pela direcção do Benfica.

No entanto os clubes eram os maiores beneficiados com as parcerias com a TBZ, vendo as suas receitas de merchandising aumentar nos últimos anos e em alguns casos cerca de 400%. O maior exemplo de sucesso com o merchandising é o SL Benfica, que em 2003 apresentava 22 contratos de licenciamento e receitas no valor de 200 mil Euros, para em 2004 chegarem aos 2 milhões de Euros. Hoje o Benfica tem 125 contratos de licenciamento que se traduzem em mais de 5 milhões de Euros.

A empresa tentou mais uma expansão internacional, através da proposta de candidatura conjunta com a OAS (uma das maiores construtoras do Brasil) para a construção do novo estádio do Grémio de Porto Alegre. Neste projecto também estava prevista a participação da Efisa, no entanto a TBZ desistiu antes do final do concurso.

http://www.futebolfinance.com/o-colapso-da-tbz/

Comunicado

O Sporting Clube de Portugal vem comunicar a rescisão do contrato de cedência do direito de exploração comercial da marca Sporting, celebrado aos 28 de Maio de 2004 e alterado aos 4 de Outubro de 2008, entre o Clube e empresas do Grupo com a TBZ - Marketing Acções Promocionais, SA.

O contrato foi rescindido pelo Grupo SCP, com fundamento no incumprimento definitivo de obrigações emergentes do contrato, exclusivamente imputável à TBZ MARKETING - ACÇÕES PROMOCIONAIS, SA, rescisão essa que produziu efeitos a partir de 9 de Dezembro de 2008.

Mais se comunica que a exploração comercial da marca Sporting será assegurada pela Sporting - Património e Marketing, SA, empresa do Grupo SCP.

Lisboa, 11 de Dezembro de 2008.
Sporting Clube de Portugal

Finalmente! Vejamos agora como será o futuro neste aspecto… Espero que o Sporting tudo faça para receber as verbas em falta!

Até poderemos receber as verbas, mas a gestão em si do espaço continuará miserável, sem vida, sem dinamismo, e sem Sportinguismo.

Aleluia … isto sim , a exploração da marca Sporting vai ser feita pelo próprio Sporting … finalmente . :victory:

Hum… Cheira-me que vai continuar tudo na mesma e que ainda vão acabar todos aos abraços… É que li há dias num pasquim qualquer (penso que no DN) que o responsável da TBZ para o Real Madrid tinha sido contratado pelo Afra para Director Geral (ou um posto parecido) da Comercio e Serviços.

Ainda não consegui encontrar a noticia mas lembro-me que davam ênfase ao facto de o Sporting ter conseguido roubar essa pérola ao Real Madrid que também o queria contratar para director de Marketing/Produto.

Exactamente. Está confirmado é da mesma laia.