Sporting CP B - Época 2021/2022- Liga 3

mais uma derrota , um gajo assim habitua se

Siga, mais uma derrota!

N tem equipa p mais a surpresa e as vitórias

1 Curtiu

Pouco a pouco a malta do processo começa a abrir a pestana. Bem vindos ao grupo.

Já há muito tempo que ando a alertar para a falta de qualidade da nossa formação.

Sim, já sei que os paladinos hão de vir dizer que há muita qualidade porque há o A, o B, o C e o D…

São poucos!
Quanto mais pequena for a base… Maiores os motivos de preocupação.

Antigamente, dava se um pontapé numa pedra e saia um jogador formado no Sporting na I ou II Liga. Por este andar vai ser na Liga3 e CP

Os melhores não precisam disto para nada.
O lugar do Essugo é na equipa principal.

5 Curtiram

Há opções estranhas.

Com Gonçalo Esteves na equipa principal, porque anda a jogar o Diogo Brás na lateral e o Hevertton desceu aos Sub23?

1 Curtiu

Tudo muito fraco. Perder já se tornou “normal” tanto aqui como nos sub23.

O que conta é o processo…! :stuck_out_tongue_winking_eye:

Pois, e as ‘dores de crescimento’ são o novo pilar daquilo a que continuam a chamar a ‘melhor formação’.

O prémio que deram à academia no inicio da epoca só serviu para inundar egos e lançar os teóricos agarrados a um modelo num histerismo de ‘modernidade’ totalmente alheio à realidade.

Os rivais, e não só, têm excelentes equipas de jovens a jogar bem e a ganhar - com miudos que prometem no futuro - aqui temos derrota após derrota num futebol pobre e com jovens cada vez mais mentalizados que perder com a listada é normal - SÃO DORES DE CRESCIMENTO, é o que lhes dizem,

Quando ficarmos sem o amorim, que é diferenciado a aproveitar alguns jovens - veremos a lama em que nos enterramos com tanta vaidade e incompetência.

2 Curtiram

O problema para mim sao os treinos. Tao a misturar os jogadores de 4 equipas durante a semana e dps no domingo vao todos jogar com quem nao treinaram.

Deviamos ter uma base nos juniores, sub 23, equipa B e seniores. E treinavam smp juntos durante semana e so 2 ou 3 subiam/desciam.

O que se passa ag nao da para a mesma equipa técnica puxar pelo mesmo jogador durante a epoca toda. A tactica tb nao e a mesma, os mecanismos entre jogadores nao se criam. Assim e dificil mesmo com o guardiola como treinador da B

2 Curtiram

Foto José Lorvão

DERROTA EM SETÚBAL

Por Sporting CP
15 Jan, 2022

EQUIPA B

Edu Pinheiro marcou o único golo dos Leões (2-1)

A equipa B de futebol do Sporting Clube de Portugal perdeu, nesta sexta-feira, diante do Vitória FC por 2-1 em jogo da 15.ª jornada da Série B da Liga 3, disputado no Estádio do Bonfim em Setúbal.

Para esta partida, Filipe Celikkaya apostou de início em André Paulo, Flávio Nazinho, José Marsà, Chico Lamba, Eduardo Pinheiro, Dário Essugo, Bernardo Sousa, Miguel Menino, Diogo Brás, Geny Catamo e Youssef Chermiti.

Os Leões entraram bem na partida e Geny Catamo deixou logo o aviso, num remate rasteiro fora da área, com o golo Leonino a surgir pouco depois. Foi aos 12 minutos de jogo, após falta sobre Miguel Menino na área. Chamado a converter o pontapé de penalti, Edu Pinheiro levou a melhor sobre João Valido, que até adivinhou o lado, mas não conseguiu evitar o golo verde e branco.

O Vitória FC conseguiu depois dar a volta ao marcador, marcando aos 17 e aos 32 minutos, primeiro por André Mesquita e depois por Murilo, indo assim para o intervalo a vencer por 2-1.

Na segunda metade, a formação Leonina mostrou-se mais ofensiva, sobretudo após a tripla substituição à hora de jogo. Saíram Edu Pinheiro, Bernardo Sousa e Miguel Menino e entraram Vando Félix, Mateus Fernandes e Renato Veiga.

A pressionar mais do que na primeira metade, as melhores ocasiões de golo aconteceram já na recta final do encontro. Após livre, em que o Sporting CP ganhou um canto na direita, Youssef Chermiti teve o golo nos pés, mas atirou fraco na cara de João Valido, que segurou o esférico.

Depois foi Diogo Brás, à entrada para os últimos dez minutos da partida, e já com Gonçalo Costa em campo, após a saída de Flávio Nazinho, a estar perto do 2-2. Sequência de investidas Leoninas, com o camisola 61 a ver o guardião fora dos postes e a tentar o empate com um chapéu, de fora da área, mas o esférico bateu na trave.

Assim, apesar de tudo ter feito para merecer outro resultado, o Sporting CP, que ainda contou com Rafael Fernandes, que entrou aos 88 minutos, tendo saído Dário Essugo, acabou por sair de Setúbal sem pontos, voltando agora a jogar no próximo sábado, em Alcochete, diante do CD Cova Piedade.

1 Curtiu

LEÕES NÃO TIVERAM UM ‘BONFIM’

Equipa B leonina foi ao terreno do Vitória FC e perdeu por 2-1

Guilherme Aguiar

Texto

14 de Janeiro 2022, 23:46

summary_large_image

O Sporting B perdeu, esta sexta-feira, 14 de janeiro, na visita ao Vitória FC, por 2-1, em jogo a contar para a 15ª jornada da Série B, da Liga 3.

A equipa leonina até marcou primeiro, por intermédio do capitão, Edu Pinheiro (pen, 12’). Já os golos da equipa sadina, foram marcados por André Mesquita (17’), com um grande golo de chapéu, e por Murilo Rosa (31’).

No primeiro tempo, os leões tiveram alguma dificuldade em chegar ao último terço, muito por ‘culpa’ da boa pressão efetuada pelo conjunto do Vitória FC, optando, assim, algumas vezes pelo passe longo.

Já na segunda parte, o Sporting melhorou bastante e assumiu as rédeas do encontro, levando a equipa sadina a baixar as linhas. O conjunto de Filipe Celikkaya foi para ‘cima’ do adversário na busca de reverter o resultado e teve algumas oportunidades para mudar o desfecho do encontro, mas não conseguiu.

Na equipa leonina, o destaque vai para Geny Catamo que foi o mais inconformado. Tentou criar perigo, através de lances individuais.

Com esta derrota– a sétima em 15 partidas disputadas – o Sporting mantém a oitava posição no campeonato, ficando a aguardar pelos outros resultados, com 16 pontos.

Na próxima jornada, a equipa verde e branca recebe, em Alcochete, o Cova da Piedade, que ocupa o 9.º posto. O encontro está marcado para dia 22 de janeiro, pelas 15h00.

Fotografia Sporting

Na minha modesta opinião além da residual qualidade um dos problemas é a mensagem que se passa, com esta coisa bonita do projeto centrado no jogador, acredito que sempre foi assim, é gritante a falta de cultura de vitória das equipas , falta de solidariedade entre os jogadores, etc etc.

SL

4 Curtiram

Acertas-te na Mouche, esse o principal problema!!

2 golos iguais.

0 pressão no portador da bola, um passe em balão. Defesas centrais que mais parecem o gordo aqui da rua, 0 agressividade, 0 condicionamento, e depois num um chapéu miserável e noutro um cruzamento atrasado.

Teriam de evoluir mesmo muito para serem levados a sério.

Tirar daqui o Essugo e o Geny.

O Marsa… LOL

O que têm achado do Marsa e do Vando?

Marsá - verde. Pode ser que numa defesa a 3 se exponham menos as suas limitações. Mas precisamos de um central na A porque Marsá não dá atualmente garantias para jogar (para treinar ainda admito).

Vando - verde, também, sem confirmar os bons créditos com que chegou tal como o Kiko Félix. Ambos deverão ter mais um ano (o próximo) para provarem na B o potencial que supostamente teriam.

Em relação a esta equipa, não consigo criticar as opções/escolhas iniciais do treinador quando seriam as minhas também, mais mudança menos mudança (não jogaria já com o Menino a titular da B).

Fica visível que Nazinho pode ter potencial mas ainda precisa de jogos neste escalão para se consolidar. Essugo está a crescer (qualidade evidente é notória).

Entulho

O Diogo esteve bem no jogo anterior a este, por exemplo, e mesmo neste não esteve mal. O Hevertton tem evidenciado mais dificuldades, mesmo quando joga nos sub-23…

Isso interessa para que ? Nem um nem outro vai jogar na A