Sporting CP B- Época 2020/2021

Pérola da formação deu nas vistas pelo Sporting B e chama por pretendentes da primeira :: zerozero.pt
image

SL

Isto e gozo em vez de empretarem querem vender? Este miúdo cheio de potencial?

1 Like

Os que fizeram a melhor época, segundos aqui os entendidos, não têm interessados? :roll_eyes:

1 Like

@ Danix
qual os atletas a que te referes, para eu tentar saber noticias deles.
atenção que não estou falar atletas em fim contrato, mas sim os que tem ! :money_mouth_face:

SL

O que foi dito aqui foi que o Bruno Paz e o Tomás Silva tinham sido os melhores.

Eu disse e mantenho que o Nuno Moreira foi o jogador que mais evoluiu/ impressionou.

Vou ficar atento ao rumo que os 3 darão às suas carreiras.

Mas quase que aposto que o Tomás não consegue na próxima época mais que uma 2 Liga.

@ Danix
ok, eu entendi !
vou reafirmar que este ano na B, tem esses 3 atletas em destaque, B. Paz, T. Silva, N. Moreira ( grande final de época) e juntava o R. Fernandes, pena lesão João Oliveira que estava boa forma.
ps: dava estes elementos boa base para se tentar subida 2ª liga, concordas?

SL

Era uma boa base mas eu acho que nenhum deles estará no próximo plantel. Pode ser que me engane num…

1 Like

Tendo em conta a idade deles, não sei se alguns não vão querer dar o salto.

22,23 anos começa a ser muito para andarem numa B

1 Like

A rapaziada mais velha tem de seguir o seu caminho… farão carreiras bastante simpáticas e devemos estar reconhecidos pelo sacrifício que fizeram este ano de ir jogar Campeonato de Portugal e em sintéticos para ajudarem o seu Sporting.

Desses que o forista @scouting refere aí em cima, e atendendo à lesão do João Oliveira que complicou isto tudo, diria que o Rodrigo Fernandes ainda tem espaço para se afirmar na equipa principal mas precisa de rodar um ano. Os outros têm de tentar chegar lá acima por outras vias (em parte foram também vítimas de uma estratégia que os deixou a marinar em escalões pouco competitivos, pouco propícios à sua evolução no tempo devido… e também vítimas da Equipa B estar no Campeonato de Portugal e eles terem de ir ajudar o Sporting a subir à Liga 3, jogando num escalão pouco proveitoso para evoluírem como jogadores e se afirmarem num nível competitivo elevado).

1 Like

in Record
#Boa_sorte_novo_projecto #NM_79

ps: mas não vai ser o único da nossa equipa B !

SL

Que cagada. Não valia mais ter deixado sair este, especificamente, apenas por empréstimo? Tenho dificuldade em perceber a saída definitiva, mesmo que mantenhamos metade do passe.

Está em final de contrato, faz 22 anos, realidade competitiva fraquíssima até agora…

EQUIPA B VAI SOFRER REVOLUÇÃO

Conjunto secundário dos leões terá como base formação leonina. Conheça aqui os nomes que devem compor o plantel na próxima temporada

Tiago Jesus

Texto

12 de Junho 2021, 17:10

summary_large_image

Após os leões garantirem um lugar na Liga 3, a equipa orientada por Filipe Celikkaya irá sofrer várias alterações devido ao fim de ciclo de alguns atletas. De acordo com o jornal ‘O Jogo’, Mitrovski, Elves Baldé, Mees de Wit, Tomás Silva e Bruno Paz são alguns dos nomes que deverão prosseguir carreira fora de Alvalade, abrindo vagas para atletas mais jovens.

De acordo com o diário desportivo, a equipa secundária dos leões será constituída por atletas de escalões mais baixos da formação. A estratégia passa pela não contratação de jogadores para esta equipa, construindo uma janela de oportunidade para colocar jogadores a competir nos escalões acima da sua idade.

Desta forma, nomes como Chico Lamba, Tiago Ferreira, Geny Catamo, Joelson Fernandes, Flávio Nanzinho ou Lucas Dias serão as principais referências desta equipa. A mesma estratégia será usada nos escalões abaixo, com a equipa sub-23 a ser constituída maioritariamente por juniores, repetindo a fórmula nos juvenis e nos iniciados.

Fotografia de Sporting

de pequenino ruge o menino!*: «O que esperar deste mercado de transferêncais?»

Caros leitores da Tasca,
a época 2020/2021 terminou e é agora tempo de preparar a próxima da melhor forma possível.

Em artigos anteriores, dei a entender que a equipa B vai necessitar de uma profunda alteração. Com a saída de 7 elementos cujo vínculo contratual chega ao fim no próximo dia 30 de junho (Nasirov, De Wit, Baldé, Bernardo Sousa, Mitrovski, Ricciuli e Tomás Silva), aos quais se juntam outros elementos que também não constam nos planos de Celikkaya (Babacar Fati, Hugo Cunha, João Oliveira, Diogo Brás, Edu Pinheiro, Diogo Sousa, Luiz Phellyppe e Anthony Walker), ficam a restar 13 elementos que transitam de uma época para a outra.

Sabendo que a espinha dorsal da equipa dos sub-23 irá subir de patamar (Hevertton Santos, Chico Lamba, Flávio Nazinho, Gonçalo Costa, João Daniel Santos, Tiago Ferreira, Lucas Dias e Paulo Agostinho), ficamos com este plantel para atacar a liga 3:

André Paulo, Gonçalo Pinto

#Hevertton Santos, Loide Augusto, Chico Lamba, João Goulart, Edu Quaresma (se necessário), Flávio Nazinho, Gonçalo Costa

Rodrigo Fernandes, Bruno Paz, João Daniel Santos, Edson Silva

Tiago Ferreira, Lucas Dias, Geny Catamo, Joelson Fernandes, Bruno Tavares (se for re-integrado)

Paulo Agostinho

Ainda assim, o plantel está incompleto, faltando um ou dois defesas centrais, um médio ofensivo e um ou dois ponta de lança com caraterísticas distintas.

Após pesquisa, encontrei alguns jogadores que poderiam colmatar as lacunas do plantel atual, tornando-o mais competitivo:

Herculano Nabian – jovem ponta de lança vinculado ao Vitória de Guimarães. Com 17 anos e uma estatura de 1.82m, é um avançado muito possante e com remate fácil. Marcou 7 golos pela equipa B, tendo sido determinante no final da temporada, para que esta assegurasse a presença na Liga 3. Ficou-me na retina aquando do jogo dos sub-23 vitorianos contra a formação leonina, onde fez estragos e foi um osso duro de roer para a dupla de centrais leoninos: Rafael Fernandes e Rodrigo Rego. Tem uma cláusula de 60 milhões de euros, o que sugere que o Vitória SC possa querer mantê-lo e utilizá-lo na equipa principal nos próximos anos.

Vando Félix – este jovem avançado-centro tem características bem distintas de Herculano. 18 anos, velocista e com drible fácil, é um jogador que gosta de jogar no desiquilibrio e na profundidade. Apesar da sua idade, foi peça relevante no brilhante projeto de José Augusto Faria, que comandou a equipa de sub-23 na luta pelo título até ao fim, perdendo no último jogo com o Estoril. Além disso também jogou na liga Sabseg. As qualidades deste jovem são notórias, o que justifica o interesse de SC Braga e Sporting, ambos na luta pelo jogador. Ao abrigo do protocolo criado por Paulo Lopo (na altura administrador da SAD do Leixões FC), partimos em vantagem para a contratação deste jovem talento.

Gilson Benchimol Tavares – avançado-centro com caracteristicas semelhantes a Vando Félix. Rápido, com um bom toque de bola, é também um avançado que está nas pretensões leoninas para este defeso. Ajudou o Estoril Sub-23 a ser campeão e vencedor da taça revelação, tornando-se o melhor marcador da taça, com 4 golos apontados. O Sporting já tentou uma abordagem ao jogador em janeiro, esperando que os contactos se mantenham de forma a poder vestir a camisola verde e branca para a próxima época.

Rodrigo Ferreira – médio ofensivo centro de 19 anos do Leixões Futebol Clube. Foi uma das agradáveis surpresas desta equipa de sub-23, o que o levou a ser chamado à equipa principal, participando em 19 jogos, tendo inclusive marcado um golo. Jogador bastante trabalhador e tecnicista, tem uma boa visão de jogo. Pode eventualmente vir a dar luta a Tiago Ferreira e Lucas Dias na disputa por um lugar no meio-campo ofensivo, mais propriamente no vértice, fazendo o elo de ligação entre esse mesmo setor e os três elementos da frente. Tal como Vando Félix, seria um elemento relevante para atacar a subida à Liga 2. Fruto das boas relações entre os clubes, é possível chegar a um entendimento.

Cher N’Dour – médio centro do Benfica de apenas 16 anos. Jovem central, com facilidade em dominar todas as ações do meio-campo, e exímio na saída de pressão, na qual demonstra muita calma. Tendo também chegada à área, revela-se um médio defensivo moderno que não tem medo de arriscar, com facilidade em quebrar linhas de pressão e entregar a bola redondinha aos colegas da frente. Um jogador que causou boa impressão nos dois jogos que fez contra a nossa equipa, na fase de apuramento para da taça revelação.

Estes são os jogadores que julgo terem capacidade de contribuir para o aumento da competitividade da equipa, e que, tal como Matheus Nunes ou Pedro Marques, poderão ser uma mais-valia no futuro (seja em chamadas à equipa A ou a proporcionarem encaixes financeiros vantajosos).

*quando o deixam entrar na Academia, o JFCC coloca na ementa um prato com dedicatória para os #FormaçãoLover