Sousa Cintra em Entrevista ao Pasquim2 - 15Out06

Curiosa e supreendente entrevista de Cintra ao Record, mais especificamente ao lampio Cartaxana.

Cintra faz uma análise do passado mas também do presente, revelando (para mim) surpreendente capacidade de identificar os seus erros e referir, sem rodeios, o que teria feito diferente. No final algo curioso, para apimentar novamente o “revisionismo” que alguns tentam fazer da passagem de Figo por Alvalade.

Principais notas:

  • assume claramente ter errado dispensando Robson. Diz que foi emocional, que a eliminação tinha sido frustrante mas que Robson provou o que qualquer um já sabia e que ele devia ter também recordado: que era um grande treinador. Se pudesse voltar atrás não o teria despedido.

  • assume quase directamente que o “Casino” foi um pretexto para trazer Queiroz, que o quis trazer porque 8 dos titulares eram jogadores QUeiroz e que pensava que a empatia existente podia render títulos.

  • Refere desilusão mas enorme respeito por Queiroz. Diz o que qualquer um sabe: que Queiroz falhou pois teve, durante 2 anos, a melhor equipa portuguesa e não foi capaz de vencer o título. Elogia no entanto Queiroz na vertente pessoal e profissional.

  • Após ter assumido erros com tanta facilidade surpreendeu-me que tenha insistido em que nada de errado fez com Figo. Declarou que as negociações com Figo começaram muito mais cedo do que foi publicado na altura e que nada havia a fazer, que José Veiga meteu na cabeça do jogador um futuro internacional (que se veio a confirmar mas que ele podia ter tido na mesma) mais acessível caso não renovasse, e assim foi, mesmo tendo-lhe sido oferecido um contrato milionário. Tendo em conta o que o tempo veio a demonstrar sobre Veiga mas também sobre Figo não me custa acreditar nesta versão, aliás porque não tenho quaisquer dúvidas que Sousa Cintra esse sim, apesar de básico e ignorante é o verdadeiro sportinguista desta história.

Após ter assumido erros com tanta facilidade surpreendeu-me que tenha insistido em que nada de errado fez com Figo. Declarou que as negociações com Figo [b]começaram muito mais cedo do que foi publicado na altura[/b] e que nada havia a fazer, que José Veiga meteu na cabeça do jogador um futuro internacional (que se veio a confirmar mas que ele podia ter tido na mesma) mais acessível caso não renovasse, e assim foi, mesmo [b]tendo-lhe sido oferecido um contrato milionário[/b]. Tendo em conta o que o tempo veio a demonstrar sobre Veiga mas também sobre Figo não me custa acreditar nesta versão, aliás porque não tenho quaisquer dúvidas que Sousa Cintra esse sim, apesar de básico e ignorante é o verdadeiro sportinguista desta história.

Dupla tanga!

As negociações com Figo começaram muito mais tarde que deviam.

Cintra ofereceu-lhe um contrato milonário? Se calhar até ofereceu, depois de já saber que este o recusaria por já ter decidido que o seu futuro passaria por outro lado. Maneira chico-esperta de dizer que tentou tudo sem se comprometer com nada, e que os outros é que são os maus da fita.

o que tu contas é a versão da altura.

não faz sentido que o homem assuma tantas asneiras e reiterasse nessa.
também não faz sentido imaginar que perante Veiga, na altura no início, a história tenha sido mais para o lado desta que da outra.

Senão vejamos:

  • Figo na altura alegou um argumento que quando eu era puto papava, mas que homem feito vejo como ridículo: que o Sporting tinha dado salários de luxo a Pacheco e Sousa e que os “da casa” eram desvalorizados. Quem luta por um contrato melhor não faz o que ele fez a seguir, usa isso como argumento mas não faz o que ele fez.

  • Veiga mostrou mais tarde como funcionava, e novamente contra nós. Com Jardel a palhaçada foi semelhante.

  • Acredito que Cintra tenha oferecido um contrato excelente a Figo. Cintra era maluco, penso que ninguém duvida disso.

  • Figo meteu-se em alhadas mal saiu do Sporting, com a história dos dois contratos. Veiga já mexia os cordelinhos, e certamente foi co-responsável pelas palhaçadas.

  • A meio da carreira Figo corta com Veiga.

Conclusão: por mais tardia que tenha sido a negociação (foi pelo menos no início da época em que ele saiu, disso lembro-me eu) havia margem para que, se Figo quisesse, chegar a bom porto. Não estou a ver Cintra a apertar os cordões à bolsa, nunca foi desses (o q não é necessariamente bom claro).

Honestamente não me recordava que este negócio tinha sido a rampa de lançamento de Veiga. Ao recordar isso percebo tudo, e percebo também que Figo foi este.

Quanto a Cintra é como digo, burro, ignorante, mas nesta entrevista encaixa todas as falhas, não há razão para evitar esta, aliás pq certamente não foi a mais danosa para o futebol do Sporting e ele sabe-o bem, ele sabe que o grande erro dele foi a troca Robson - Queiroz num ano chave.

Mas aindam acreditam que com o Robson eramos campeões? :shock: Viu-se o ano anterior ao da sua dispensa…

Mas aindam acreditam que com o Robson eramos campeões? :shock: Viu-se o ano anterior ao da sua dispensa...

Apesar de irmos à frente quando Robson foi dispensado, também não acredito que tivesse chegado lá.

As arbitragens nessa altura ainda eram mais escandalosas do que são agora. Em 90/91 também tivemos uma equipa excelente e simplesmente fomos impedidos. Tal como em 94/95 ou em 98/99. Fosse com que treinador fosse. Por isso, e por causa dos 6-3 criou-se um mito à volta do Robson.

Já agora, ao mesmo tempo que o Figo não renovou o mesmo aconteceu com o Peixe. SC passa ao largo deste caso? É que, para além do empresário e de (julgo) Peixe também ter assinado com o Glórias quando junior, se há paralelismo nos dois casos, é na inabilidade negocial de SC e sua Direcção.

As arbitragens nessa altura ainda eram mais escandalosas do que são agora. Em 90/91 também tivemos uma equipa excelente e simplesmente fomos impedidos. Tal como em 94/95 ou em 98/99. Fosse com que treinador fosse. Por isso, e por causa dos 6-3 criou-se um mito à volta do Robson.

Eu é mesmo pelo futebol que jogávamos. “Simply not good enough”.

Quem quer fazer acreditar que o Sporting podia pagar na epoca perto do que colossos italianos ou espanhois pagavam de ordenados só pode estar de má-fé. Isso do “ordenado milionário” é tão relativo. :roll:

E não me venham com a treta de que se o Figo fosse sportinguista fazia um esforço para receber menos (equivale a dar dinheiro ao Sporting) quando o presidente tinha muito mais e apenas emprestava. :arrow:

Acho que a culpa acaba por estar nas duas partes. Quanto ao Figo, aconselhado e representado por alguém como Veiga, nunca poderia estar correcto, quanto ao Cintra, poderia ter tido outras formas de reagir ao problema, logo que foi buscar os 2 jogadores aos lampiões. Nem que fosse para salvaguardar a imagem do Sporting em todo o processo (imagem essa que ainda hoje se sente).

Como se acredita tanto nuns e noutros nem por isso…

Como se acredita tanto nuns e noutros nem por isso...

Não deixas de ter uma certa razão…

A parte que me chamou mais à atenção foi na entrevista que estava a fazer ao telefone. Ia a conduzir e parou o carro para mandar a garrafa de vidro fora que estava a beber… O vidro tava fechado e partiu o vidro com a garrafa. Humilhado para sempre. Ainda teve tempo para dizer uns palavrões em directo. :lol:

Em relação ao affaire Robson, sou coerente. Dificilmente me verão dizer hoje uma coisa e amanhã outra e se o fizer, faço um «mea culpa» e admito que anteriormente estava errado, o que não é o caso.

Apesar do que ele disse na entrevista, continuo a achar que o Cintra fez aquilo que devia fazer, ou seja, tentar salvar os «tarecos» antes que fosse tarde demais. As pessoas continuam a tentar enviar areia para os olhos delas mesmo ao referir que o Robson foi despedido quando estava em primeiro lugar do campeonato, mas esquecem-se de referir que esse primeiro lugar era partilhado com o Porto (salvo erro) e que 3 ou 4 semanas antes, estávamos em 1ºs, nessa altura sim, completamente isolados e com 6 ou 7 pontos de avanço do 2º classificado. Quer isto dizer que o Robson não foi despedido «porque estava em 1º lugar», mas sim porque em apenas 3 semanas, enterrou… 7 pontinhos.

O que ainda é mais curioso, é que algumas das pessoas que hoje estão contra essa tomada de decisão de Sousa Cintra, são as mesmíssimas pessoas que pedem a cabeça dos treinadores a meio e até antes do meio dos campeonatos, sob o argumento que «a equipa não tem futuro com esse treinador e há que tentar salvar a época». Deveras interessante…

Quanto ao Figo, não vale a pena falar mais disso aqui no fórum, porque é uma causa perdida. Podem ir buscar 796.473 provas daquilo que ele é capaz. Podem apresentar como argumentos aquilo que ele fez ao Sporting enquanto esteve ao serviço do clube, a forma como foi (mal) influenciado pelo Veiga, que isso não interessa para absolutamente nada. O Figo é o maior e ponto final. Realmente, é um fenómeno só comparável ao fenómeno religioso, em que as pessoas acreditam em Deus pela simples força da fé.

Desculpem, mas para esse peditório já dei… :arrow:

SC quando fala em contracto milionario fala na altura que era…em 1995 oferecer em Portugal a um jogador um contracto de 12 mil contos…se isto nao e um contracto milionario nao sei o que sera…

Quanto ao resto o senhor FIGO nunca teve culpa nunehuma portou se sempre bem com o sporting e com os adeptos…foi sempre um senhor…POUPEM-ME

Quanto ao ROBSON para mim foi simplesmente o melhor treinador e com mais curriculum que alguma vez passou pelo sporting digam o que disserem…e com aquela equipa para mim tinha feito algo.
Tambem relembro que a equipa do primeiro ano de robson pouco tinha a ver com a equipa da 2ª epoca.

Depois quanto a QUEIROZ e dos maiores bluffs de treinador que alguma vez vi…e provou isso no sporting…quem perde o titulo foi ele e nao os jogadores

Depois mais tarde arranjou guerras com PAULO SOUSA…no intervalo nas antas…arranjou problemas com VALCKX…encostou o PACHECO…encostou o CADETE…e caso nao se lembrem encostou o BALAKOV em purrando o para fora do sporting.

Beneficiando descaradamente o afilhado dele CAPUCHO…que foi sempre um bluff no sporting.

Como a memoria continua a ser curta para muita gente !!!

Ora é Queiróz, ora é Peseiro… Resolvam esses traumas de uma vez por todas! :arrow:

SC quando fala em contracto milionario fala na altura que era...em 1995 oferecer em Portugal a um jogador um contracto de 12 mil contos...se isto nao e um contracto milionario nao sei o que sera....

Quanto ao resto o senhor FIGO nunca teve culpa nunehuma portou se sempre bem com o sporting e com os adeptos…foi sempre um senhor…POUPEM-ME

Quanto ao ROBSON para mim foi simplesmente o melhor treinador e com mais curriculum que alguma vez passou pelo sporting digam o que disserem…e com aquela equipa para mim tinha feito algo.
Tambem relembro que a equipa do primeiro ano de robson pouco tinha a ver com a equipa da 2ª epoca.

Depois quanto a QUEIROZ e dos maiores bluffs de treinador que alguma vez vi…e provou isso no sporting…quem perde o titulo foi ele e nao os jogadores

Depois mais tarde arranjou guerras com PAULO SOUSA…no intervalo nas antas…arranjou problemas com VALCKX…encostou o PACHECO…encostou o CADETE…e caso nao se lembrem encostou o BALAKOV em purrando o para fora do sporting.

Beneficiando descaradamente o afilhado dele CAPUCHO…que foi sempre um bluff no sporting.

Como a memoria continua a ser curta para muita gente !!!

É. Pelo menos destas, Queiroz não se escapa. :arrow:

nessa altura eu nem sabia o que era o futebol, como tal nao faço a minima do que estao a falar :roll:

Queiroz é de longe o mais patético de todos e como ainda por cima é overrated ainda mais nervos me mete…

Peseiro e Boloni eram apenas pobres diabos, Queiroz tenta fazer-se passar pelo que não é…

Já agora, têm seguido o excelente dentista no Mónaco? Está a ser delicioso… :twisted:

nessa altura eu nem sabia o que era o futebol, como tal nao faço a minima do que estao a falar :roll:

Não seja por isso.
Para ti e para todos os mais novos que por vezes se devem admirar do desdém com que os mais velhos encaram coisas como “o Sporting de Peseiro jogava bom futebol” ou que se refiram romagnolis e até Carlos Martins como craques, deixo-te aqui imagens que te mostram o tipo de jogadores que tinhas na altura do jejum, nunca titulados por várias questões, umas internas outras externas.

Golo de Balakov em Setúbal, à maradona.
http://www.youtube.com/watch?v=7qJD306EUFo

Golo de Balakov na Luz à… Balakov. Incrível.
http://www.youtube.com/watch?v=aIVI1Omdi5o

Vários golos antigos da liga portuguesa, alguns do Sporting.
Aos 50s tens o Bala a resolver um canto.
Aos 2.10 tens o Jusko a meter uma de bicicleta. Este gajo naquela altura era encarado tipo “pinilla” hoje em dia. Agora vê o que era o “pinilla” da altura. Um bom jogador, mas lento.
http://www.youtube.com/watch?v=okgZBjORSe4