Será que o Eusébio é mesmo o Melhor Jogador Português de Sempre?

O objectivo deste tópico é, como está explicitado no título, discutir a quem deverá caber o título de «Melhor Jogador Português de Sempre». Como sabemos, esta distinção é desde há muito tempo atribuída de forma quase unânime, tanto pelos media (e, em consequência disso, pela sociedade em geral) ao Eusébio. Mas, devido sobretudo ao aparecimento de Cristiano Ronaldo, um jogador de outro planeta que tem vindo a pulverizar recordes, penso ser chegada a altura de iniciar um debate em torno desta questão: Eusébio é realmente o «rei»? Se sim, sê-lo-á para sempre? Ou o seu reinado é um embuste e há que ter em conta nomes como Peyroteo e os Violinos, Futre, Figo e Cristiano Ronaldo?

O Eusébio foi sem dúvida um jogador extraordinário, e é nítida a diferença de tratamento que ele ainda hoje recebe quando comparado com outros grandes jogadores. O ex-benfiquista foi promovido na nossa sociedade ao estatuto de «lenda», tal como tantas vezes comprovamos - ora com a distribuição de fascículos em jornais e revistas a recordá-lo, ora com a realização de galas na televisão pública… Qual a vossa opinião sobre isto? O Eusébio está de facto num patamar acima de todos os outros? Ou consideram que as campanhas de divulgação do «Pantera Negra» têm por objectivo promover o Benfica e perpetuar o Eusébio no «trono» do futebol português? Quem é de facto o «melhor»? Eusébio? Peyroteo? Outro dos Violinos? Futre? Figo? Cristiano Ronaldo?

Digam de vossa justiça.

P.S.: sei que, fruto da rivalidade entre Sporting e Benfica e do recente desrespeito que o Eusébio teve para com o nosso clube, sempre que se fala dele aqui no fórum algumas pessoas tendem a referir-se-lhe de forma insultuosa. Não costumo dizer nada sobre isso mas, já que criei este tópico, tomo a liberdade de pedir a todos que evitem centrar os vossos textos no insulto fácil, na cor da pele dele ou no facto de vos dar prazer que o Eusébio deixasse este mundo (como já cheguei a ler por aqui…). Também não morro de amores por ele, quer por ter sido um dos símbolos que ligou o Benfica ao Estado Novo quer por ter recentemente faltado ao respeito ao Sporting (http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/eusebio-diz-que-sporting-era-clube-dos-racistas). Mas lembrem-se de que isto é «só» futebol. Nas palavras de Arrigo Sacchi, como já tive oportunidade de escrever por aqui uma vez, esta modalidade é «apenas a coisa mais importante entre as coisas menos importantes». Quero com isto dizer que apesar de rivais, somos todos humanos. Não deêm razão ao Eusébio nem aos tristes que lhe puseram na cabeça aquelas palavras falsas e incendiárias sobre o nosso clube.

CR7

Os outros (tirando o Figo) não vi jogar …

Figo em 2º .

Para mim a ordem é esta:

Melhor de sempre: Cristiano Ronaldo
2º - Peyroteo
3º - Figo
4º - Ballantines

:arrow:

Simples Cristiano Ronaldo. 8)

                        [img width=620 height=413]http://imagens.publico.pt/imagens.aspx/421703?tp=KM&w=620[/img]

Escrevo este post na sequência da abertura da estação de metro do Aeroporto, em Lisboa, que foi decorada com caricaturas de várias personalidades portuguesas, entre as quais figura o Eusébio. Pensei escrevê-lo no tópico «Lampionices», mas acabei por postá-lo aqui porque a mim, pessoalmente, a existência desse tópico não me agrada por aí além e também porque acho que este é um tema que vai para lá das simples picardias entre rivais. (Se a moderação for de outra opinião, sintam-se à vontade para o mover ou apagar.)

Falando do assunto em questão, acho que a decisão de incluir o Eusébio no lote de figuras representadas não foi a mais feliz - ou pelo menos não da forma como foi feita. É verdade que este jogador marcou uma era no desporto nacional, que foi durante muito tempo o futebolista português mais conceituado e que colocou o futebol deste país nas bocas do mundo. Mas não pode, na minha opinião, ser considerado o representante do país futebolístico - nem sequer da cidade, aliás. Desde logo porque, mais do que de Portugal, é uma figura indissociável do Benfica (como é indirectamente assumido pelo autor dos desenhos, o caricaturista António, que fez questão de representá-lo com a camisola do clube…) e porque felizmente existiu um outro jogador, Fernando Peyroteo, que, por sinal, também jogou num grande clube de Lisboa, foi o expoente máximo do futebol português durante muito tempo e pulverizou todos os recordes tanto do Eusébio como de qualquer outro jogador nacional e internacional, mantendo-se ainda hoje como o jogador com maior média de golos da História do futebol (!). - (http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Ranking_dos_maiores_artilheiros_de_futebol)

Isto não quer dizer que o Eusébio não mereça destaque. Claro que o merece, porque foi um excelente jogador e, até ao aparecimento do Figo e do Ronaldo, foi o jogador português mais conhecido lá fora (sem dúvida que por mérito próprio, mas também muito por culpa da imprensa e até do Sporting, que nunca deram o protagonismo devido aos Cinco Violinos e em particular ao Peyroteo…). Mas, devendo as caricaturas presentes nas paredes do Aeroporto de Lisboa representar todo o país, creio que devia ter sido seguida uma destas opções:

  • ou se fazia representar o Eusébio e o Peyroteo, as duas figuras mais emblemáticas do futebol da capital e dos clubes mais reprsentativos da cidade;

  • ou se omitia tanto o Eusébio como qualquer outro jogador, o que poderia ser considerado injusto mas que tratava por igual todos os portugueses, não deixando de fora uma lagra fatia daqueles que por várias razões não se revêem no Eusébio ou que se identificam mais com outro futebolista

O futebol é um tema que desperta paixões e provoca um grande interesse nas pessoas. Toca-nos acima de tudo não na razão, mas na emoção. É por isso que devia ter havido um maior cuidado na hora de deixar o Sporting de fora - sim, é verdade que o Carlos Lopes também está representado, mas é uma figura muito menos conhecida do público em geral e, apesar de ainda não ter visto essa caricatura, não acredito que envergue uma camisola do Sporting, tal como a caricatura do Eusébio veste a do Benfica…). Da mesma forma, tanto quanto sei também não foram representadas figuras políticas de relevo - precisamente porque a política também mexe muito com o nosso interior e a inclusão de um Mário Soares, de um Sá Carneiro ou de um Álvaro Cunhal iria sempre ser problemática porque nem todos se sentiriam representados.

Com o futebol passa-se o mesmo e, se no período Estado Novo o Eusébio era um dos sustentáculos socio-culturais do regime (juntamente com a Amália, também representada nas paredes da estação), actualmente penso que os portugueses se possam reservar ao direito de não idolatrar o Eusébio, de não o considerar o melhor jogador português de sempre (estatuto que, de resto, na minha opinião partilha com o Peyroteo, o Figo e o Ronaldo, com alguma vantagem para este último), de não se sentirem representados por ele ou até de o desprezar, uma vez que o seu respeito pelo Sporting também nunca foi uma realidade. (para os mais esquecidos: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/notici…-diz-que-sporting-era-clube-dos-racistas, e a resposta de um ex-colega: http://expresso.sapo.pt/antigo-jogador-desmente-eusebio=f691384). Convém que os lisboetas e os portugueses não sucumbam a esta tentativa de pensamento único que nos querem impor (neste caso falo do panorama futebolístico, mas pode ser adaptado a outras áreas) e que mostrem desagrado pelo facto de uma instituição que tanto deu à cidade e ao país como o Sporting ter sido esquecida nesta obra - e, a meu ver, mesmo desrespeitada.

Como sportinguista e português que pensa pela sua própria cabeça, fico desagradado com este culto ao Eusébio - que foi, como já disse, um extraordinário jogador, mas não o único. Da mesma forma que fico revoltado com o desprezo com que o Sporting foi mais uma vez tratado. Esta vontade sôfrega de nos imporem um pensamento único sobre este tema serve, na minha opinião, para legitimar a propaganda gratuita ao Benfica - neste caso num espaço que irá ser frequentado pela grande maioria de estrangeiros que visitam o nosso país - e, também, como uma última e desesperada tentativa de «vender» a imagem do Eusébio como melhor jogador português de sempre, numa altura em que esse estatuto parece já não lhe pertencer. Ora, servindo esta estação de metro a capital do país, sendo ela das primeiras coisas que os estrangeiros vêem e tendo sido construída com o nosso dinheiro, julgo que temos o direito de ver o nosso clube e um dos nossos maiores símbolos - Fernando Peyroteo - serem recordados por todos os portugueses que por ali passarem, e admirados pelos estrangeiros que cheguem ao nosso país.

Dos que vi jogar? Figo e Ronaldo. E preferia o Figo, embora possa estar enganado porque na altura ainda era muito novo e o Figo já estava a pendurar as botas. O Euro2004 foi basicamente o que me ficou do Figo, e tenho a ideia de ter sido um verdadeiro génio.

Naturalmente que um adepto de futebol não pode negligenciar a contribuição do Eusébio. É, claro, dos melhores jogadores portugueses de sempre, inequivocamente o melhor jogador de sempre do seu clube. Quando o Eusébio deixar de respirar, não vou respeitar o seu minuto de silêncio. Não vou também assobiar o dito, preferirei gritar pelo Sporting, por uma razão: pois dou respeito a quem se dá ao respeito. O Eusébio sempre se demonstrou pronto a enlamear o nome do meu clube.

Quando o José Torres faleceu, o Bom Gigante, eu respeitei o seu minuto de silêncio. Tratou-se de uma figura do clube vermelho, mas sempre se revelou um homem respeitável, bem formado, ao contrário do bafiento Eusébio. Recordo com alegria uma homenagem que um núcleo Sportinguista prestou ao Bom Gigante, inclusive angariando fundos para o auxiliar num momento já fraco da sua vida. Senti imenso orgulho dos Sportinguistas que organizaram o evento.

…mas o melhor, seja qual for o aspecto posto sob análise, não é o Eusébio, é o Peyroteo, morbidamente esquecido por quase toda a gente, incluindo o Sporting Clube de Portugal.

Recentemente, o Cristiano Ronaldo já pode, e deve, ser considerado melhor que o Eusébio.

Mais do que qualquer outro atleta do nosso clube, o Peyroteo merece figurar numa estátua só sua perto do Estádio de Alvalade. Quero poder aproximar-me dessa estátua, levar perto dela os meus filhos e netos, e dizer-lhes: estão a ver este homem? É o Melhor Jogador Português de Todos os Tempos.

E é nosso, é do Sporting Clube de Portugal!

Cristiano Ronaldo

Tenho dúvida entre Figo e Ronaldo.

Numa 2ª linha jogadores como R. Costa, Futre, V. Baía, R. Carvalho, etc.

ronaldo sem duvida.

Tenho em relação a este tema, a seguinte dificuldade:

Acho que faz sentido discutir se o Figo é melhor que o C. Ronaldo. Já compará-los ao Peyroteu ou Eusébio já não me parece muito justo. Jogaram em épocas diferentes, o jogo era diferente (sim a unica coisa em comum entre todos era que havia 11 jogadores para cada lado. As regras eram diferentes, os relvados, as botas, a preparação física até as bolas não tinham nada a ver com as atuais.

Assim sendo, tenho que destacar pelo menos 4 jogadores, que em quatro épocas completamente distintas se destacaram no futebol português:

Peyroteu, Eusébio, Paulo Futre e Cristiano Ronaldo (considero-o da mesma “época” do Figo e ligeiramente superior, embora diferente).

É sempre complicado poder escolher algo assim. Não vejo o futebol desde a sua criação, só vejo futebol há cerca de 20 anos.

Mas pelo que vi, li e ouvi só não tenho duvidas na 1ª posição:

Cristiano Ronaldo
o gajo que meto a nadar quando vou ao wc; Enorme Peyroteo; Figo

Coloquei a votação assim porque não consigo escolher facilmente o 2º, 3º e 4º melhores.

Tivemos imensos jogadores de enorme qualidade, mas para mim estes 4 estão acima de todos os outros.

Para mim sem qualquer duvida!!
1-Cristiano Ronaldo , o melhor de todos os tempos !!

2-Figo

3-Peyroteo

:arrow: :arrow: :arrow: :arrow: :arrow: :arrow: :arrow:

Peyroteo!!

Penso que não é necessário individualizar o melhor português de todos os tempos. Por 2 factores, duvido que alguem tenha visto os 5 a jogar e porque os 5 são muito bons. Como é óbvio no forum do Sporting ninguem votará no Eusebio.

Ronaldo é o melhor!
O futebol antigamente era diferente! Era bom para avançados/extremos…

O Eusébio foi um grande jogador, e o mundial de 66 deu-lhe o título de rei, mas depois disso Figo tambem esteve ao mesmo nível, também foi considerado o melhor do mundo apenas não era lampião para poder destronar o Eusebio, agora o CR7 não deixa qualquer duvida, ele e de longe o novo rei e o Eusébio foi destronado, não tenho qualquer duvida. Só ainda não o admitem os tais lampiões.

A leguas Cristiano.

Ah e essa personagem jamais deveria ter o nome num tópico neste forum.

SL