se (quando...) o peseiro sair

quando o zé coveiro sair, quem gostariam de ver a treinar o sporting? gostava de saber as vossa opiniões.

a minha sugestão é portuguesa e não deve ser muito cara. Manuel José. Desde que não venha com aqueles adjuntos otários que são o seu atrelado desde os tempos do boavista.

Manel Zé…? Poupem-me…please…melhor, só o Toni, carago…

Carlos Carvalhal… pelo menos evitavamos umas derrotas que as equipas desse mister nos proporcionam… :wink:

Talvez o Mourinho, assim elimina-se um ponto discordância. Pelo menos a este todos reconhecem competência. :roll:

não sei qual é o problema do manel zé. Deu sete aos lamps, não é um pseudo-intelectualóide bom aluno nestes cursos de treinador da treta, tem tomates para pôr no banco quem quer que seja, as equipas dele jogam sempre bem à bola. Acho que era uma óptima opção, mas estou aberto a sugestões.

sempre fui fã de treinadores holandeses mas parece-me que hiddink ou co adriaanse (treina o az alkmaar mas vai sair) pedirão montes de guito.

Inácio!

Estas discussões já são tidas há muito, nunca existe unanimidade.

eu já não discuto nomes, discuto qualidades, aliás pq não conheço tudo o que é treinador que anda por aí. Não os conheço sobretudo pessoalmente logo não consigo avaliar questões que cada vez são mais importantes no futebol moderno e que escapam a quem não anda lá dentro.

Descontando já as qualidades óbvias (formação académica na área se possível, experiência mínima) junto-lhe aquilo que para mim é mais importante:

  • Personalidade - Um treinador afirmativo, que não seja um nazi mas tenha a presença necessária para levantar a voz quando é preciso. Que ganhe o respeito dos seus jogadores não pela patente mas pela sua forma de ser, trabalhar, exigir e recompensar. Um treinador que tem dois pesos e duas medidas, que é volátil na sua forma de reagir, que é medroso ou menino acaba por ter influência negativa sobre os jogadores. Nunca me esqueço do comparativo Hiddink vs Toni em 88: enquanto o primeiro olhava, impassível, para as grandes penalidades o segundo escondia-se atrás do kispo do adjunto, a esconder a cara que nem uma menina com medo de sangue. Ridículo (mas parecido com correntes de fé com adjuntos :)).

  • Capacidade de gestão de grupos/indiíviduos - ligado à personalidade. Alguém com capacidade de compreender os seus jogadores, perceber os “triggers” que funcionam com uns e com outros, e as necessidades de uns e de outros. Alguém com capacidade de leitura daquilo que é necessário para manter a motivação colectiva mas também individual, sabendo que não existem indivíduos iguais a outros e que falamos hoje em dia de profissionais bem pagos, sendo que no caso do Sporting com grandes desníveis salariais no plantel, entre “estrelas” e jovens.

  • Coragem na aposta nos jovens - Alguém que termine com o mito existente em portugal de que o “puto é puto e não pode jogar 2 jogos seguidos, tem que ir com calma”. Puto lá fora que seja bom é lançado e mais nada. Ou é bom ou não é, e o bom passa pela capacidade mental. Alguns só a mostram mais tarde. Isso só quer dizer que não interessam a curto prazo, nesse caso empreste-se. A qualidade de um puto não está só nem sobretudo na sua capacidade com os pés (ex:finteiro quaresma) mas sim na sua cabeça e como ela está preparada para o mais alto nível. Exemplos de lançamentos a frio, a doer? Owen, Kaká, etc.

  • Saber lidar com/usar os adeptos - Falar para os adeptos, motivá-los, usar os adeptos como factor de motivação/pressão sobre a equipa. Criar uma relação com os adeptos que constitua mais uma razão para ir ao estádio. Um treinador que cria uma boa relação com os adeptos ouvirá assobios menos vezes nas fases mais difíceis. Uma postura totalmente diferente da choraminguice de Boloni e agora de Peseiro, que tentando evitar a vitimização fez um comentário de choramingas neste jogo, sobre os assobios.

  • Saber lidar com a imprensa - Aqui sim a disciplina que Mourinho terá inventado. Os “mind games” não são para todos e por vezes poderão soar a falso e a ridículo (talvez me engane, mas Couceiro a dizer que vai vencer a S.Siro por um "pormenor"soa-me a mind game de pacotilha). Se não há jeito para o “mind game” evite-se, tente-se usar a imprensa de outra forma, mas sobretudo não mostrando MEDO. Peseiro quando fala parece sempre que tá à rasquinha, parece sempre que quer ir à casa de banho e não o deixam. Não tem naturalidade. É preciso naturalidade, frontalidade e inteligência na relação com a imprensa num treinador moderno.

E pronto… venha outro e junte-lhe outro tanto. Acho este tipo de discussão mais interessante do que trocarmos nomes.

Não os conheço sobretudo pessoalmente logo não consigo avaliar questões que cada vez são mais importantes no futebol moderno e que escapam a quem não anda lá dentro.

Deduzo que conheces o Peseiro, pessoalmente e andas lá dentro!
Podias ter dito antes. :wink:

  • Saber lidar com/usar os adeptos - Falar para os adeptos, motivá-los, usar os adeptos como factor de motivação/pressão sobre a equipa. Criar uma relação com os adeptos que constitua mais uma razão para ir ao estádio. Um treinador que cria uma boa relação com os adeptos ouvirá assobios menos vezes nas fases mais difíceis. Uma postura totalmente diferente da choraminguice de Boloni e agora de Peseiro, que tentando evitar a vitimização fez um comentário este jogo, sobre os assobios, de choramingas.

mourinho também foi bom na relação com algumas adeptas :smiley:

  • Saber lidar com a imprensa - Aqui sim a disciplina que Mourinho terá inventado. Os “mind games” não são para todos e por vezes poderão soar a falso e a ridículo (talvez me engane, mas Couceiro a dizer que vai vencer a S.Siro por um "pormenor"soa-me a mind game de pacotilha). Se não há jeito para o “mind game” evite-se, tente-se usar a imprensa de outra forma, mas sobretudo não mostrando MEDO. Peseiro quando fala parece sempre que tá à rasquinha, parece sempre que quer ir à casa de banho e não lhe deixam. Não tem naturalidade. É preciso naturalidade, frontalidade e inteligência na relação com a imprensa num treinador moderno.

irrita-me solenemente ver o peseiro a rir-se mesmo quando perdemos

Mppco,

Não conhecendo Peseiro pessoalmente conheço no entanto o que alguns jogadores dizem deles e não só. A mim basta-me, tendo em conta a qualidade das fontes. O que para outros são mentiras para mim tem vindo a ser informação muito útil, ao longo dos anos.

A essas informações junto aquilo que raramente transpira cá para fora mas que este ano transpirou: casos do tipo “vai tomar aqui e acolá”, penalties “marcas tu ou marco eu”, o que em conjunto com toda a postura de Peseiro me permite uma leitura final.

Comigo essas piadas não se aplicam pq eu não ataquei Peseiro desde o início, mostrei esperança e fé em que podia fazer alguma coisa de jeito. Rapidamente percebi que não o ia fazer a não ser por acaso pois rapidamente os sinais vieram ao de cima.

PS - tavanez, isso do Peseiro a rir foi empolado de forma nojenta pela SIC, eu vi isso ontem no jogo falado. Mostram o homem a rir mas cortam o som e ficamos sem saber o que disse o jornalista. Não vou por aí. Ele irrita sim é em 90% do resto do tempo, com aquela postura medrosa. Às vezes parece que está na conferencia de imprensa semi-sentado, tipo flectido mas a 1 centimetro da cadeira pronto a fugir dali pra fora, tanta a falta de naturalidade a lidar com os abutres do microfone. Tá sempre com ar de entalado.

- Saber lidar com a imprensa - Aqui sim a disciplina que Mourinho terá inventado

O treinador do Sporting esta la para treinar a equipa, nao anda la para se vir pavonear das tacticas, da mentalidade, da relacao no balneario.

Qto menos o nosso treinador falar melhor… ele esta la e para trabalhar.

Para essas questoes da Imprensa deve andar la um especialista, sobretudo se for um tipo sagaz, inteligente e que se maneje bem nos meandros… resumindo, que saiba os “podres” todos.

PS. So mais uma achega… qto mais distancia “desportiva” existir entre os dirigentes e o treinador melhor.

A equipa e uma entidade unica, que ganha as suas defesas e se une em torno de um ideal. Pode porventura e em circunstancias mto pontuais necessitar de umas palavras dos directores, mas de resto deixem la os mangas de alpaca no gabinete e o pessoal do “mau cheiro” a jogar a bola.

O Malheiro? :smiley:

Lidar com a imprensa é hoje uma parte fundamental Rui. Quer se queira quer não é ao treinador que cabe esclarecer certos assuntos à imprensa. É um sacrifício que hoje em dia se exige. Cabe pegar nesse sacrifício e transformá-lo num ponto forte. A sala de imprensa permite mandar mensagens importantes em muitos sentidos. É na sala de imprensa que se podem começar a ganhar ou a perder jogos (embora não chegue claro).

lembram-se de boloni a dizer que o benfica era favorito, a jogar contra nós, em nossa casa, quando tinhamos o escudo de campeão no braço? eu lembro-me. E lembro-me do resultado final.

Por isso volto a afirmar… o treinador treina o responsavel pela comunicacao comunica.

Assim defende-se o trabalho mais importante… o do balneario.

Tu com a tua verve vais logo buscar o exemplo mais anedotico de que te podias lembrar… assim nao!!! :roll:

até posso dar um tiro no escuro mas…

e q tal o Paulo Bento?

-por alguma razão o puseram a treinar os juniores.

-era um jogador cerebral por excelencia

-tem estofo de lider

-se alguem conhece o potencial dos futuros craques leoninos, com certeza que o treinador actual dos mesmos, é o indicado…

-é novo.

  • e não usa bigode :wink:

Mas Peseiro vai sair :roll: ??

Se é para lançar nomes, voto no Augusto Inácio.

O Fabio Capello… :wink:

O Fabio Capello... :wink:

…parece que vai para o Real Madrid :wink:

Felipão.
Dava cabo da velha guarda em 2 tempos.
E queria ver o que ia acontecer ao primeiro que o mandasse levar na anilha.

O Fabio Capello... :wink:

…parece que vai para o Real Madrid :wink:

Bolas!! Então o Johan Cruyff…

até posso dar um tiro no escuro mas....

e q tal o Paulo Bento?

  • e não usa bigode :wink:

Porra mas aquela franja à moda dos tempos do robin hood… :slight_smile: