Sair da crise financeira, como?

Relativamente à venda de jogadores, que no nosso caso passa quase em exclusivo pela venda dos jogadores da formação, é urgente inverter completamente a política de contratações pois num clube com as nossas dificuldades financeiras näo é admissível que a esmagadora maioria das compras näo tenha mais valias, aliás eu diria que uma grande parte foi dinheiro deitado fora, ou säo jogadores que näo tiveram rendimento desportivo, ou sairam a custo zero ou por um valor inferior ao que custaram… e mais grave, porque nos nossos rivais isto também acontece, praticamente näo temos exemplos de jogadores que se rentabilizassem o suficiente para compensar aquilo que foi mal gasto ( exemplo que os nossos rivais têm )… bem, quero eu dizer que sem bons jogadores e boas equipas, näo vendemos o nosso “produto”.

Como o salgueiros?

Este tópico dava pano para mangas e como tal acho que vou falar apenas a parte desportiva da coisa citando a minha primeira mensagem que escrevi neste fórum pois embora tenha lá algumas imprecisões (na altura ouvia falar maravilhas do Pupo… :lol:), a sua mensagem geral ainda é aquela em que acredito.

O Valdes é um bom exemplo do que não se deve fazer. Mesmo o Evaldo, ainda tenho muitas dúvidas.

Não discordo que não se comprem jogadores acima dos 28 anos, por exemplo o Pedro Mendes, o Saviola são bons exemplos porque são jogadores de qualidade que chegam e são titulares e acrescentam algo à equipa.
Mas jogadores como o Valdes são jogadores razoáveis, que não acrescentam nada à equipa e devido à sua idade não tem margem de progressão.

Jogadores até aos 25, ainda se pode dar o braço a torcer porque podem evoluir e ser vendidos no futuro por um bom preço… Como o Grimi, o Torsiglieri, o João Pereira…

A nível de empréstimos, acho o Sporting muito mau. Jogadores que não servem para a equipa principal e que precisam de visibilidade para serem vendidos, faz-me confusão por exemplo, o Purovic só arranjar lugar no Belenenses e não num clube da 1ª Liga. Ou o Stoikovich só arranjar lugar na Sérvia…
O Pongolle apesar de ser contra o seu empréstimo, do mal o menos foi para uma liga com muita visibilidade.
O Pedro Silva tb me parece um bom empréstimo.
A nível de jovens promessas, penso que poderia ser feito um trabalho melhor, apesar deste ano ter sido bom.
Temos 2/3 jogadores na Bélgica que estão a render num clube de meio da tabela.
Temos 3/6 na 1ª Liga que estão a render.
Os restantes andam por divisões secundárias.

Penso que o Sporting tem que melhorar muito nas compras/vendas empréstimos de dispensados… E aqui perdemos muito dinheiro mesmo.

Não há solução possível para resolver este problema pelo menos solução realista. Podem falar que bons investimentos em jogadores da casa etc poderia resolver. Mas para isso acontecer precisávamos de ganhar títulos de preferência Europeus para que os jogadores ganhassem fama e valorizassem o que na minha opinião hoje em dia seria praticamente impossível por muito bons que os putos da academia sejam.

Se por acaso fizéssemos uma época boa, e conseguíssemos ser campeões e ir longe na Europa conseguíamos vender jogadores por um total de 50 Milhões de Euros. Ora para abater os 400 Milhoes (se nao aumentasse, relembro que são poucos os clubes hoje em dia que tem lucros anuais…) precisávamos de fazer 8 grandes épocas seguidas o que mais uma vez me parece um cenário irrealista. E a juntar a isso tinhamos de conseguir vender todos os anos 50 milhoes em jogadores ou seja 3.5 Ronaldos por epoca.

Esta coisa de bons investimentos em jogadores não é uma medida que resolva os nossos problemas é uma medida sim a ser implementada depois dos problemas financeiros estarem resolvidos para não cairmos na mesma situação e para acima de tudo termos sucesso desportivo.

A vinda do tal milionario é outro cenário irrealista, como alguém antes de mim já disse, ninguém vai estoirar 500 Milhões de Euros para saldar as dividas e comprar o clube. Isso só acontece em Inglaterra, na melhor liga do mundo.

Cada dia que passa a “soluçao” mais provavel parece-me ser a refundação… :-X

Trabalhar muito, separar-nos de alianças com o porto, ganhar ‘elan de vitória’ e mostrar que quem manda no scp são os sportiguistas, ja viram que somo vexados por andarmos a reboque de outros ? NÃO ACEITO este procedimento

[center] Lampiao detectado, lampiao exterminado.

(skygod)[/center]

Eu gostava, sinceramente, que concretizassem o que entendem por refundaçäo… já säo vários foristas que utilizam este termo e näo apenas como desabafo… tal como leio muitos com opiniäo que as SA do grupo devem abrir falência e que antes disso todos os activos devem passar para o clube, etc… mas säo apenas desabafos ou isto é o resultado e forma de expressão de um movimento ou de um conjunto de adeptos que pensa no Sporting, como todos pensamos e que pesando todas as consequências ( provavelmente analisam-nas de forma bem menos devastadoras do que eu ), consideram de facto que isso é melhor para o clube… ou, também como já li, consideram que o fim está próximo, näo há nada a fazer portanto refundação falência são entäo uma fatalidade e näo uma possibilidade? Há aqui muita gente com que eu näo concordo ( por vezes por razões mais emotivas que racionais, confesso e passe a redundância ), mas dentro desses foristas, reconheço muita lucidez e um conhecimento do clube, que eu, vivendo sempre longe, näo tenho… mas certas ideias que como desabafos percebo-os perfeitamente, como opiniöes näo devem ser feitas de forma leviana…

Em primeiro lugar demitir e criminalizar estes assassinos que estão a matar o Sporting.

[center][b]Assembleia Geral [13 de Setembro][/b][/center] Caros leões, está prestes a chegar o dia onde poderemos mudar e manter vivo o futuro do nosso clube.

Todos os sócios são necessários e devem demonstrar o descontentamento perante a delapidação patrimonial, desportiva e mental que temos vindo a sofrer. Chegamos a um ponto que ou vai ou racha, onde os sócios têm nas mãos o poder de condenar ao fracasso, numa das últimas hipóteses, o plano roquettista.És tu que podes impedir o fim do nosso clube, punindo o mal que estes ladrões fizeram ao mesmo.

Foi transformado um clube com mentalidade competitiva, unida, onde mesmo estando 18 anos sem ganhar o campeonato nacional de futebol o estádio enchia, onde se via o orgulho em ser Sporting, onde as familias rejubilavam perante tardes de futebol do nosso clube levando filhos e netos ensinando-lhes o valor do nosso Sporting.Foi assim comigo e com mais alguns milhares de certeza. Uma herança de familia da qual me orgulho de ostentar. SOU SPORTING!!!

Hoje em dia, temos um clube com uma mentalidade rasca, vide o caso dos aplausos recebidos pelos jogadores após a humilhante eliminatória com o Bayern, onde cada derrota, cada empate é encarado com normalidade usando-se a desculpa do azar.

Foi transformado um passivo de 30 M€ em 400 M€. Os croquettes andam com medo e sabem que estão a ser apertados pois eles sabem o mal e o crime de assassinato que fizeram ao nosso clube nos últimos 15 anos. Assim se compreende o medo da auditoria externa, a convocatória do Corpo de Intervenção para a Assembleia Geral de Sócios…

Será que estão com medo de ser descobertos pelos que ainda não abriram os olhos e têm medo de represálias?

[center]SÓCIO, APARECE!!!

O SPORTING SOMOS NÓS e não estes croquettes!!![/center]

In http://sportingunico.blogspot.com

Um amigo do meu tio faleceu e no funeral, encontrou-se com o Rogério Alves e trocaram umas palavras (eles conhecem-se). Numa conversa a 3, o meu tio diz que o outro perguntou a ele se era verdade que em breve iria sair um determinado relatório (ele disse o nome, mas aqui sou eu que estou em falha, pois não me recordo) e que para isso acontecer, a situação estava mesmo, mesmo na lama.

Rogério Alves tentou desvalorizar, dizendo que as coisas não estavam tão mal assim, mas perante a insistência do outro, lá admitiu que ia mesmo sair esse relatório…

Quando tiver com ele posso perguntar de novo, mas neste momento não me recordo. E o meu tio estava indignado, o que me admirou, pois ele era um dos ferveroso adepto dessa laia… até criticou a entrevista de JEB, o que fez-me abrir a boca…

Mas depois lá veio a mesma “verdade” de sempre: falta um rosto, uma cara, um projecto, de oposição… E nisso concordo! Não é a menos de um mês das eleições que alguém vai conseguir derrubar a corja. Isto claro, se a cara não for um nome que vença só por si…

Mas pelos vistos vem ai bomba…

Situação Actual:
Morte lenta, contraindo empréstimo, atrás de empréstimo. Acumulando prejuízos a cada ano. Desportivamente pouco competitivos. Gestão financeira vergonhosa. Património Zero.
Não conseguem equilibrar o ano corrente, nunca vão conseguir pagar os prejuízos acumulados. Crescendo o passivo e os juros a cada ano.

Situação Ideal:

Estrutura de futebol competente, implicando investimento. Colocando o Sporting num ciclo positivo:
Presidente Competente :arrow: Director Desportivo Competente - :arrow: Treinador Competente :arrow: espremer o rendimento dos jogadores ao máximo :arrow: valorização de jogadores :arrow: resultados desportivos :arrow: mais gameboxes vendidas/receitas com adeptos :arrow: Venda de jogadores valorizados :arrow: redução do passivo :arrow: Investimento em jogadores para se valorizarem :arrow: Estrutura Competente :arrow: etc
Fundamental uma renegociação a sério com a banca.
Nunca conseguimos ter esta situação ideal, nunca iremos conseguir. Chegámos a um ponto onde já não podemos errar. Nem o Porto que será o melhor exemplo de boa gestão, acerta sempre.

Situação Possível:
a) Renegociar com a banca, colocando a dívida e os juros para condições sustentáveis. Reduzir os custos, nomeadamente no salário dos jogadores. Investimento quase exclusivo na formação. Travessia no deserto, mas reduzindo a dívida.
b) Refundação, ao estilo Viola;
Arranjar um investidor que empreste dinheiro ao Clube, com algum retorno. Ou fazer um empréstimo obrigacionista, onde os adeptos emprestavam dinheiro ao Clube. Tendo um retorno simbólico ao fim de x´s anos.
Banhada completa aos bancos;
Comprar a marca Sporting numa Assembleia de Credores por tuta e meia. Eventualmente comprar o estádio também.
Recomeçar da terceira divisão;
Entretanto sem o peso da actual dívida e dos respectivos juros, ficaria o Sporting em condições para investir gradualmente numa equipa de futebol.

Caso a situação B) funcionasse, seria feito um copy paste, por parte do Porto e do Benfica… Fazendo com que os Clubes fossem logo promovidos à Primeira Liga. Não é exequível um campeonato sem Sporting, Porto e Benfica.

Pode não ser bonita esta situação. Mas é a única solução viável que vejo para o Sporting. Com um bom advogado, facilmente se contornariam muitos dos problemas que iriam surgir. Felizmente ou infelizmente o enquadramento legal não é perfeito… Facilidade em excesso a fuga aos credores…

Não sei se é o topico certo…Mas aqui vai

Ingleses tomam assento em Alvalade
FILIPE ALEXANDRE DIAS

Como forma de encaixar capital imediato e assim fazer face a um período financeiro delicado, a Sporting SAD encontrou uma forma de antecipar receitas através da venda de gameboxes de épocas futuras a uma firma inglesa pertencente a Peter Kenyon, antigo director-executivo do Manchester United e do Chelsea e empresário com ligações antigas à estrutura de futebol leonina (ver mais informações na peça em anexo).

À luz do acordo, as gameboxes servirão como uma garantia para o investimento agora feito pelos britânicos, que esperam natural retorno futuro, acrescido de juros. No fundo, o Sporting recebe já uma verba que, em condições normais, só iria receber durante os próximos dois anos. Com base neste negócio, os leões garantem imediatamente um avultado montante, não dependendo da adesão dos adeptos às gameboxes.

Segundo apurou O JOGO, a verba em questão já terá dado entrada nos cofres de Alvalade e é relativa à compra dos bilhetes anuais para as próximas duas épocas desportivas, mas os números continuam por revelar.

Esta medida entronca na estratégia de reabilitar financeiramente a SAD do centenário clube lisboeta. Na assembleia geral de accionistas, realizada a 29 de Setembro, foi aprovado um documento de relatório e contas que denunciou um resultado ilíquido negativo de 26,5 milhões de euros. Tudo isto numa fase particularmente crítica sobretudo no plano competitivo, com a equipa comandada por Paulo Sérgio a ocupar um preocupante décimo lugar à passagem da sétima ronda da Liga ZON Sagres, aumentando o tom de contestação.

A comercialização das gameboxes também já conheceu dias melhores por Alvalade. Um produto inovador aquando da sua criação, quer na forma quer no conteúdo, o ingresso de época verde e branco sofreu uma quebra de vendas nas últimas três temporadas. Depois de vários upgrades e incrementos aplicados ao bilhete especial, este atingiu um pico de vendas na temporada 2006/07 - um total de 34 129 gameboxes. Desde então, o gráfico não parou de descrever uma linha descendente: 32 288 em 2007/08; 27 618 em 2008/09 e, por fim, 24 500 na última temporada, fértil em instabilidade e que nenhumas saudades deixou à família leonina.n

In O Jogo

http://www.ojogo.pt/26-285/artigo890237.asp

Fechar as portas. não há outra alternativa… já vos avisei há uns 6 ou 7 meses atrás do que é que vai acontecer ao Sporting… e não falta muito…

A única maneira de aguentar seria possivelmente cortar bastante com os custos, principalmente no que toca aos jogadores.

Sejamos honestos, ter que aguentar salários avultados de jogadores como Liedson (1,8M/ano), Postiga(1,25M/ano), Caneira (1M/ano) entre outros, não é sustentável.

Possivelmente o nosso clube seria menos apetecivel para muitos jogadores, mas ter os jogadores a receber todos €20.000/mês de base + prémios, poderia ser uma solução sustentável.

Claro que uma solução era reduzir os custos de forma drastica ( usando jogadores Academia mais jogadores tipo os que usam Guimaraes, academica, etc ) e não perder competiividade interna ( porque externamente será quase impossivel ) e fazer isso nos proximos 10 anos mas … e quem consegue isso? e …nós aceitariamos? e … será que resultaria?

Seria uma solução para estancar o aumento do passivo. E para o reduzir? Nem nos próximos 100 anos vamos conseguir que o Sporting seja financeiramente viável.

Isso é bem visto!

Primeiro passo para sair da CRISE FINANCEIRA e acrescento DESPORTIVA:

QUEDA IMEDIATA DE TODOS OS ORGAOS SOCIAIS DO CLUBE COM MARCAÇÃO DE ELEIÕES ANTECIPADAS

Sem isto, nada feito.

SL

Quando o Sporting opta por antecipar receitas que por si já têm o objectivo de serem “antecipadas” (uma vez que se recebe o dinheiro da época logo no início para dar como garantia aos bancos, tal como consta do Project-Finance) então é muito mau sinal… a juntar a isso a tropelia recente com o fundo irlandês não-sei-das-quantas que por uma aparente ninharia ficou com 50% dos passes de 2 jovens promissores, então está visto que a coisa vai mesmo de mal a pior.

E se já chegámos a este ponto quer dizer então que esta reestruturação financeira não vai passar de entretenga para um par de anos findos os quais voltaremos a estar na cepa torta e nessa altura podemos não ter a sorte de ter um Moutinho ou Veloso para vender e cobrir o buraco durante mais uns tempinhos (e se a competitividade do futebol continuar a seguir o caminho actual então de certeza que não iremos ter).

já que estamos numa de antecipar receitas, e já que muitos pais fazem os filhos sócios do Sporting que pagam a partir de uma certa idade, que tal vender a alguma sociedade inglesa os direitos sobre as quotas dos sportinguistas por nascer? era fazer as contas à taxa de natalidade nacional e prontos! É que não resta muito mais!..