Relatório e Contas Sporting SAD - Época 2021-2022 - lucro de 25M

Quem perceber disto e puder explicar a situação do passivo corrente e não corrente
E do capital próprio agradecia

Portanto, bateram tantos recordes de faturação…mas o passivo total aumentou 26 milhões num ano - 310 milhões para 326 milhões.

É isso?

2 Curtiram

Guia-te por esta analise e compara com os resultados deste relatorio.
E procura tambem pelos outros quadros mais detalhadas de cada categoria.

Reservas e resultados acumulados = lucro/prejuizo acumulado das anteriores epocas

Passivo corrente: passivo a vencer/pagar a menos de 12 meses
Passivo não corrente: passivo a mais de 12 meses.

O que se ve aí é que no prazo de 12 meses (no qual já estamos neste momento) temos 120M a pagar a bancos e a fornecedores (assumo, sem ver o detalhe, que sao clubes vendedores) :slight_smile:

Muitas vezes é feita a confusão entre % de passes e % de vendas futuras. Aliás, até os próprios clubes por vezes contradizem-se com esses assuntos nos próprios relatórios. O que a CS quer dizer, no caso desses 3, é que tentamos comprar % de futuras vendas - isso também é possível de se fazer.

1 Curtiu


1 Curtiu

Diria que essa dívida de 10M ao Porto é “fantasma”, deve ser referente ao Marco Cruz. Além disso, o que aumentou sobretudo a dívida a fornecedores nem foi os gastos com empresários e comissões, mas sim a prórpia aquisição de jogadores. Se comprámos vários jogadores, não sei o que é que esperavam se não isto…

1 Curtiu

Durante anos fizeram notícias sobre as dívidas a fornecedores.

Quem não está recordado entre 2014-2018 termos tido “n” notícias que o Sporting estava a viver acima das suas possibilidades e já devia 40 e depois 60 milhões.

Passavam aquilo como se o Sporting estivesse a dever esses milhões em pão, tinteiros ou produtos de higiene. Era um escândalo.

Vejam o valor atual e tudo está bem no Record, ABola e outros especialistas em finanças.

#gestãotopodigama

2 Curtiram

As dívidas ao Braga dizem respeito a Esgaio e Paulinho
Famalicão - Ugarte e Pote
Mainz - St. Juste
Wolves - Vinagre
Manchester City - Porro
Portimonense - Tabata
Vitória SC - Edwards
Rio Ave - Nuno Santos
Steadfast - Fatawu
Fluminense - Wendel
Dijon - Rosier

Acho que é isto basicamente.

1 Curtiu

Praticamente devemos o mesmo a clubes (aquisições de jogadores) e a agentes (comissões).
Ou andamos a pagar mais rápido aos clubes do que aos agentes ou por cada aquisição pagamos o mesmo a agentes, em média.

1 Curtiu

A Comissão Executiva não elabora actas das reuniões em que decide os destinos da Sociedade.

Como é que é possível ?

Ou seja aumentou em tudo
Esta direção e incrível o próximo que feche a porta

Estou a trabalhar e ainda não tive tempo de analisar as contas a fundo. Mas os resultados estão dentro do esperado. O resultado do exercício não é surpreendente dada a venda do Nuno Mendes e dado o aumento de receitas fruto da participação da Liga dos Campões e do regresso de público ao estádio.

O problema do Sporting é estrutural e já foi muitíssimo bem discutido por aqui! Dependemos de receitas europeias (entrada na LC) e de mais-valias de venda de jogadores para termos resultados positivos. Serão necessárias várias épocas desportivas (anos económicos) para melhorarmos os rácios financeiros, aumentarmos o ativo (a relação do ativo com o passivo é mais importante do que o valor do passivo em si), diminuirmos o passivo corrente, etc…

1 Curtiu

Mas para isso os bananas terão de sair de lá

O nosso problema tem sido sempre tesouraria… temos sempre um ativo corrente substancialmente inferior ao passivo corrente.

Depois temos que andar a vender jogadores em timings de merda.

A coisa boa disto é que um resultado operacional sem contar com transferência de jogadores é bastante positivo.
O Sporting precisa de mais umas 3 épocas a vender bem para ter as contas mais equilibradas. Isso ou fazer um negócio qualquer com os 83% da SAD que pertencem agora ao clube.

O grande problema do Sporting construído por esta direção tem um numero: “50%”.

Tudo o que esta na calha para ser vendável já começa a ser só 50%.

Pote, Edwards, Trincão, Ugarte , tudo 50%.

Do 11 inicial, sobre Porro(que tambem tem uma % para dar ao City) e o Inacio, o unico 100% actualmente.

Tivemos gastos com o pessoal de 67M. Com a saída de jogadores e tendo em conta a fata de profundidade do plantel atual espero que neste exercício exista uma descida considerável. É que ter valores a rondar os 60M com este plantel não é admissível. É verdade que estão lá os prémios pelos troféus conquistados mas mesmo assim é demasiado para o plantel que temos.

A questão dos passes é muito preocupante. Diria que tanto o Edwards como o Pote só podem sair se aparecer uma oferta do outro mundo.

Quanto ao Ugarte temos que comprar a percentagem para a qual temos opção. Não há nada que enganar!

Eu diria que tendo em conta o cenário o Inácio dificilmente não sai no próximo ano se aparecer uma proposta a rondar os 30M. Diria que com esta direção a partir dos 25M já vendiam. Precisávamos que outro puto pegasse de estaca com um rendimento elevado.

A questão do Ugarte também é outra…o jogador poderá ficar no final com um custo absurdo.

Inacio tem que fazer uma boa época, de resto o tio mendes gama uma parte como de costume mais vende por mais de 30 a vontade.