Rúben Amorim - Treinador do Sporting Clube de Portugal - Parte 2

não disfarçam

Fábio Veríssimo será o árbitro do Vizela x Sporting

VAR: António Nobre

mais uma vez, vai ser mais um jogo a antiga.

1 Curtiu

Encanto na despedida

«O treinador Álvaro Cervera foi despedido do Cádiz, da primeira divisão espanhola.

A notícia teria a banalidade própria de mais uma chicotada psicológica, não fora a circunstância de, na hora de saída, a ‘afición’ do clube o ter brindado com uma estrondosa ovação. E não era por menos, Álvaro treinou o Cádiz mais de cinco anos e cometeu a proeza de o levar da terceira divisão ao estrelato da La Liga. Assentou bem aos adeptos ter memória e gratidão, valores raros no mundo cão do futebol.

Não sei quando é que o Rúben Amorim vai abandonar o Sporting, nem em que circunstâncias o fará. Espero que daqui a muitos anos e muitos títulos. Sei que, independentemente do que o futuro reserva, Rúben deixará uma marca indelével na história do clube. E não apenas pelos resultados desportivos, que, como é evidente, pesam sempre.

O que torna Rúben tão especial é a linearidade da sua comunicação, com um discurso, ao mesmo tempo profissional mas também alegre e descontraído, que de algum modo espelha a forma como a equipa joga.

O acento tónico no colectivo, a defesa intransigente dos jogadores quando criticados, a recusa de narcisismos, bodes expiatórios e recriminações, tão em voga noutros treinadores, a lucidez e a ironia, são as suas marcas de água. Poucos treinadores se identificam tão bem com os valores do Sporting. Só tenho que agradecer ao próprio e a quem teve a ousadia de o contratar.

Já se viu que Rúben não vai em cantos de sereia, não é vira-casacas e tem um projecto de crescer com o clube. Se ele se tornar no Alex Ferguson do Sporting, encantado! Mas se alguma proposta milionária o resgatar, ou mesmo numa improvável contingência de rescisão unilateral por via de maus resultados, a minha gratidão mantém-se, por tudo o que ele deu e devolveu ao meu clube.

Rúben, mesmo que saias a mal (o que não antecipo claro!), se vires um velhote do outro lado da rua a aplaudir, sou eu. E tenho a certeza que terás alguma dificuldade em me identificar, porque serei um entre muitos.»

( Carlos Barbosa da Cruz , O Canto do Morais, in Record, ontem às 02:08)

3 Curtiram

Não subscrevo, normalmente, as crónicas de CBC no Rascord, muito por força dele representar uma certa ala elitista, “aristocrática” que continua a existir dentro do Sporting Clube de Portugal.

No entanto, revi-me totalmente nesta sua crónica amavelmente, como sempre, partilhada pelo nosso mui caro @Invictus.

A parte que cito, então, concordo totalmente e desejo fortemente que assim seja, que ele seja o Alex Ferguson ou o Bob Paisley do Sporting.

Se, no entanto, ele sair, como provavelmente acontecerá, terá sempre em mim um seu admirador, que lhe desejará todo o sucesso do mundo, menos quando jogar contra o meu, contra o nosso Clube, que agora é dele também.

2 Curtiram

Vitória à “Sporting de Amorim”. Sólida e sem espinhas. :+1:

Isto com o Presidente no banco é outra conversa.

SL

3 Curtiram

Varandas: «Rúben Amorim? Foi jogada de antecipação. Ou estaria num rival no fim da época»

Presidente do Sporting lembra a contratação do treinador em 2020 e garante não estar preocupado com o futuro do técnico

Frederico Varandas destacou o timing do Sporting para contratar Rúben Amorim ao Sp. Braga, em março de 2020, sublinhando que se não o tivesse feito o treinador acabaria no Benfica nesse verão.

“Nunca liguei muito ao que se diz sobre Amorim, caso contrário nunca o teria contratado. Todos achavam que não era bom para o Sporting. Foi uma jogada de antecipação, foi um momento decisivo, se não estaria num rival no final da época, não tenho dúvidas. Quando fechámos Amorim já havia pressão para ele não assinar pelo Sporting”, começou por dizer o presidente leonino, numa entrevista à CNN Portugal, onde desdramatizou eventuais dúvidas em torno do futuro do treinador, que despertou a atenção da Europa do futebol.

“Amorim dificilmente vai encontrar na carreira uma estrutura como esta. A função de um presidente é reunir e fazer acreditar num projeto. Amorim é jovem, está no primeiro ano da Champions e vai aos ‘oitavos’, campeão e está a discutir os outros títulos. É um treinador brilhante, um homem normal, como o presidente ou outros administradores. É um excelente líder. Amorim tem um contrato que quis assinar, até 2024. Se me preocupar com Amorim tenho de me preocupar se vai haver sismo em Lisboa. Saída? Não é hipótese. Amorim é inteligente, sabe que está a crescer, tem as condições ideiais para crescer. Se calhar não vai estar 10 anos no Sporting, nem 8, 6, 4… Sei que assinou um contrato e está feliz. Ele é muito transparente. Claro que não tenho plano B. O Amorim é muito feliz no Sporting, para mim é um não-assunto. Sofríamos por não ter o Amorim, agora estamos a sofrer por o ter? Eu não, que não sofro nada. Preparado para o perder? É um não-assunto para nós, para mim e para o treinador”, finalizou Varandas.

2 Curtiram

Toda a gente sabe que o Plano B e’ o Leonel Pontes.

1 Curtiu

Era o que faltava termos um plano B para um treinador que acabámos de renovar contrato até 2024 e que se farta de dizer que está feliz no clube.
Até porque o treinador que esteja livre agora se calhar daqui a um ano e meio vai tar com clube…

Até falou bem.

Calma, há uma filosofia de gestão à varandas

Terá de ser careca. Pepa.

Se dissesse que tinha plano B ia abrir uma janela de especulação e uma carretada de nomes apontados…

1 Curtiu

Alguém ainda tem de explicar qual é o clube que vai bater 30 milhões a pronto pelo Amorim.

Sim é um treinador fantástico para o contexto do Sporting e do futebol Português, mas para já é só isso mesmo. Para já é um treinador talentoso e com muito potencial, mas também é alguém que tem uma carreira curtíssima a este nível.

Um nome que surge sempre nestas discussões é do Manchester United.
Um clube que é uma casa a arder, ia dar 30 milhões por um treinador inexperiente (porque ao nível que falamos ainda é)? Mesmo sendo um clube riquíssimo não julguem que trinta milhões para eles são trocos. Estamos a falar de um investimento avultadíssimo por um prefeito desconhecido, sim um desconhecido! Pois fala-se mais desta hipotética situação em Portugal do que em Inglaterra (“ninguém” conhece o Amorim por lá).

Isto foi uma situação inventada na comunicação social Portuguesa, fomentada por gente relacionada com clubes rivais. Uma forma de destabilização, que dado o típico sofrimento em antecipação dos Sportiunguistas acabou por pegar e funcionar.

Mais, porque se fala de Amorim e não se fala do Conceição? Não é esse génio que vai na frente do campeonato sem derrotas? Então ninguém tem interesse nesse? Pois…

A entrevista de Varandas foi sem surpresa cheia de lugares comuns e idiotices habituais (a história da arbitragem), mas neste ponto do treinador esteve bem. Não existe plano B, porque quem treina o clube é o plano A! E tem contrato com o clube está blindado com uma elevada cláusula de rescisão.

Fim da história!

2 Curtiram

Sobre a entrevista de ontem, basicamente o Amorim é milagreiro (já sabemos) portanto ele que faça mais milagres sozinho, que da parte da direção não se vai fazer grande coisa para ajudar.

Se não formos campeões este ano até nem há drama, já fomos na época passada, portanto há crédito para ficarem sossegados só a assistir ao trabalho do milagreiro.

Ainda no outro dia gozei com um lampiurso sobre isso.
Ficou danado.

1 Curtiu

Amorim não é milagreiro, é competente e é isso que faz a diferença.

Mais do que nós, o Ruben tem noção disso tudo. E ele tem sido bastante explícito nas abordagens que faz em público ao futuro do Sporting, que ele mantém como colado ao dele.

Não prevejo que o Ruben saia a breve trecho, por muito que ele aqui faça.

E outra questão, apesar de nisso o Varandas como é habitual entrar pelo campo da idiotice a falar da “super estrutura” :joy: , que clube é que vai oferecer ao Amorim a margem que ele tem no Sporting? É que aqui ele não é apenas treinador, é manager, num Man Utd desta vida, nesta fase, será apenas mais um, a ter que levar com egos de jogadores, directores a escolherem os seus jogadores etc etc etc…apesar de o próprio Amorim já ter tentado vender o seu peixe sobre esse assunto numa CI, ao dizer que se adapta à estratégia do clube e não o contrário…quando na verdade foi o Sporting que se adaptou à sua estratégia e lhe deu a margem de manobra que poucos treinadores tiveram no Sporting, talvez comparável nos últimos 40 anos só mesmo o JJ…

Se for inteligente prepara o seu futuro, cria nome…para quando sair não ser apenas mais um.

2 Curtiram

Eu acho que é. Não conheço muita gente que tivesse dado a transformação que ele deu no futebol do clube. Um tipo destes aparece de 20 em 20 anos. Temos de fazer tudo para o manter ca e feliz

O Sporting é um grande clube.
O que precisava era de liderança e projecto no futebol. Tudo a remar para o mesmo lado.

Que nunca teve nos últimos 40 anos, apenas pontualmente. O BdC teve com o Jardim mas depressa tiraram-no de cá. E quando estávamos bem pontualmente, bastava a bola bater na trave, o Sporting entrava em crise.

O Amorim teve muita sorte porque pegou à primeira. Agora tem crédito mesmo que a bola bata na trave.

Nos corredores de Manchester o Amorim é nome que provavelmente nunca foi sequer referido quanto mais pensado, ao contrário do que é dito por cá na nossa CS o o Amorim em Inglaterra é praticamente um desconhecido.

E no caso do United não estão em condições neste momento para fazer experiências, o clube está envolvido num completo caos no que concerne a sua gestão desportiva. Uma das decisões que vão ter de fazer será a escolha do próximo treinador, e a escolha certamente não vai andar em redor de alguém inexperiente a este nível.

Isto foi uma história que inventaram na CS para destabilizar o Sporting, e infelizmente a maioria dos adeptos morderam o isco.

1 Curtiu