QUEM TEM RAZAO, GIL VICENTE OU BELENENSES?

Isto vai acabar em alargamento! Aceitam-se apostas... :P

Estou contigo :!: ; esta situação não é nada que um alargamentozinho não resolva :!: 8)

Aliás, falando a sério, e antes que isto dê (mais) bronca, estou convencido que essa solução mágica tão utilizada no passado :evil: , deverá já estar a ser estudada pelos génios que mandam no futebol em Portugal :?

Segundo a RR e o presidente do Paços Ferreira, o Mateus teve para ser inscrito pelo paços, mas a Liga aconselhou o mm clube a nao o inscrever pois daí iriam advir consequencias graves para o futuro do clube... posto isto, porque razao a Leal Cunha nao fez o mm quando o Gil Vicente pediu a inscriçao do jogador? aceitou-a assim sem mais nem menos? na na, aqui ha gato, ou como se costuma dzr, aqui andam os interesses a falar mais alto :roll:

Se tivesses lido o topico completo percebias todo o processo.

O Cunha Leal recusou a inscrição do Mateus pelo Gil Vicente. O clube recorreu para a FPF que tambem recusou. O Gil recorre para o tribunal Administrativo e Fiscal de Braga e perde. O Gil aconselha o jogador a recorrer ao Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto. Este tribunal dá razão ao jogador. Na seqquencia da decisão do tribunal do Porto a Liga inscreve o jogador com caracter provisorio e informa todos os clubes. O mateus faz 4 jogos pelo Gil. A liga neste espaço de tempo recorre da decisão do Tribunal do Porto e ganha. A inscrição do Mateus é anulada e o jogador não actua mais pelo Gil Vicente.

Nuno, a tua óptica faz todo o sentido.
Mas lembra-te também que Schopenhauer já dizia que o contrário de uma verdade é geralmente uma mentira, mas o contrário de uma grande verdade é outra grande verdade!
Não subestimes o “poder” dos advogados.
:smiley: :wink:

- O jogador tinha um contrato simulado com o Lixa, isto é, [b][size=18px]tinha um contrato laboral como continuo[/size][/b], auferira o ordenado minimo nacional, e jogava aos domingo pelo clube.
  • O Gil Vicente pede à Liga a inscrição do jogador. O Dr Cunha Leal, Director Executivo da LPFP, indefere o pedido alegando que o jogador tinha um contrato de Amador com o Lixa e de acordo com a lei um atleta não pode na mesma epoca desportiva rubricar um contrato como amador e mais tarde como profissional.

então em que ficamos? se realmente o que conta é o que está no papel, se ele tinha com o Lixa um contrato como contínuo e não tinha contrato como jogador, a razão parece estar do lado do Gil, não?

Não porque ele jogando na 2ªB tinha de ser federado e como tinha um contrato como contínuo, era considerado um jogador amador.

Como não é possível um jogador assinar um contrto de amador e de profissional no mesmo ano, o Gil Vicente não tem razão.

Segundo aquilo que li, quem deveria subir era o leixões, o belém descia e o Gil ou desce para a liga de hinra ou mais para baixo.

O presidente do barcelos quis armar-se em carapau de corrida, pensando que era mais esperto do que os outros, por isso se descer ou ficar irradiado do futebol tem aquilo que merece.

Um dos grandes problemas do país: Justiça (é lenta e não funciona)

Isto vai acabar em alargamento! Aceitam-se apostas... :P

É exactamente essa a minha opinião. Aliás, acho que o Gil só insistiu com o processo no tribunal civil precisamente porque alguém lhe soprou que essa seria a melhor forma de pressionar.
Agora, com o novelo repleto de nós, só vejo dois caminhos:

  • O Gil retira o processo com a garantia de que fica na primeira. E a vida volta ao normal.
  • O Gil mantém a acção e o campeonato arrisca-se a ter um jogo cancelado por jornada. A longo prazo, o clube de Barcelos será fortemente prejudicado, mas, a curto prazo, tem o futebol português amarrado pelos tom**es. Já lá dizia o Nixon: when you’ve got them by the balls, their hearts and minds will follow!!!

Isto comigo era simples:

  • O Belem desceu? 2ª com eles!

  • O Gil quebrou os regulamentos? 2ª com eles!

  • Falta 1 equipa? Vai-se buscar o 1º classificado dos que não subiram.

Custa assim tanto?..

Isto comigo era simples:
  • O Belem desceu? 2ª com eles!

  • O Gil quebrou os regulamentos? 2ª com eles!

  • Falta 1 equipa? Vai-se buscar o 1º classificado dos que não subiram.

Custa assim tanto?..

Por príncipio tb concordo contigo Yapo, mas acho que não é isso que vem nos regulamentos, aqui é o Belém que deve ficar, pelas últimas que ouvi.

Na minha opinião o gil conhecia os regulamentos antes de contratar o Mateus em Janeiro, até aí os regulamentos cujo desrespeito gera o aproveitamento e concorrência ilegal desportivamente por parte do clube que os viola.

O Gil quis satisfazer uma pretensão sua de inscrever, contra os regulamentos desportivos (existentes muito antes do início da época), um jogador, a Liga recusou e eles recorrem para o tribunal civil, o regulamento é claro, quem recorrer ao tribunal civil desce imediatamente de divisão, assim NÃO HÁ QUALQUER RAZÃO NAS PRETENSÕES DO GIL.

Contudo acho que o papel correcto da Leal Cunha deveria ter sido se recorres, sabes que no fim da época desces e sem esperar por um pedido do Belém a Liga deveria em Janeiro instaurar um processo disciplinar ao Gil, e ponto final, mas como a nossa liga não é capaz de p^ro de lado os compadrios estamos como estamos.

Como passo seguinte a FPF deveria solicitar ao governo a permissão para a formação, como em itália, de tribunais desportivos que funcionariam sobre a sua alçada, e nunca uma questão como esta seguiria para instâncias civis.

Enfim tendo chegado a situação onde chegou, para mim o Gil deveria ser impedido de disputar as Ligas profissionais e ficar 1 ano suspenso, iniciando a próxima época, se quiser, na II B, com isto manter-se-ia o Moreirense na 2ª.

Se o Gil ficar abre-se um precedente grave e qualquer clube pode vir a pôr em causa os regulamentos com um tribunal civil, isto não pode acontecer.

Se os regulamentos merecem melhorias, façam-na antes de começar o campeonato, durante o mesmo todos têm que respeitar as regras estabelecidas no ínício e não fazer batota como o Gil fez que ganhou no campo mas é como se tivesse roubado todos os outros que não puderam fazer como o Gil.

Parece-me claro, o Sr Fiúza que deixe o futebol pois já prejudicou bastante o seu clube, se fosse um presidente do Sporting eu já tinha corrido com ele à pedrada…

Exactamente! O Leixões.

Isto comigo era simples:
  • O Belem desceu? 2ª com eles!

  • O Gil quebrou os regulamentos? 2ª com eles!

  • Falta 1 equipa? Vai-se buscar o 1º classificado dos que não subiram.

Custa assim tanto?..

Isto comigo era simples:
  • O Belem desceu? 2ª com eles!

  • O Gil quebrou os regulamentos? 2ª com eles!

  • Falta 1 equipa? Vai-se buscar o 1º classificado dos que não subiram.

Custa assim tanto?..

Que era o Leixoes que nao tem condicoes para vir para a primeira divisao.

Segundo a RR e o presidente do Paços Ferreira, o Mateus teve para ser inscrito pelo paços, mas a Liga aconselhou o mm clube a nao o inscrever pois daí iriam advir consequencias graves para o futuro do clube... posto isto, porque razao a Leal Cunha nao fez o mm quando o Gil Vicente pediu a inscriçao do jogador? aceitou-a assim sem mais nem menos? na na, aqui ha gato, ou como se costuma dzr, aqui andam os interesses a falar mais alto :roll:

Se tivesses lido o topico completo percebias todo o processo.

O Cunha Leal recusou a inscrição do Mateus pelo Gil Vicente. O clube recorreu para a FPF que tambem recusou. O Gil recorre para o tribunal Administrativo e Fiscal de Braga e perde. O Gil aconselha o jogador a recorrer ao Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto. Este tribunal dá razão ao jogador. Na seqquencia da decisão do tribunal do Porto a Liga inscreve o jogador com caracter provisorio e informa todos os clubes. O mateus faz 4 jogos pelo Gil. A liga neste espaço de tempo recorre da decisão do Tribunal do Porto e ganha. A inscrição do Mateus é anulada e o jogador não actua mais pelo Gil Vicente.

O Skygod diz que aqui há gato e tenho que lhe dar razão, porque como diz e muito bem o NAM:

Contudo acho que o papel correcto da Leal Cunha deveria ter sido se recorres, sabes que no fim da época desces e sem esperar por um pedido do Belém a Liga deveria em Janeiro instaurar um processo disciplinar ao Gil, e ponto final, mas como a nossa liga não é capaz de p^ro de lado os compadrios estamos como estamos.

e cito ainda o comunicado da FPF:

“1.5. A reacção da FPF e LPFP foi, não só a de alertar o Gil Vicente para esta irregularidade, como também a de contestar por imperativo legal esta acção obtendo vencimento final, muito embora, no entretanto, e fruto da providência cautelar apresentada, o jogador tenha efectuado ilegalmente quatro jogos da principal Liga nacional. O Clube poderia, então, ter sido imediatamente suspenso.”

Concluindo, porque é que o Gil Vicente não foi imediatamente punido da primeira vez que recorreu aos tribunais civis?? Dá mesmo a sensação que eles quiseram esperar até ver no que isto dava, caso fosse preciso mais tarde (como se veio a verificar) descer o Gil para pôr outro no seu lugar.

Por isso é que isto cheira a esturro…

Parece-me claro que o Belém tem razão, o Nuno Lapa já disse tudo.

O regulamento impediu o Mateus de jogar, mas não impediu o Mateus de ter um contrato de trabalho e de receber todos os meses.
Se isto fosse uma questão laboral, qualquer jogador que fosse punido com jogos de suspensão (ao abrigo de regulamentos) poderia reclamar ao tribunal de trabalho, por não o deixarem jogar…

Para terminar, e contradizendo um outro forista, o Leixões tem condições para jogar na Bwin. Em termos de adeptos, quer nos jogos em casa quer nas deslocações, envergonha qualquer Amadora ou Naval ou Nacional.
No entanto, o regulamento é claro quanto a isso: se o Gil descer, deve ficar o Belém.

Acho que a equipa que deveria subir era o Leixões.

Belenenses desceu…
Gil vicente punição…


=D>
Nuno Lapa, lá por estar numa lei de bases e ter sido promulgado pelo PR não quer dizer que não seja inconstitucional... E a proibição é para todos sim, como o Direito Comunitário também é para todos, e como o foi para o Bosman que se atreveu a enfrentar a Fifa e os tribunais europeus deram-lhe razão fazendo a Fifa ajoelhar-se pela primeira vez... E não é por se entrar e concordar com as regras que elas valem por si, basta que haja cláusulas que violem direitos fundamentais para estas serem inválidas... Quanto ao faxe não conheço essa notícia, mas pelo que o Presidente do Gil leu do faxe não me parece que esteja a inventar, e o tribunal é que vai verificar se é verdade ou não... Mas não tenhas dúvidas basta que isto chegue aos tribunais europeus e o Gil ganha!

Deixa-me explicar-te uma coisa. O caso Bosman era estritamente laboral, não tinha nada haver com direito desportivo ou leis da republica belga.

O caso foi o seguinte, em Abril 1990 o jogador belga Jean-Marc Bosman atleta do R.C Liege, da primeira divisão da Belgica recebe uma proposta para renovação do seu contrato que expirava em 31 de Junho desse Ano. O atleta recusa por não concordar com as verbas envolvidas. O clube coloca-o na lista de transferencia com um clasula indemizatoria no valor de 11.743.000 Francos Belgas ( não faço ideia de quanto será esse valor traduzido para euros ). EM Julho de 1990 o jogador chega acordo com o clube Frances Unión Sportive Dunkerque, no entanto a transferencia não se realiza porque o clube Frances recusa-se a pagar o valor da clausula. Os dois clubes não chega a acordo e a transferencia não se realiza. O jogador fica sem clube e impedido de jogar futebol, em 8 de Agosto intrepoe uma acção no Tribunal de 1ª Instância de Liège, contra o R.C Liege, Federação Belga, UEFA e FIFA. Alegando que tinha sido impedido de trabalhar devido à lei de tranferencias em vigor que permitia ao clubes receberem compensações financeiras sobre jogadores em final de contrato.
O processo durou 5 anos e chegou aos tribunais europeus. A 15 de Dezembro de 1995 o tribunal de justiça da CE no Luxemburo deu-lhe razão forçando a UEFA a mudar os seus regulamentos, passando a existir os chamados jogadores livres ( o tal “custo zero” ou “free-Agent” ), esta decisão veio revolucionar o mercado de tranferencias, para jogadores que actuem e se transfiram para clubes da zona Euro.

O fundamento da setença foi o seguinte:

«Enfrentando o tema proposto, declara a Corte que a necessidade de pagamento de uma compensação financeira que os clubes empregadores estão obrigados a pagar para contratar um jogador proveniente de outro clube está a afectar directamente as possibilidades deste para encontrar um emprego, bem como suas respectivas condições. Assim, conclui que o art. 48 do Tratado de Roma de 1957, aplica-se as regulamentações adoptadas por associações desportivas como a URBSFA, a FIFA e a UEFA, o que, por conseguinte, acarreta as mesmas a obrigação de observar, em caso de transferência, a não obrigatoriedade de pagamento de indeminização por um clube a outro quando o contrato do jogador já tenha terminado.»

Mais tarde no Brasil é adoptada a mesma regra com a chamada “Lei-Pelé”.

O caso-mateus está longe de poder ser considerado um problema Laboral, apesar do que diz o seu Presidente.

Não está apenas em causa o recurso do Gil para os tribunais, mas sim o facto de a UEFA/FIFA poderem usar esse facto para punir clubes terceiros. O único exemplo parecido que me recordo foi quando os adeptos do Liverpool foram causadores da tragédia de Heysel, sendo banidos das competições internacionais TODOS os clubes ingleses durante 5 (?) anos. Não me recordo se a selecção inglesa também foi castigada.

Que culpa tem o Sporting de uns marados terem ido para os tribunais? Então e se um maluco qualquer da 8ª divisão distrital se lembrar de ir para os tribunais porque lhes apetece, para ganhar notoriedade, castigam-se equipas que não têm nada a ver com o caso? Que é que eles querem, que essas equipas se juntem e contratem assassinos profissionais para os eliminar?

Esta atitude é: ilegal, imoral, inconstitucional, idiota, “istúpida” e mais uns “i” que se podem acrescentar. Não se pode castigar um clube por outro se ter lembrado de prevaricar, sendo que o clube castigado não tem nenhuma ferramenta legal que permita evitar que o outro clube prevarique. Mesmo com todos os interesses envolvidos (Ajax, etc), não acredito que tenham coragem de avançar com uma decisão destas, até porque levavam no minimo com processos judiciais de todos os envolvidos: clubes, adeptos, jogadores, patrocinadores, televisões, enfim, era o fim do futebol como o conhecemos. Tudo isto é uma enorme pressão que se está a fazer sobre o Gil para eles decidirem, não acredito numa decisão deste género.

Concordo, alemid. Se bem que, face à intransigência do presidente do Gil Vicente e à posição excessivamente radical da UEFA, estava na altura de encontrar outros meios persuasivos para que o presidente gilista percebe que tem mesmo de retirar a tal acção nos tribunais civis. Interrompam-se as escutas ao Pinto da Costa e deixe-se o homem fazer uns telefonemas. :twisted:

Concordo, alemid. Se bem que, face à intransigência do presidente do Gil Vicente e à posição excessivamente radical da UEFA, estava na altura de encontrar outros meios persuasivos para que o presidente gilista percebe que tem mesmo de retirar a tal acção nos tribunais civis. Interrompam-se as escutas ao Pinto da Costa e deixe-se o homem fazer uns telefonemas. :twisted:

Não deve ser necessário fazer telefonemas, a guarda pretoriana vai lá por sua iniciativa. Penso mesmo que vão com alguns dos nosso jovens :!:

Eu penso que se o Belenenses foi despromovido para a segunda liga devia ir e sem protestar sequer. Não somou os pontos necessários, azar! O Gil Vicente devia seguir o mesmo caminho mas por razões diversas, no caso, ter cometido uma irregularidade.
Posto isto, promovia-se o Leixões à 1ª Liga e assunto encerrado, que isto já chateia! :x

Alemid,o teu ponto de vista é aceitavel.

Mas isso tambem seria aplicado, por exemplo à Juventus. Que culpa tem o clube das asneiras que fizeram os seus dirigentes ? Merecem os adeptos um clube verem a sua equipa despromovida, porque um senhor chamado Moggi, lembrou-se de corromper uns arbitros ? Não bastaria castigar o sr Moggi ?

A justiça acha que não. No caso na Mateus, a grande arma, justa ou injusta da FIFA, é afectar todos o edificio do futebol de uma federação, por erros de um seu associado. É uma forma de manter alguma pressão e evitar aventureiros.

Por tudo aquilo que disse atrás, mantenho a minha opinião de que o Gil errou, por mau aconselhamento juridico no inicio de todas esta coboiada. Agora encetou uma fuga para a frente, servindo-se da enorme competencia técnica do Advogado que os defende neste processo.

Este caso criado pela incompetência dos “senhores” do futebol, a meu ver teria uma resolução simples.
Ordenava (nem sempre a democracia é a melhor solução) o seguinte:

  • o “os Belenenses” descia para a liga de honra, porque desceu no campo por pura incapacidade futebolística.

  • o “Gil Vicente” descia para a liga de honra ou para outra qualquer, dependendo dos regulamentos. Cometeu um erro que influenciou os resultados, porque o Mateus jogou várias vezes e foi uma mais valia.

  • o “Leixões” subia para a primeira liga, porque sendo o clube melhor qualificado logo atrás dos que subiram, terá esse direito.

Não ficaria por aqui, visto que este caso criado é uma verdadeira vergonha para qualquer português. Gostaria de ver todos os clubes a interporem um processo em tribunal por danos causados á imagem, a todos os responsáveis que ao que parece será o Cunha Leal, o “valentão” Loureiro e o Gilberto Madail.

cumps,
VCoelho