Preparar um Sporting Vencedor

O futebol vive do momento, é certo. Pretendemos o sucesso desportivo no presente e no futuro pois só dessa forma nos será possível manter ou aumentar a grandeza do nosso clube. A amplitude da instituição mede-se pelo seu número adeptos e o principal factor que influenciará o seu aumento ou diminuição prender-se-á com a conquista de títulos. É portanto natural, como supramencionado, desejarmos vencer desportivamente para que continuemos a assumir a nossa hombriedade e expressividade.
No entanto, como em tudo na vida a melhor forma de entender o presente e planear o que está para vir é percebermos exactamente o que se passou, ou seja, na essência, conhecermos a história não só do nosso clube mas também do enquadramento contemporâneo das respectivas épocas que foram vivenciadas: os erros que foram cometidos e os motivos, quais as estratégias bem implementadas que resultaram em glória. Um clube da nossa dimensão e que em termos de número de simpatizantes já foi da mesma igualha do benfica não pode contentar-se com uma secundarização ou terceirizão se incluirmos, ainda, o porto na equação.
É fulcral que se tenha em atenção a “sportinguização” a nível de conhecimentos da nossa massa adepta, sobretudo da mais jovem(!!!) que serão os dirigentes, presidentes, diretores de amanhã. E, quando digo amanhã, refiro-me daqui a 10, 15, 20 anos!
Considero, por conseguinte, vital que o clube se preocupe em arquitectar o futuro também a LONGO prazo.

Sugiro duas medidas:
- Uma série/documentário com vários episódios acerca da vida do clube, que prime pelo detalhe em termos de contextualização da sociedade e do desporto à época. Toda a nossa evolução nos mais diversos âmbitos (sociais, económicos, etc) e o que a foi suscitando (êxitos desportivos, má gestão, incapacidade de prever o futuro).
- A criação de uma associação sub-30 de adeptos sportinguistas que se reúnam frequentemente para discutir a actualidade do clube e que tenha oportunidade de contribuir com propostas perante a direcção.

Aproveito para acrescentar que, caso a 2ª sugestão seja implementada, prontamente me disponibilizarei para fazer parte da mesma de acordo com a minha disponibilidade pois sou estudante universitário.

Aguardo as vossas reacções!