Prémios Stromp - 2020

PRÉMIOS STROMP 2020

Por Sporting CP
17 Dez, 2020

NOTÍCIAS

Os 16 galardões da 58.ª edição foram entregues ao longo da última semana

Considerada uma das noites de maior exaltação do ideal Sportinguista, a 58.ª edição dos Prémios Stromp distinguiu, ao longo da última semana, os 16 atletas, treinadores, dirigentes, Sócios e funcionários que mais se destacaram ao serviço do Sporting Clube de Portugal e do desporto nacional este ano.

Em 2020, devido às limitações que a pandemia exige, a habitual gala de atribuição dos galardões foi substituída por um programa de entregas faseadas, posto em prática por alguns dos membros do Grupo Stromp, que pode ser visto nesta sexta-feira, dia 18 – dia da fundação do Grupo no ano de 1962 –, a partir das 22h35m na Sporting TV.

“Tivemos de adaptar-nos face às circunstâncias, mas mantivemos a tradição do Grupo Stromp que todos os anos, de forma ininterrupta desde 1963, premeia aqueles que mais se distinguiram. Estes prémios existem há mais de 50 anos e estão cá para continuar, como se nota, num ano tão difícil em que, apesar de todas as condicionantes, conseguimos realizar a 58.ª cerimónia de atribuição dos Prémios”, começou por dizer Tito Arantes Fontes, presidente do Grupo Stromp, em declarações exclusivas ao Jornal Sporting.

Entre os 16 prémios entregues, 14 foram atribuídos por escolha dos membros do Grupo Stromp e outros dois por inerência – entregue àqueles que obtiveram medalhas em Campeonatos do Mundo, da Europa ou Jogos Olímpicos –, um número muito inferior ao das edições anteriores.

“Existem muito menos prémios por inerência do que é habitual. No ano passado tivemos 23, e este ano temos apenas dois, que são medalhados europeus: o Jorge Fonseca do judo e a Catarina Rodrigues do karaté. Isto porque não se realizaram muitas das provas internacionais nas mais diversas modalidades”, lamentou.

Entre o lote dos galardoados, em que se destaca Pedro Gil e Auriol Dongmo como os atletas do ano, Tito Arantes Fontes fez questão de enaltecer a atribuição dos prémios ‘Saudade’ aos três membros do Grupo Stromp que faleceram durante o ano de 2020, uma homenagem a quem fez do Sporting CP a sua vida.

“Os três prémios ‘Saudade’ são muito acarinhados pelo Grupo Stromp. Foram atribuídos a título póstumo a três membros do Grupo que faleceram no decorrer deste ano: Romeu Branco, José Correia de Castro e o António Aguiar de Matos. Todos e cada um deles com muitos e bons serviços prestados ao Sporting Clube de Portugal”, sublinhou.

Lista de vencedores

Prémios por escolha (14)

O atleta do ano: Pedro Gil Gómez (Hóquei em Patins)
A atleta do ano: Auriol Dongmo (Atletismo)
Futebolista: Sebastián Coates
Revelação: Nuno Mendes
Academia: Youssef Ramalho Chermiti (Futebol-Juniores)
Técnico do ano: Luís Magalhães (Basquetebol)
Coordenador(a): Márcia Ferreira (Goalball)
Dedicação: Jorge Maia Patinho (Basquetebol-Formação)
Sócio: Henrique Salgado (Sócio n.º 12108)
Dirigente: Miguel Afonso (Conselho Directivo)
Saudade (a título póstumo): Romeu Branco
Saudade (a título póstumo): José Cordeiro de Castro
Saudade (a título póstumo): António Aguiar de Matos
Especial funcionário(a): Amália Alves (Tesouraria SCP)

Prémios por inerência (2)

Europeu: Jorge Fonseca (Judo)
Europeu: Catarina Rodrigues (Karaté)

1 Like

Justíssimo o do Henrique. Um grande Sportinguista, um ser-humano do caraças, um coração enorme, que não lhe cabe no peito, e um gajo que faz o grande favor de ser meu amigo…

4 Likes

Ele dirá o mesmo de ti! A amizade é sempre recíproca.

O Pedro Gil ser considerado o atleta do ano é que coiso…muita simpatia pelo Espanhol, mas dizer que isto é rebuscado é mero eufemismo.

image

O Miguel Afonso pode ir para o raio que o parta.

1 Like

Os croquetes não perdoam!

PRÉMIOS STROMP 2020

Por Tito Arantes Fontes
24 Dez, 2020

OPINIÃO

O programa especial Prémios Stromp 2020 foi um grande momento de vida Sportinguista (…) Foi um momento de festa e de unidade do universo Sportinguista. Premiámos os nossos heróis! E isso nós – Sporting CP – gostamos de fazer!

A pandemia alterou as nossas vidas. Os Prémios Stromp 2020 também foram alterados. Desde logo com a drástica diminuição dos “premiados por inerência”. Tivemos apenas 10% desses premiados… ou seja, uma enorme redução de 90% nesses prémios. Consequência directa da COVID-19 e da falta de campeonatos europeus, mundiais e do postergar dos Jogos Olímpicos de Tóquio para 2021! Mantiveram-se, naturalmente, os demais “prémios por escolha”, nas habituais categorias que tão bem o universo Sportinguista conhece. No total foram atribuídos 16 prémios, sendo 14 “por escolha” e dois “por inerência”.

E tivemos também uma alteração profunda no modo como os Prémios são anunciados e entregues. Por razões óbvias não foi possível organizar e realizar o habitual jantar no Hotel Sheraton. Mas – hélas – temos a Sporting TV! E esta agarrou a ideia e fez um fantástico programa na passada sexta-feira, dia 18! E esse é o tradicional dia da entrega dos Galardões Stromp, exactamente por corresponder ao dia da fundação do Grupo Stromp no já longínquo ano de 1962. Desde aí – com início no ano seguinte à sua constituição – que o Grupo Stromp atribui todos os anos os seus Prémios. É – como todos sabemos – um momento alto da vida Sportinguista! Desde logo porque o patrono do Grupo Stromp e dos seus ambicionados Prémios é Francisco Stromp, o eterno sócio n.º 3 do nosso querido Sporting CP!!!

O programa especial Prémios Stromp 2020 foi um grande momento de vida Sportinguista. Recebi múltiplas manifestações de regozijo pelo mesmo. Centenas de comentários de satisfação e de puro amor Sportinguista. Foi um momento de festa e de unidade do universo Sportinguista. Premiámos os nossos heróis! E isso nós – Sporting CP – gostamos de fazer!

A décima jornada

No sábado, sofremos para levar de vencida o SC Farense. Isto de ganhar a “filiais” é muito complicado! É que do outro lado estão também… Leões! E isso é decisivo, como bem sabemos! Mas ganhámos, perto do fim do jogo, com um indiscutível penálti! Ainda vi as “carpideiras” do costume dizer e escrever, inclusive em títulos, que o golo foi depois dos 90 minutos… mentira! O penálti foi assinalado aos 86! E ainda vi defender-se que o penálti não foi penálti… confesso, tenho de lhes dar razão! É que não foi um penálti… foram dois no mesmo lance! Dois socos na cara dos nossos centrais Coates e Feddal! Ou – como o nosso povo costuma dizer – duas solhas, uma na cara do Coates e outra na do Feddal! Pois bem, as “carpideiras” do costume nem assim conseguiram ver o que se passava e reconhecer que uma “solha” na grande área é, no mínimo, penálti! É a cegueira em dose dupla! E não, essa não é provocada pela COVID-19… resulta do facciosismo que invade esses “virgens catedráticos” do ludopédio nacional! Tristeza!

Claro que noutros campos já outro tipo de decisões foram saudadas e aplaudidas… desde as selectivas cotoveladas que para uns dão direito a expulsão e para outros – no mesmo minuto – são merecedoras de “momento amnésico”… até aos empurrões nas costas que afinal quando sobre “celestiais figuras” já dão direito a indiscutíveis penáltis… ai Zaidu, ai do que te livraste tu…

É o degradante espectáculo do “dois pesos e duas medidas”… constante, repetido, gasto, vil… sempre seguido do passo seguinte… e venham lá mais processos contra o Sporting CP!!! Não, não nos calaremos!!! Somos milhões!!!

Viva o Sporting Clube de Portugal!!!