Por isto em perspectiva

Nao percebo como e que aqui ainda aparecem alguns (mesmo que poucos) a defender ou apoiar o Peseiro e o Ricardo.
Se virmos bem as coisas o Sporting nos ultimos sete jogos oficiais perdeu SEIS e ganhou UM.

AZ Alkmaar 3 - Sporting 2
Benfica 1 - Sporting 0
Sporting 1 - CSKA 3
Sporting 2 - Nacional 4
Sporting 0 - Udinese 0
Sporting 2 - Belenenses 1
Udinese 3 - Sporting 2

Nestes sete jogos os Sporting sofreu 16 golos e o Ricardo foi mal batido pelo menos em 4 golos do 16, ou seja, 25% dos golos sofridos.
E uma serie horrivel que passa algo despercebida porque tivemos o defeso pelo meio.
Jose Peseiro nao merece ser treinador do Sporting porque tem feito um mau trabalho. Nestes sete jogos o Sporting perdeu a final da Taca UEFA, deixou fugir o titulo nacional e falhou a qualificacao para a Champions League. Pelo meio a equipa tem jogado horrivelmente, o treinador tem errado na tactica bem como nas substituicoes. O Sporting nao tem um preparador fisico e nota-se porque a equipa rebenta praticamente em todos os jogos.
Perante isto so posso perguntar:
O que e que o Sporting ganhou com a contratacao deste treinador?
Porque e que um clube como o Sporting nao tem preparador fisico?
Ate quando se utiliza um guarda-redes que esta obviamente a jogar mal e persiste em prejudicar a equipa?
Ate quando terao os sportinguistas que aturar um treinador que nao tem o minimo de competencia para treinar seja que equipa for na Superliga (on mesmo na II Honra)?
Quando e que aparece uma Direcao empenhada em GANHAR?

diria que o Peseiro é um génio…

Se virmos bem as coisas o Sporting nos ultimos sete jogos oficiais perdeu SEIS e ganhou UM.

Dando de barato que fazes algumas observações pertinentes, não revelas grande honestidade intelectual ao querer extrapolar de uma amostra de 7 jogos a avaliação de um guarda-redes com mais de 2 anos de Sporting e de um treinador com mais de 1 ano. Tiro ao lado, por isso.

Série de números completamente descontextualizada. Não é daí que vou tirar conclusões.

ao querer extrapolar de uma amostra de 7 jogos a avaliação de um guarda-redes com mais de 2 anos de Sporting

O maior problema é que eu acho que, neste caso especifico, se pode mesmo fazer essa extrapolação… :roll:

Se virmos bem as coisas o Sporting nos ultimos sete jogos oficiais perdeu SEIS e ganhou UM.

Dando de barato que fazes algumas observações pertinentes, não revelas grande honestidade intelectual ao querer extrapolar de uma amostra de 7 jogos a avaliação de um guarda-redes com mais de 2 anos de Sporting e de um treinador com mais de 1 ano. Tiro ao lado, por isso.

Nao disse nenhuma mentira. O facto e que, com mais de um ano de Sporting, o senhor Jose Peseiro apenas conseguiu demonstrar que e um completo incompetente e o senhor Ricardo um frangueiro nato.
Se nao acham que perder 6 dos ultimos 7 jogos e merda a mais, e se nao acham que o Peseiro esteve mal na maior parte destes jogos entao deixem seguir o baile.

Se virmos bem as coisas o Sporting nos ultimos sete jogos oficiais perdeu SEIS e ganhou UM.

Dando de barato que fazes algumas observações pertinentes, não revelas grande honestidade intelectual ao querer extrapolar de uma amostra de 7 jogos a avaliação de um guarda-redes com mais de 2 anos de Sporting e de um treinador com mais de 1 ano. Tiro ao lado, por isso.

Todos os bons guarda redes dao frangos mas nos grandes jogos e’ que se ve porque e’ que eles sao bons, no caso do Ricardo nao o acho um bom guarda redes, ajudou o Sporting a perder alguns jogos muito importantes tal como o jogo contra os lamps que deu o titulo a eles e ontem o segundo golo foi uma oferta e contra o Belenenses…outra oferta.
Precisamos de um preparador fisico e ja’ agora de um treinador que nao faça experiencias e que saiba ver quando um jogador nao esta’ a jogar bem e muito importante que quando um jogador o mandar levar no cu ele nao deve obedecer a esse jogador… :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

Nao percebo como e que aqui ainda aparecem alguns (mesmo que poucos) a defender ou apoiar o Peseiro e o Ricardo. Se virmos bem as coisas o Sporting nos ultimos sete jogos oficiais perdeu SEIS e ganhou UM.

AZ Alkmaar 3 - Sporting 2
Benfica 1 - Sporting 0
Sporting 1 - CSKA 3
Sporting 2 - Nacional 4
Sporting 0 - Udinese 0
Sporting 2 - Belenenses 1
Udinese 3 - Sporting 2

Nestes sete jogos os Sporting sofreu 16 golos e o Ricardo foi mal batido pelo menos em 4 golos do 16, ou seja, 25% dos golos sofridos.
E uma serie horrivel que passa algo despercebida porque tivemos o defeso pelo meio.
Jose Peseiro nao merece ser treinador do Sporting porque tem feito um mau trabalho. Nestes sete jogos o Sporting perdeu a final da Taca UEFA, deixou fugir o titulo nacional e falhou a qualificacao para a Champions League. Pelo meio a equipa tem jogado horrivelmente, o treinador tem errado na tactica bem como nas substituicoes. O Sporting nao tem um preparador fisico e nota-se porque a equipa rebenta praticamente em todos os jogos.
Perante isto so posso perguntar:
O que e que o Sporting ganhou com a contratacao deste treinador?
Porque e que um clube como o Sporting nao tem preparador fisico?
Ate quando se utiliza um guarda-redes que esta obviamente a jogar mal e persiste em prejudicar a equipa?
Ate quando terao os sportinguistas que aturar um treinador que nao tem o minimo de competencia para treinar seja que equipa for na Superliga (on mesmo na II Honra)?
Quando e que aparece uma Direcao empenhada em GANHAR?

Faz uma estatística dos 7 jogos imediatamente antes desses 7 jogos, ou então faz uma estatística dos jogos na pré-época, ou então faz uma estatística… :arrow:

Isto não é estatística! :idea:

e muito importante que quando um jogador o mandar levar no cu ele nao deve obedecer a esse jogador..... :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

Eh eh, bem visto!!! :twisted: :twisted: :twisted:

Nao percebo como e que aqui ainda aparecem alguns (mesmo que poucos) a defender ou apoiar o Peseiro e o Ricardo.

É simples: eu recordo-me que no segundo ano de bolonização havia quem no final ainda o defendesse, e o grupo de foristas que o fazia era practicamente o mesmo. A lógica é a mesma.

Aliás o que se está a assistir é exactamente a uma bolonização II:

  • deterioração da gestão do plantel em termos humanos e disciplinares
  • proliferação dos erros e opções bizarras
  • redução crescente do grupo de defensores do mister

O problema é que isto está a acontecer… à primeira jornada. Vai dar festa.

Eu acho essas estatísticas pertinentes e concordo com elas.

Não se deve avaliar um Gr só pelos frangos que dá,deve ser avaliado por n factores( golos que evita,segurança que dá á defesa,estofo psicológico etc.)
Fazendo um balanço destes factores é notório que o Ricardo não faz a diferença,quer dizer faz a diferença para o negativo.
Não venham dizer que fez esta ou aquela defesa,que evitou este golo,mas qual é o trabalho dele ? O Ricardo faz umas defesas mas não chega,o resto é mau,muito mau para um GR que se espera o Muito Bom.

Eu prefiro um Nélson que teoricamente será inferior ao Ricardo mas que rotinado e motivado com jogos fará melhor que ele.
Já para não falar da vertente clubística dos dois,pois o Nélson não festejou o título do ano passado dos lampiolhos…

A amostra desses sete jogos não é descabida, tendo em conta que se referem ao passado mais recente do Sporting. Se querem melhores exemplos da falta de coragem e da fraca leitura de jogo do nosso magnífico treinador está tudo aí nesses jogos.

Do Labreca já nem me apetece falar…

Não é descabida tendo em conta, que no momento em que era realmente necessário deitamos tudo a perder, eu não me esqueço do que fizemos pa lá chegar, mas também não me esqueço do que (não) fizemos para ganhar a época passada.

Não servindo de exemplo a série de jogos retirada para a analise, não deixa de ser importante verificar a influência dos árbitros em três destes jogos, principalmente contra o Nacional.

Não podemos na analise dos jogos, massacrar as arbitragens, e passado algum tempo vir apontar a responsabilidade nessas derrotas ao treinador. É preciso coerência.

Ate quando terao os sportinguistas que aturar um treinador que nao tem o minimo de competencia para treinar seja que equipa for na Superliga (on mesmo na II Honra)?

Uma coisa é não gostares do homem, do seu trabalho, outra são tiradas deste género, sem a minima ligação com a realidade. Eu só gostava de perceber, como é que um gajo que tem o perfil que apontas, leva uma equipa como o SCP à final da UEFA? Mistério…

É simples: eu recordo-me que no segundo ano de bolonização havia quem no final ainda o defendesse, e o grupo de foristas que o fazia era practicamente o mesmo. A lógica é a mesma.

Aliás o que se está a assistir é exactamente a uma bolonização II:

  • deterioração da gestão do plantel em termos humanos e disciplinares
  • proliferação dos erros e opções bizarras
  • redução crescente do grupo de defensores do mister

O problema é que isto está a acontecer… à primeira jornada. Vai dar festa.

Meu caro, a história repete-se e continuará a repetir-se eternamente. Há aqueles que defendem a estabilidade e o trabalho a longo prazo e aqueles que aos primeiros deslizes pedem a cabeça do treinador. Agora está acontecer com o Peseiro, antes foi o Boloni, o Fernando Santos, etc., amanhã, será o Hiddink, o Fergusson quem vier, por uma razão muito simples, as pessoas não toleram as falhas dos outros, as derrotas, que neste caso são inevitáveis, e assim, existirão sempre aqueles que estão há espera do treinador ideal. E este por qualquer razão nunca está no SCP. :roll:

Pronto temos aqui alguns iluminados que percebem muito de estatistica. A estatistica que me interessa revela que nos ultimos 24-25 anos, se nao me falha a memoria, o Sporting ganhou 2 campeonatos, duas tacas de Portugal e uma presenca na final da UEFA.
Facam as contas aos titulos que o Porto ganhou em igual periodo.
Nao existe cultura ou mentalidade de vitoria neste clube. No Porto quando um profissional nao produz vai embora seja ele treinador, jogador ou roupeiro. Nao ha desculpas para meninos de 20 anos.
Nos aqui e que temos a mania que errar e humano, que o treinador nao e tao mau como isso, que os contratos sao para cumprir e mais merda deste genero.
Sei derrotas em sete jogos nao e aceitavel. O resto e merda.

existirão sempre aqueles que estão há espera do treinador ideal. E este por qualquer razão nunca está no SCP

Tirando o exagero obvio do “ideal”, exagero que paragrafos antes criticas ao Rei, devo dizer que um bom treinador que dê alguma confiança e tenha campo para falha não está no Sporting porque ninguém tem inteligencia (é mesmo assim) para investir num treinador com essas condiçoes.

Preferem o baratinho, o caladinho e o mortinho… e preferem apostar, coerentemente digo eu jocosamente, em ir buscar gente com perfis tao distintos qto Boloni, Santos e Peseiro… afirmando no entanto sempre que se foi buscar o perfil certo para o Projecto.

Esquecem-se de afirmar que é o perfil certo para o Projecto do momento, pq parece já provado que este Projecto tem mais cascas que uma cebola… e faz chorar mto mais!!!

existirão sempre aqueles que estão há espera do treinador ideal. E este por qualquer razão nunca está no SCP

Tirando o exagero obvio do “ideal”, exagero que paragrafos antes criticas ao Rei, devo dizer que um bom treinador que dê alguma confiança e tenha campo para falha não está no Sporting porque ninguém tem inteligencia (é mesmo assim) para investir num treinador com essas condiçoes.

Não percebeste.

O ‘ideal’ serve para ilustrar o tipo de treinador que muitos querem no SCP. É como a história do gajo que anda à procura a mulher perfeita.

A verdade é que quando chegar esse treinador “que dê confiança e tenha campo para falha” (como se nos últimos anos eles não a tivessem!), e ele cometer os primeiros erros, ou pseudo-erros, vão saltar logo alguns a pedir a sua cabeça. Sempre foi assim e continuará a ser e continuaremos com as estatisticas apontadas pelo Rei da Selva - 25 anos, 2 Camp. 2 Taças e 1 final UEFA.

Meu caro,

Boloni esteve 2 epocas no Clube, sabendo nós o negativo que foi mante-lo nos ultimos 8 meses (por razoes que no meu caso divergem de outros foristas).

Santos foi uma aposta desde logo condenada ao falhanço, pela falta de qualidade e perfil para o lugar… felizmente até os nossos dirigentes chegaram a essa conclusao.

Peseiro nao foi visto com bons olhos, mas creio bem que lhe deram margem de manobra para trabalhar, obviamente recebendo criticas qdo era caso disso.

Eu entendo-te e tb acho que ainda é cedo para um ataque tao forte ao treinador… mas há que ser sincero e tb entender que a margem de manobra já era reduzida, por factores que conhecemos, e que até este momento já se falhou o 1º objectivo da época.

Para mim o mais importante será ver se Peseiro, depois de 1 ano a treinar o Clube e com todas as condiçoes que pediu (jogadores claro está) dadas, consegue resolver o que já vem detrás.

Para já devo dizer que a avaliação nao pode ser positiva, mas ainda lhe dou uma tolerancia, que provavelmente só terminará se me aperceber que já nao tem o plantel na mao. Veremos.

Cedo? Quantos anos de peseiro temos de comer até o poder criticar? :slight_smile:

O 'ideal' serve para ilustrar o tipo de treinador que muitos querem no SCP. É como a história do gajo que anda à procura a mulher perfeita.

A verdade é que quando chegar esse treinador “que dê confiança e tenha campo para falha” (como se nos últimos anos eles não a tivessem!), e ele cometer os primeiros erros, ou pseudo-erros, vão saltar logo alguns a pedir a sua cabeça. Sempre foi assim e continuará a ser e continuaremos com as estatisticas apontadas pelo Rei da Selva - 25 anos, 2 Camp. 2 Taças e 1 final UEFA.


Hás-de convir que o Projecto nunca fez um investimento sério num treinador de qualidade. Nestes anos todos, o mais parecido que tivemos com um treinador com margem para falhar foi mesmo o Queiroz. Nesta lista, a de todos os treinadores que orientaram a equipa principal do Sporting desde 1995, incluindo soluções de transição, sinceramente não vejo onde estão os nomes credíveis que dessem confiança e tivessem campo para falhar:
  • Queiroz
  • Fernando Mendes
  • Octávio Machado
  • Waseige
  • Octávio Machado
  • Francisco Vital
  • Cantatore
  • Carlos Manuel
  • Fernando Mendes
  • Jozic
  • Materazzi
  • Inácio
  • Fernando Mendes
  • Manuel Fernandes
  • Boloni
  • Fernando Santos
  • Peseiro

Eu sou totalmente a favor da estabilidade e de que se dê tempo aos treinadores para implementarem as suas ideias. Conheço muito bem a lengalenga do Ferguson no Man Utd (embora aqui a diferença para o Peseiro se faça pelo curriculum que cada um apresentava quando chegou).

O que pergunto é se algum destes treinadores do Projecto tinha, à chegada ao Sporting, um percurso e um perfil que justificassem anos de espera até que as suas ideias estivessem totalmente assimiladas. E mesmo que não tivessem, qual deles desenvolveu no Sporting um trabalho de qualidade tão indiscutível que merecesse uma aposta continuada à espera dos respectivos frutos (neste caso, só vejo o Jozic, curiosamente num ano em que ficámos em 4º)?

Mais: será que a diferente natureza dos “perfis” de cada um deles consubstancia qualquer tipo de política desportiva a médio-longo prazo? Repara que tivemos desde os “formadores científicos” Queiroz, Jozic, Boloni e Peseiro até ao arruaceiro Octávio, passando por velhos estrangeiros de segunda linha como Waseige ou Cantatore e por semi-autodidactas sem curriculum como Carlão ou Inácio. Tiveste até casos de tipos contratados para adjuntos, porque se considerava terem o perfil adequado para isso, e que deram em treinadores principais por falta de outras opções, como Octávio e Inácio, e também casos de treinadores principais que se tentou “chutar para cima”, para cargos de director disto ou aquilo, como Inácio, Manuel Fernandes ou Boloni.

Tudo isto para dizer que o Projecto não tem nem nunca teve sombra de política desportiva, limitando-se a navegar à vista, contratando ora “professores” cujo trabalho se dirige a um futuro que nunca chega, o que implica a permanente ausência de responsabilização, ora zés-ninguéns que agradecem a oportunidade de trabalhar no Sporting e não têm força para dar um murro na mesa, exigindo, senão reforços, pelo menos tranquilidade e bico calado aos dirigentes.

PS- Cabe dizer por fim que o único dirigente desportivo que o Sporting teve na última década teve uma única oportunidade- falhada- de escolher um treinador, e que este, não tendo o tal curriculum à prova de bala, se chamava Mourinho. É o tipo de rasgo que não está ao alcance dos financeiros que actualmente nos regem.