Política Nacional - Parte 2

Se fores rata de sacristia, podes sempre acreditar que rezar muito pode ser que corra mal. Outra pandemia mundial que afogue todas as companhias aéreas ou o PS vender a TAP a outro ladrão tipo o brasuca a quem o Passos vendeu a TAP.

Coisas sérias?
Tu vês coisas sérias nos telejornais da SIC / TVI?
Foda-se. :rofl:

Aquela “reportagem” é uma vergonha, como aliás várias reportagens da SIC são. A SIC (Notícias) ser reputada no sector jornalístico já passou há muito.
Agora estão interessados em populismos baratos para concorrer com a TVI24 que lhes roubou a liderança. E a CNN ambiciona destronar a CMerda TV, só para veres o nível a que ambas tencionam descer.

Claro que vejo.

Vejo coisas da sic, da tvi, da rtp, do jn, do CM, do expresso, do I, do público, do observador, do dn e por aí fora.

É que acontece quando não se é ideológicamente cego e se valoriza o trabalho pelo trabalho, e não pelo rótulo que têm na testa.

Há ser ideologicamente cego e escolher ver merda só para fingir que não se é isento.
Não me apanhas a ver a CMerdaTV para informação.

Devias ler o milhões a voar, fazia-te bem pois é um livro que desfaz toda a tua argumentação.

Ignorando isso, imagina que a TAP dá um lucro de 1M por ano durante 30 anos. Vamos imaginar também que não existem dívidas para trás.

Quando tiver de renovar a frota (de 30 em anos, como dizes), temos um acumulado de 30M para investir numa nova frota. Isto chega para quê? Renovar 2 cockpits?

Não basta apenas fazer lucro.

Não sei porque sinto que tu ou um dos teus Mamou parte dessa injeção de capital.

Again, é uma vergonha para cegos ideológicos, gente comprometida de ideias.

Porque para alguém que veja aquilo com olhos de ver, vê factos ali metidos.
Vê uma interessante investigação, que conta com o acrescento de várias opiniões de pessoas das respectivas áreas em que estão a dar a sua opinião.

Se tens alguma coisa a refutar daquilo, fá-lo.
Dizer que é uma merda é mais fácil, não é?

Isento não sou eu nem é ninguém.

A diferença está entre querer viver numa bolha ou estar aberto a perspectivas diferentes.

Seria “engraçado”, mas contabilidade não é imaginação.
A TAP sempre foi viável, como é natural num país de turismo como o português.

Sentes mal.
Como já disse várias vezes aqui, eu defendo a viabilidade da TAP e não as administrações que lá estão.

A única perspetiva que a CMerdaTV te dá é a de um cano de esgoto.

Incrivel como uma Formiga Intelectual como tu fala com tanto à vontade de um tema que apesar de nao ser proriamente dificil, nao faz puto de ideia de como funciona…

… o problema é quando a questao da parte contabilistica/financeira é um bocadito mais tecnica. Aí convem agarrar-se a letras gordas de Titulos e Opiniaos Premium que nem consigo abrir…

:upside_down_face:

Não achas que fizeram um excelente trabalho a desmascarar a Alexandra Reis e com todos os podres que estão a levantar do governo?

A parte da administração ter mais gente e estarem a ganhar mais são tudo factos e verdades. E como já disse, não defendo quaisquer administrações da TAP para além do óbvio (dão lucro ou não, estão a aproveitar-se para safar as empresas deles, etc etc).

A parte do “podíamos usar o dinheiro para investir na saúde” à lá Brexit é populismo desprovido de verdade, um argumento que podes encontrar na CMerdaTV porque não sabem mais a não ser apelar a sentimentos de vão de escada. A TAP é uma empresa importante para a economia portuguesa. É isso que defendo, a importância da empresa e não as pessoas que lá estiveram, estão, ou estarão; nem mais nem menos.

A barraca da Alexandra Reis foi dada no Expresso há seis meses atrás, não foi a CMerdaTV que a descobriu.

A CMerdaTV fez um “excelente trabalho” foi quando aconteceu o ataque a Alcochete.

A TAP e uma empresa zombie. Em Portugal temos um especial carinho por empresas zombie ja que estas empregam quase 15% da populacao portuguesa.

E cultural. Quem realmente percebe de economia e ja leu um bocadinho sobre destruicao criativa, sabe perfeitamente que uma empresa zombie e prejudicial a economia e quando mais cedo for substituida, melhor. Devemos deixar falir a TAP? Agora e talvez demasiado tarde depois de la meter mais de 3Bi. Mas quem percebesse um bocadinho de economia sabia que a unica solucao era fazer o mesmo que fizeram com a Alitalia. Deixar a empresa falir e pegar nos ‘restos’ para nao deixar o mercado temporariamente orfao.

E uma solucao bonita, simples e eficaz. Estava no proprio plano de reestruturacao. A TAP esta cheia de erros de gestao que nao sao possiveis de resolver. Os pilotos recebem acima da media, tudo e mais caro, esta cheia de rotas deficitarias, contratos ruinosos… tudo isto ‘limpo’ com uma falencia em vez dos 3Bi.
Ate porque o impacto economico da TAP foi largamente sobrevalorizado. Portugal e um pais que e uma armadilha de salarios baixos porque a nossa economia vive de atividades de baixo valor acrescentado. No entanto a vantagem destas atividades de baixo valor acrescentado e que sao facilmente substituiveis. Se nao fosse a TAP, era outra empresa qualquer a trazer os turistas para Portugal, ao mesmo preco ou mais baixo. Claro que existem sempre fornecedores que ficam a arder pois deixam de vender vinho do porto para a TAP ou bacalhau com natas embalado… mas e um impacto economico minimo e que podia ter sido perfeitamente absorvido pois existe falta de mao de obra nao especializada na economia, logo era facilmente ‘transacionavel’.

A TAP falir, com ou sem empresa de substituicao, tinha tido um impacto negativo de curto prazo. Assim temos um impacto de 3Bi de curto prazo que a longo prazo vai pesar na divida publica e pagar juros durante ANOS. Divida e juros que sao divida externa liquida. A TAP nao faz nada que nao pudesse ser facilmente feito/substituido por qualquer outra empresa . A TAP nao e uma AutoEuropa. A TAP e uma empresa zombie que pesa no estado.

O proprio governo ja reconheceu a merda que fez pois estao com uma enorme pressa em vender a TAP e vamos ver uma repeticao de 2015 - noticias cheias de ‘promessas’ de interessados, a pagarem fortunas, e no final vamos outra vez acabar com compradores duvidosos ou bem distantes do prestigio dos que se falam e com um acordo de venda que sera ruinoso para o estado. E daqui a uns anos na proxima crise vamos voltar a ter as mesmas discussoes que temos agora e o estado uns Bis mais pobre.

E que mesmo assumindo que esses Bis nao era investidos em investimentos realmente produtivos e assumindo uma taxa de juro media de 2% ao ano (que ate e conservadora) estamos a falar na modica quantia de quase 70 milhoes ano em juros que vamos pagar pelo resgate da TAP. A TAP ate pode dar lucro este ano, mas a TAP precisava de entregar 70 milhoes em dividendos ao estado todos os anos (no minimo dos minimos) so para cobrir os juros do que la enterramos.

Ja acreditei nisso. Mas tenho-me apercebido que existe um fenomeno em Portugal que nao afeta so os mais velhos mas os mais jovens tambem, que e uma forma de ver a politica que olha para a politica como os rabolhos para o Benfica. Qualquer critica mesmo que valida e uma critica ao meu clube. Quantos desdentados nao continuam a defender o Vieira por exemplo? Vemos isso com o Pedro Nuno Santos ou mais grave ainda, ate com o Socrates em menor grau…

A mim parece-me que o radical cai neste grupo dos que olham para a politica e para o PS como o seu Benfica. Qualquer discussao minimamente racional e desnecessaria porque acabas so a perder o tempo. Ja tentaste dizer a um Benfiquista que o Rui Costa ou e conivente com corrupcao ou completamente burro, e que ambas as opcoes sao mas? Sabes bem qual e a respostas certo? O Rui Costa nao sabia de nada e e um grande benfiquista e muito competente pois tudo o que foi feito de bom no benfica tinha mao do Rui :slight_smile:

Discutir a TAP com os fanaticos do PS e igual.
A TAP nao tinha como acabar bem, mas havia solucoes mas, pessimas e horriveis. A parte engracada e que basta desligar o cerebro e uma solucao horrivel passa a fantastica :slight_smile:

2 Curtiram

Ja agora, nos ultimos tempos existe muita polemica na TAP que e completamente bacoca e que so mostram que o melhor era mesmo deixa-la falir. O caso dos BMWs, uma situacao perfeitamente normal. Acabam os contratos de renting, precisas de renovar, encontras um novo fornecedor cuja relacao qualidade/preco ate e melhor (as vezes compensa pagar mais por carros que consomem menos), alguem traz isto para a praca publica e para satisfazer os indignados acaba-se com solucoes que so podem ser piores.

Temos o caso da Alexandra Reis. Uma administradora da TAP que foi despedida e como e natural recebeu uma indemnizacao que esta mais do que de acordo com o que e o padrao da industria. Nao ha qualquer tipo de polemica aqui, a unica ‘polemica’ e que a empresa sendo publica e tendo la o estado enterrado 3Bi, a malta nao consegue processar estes valores quando qualquer administrador em grandes empresas que sejam mandado embora vem com valores possivelmente muito superiores. Os problemas comecam, quando confrontados com isto e com o facto de a pessoa em questao ter sido empregue depois em outros cargos publicos de certeza absoluta como compensacao para nao receber a indemnizacao a que teria direito, os politicos comecam todos a negar saber da situacao ou terem aprovado porque sao um bando de cobardes. Nao ha nenhum com tomates que venha dizer que foi uma situacao perfeitamente normal dentro do contexto empresarial - a administradora estava desalinhada com a restante administracao, para ir embora tinha direito a X, a TAP negociou pagar Y e o estado portugues comprometeu-se a emprega-la noutros institutos publicos porque possivelmente estavam satisfeitos com o trabalho dela e assim obter um win-win (pagar menos indemnizacao e reter nos quadros do estado alguem que acham competente). Nao ha nenhum com tomates para dizer, meus senhores, sabem quando leva um administrador que seja despedido da GALP, da Jeronimo Martins, da Sonae? Ou de uma grande multinacional cotada em bolsa?

E eu percebo que nao tenham tomates… mas o problema esta a montante. E que a populacao portuguesa esta tao escaldada com a TAP depois dos 3Bi que ja nao tolera nada. Tambem por isso o Governo esta desesperado para vender a TAP. Pois a TAP daqui para a frente vai ter a gestao de tal forma escrutinada que geri-la bem dentro do perimetro empresarial do estado vai tornar-se ainda mais impossivel. Porque depois a malta vai questionar aumentar gestores, ter cargos de gestao a ganhar 10/15/20 mil euros por mes, ter os gestores com mordomias que sao perfeitamente concorrenciais, qualquer decisao que nao seja possivel ao portugues comum processar vai ser usada ate a exaustao…

Não se lida com o único canal não vendido ao Pesse.

Para a próxima tem de incluir os 15M na CMTV também

A situação da Alexandra Reis não é absolutamente normal, tenho de discordar.

Em primeiro lugar eu duvido que o valor para a despedir sem justa causa fosse na ordem de grandeza da indenização que acabou por receber.

Mas vou dar isso de barato, não tenho os números por isso não insisto.
Agora o que a gaja fez, sair da TAP e passar para outra empresa pública, muitíssima gente faz por esse serviço público fora.
Só que não recebem indenização nenhuma.
São transferidos e pronto.

E aí é que está a manha. Tendo em conta o que foi fazer a seguir ela devia ter recebido zero.
Se não queria, não tinha lugar noutra empresa pública imediatamente de seguida.

Eu não vou rescindir o meu contrato com a Sonae MC, receber 500k, e a seguir assinar contrato com a Sonae Sierra…

E não concordo também com a parte do político não ter tomates para vir dizer que é um caso perfeitamente normal.
O que eles mais têm feito é precisamente isso.
O primeiro ministro é particularmente bom a dizê-lo enquanto faz o típico sorriso macabro.

Agora há situações que não dá.

Sobre os BMW, eles só extenderam o leasing atual por mais um ano.
Daqui a um ano vêm os BMW.
E não me lixes, numa empresa em contenção de custos podiam muito bem arranjar opções mais em conta.
A BMW não é propriamente reconhecida pela sua qualidade/preço nem pelos seus carros extremamente econômicos, seja em consumos ou manutenções.

Ah e tal mas são cargos de administração e têm de ter alguns luxos.
Plenamente de acordo se não tivermos a falar de uma empresa que precisou de 3 mil milhões de euros dos contribuintes para sobreviver.
Aí, e enquanto despedem operários à fartazana e recebem bail outs bilionários, talvez fosse de bom tom conterem se um bocadinho.

1 Curtiu

De acordo com algumas noticias nao era so superior… era o dobro. O que nao surpreende. O valor que levou nao deve cobrir metade daquilo a que tinha direito ate ao fim do contrato.

Os contratos de executivos nao sao como o meu ou o teu.

Nao e bem assim. Para seres transferido tens primeiro que concorrer e mesmo em situacoes que passas de uma empresa para a outra, nao e como passar da TAP para a NAV. Sao situacoes muito diferentes ate porque nao tens diminuicoes salariais por exemplo.

Aqui a situacao foi, ela provavelmente teria direito a perto de 1 milhao de euros de indemnizacao. Passa-la da TAP para a NAV a ganhar provavelmente metade ou menos nao era uma solucao viavel pois ela nao e uma boa samaritana como nenhum de nos seria. Assim muito provavelmente (estou a especular) foi-lhe oferecida uma indemnizacao menor e uma garantia de um cargo na funcao publica pelo menos durante o tempo equivalente a que tinha de contrato, ‘compensando’ assim a perda salarial que ia ter.

Mais uma vez, se no estado a consideram competente, foi uma decisao muito racional e perfeitamente justificavel. O ‘custo’ liquido foi provavelmente o mesmo, mas ao inves de pagares o dinheiro e ficares a arder com o recurso, pagas o mesmo dinheiro mas mantens um recurso que consideras competente.

Sao situacoes completamente diferentes… mas acontece muito rescindires com uma Sonae e depois acabares numa Jeronimo Martins. E mato.

Nada disso. O que eles tem dito e que nao sabiam, nao aprovaram, nao faziam ideia e que a culpa e da gestao da TAP. Em momento algum vieram justificar a decisao como fiz assim. Ninguem o fez. Todos assumem por default que foi uma decisao de merda porque o povo fica indignado e entram no jogo do passa a culpa.

Mais os vales ubers… provavelmente porque a frota atual nao chega para todos os administradores atuais.

Posso dizer-te que no que toca a leasings e rentings, tambem pelo facto de terem o BMW financial group e nao dependerem de intermediarios, empresarialmente sao muito competitivos. Nao tenho duvidas que tenham apresentado a melhor proposta.

Mas a questao e… achas que pagas com bananas e depois nao acabas a contratar macacos? :slight_smile:
A verdade e esta… nao se deixou falir a empresa como devia ter sido. Para a manter, precisas nao apenas de gestores bons, mas gestores melhores que a concorrencia e que muito provavelmente nao existem em Portugal. Achas que e com condicoes inferiores a concorrencia que os vais atrair? :slight_smile:

Obviamente que o problema redunda nos 3Bi. Mas isso e uma questao politica.

O problema e que despedir funcionarios e reduzir salarios e tao necessario para a empresa, como e contratar excelentes quadros para a administracao.

Eu percebo que o pecado original reside nos 3Bi que nao deviam ter acontecido.
Mas apos acontecerem, e mesmo percebendo que para o portugues comum parecem decisoes bacocas, e perfeitamente normal o que foi feito.

Se eles se contiverem um bocadinho e cortarem nas mordomias e condicoes dos executivos de topo… os executivos de topo que vao restar sao o refugo incompetente que existe um pouco por toda a administracao publica com os fantasticos resultados que conhecemos. Provavelmente em vez de pifios 30 milhoes de lucro, estavamos a falar novamente de centenas de milhao de prejuizo.

Olha que é, que conheço várias pessoas que fizeram exatamente isso.
Não tens de concorrer, podes ser transferido diretamente, podes até ser transferido para uma outra empresa pública e continuar empregado na empresa anterior e estás a ocupar duas vagas, porque enquanto estás sob contrato na empresa anterior não podem contratar ninguém para o teu lugar. Sim, isto acontece.

Eu não percebo como é que se chega a esse valor. Gostava de perceber, porque também quero uma indmnização de 1M de euros quando sair da minha empresa ao fim de menos de 5 anos de casa.

Não são, porque empresas geridas pelo estado estão sob controlo do estado, tal como todas as empresas da sonae estão sob controlo da mesma empresa, esquece-me agora o nome…
Trocares de uma sonae para uma Jerónimo, no contexto da comparação que estou a fazer, é como trocares de uma empresa pública portuguesa para uma empresa pública espanhola…

Neste caso, porque perceberam logo que ia dar merda de tão absurdo que é.
Porque noutros não te faltam exemplos da lata descomunal dos políticos.

por exemplo:
António Costa acusa adversários de criarem “casos e casinhos” - SIC Notícias (sicnoticias.pt)

Eu , tendo em conta o que ouvi ontem da administradora, não sei para que servem os ubers.
Mas as palavras dela é que o leasing foi extendido e a compra dos bmw adiada.

Nada contra gestores bem pagos.
Mas gestores bons, e consequentemente bem pagos, diria que facilmente percebem que há coisas que não se podem fazer à descarada numa empresa resgatada com o dinheiro dos contribuintes.
Nesta altura principalmente.
É que mesmo que seja só pela mensagem que estás a transmitir aos colaboradores que vêm colegas a serem despedidos e a perceberem que 1 ano do salário de qualquer um deles custa menos do que 1 bmw para o sr administrador andar quando pode muito bem usar o carro próprio e meter na folha de km’s a despesa que teve em deslocações.
Eu sei, eu sei, é prática comum os carros de serviço. Mas voltamos ao início… O exemplo tem de vir de cima. Se estás a despedir pessoas, e se estás a usar dinheiro dos contribuintes para salvar a empresa, não te metas com grandes luxos. Não fica bem.
Como tu, e bem, disseste, a TAP já paga acima da média. Querem mais o quê?

Isto é tipo pagar prémios em anos de prejuízo. Mas isso cabe na cabeça de alguém?
Querem prémios, querem regalias, metam a coisa a funcionar direito e a não precisar de resgates bilionários…

E sim, concordo que talvez quem tenha menos culpa de tudo seja a administração atual.
Mas a partir do momento em que aceitam o desafio de recuperar uma empresa falida, não podem estar a esperar comer caviar todos os dias ao almoço à custa da empresa.
Digo eu…

1 Curtiu

Eu percebo o teu ponto de vista e volto a enfatizar que o problema sao os 3Bi que la se meteram.

Mas temos de discutir este assunto ‘esquecendo’ os 3Bi. A TAP contrata uma nova administracao. Obviamente que essa administracao percebe que tem que ser frugal. Isso nao significa que as pessoas vao para la fazer caridade. Isso nao existe!!! Nao vais conseguir contratar um CFO de uma grande empresa e competente para ir para a TAP ganhar metade e andar no proprio carro e a fazer folhas de kms. Tens que ser concorrencial… e isso significa dar certas mordomias a administracao que nada tem a ver com a empresa ter sido resgatada pelo estado portugues ou pelo Ze Manel.

Repara que mais uma vez pegas na questao dos BMW como se fosse um aumento de despesa. Muito provavelmente os BMWs iam permitir poupar dinheiro, com um contrato de renting melhor.

E os colaboradores tem de perceber como funciona o mercado, da mesma forma que eu nao andava a chorar quando o CEO da minha antiga empresa receber no ano em que eu sai 28 milhoes de euros, ou o CEO da minha atual empresa retirar um montante ligeiramente inferior. E tu que ja trabalhaste em multinacionais igual…

e sinceramente nem os invejo assim tanto pois nem tempo tem para gastar o dinheiro.

Outra vez, partes do principio que os BMWs sao um luxo e nao uma poupanca :smiley:

Obviamente. Quando assinas um contrato, os teus objectivos estao ligados a tua performance individual, do departamento onde trabalhas e da empresa como um todo. Isto quer dizer, e como trabalhaste em multinacionais sabes perfeitamente como funciona, que podes ter malta a receber premios em empresas com prejuizo e malta a nao receber nada em empresas com lucros.

Atencao que nao estou a falar nos premios da TAP pois desconheco o seu contexto. Mas a pratica em si nao e escandalosa de todo pois os premios sao um direito como e o teu salario. E se diz que mediante o cumprimento de determinados objetivos, o teu premio pode ir de X a Y mediante os resultados da empresa, e da mais elementar justica que cumprindo tu os objetivos recebas esse premio.

Claro que numa empresa zombie como a TAP que nunca deu lucro e estranho ter malta a receber premios… mas mais uma vez, e um problema de gestao, nao moral ou etico. Se calhar esses premios deviam estar indexados aos resultados do grupo TAP por exemplo.

Eu aqui discordo totalmente. Por mim podem comer caviar todos os dias. Se daqui a 5 anos estivermos todos a engolir sapos do tamanho de bois e a TAP a lucrar as centenas de milhoes consistentemente, vais dizer que esse caviar foi caro?

A gestao nao pode ser olhada em termos absolutos. Um gestor pode custar 50 mil euros e ser caro, como pode custar 500 mil e ser barato. Tudo depende dos resultados que apresenta.

Estou de acordo.
Duvido que vá acontecer neste caso particular, mas estou de acordo com o princípio.
O grande problema, lá está, é aquilo que nunca devia de ter acontecido, a intervenção do estado num serviço não essencial e facilmente prestado por outras empresas da área.
A partir daí as pessoas sentem, bem ou mal, que estão a comprar bmw’s com o dinheiro deles, que devia ser empregue em coisas verdadeiramente essencias.
Eu arriscava a dizer que a esmagadora maioria das pessoas que contribuiram para salvar a empresa nunca usaram os seus serviços, eu nunca usei. Mas aparentemente é muito importante para o país…