Política Nacional - Parte 2

“Primeiro eles levaram os socialistas e eu não protestei porque eu não era socialista. Depois levaram os sindicalistas, e eu não protestei porque não era sindicalista.Depois eles vieram pelos judeus, e eu não protestei porque não era judeu.Então eles vieram por mim, e já não havia ninguém para protestar por mim.”

3 Curtiram

Nisso concordo contigo que os comunas são melhores que os nazis.
Não há muito por onde pegar.
Simplesmente não és comuna vais com os cães.

2 Curtiram

Não percebi foi a relevância da questão.

Qual é o interesse em saberes a minha profissão tendo em conta o que tem sido discutido no tópico?

É uma medida demasiado estúpida para ser verdade.

E o PAN ao concordar com isso mostra as suas verdadeiras cores.

A mim interessa-me muito pouco os costumes locais, queria só que deixassem de torturar animais para mero prazer humano.
Adaptem as tradições aos dias em que vivemos, substituam os espetos pela solução encontrada fora de Portugal (velcro ou lá o que é) e têm exatamente o mesmo espetáculo mas sem a parte do animal ter de levar facadas no lombo.
Ou admitam que o que dá prazer e leva as pessoas a ver touradas é assistir a um animal indefeso sofrer, já com o seu destino traçado.

2 Curtiram

Não se pode dizer que a senhora não se está a esforçar…

1 Curtiu

Com o sentido de melhor entender as tuas tomadas de posição.

Não há pensamento sem contexto.
Somos todos influenciados pelas nossas experiências e educação.

Mas achas que eu não podia ter exatamente a mesma profissão e ter as mesmas convicções políticas que tu?

É que curiosamente eu tenho um amigo (tipo impecável mesmo) que é comunista (curiosamente chama-se André Ventura lol) e tem o mesmo emprego que eu

Poder podias mas era difícil.

Eu penso o q penso pela minha educação. Pai e irmão.

Não pela minha profissão. Sou profissional liberal.

Por mim as touradas podiam ficar apenas com a parte dos forcados. E obviamente o touro sem as farpas (que são perigosíssimas para os forcados) pois não teria sido toureado antes. Isso sim seria justo.

1 Curtiu

Para aumentar é aos euros para reduzir é ao centimo

1 Curtiu

O que o estado tira dificilmente dá de volta

Baixar é sempre positivo mas esmolas eu dispenso.
O Governo só tem que cumprir o que prometeu quando subiu os impostos dos combustíveis.
O resto são tretas.

2 Curtiram

Acho que a criação de uma polícia de consumo alimentar, a PCA, com a colocação de um fiscal em cada mesa dos restaurantes, e a obrigação de se enviar uma foto das refeições caseiras para homologação na hora, resolveriam metade dos problemas. E mais uma taxa, claro está.

4 Curtiram

É engraçado que ando desde Maio com esta conversa e cada vez ganha mais força. A situação não é muito diferente e confesso que já comecei a falar com alguns familiares emigrados na Suíça de maneira a conseguir ambientar-me e estabelecer-me mais facilmente.

1 Curtiu

Eu fui mais um dos muitos que teve de sair de Portugal.
Vim para Inglaterra em plena pandemia e apesar de as saudades serem muitas, foi a melhor decisão que tomei.

:flushed::flushed::flushed::flushed:

Mas agora é a AR que cabe a investigação criminal?

O CDS é mm ridículo

Se um político, neste caso ainda mais grave, um ministro, usa da sua posição privilegiada para bloquear o desenrolar normal da uma investigação de um caso que resultou numa vítima, com uma viatura ao serviço de um funcionário do estado, sim claro.

Mas isso que dizes ficou provado ou é cultura de ouvido?

É 1 acusação forte e haveria de ser provada.