Política Nacional - Parte 2

A começar pelos próprios russos.

epá isto há gente para tudo, cá em tuga também há saudosistas do salazar ou sonha em ver o ventura como líder surpremo no futuro.
Li aqui uma vez no fórum que o gajo ia acabar com os tachos na política ahahahahaha

3 Curtiram

So’ de 1500 a meados de 1600 'e que Portugal alguma vez conheceu riqueza. :slight_smile:
Aquilo 'e que eram bons tempos. Um gajo morria aos 40 mas era sempre a dar-lhe.

1 Curtiu

Bem me lembro desse período ,a Ucrânia de um dia para o outro viu-se com uma taxa de desemprego superior a 50% , tanto que as ucranianas vieram para a Europa trabalhar no alterne e eles nas obras.

Não acredito nisso , a URSS é uma coisa mais recente e no ocidente como não passou pelo comunismo e não sentiu na pele , à esquerda ainda vêm o comunismo como uma nostalgia.

Já o nazismo a ocidente está bem enterrado.

Exatamente… aliás, um dos países onde isso mais me fez “confusão” foi na Hungria… mesmo nos museus e monumentos históricos, tudo o que é sobre o período negro Nazi, é mostrado num contexto “desculpabilizador”, sempre com um “enquadramento” tal que por vezes quase parece que o regime Nazi até foi bom para a Hungria… e isto vindo de um pais que foi o mais (ou dos mais) afetados pelo holocausto.
Já quando se fala da URSS, o tom e discursos utilizados era de uma gravidade extremamente superior àquela com que se fala do nazismo.

Mas com o governo que a Hungria possui, não é de admirar… afinal de contas estamos a falar do governo que permite e patrocinou a construção de diversos monumentos que exaltam o nazismo e o orgulho nacional pela posição subserviente a Hitler.

1 Curtiu

Stockholm Syndrome, so’ pode.

Isso deve-se provavelmente ao facto de o Nazismo na Hungria ter sido uma coisa curta enquanto que o pesadelo comunista ocorreu durante decadas com consequencias que ainda hoje se sentem.

Nao me espanta sinceramente.

Não há vergonha em votar PS na minha freguesia, são os únicos de jeito e há muito tempo. E vou continuar a votar, eu e a maioria dos que cá vive. :rofl:

Vergonha é achar que votar em [partido] é uma vergonha, sem ler os programas ou avaliar trabalho feito (se aplicável). Seja PS ou Incita Lolberal.

A TAP (grupo) já vendeu ou está a vender as cenas do Brazil (o buraco sistemático é maioritariamente de lá, cortesia de quem vendeu aquilo a “primeira” vez). A companhia aérea é outra coisa, não faz sentido deixar “cair”. Só os slots para o UK valem mais do que estão a vender a Alitalia.

Repara como foste levando a conversa para freguesias sozinho.
O sentido de voto em autárquicas é completamente irrelevante para a discussão, se fores minimamente inteligente não vais votar baseado em qualquer tipo de ideologia política numas eleições que, de forma geral, vai eleger pessoas que não têm mínima hipótese de implementar ideologias.

É por isso que o PCP até presidentes de câmara elege, se conseguissem de facto implementar comunismo nas autarquias passados 4 anos ninguém voltava a votar neles :laughing:

Eu acho que vergonha vergonha mesmo é não assumirmos aquilo que somos…
Principalmente quando a única pessoa que conseguimos enganar somos nós próprios…
Think about it :slight_smile:

Tantas voltas, para não admitires que estás enganado.
Tu acusaste-me de votar PS, e eu respondi que só votei PS para a freguesia onde vivo. :rofl:
Ainda tens a lata de dizer para pensar, quando tu nem isso conseguiste neste caso. Mas continua aí a bater com a cabeça na parede, se isso te faz feliz.

Vá, eu vou explicar devarinho para ver se tu percebes.
Pensava que era claro, pelos vistos não.

Eu percebi que tu disseste que só votaste PS para a freguesia onde vives.
Só que isso não significa que eu tenha de acreditar em ti, e obviamente que perante a tua postura neste tópico ao longo dos tempos eu não acredito.

E tenho a certeza que não sou o único :slight_smile:

Tu partilhas toda a cartilha do PS, tim tim por tim tim.
Não falhas uma.

Já várias pessoas referiram isso.

Mas claro, depois votas no Chega de certeza :laughing:

Eu percebi muito bem o que quiseste dizer, mas estás errado.
Mete pisca para a direita e não sejas chato, que eu não vou mudar de votos só porque queres.

Eu votar no Chega? Bom, mais um para a lista de ignorados. Este tópico é muito bom para isso.

Sob o jugo nazi, a Hungria perdeu mais de 1M de pessoas, quando na altura a população era na ordem dos 9M… foi efetivamente “uma coisa curta” mas com um impacto brutal.

Mas na minha opinião, esta visão atual deve-se a várias coisas, sendo uma delas o antissemitismo ainda existente… num dos locais que estive em Budapeste dizia-se algo do género: “Foram cerca de 500.000 húngaros levados para os campos de concentração, mas estes eram todos judeus, ciganos e homossexuais, pelo que, a sociedade húngara não sofreu muito no seu dia-a-dia e até percecionou algumas melhorias”.

Nesta ideia está subjacente o espirito que aqueles 500.000 húngaros, por serem judeus, ciganos ou homossexuais, não pertenciam à Hungria e que a morte deles até foi benéfica para o dia-a-dia das pessoas… Esta frase, não é de há 80 anos, mas sim de há 3 ou 4 e está escrita num folheto de um museu húngaro. Foi este tipo de coisas que me fez uma enorme confusão.

Isso querias tu e todos os boys, que o pessoal comesse e calasse tudo o que vocês dizem.

Cá estaremos para o contraditório, até porque é bem divertido :slight_smile:

“Ai Costa, a vida C(o)sta…” :grin:

Chafurda à vontade.
Não admito graçolas com o Chega.
Vais para os ignorados onde está o Hayek, outro delirante deste tópico.

1 Curtiu

Mas anuncias isso ao público porquê? É suposto eu estar preocupado? Ficar triste? :laughing:

Tens graves problemas de interpretação. Interpretas que eu te acusei de votar no Chega quando o que eu quis dizer foi que obviamente és votante regular do PS.

Graçolas com o Chega? Eu disse Chega porque assumi que fosse o partido que está do lado mais oposto ao PS, podia ter dito PNR que ia dar ao mesmo.
Pareces um puto de 10 anos lol.

1 Curtiu