Política Internacional (Parte 2)

Pelo que consigo apurar, acusações de maçonaria ou ordem secretas e um militar em confronto entre si? Um diz que é iluminado e que o outro é cego e vice versa.
Ser iluminado é coisa de velhos e já em fase de decaimento. Só em Portugal é que ainda se arranja tachos pós brothas. Que se venda esta país a China de uma vez por todas.

1 Like

Iniciação? Fardas? Não é a minha cena…

Isso é uma foto de família, apenas. Calhou-me uma daquelas que, não sendo donas do Mundo, eventualmente mantêm um bom quinhão cá no Burgo e em outras coutadas.

Avô Director do Centro de Estudos Científicos de Luanda, amigo chegado de Agostinho Neto e da Família Van Dúnem, passou largos anos preso. O seu irmão foi aqui Ministro da Saúde. Outro acabou assassinado. Um primo da minha mãe foi Ministro da Justiça nos 4 primeiros Governos Provisórios pós Abril. Outro é um diplomático engenheiro nomeado pelo Estado Português para PCA da Cimpor. Um meu tio foi piloto particular do Savimbi. E mais uns quantos… com posições de algum relevo.

Estás a ver o género… Aquelas boas famílias que acabam por casar os filhos todos uns com os outros, para o espólio moral e material não se dispersar.

Independente disso, tudo gente boa. Verdadeiros senhores, todos eles. Com gnosis acima do comum, como saberás. Variadas vezes injustamente achincalhados (até por mim…), mas que muito deram, dão e darão a este país. Acredito que aprox. 90% das pessoas com influência são boas pessoas a navegar num mau sistema. Por vezes cometem o erro de se colocarem em situações que os deixam de alguma forma comprometidos… algo que poderá ser corrigido via open source intelligence, digo eu.

À minha mãe também lhe arranjaram um casamento, naturalmente. Entendeu que só lhe tocava quem ela permitisse e fez-se à vida. E eu e os meus irmãos igual. Nunca pedimos nada a ninguém. Somos bem sucedidos pelo nosso estudo e pelo nosso trabalho. Apenas.

O meu avô, depois de uma vida de luta política contra o Estado-novo, no momento de integrar o Governo recusou, por discordar de muita coisa, e desligou-se da cena política. Perto do final de vida, como me achava piada, foi-me contando umas coisas. Não preciso de ler nem de ouvir nada para saber onde estou, basta-me ver os bonecos.

Sempre me estive bem a cagar para a política (“ramo do entretenimento do complexo militar-industrial” – F. Zappa). Talvez no dia em que as cidades forem geridas por filófosofos em lugar de poetas.

Amo a liberdade. Orgulhosamente nacionalista, não isolacionista e avesso a organizações supranacionais que sejam mais do que plataformas de negociação, sob pena de termos os interesses da organização a sobreporem-se aos interesses dos Estados-membros. A nível Europeu, sempre fui pela Confederação. Mas danço ao som de qualquer violino.

E é isto… Estou mais ou menos apresentado. Como estou bem com a vida, dou-me bem com toda a gente. Mas não deixo de me pôr frequentemente a jeito… por ser atrevido (ou tolo, ou outro qualquer adjectivo).

Isto fundamentalmente para mostrar, a quem quiser ver, a música que andas aqui a dar. Nada que te apoquente, muito menos vindo aqui do petiz (E)Manuel.

O oculto não carece de busca. Apenas os ignorante o fazem.

Lucas 8:17

1 Like

2 Likes

Prezo muito essa disponibilidade para te dares a conhecer, revelando-nos as tuas origens e explicitando melhor a mundividência de que és feito. E com visível elegância na forma…

Independentemente das divergências, faço votos que mantenhas bem viva a chama da curiosidade e da irreverência, mesmo que seja ofuscada pelo falso brilho do consenso e do politicamente correcto.

A nossa consciência nunca deve estar à venda…por mais tentador que seja o preço.

Marcos 1: 1-8

2 Likes

A tua resposta é de um homem virtuoso, indubitavelmente.

1 Like

This american senators…

Entao e o cruz fugiu para o mexico? ahaha

El Fled Cruz

Meanwhile, AOC bad bad bad buuuuuuuuuu

1 Like

Estimado,

Só agora te respondo convenientemente, por ter estado totalmente absorvido pelo brilho do meu fruto, que andou uns tempos privado de conviver plenamente comigo em resultado desta minha tendência para não guardar direcções.

A exposição não é algo que me deixe muito confortável. Fi-lo, por raro que te possa soar, por consideração.

Agradeço e registo as tuas simpáticas palavras, bem como tudo o que de positivo me tens permitido beber através destas nossas divergências, que são o caminho para a convergência. Embora não goste transparecer, sempre valorizei a prosa de quem mais tempo leva desta terceira pedra a contar do Sol, sem olhar a credos, posses ou grau de erudição.

Os meus amigos mais chegados, num registo de reinação, chamam-me o homem do lume, numa alusão ao “Homem do Leme”. Sei que devo parar de incendiar… mas não sei se quero… como ainda só gastei 48 velas, é provável que no campo pessoal não passe de um mero herói, à luz de Jung. Mas também não dedico muito tempo a reflectir sobre isso. Quero é rock.

3 Likes
2 Likes

Sábias palavras

Idiocracy rulles

Malgrado a impertinente rinite alérgica, Psaki descanjicará.

1 Like

E ja viram a foto do cao do Biden?
Inadmissivel o cao do presidente andar com o pelo naquele estado.

Idiocracy all the way

É este?

2 Likes

a detenção a 16 de fevereiro do “rapper” Pablo Hasél, por insultar as forças de ordem espanholas, glorificar o terrorismo e injuriar a monarquia,

Começa logo com uma frase falsa esse artigo.

A prisão a que Hasél foi condenado, por chocar com a liberdade de expressão na crítica ao rei,

edit: É um bocado aldrabão o gajo que escreveu esse artigo. Pelo menos o que eu li não foi que foi preso por isso.

É mais ao contrário

1 Like

Não sei se vos é permitido deslindar, mas os predadores de incautos devem obediência ao mesmo padrão.

Muito bom.

Damn it you beat me to the punch :joy::joy: foi giro o último town hall do biden onde p.e ele repetiu a “n word” várias vezes :joy::joy:

image

1 Like