Phuc Dat Bich

Phuc Dat Bich: Man posts passport to Facebook to prove his name is real
‘I’ve been accused of using a false and misleading name of which I find very offensive’

A Vietnamese-Australian called Phuc Dat Bich has spoken of his anger after repeatedly being blocked by Facebook.

The 23-year-old, whose name according to the Evening Standard is pronounced Phoo Da Bic, has posted an image of his passport on the social media site after it banned him several times.

His picture of proof, and its accompanying message, has been shared more than 123,000 times.

“I find it highly irritating the fact that nobody seems to believe me when I say that my full legal name is how you see it,” he said.

“I’ve been accused of using a false and misleading name of which I find very offensive.”

He went on to explain that his frustration was due to what he suggested was a lack of understanding in the West for names which appear amusing to some.

“Is it because I’m Asian? Is it?” he asked in the post.

"Having my [Facebook] shut down multiple times and forced to change my name to my ‘real’ name, so just to put it out there. My name.

“Yours sincerely, Phuc Dat Bich”.

In Independent

A maneira correcta de pronunciar o nome do sr. é Phoo Da Bic

:rotfl:

E não é que é mesmo assim que se pronuncia o nome dele? Fuuu Dáá Bii (segundo o Google)

:rotfl: :rotfl: :rotfl:

Lembrei-me logo disto:

https://www.youtube.com/watch?v=e_Acf2rxiwE

Oh pah :rotfl: :rotfl:

Épico :lol:

Afinal não passou tudo duma mentira…

[b]Phuc Dat Bich: o nome falso que foi parar aos jornais do mundo inteiro[/b] O jovem vietnamita admitiu ter inventado o nome para uma partida

“Lembram-se da história do rapaz e do lobo? Imaginem que o rapaz cresceu e tornou-se num homem maldoso do século XXI com tecnologia na ponta dos dedos”. Começa assim a publicação no Facebook do jovem vietnamita que dizia chamar-se Phuc Dat Bich, em que este admite ter inventado o nome para pregar uma partida aos amigos.

Em janeiro, quando Phuc Dat Bich - cujo verdadeiro nome deverá ser Tin Le, segundo confirmaram os seus conhecidos ao The Guardian - escreveu na rede social que estava “altamente irritado” porque a sua página no Facebook era constantemente encerrada devido ao nome, não imaginava que em novembro a história chegasse aos principais jornais de todo o mundo.

O caso atraiu a atenção dos ‘media’ quando Tin Le publicou na rede social uma fotografia do seu passaporte para provar que não estava a mentir, com centenas de pessoas a deixarem comentários de apoio e mais de 40 mil a seguirem atualmente os seus ‘posts’ públicos.

Na publicação em que admite que o nome era falso, o jovem assinou como Joe Carr - que, lido em inglês, tem uma sonoridade semelhante à palavra ‘joker’, brincalhão. E alega que não se arrepende da partida nem da dimensão que ela ganhou porque “não trouxe ao de acima sentimentos negativos, como a raiva que vemos muitas vezes na internet, mas sim leveza e humanidade numa altura em que precisamos”. O jovem referia-se às imensas mensagens de apoio que recebeu por ter um nome diferente.


In: Diário de Notícias