Os "momentos de decisão" nos campeonatos do séc. XXI

O campeonato é uma prova de regularidade mas, normalmente, em todos eles há quase sempre um momento que, mais que os outros, define o mesmo. Um momento que os adeptos normalmente apontam como determinante. Aquele jogo que fica na memória colectiva como decisivo para a definição da posição final no campeonato. Os chamados momentos de decisão, momentos em que a equipa consegue dar a resposta necessária e destacar-se da concorrência ou, pelo contrário, não consegue e vê-se ficar para trás. São esses momentos, nos campeonatos do séc. XXI, que se pretendem começar a destacar daqui para a frente para memória futura. Que no fim do séc. os positivos sejam em maior número! :great:

Nota: Neste primeiro post não inclui algumas épocas porque não consegui destacar nenhum jogo. Se alguém quiser destacar dessas épocas ou outros destas já faladas está, obviamente, à vontade.

[hr]

[b]Época 1999/2000 (34 jornadas)

Jornada nº 26

Sporting x Porto[/b]

O Sporting entrava nesta jornada com dois pontos atrás do líder Porto. Vencendo isolava-se na frente. Com um livre sublime do especialista André Cruz, que chegou no mercado de Dezembro, chegámos ao 1-0. Acosta, o “matador” argentino, aproveitando uma oferta do defesa Secretário e de um grande remate, fez o 2-0 final. O Sporting embala para o título que escapava há 17 épocas.

https://www.youtube.com/watch?v=E1f5NTNWlVw

[b]Época 2000/2001 (34 jornadas)

Jornada nº 29

Boavista x Sporting[/b]

Numa época cheia de problemas, era o Boavista que neste campeonato se destacava e seguia isolado na frente do campeonato com sete pontos do Sporting e quatro do Porto. Apesar de tudo o Sporting chegava a este jogo em que vencendo ainda podia sonhar com novo campeonato ou pelo menos com o 2ª lugar. Num jogo muito disputado, o Sporting não consegue finalizar e Martelinho com um grande remate nos últimos minutos faz o 1-0 para o Boavista, mais tarde campeão, ficando o Sporting no terceiro lugar.

https://www.youtube.com/watch?v=YheFfRFV6Hc

[b]Época 2001/2002 (34 jornadas)

Jornada nº 16

Sporting x Vitória de Setúbal[/b]

Depois de um início de campeonato atribulado a equipa recebe um reforço de peso - Jardel. Este com João Pinto e Niculae formam uma das melhores linhas avançadas que já jogaram neste campeonato e começam progressivamente a subir na classificação. Neste jogo o Sporting já seguia isolado na frente com mais um ponto que Porto e Boavista e mais dois que Benfica, mas é nesta jornada que finalmente descola da concorrência após vitória por 1-0 contra o Setúbal nos últimos minutos, aproveitando o deslize dos adversários que perderam os seus jogos. É também neste jogo que Niculae se lesiona gravemente, alterando por completo toda a dinâmica da equipa no resto do campeonato mas que não a irá impedir de alcançar o 18º título.

https://www.youtube.com/watch?v=LIFupVSdc5A

[b]Época 2003/2004 (34 jornadas)

Jornada nº 20

Sporting x Porto[/b]

O Sporting de Fernando Santos seguia isolado no 2º lugar a cinco pontos do Porto de Mourinho, ganhando ainda podia ter uma palavra a dizer. Num jogo equilibrado e sem grandes oportunidades para qualquer um dos lados acaba por ser um jogo muito quente culminando num triste episódio fora de campo em que Mourinho rasga uma camisola e deseja a morte de Rui Jorge. O jogo esse acaba 1-1 e o Porto segue descansado para a conquista do título, ao Sporting e Benfica restava lutar por uma vaga na pré-eliminatória da Champions. Assunto resolvido na penúltima jornada, os dois clubes de Lisboa encontravam-se em igualdade pontual mas o Sporting com vantagem no confronto directo depois de ter ganho 1-3 na Luz, a jogar em 4-4-2 losango o Sporting controlava o jogo mas, num golpe de audácia para tentar ganhar o jogo(?), Fernando Santos na última substituição muda a equipa para 4-3-3, partindo o jogo. O Benfica acaba por aproveitar o espaço e marca por Giovanni.

https://www.youtube.com/watch?v=3rE_Z0Ostm8

[b]Época 2004/2005 (34 jornadas)

Jornada nº 33

Benfica x Sporting[/b]

O Sporting chegava à penúltima jornada no primeiro lugar em igualdade pontual, com vantagem no confronto directo, e sem o seu melhor marcador - Liédson, suspenso por acumulação de amarelos. Um jogo de nervos para os dois clubes e decidido num lance polémico nos últimos minutos. O Sporting acabaria o campeonato em 3º lugar depois de ter estado tão perto de ser campeão.

https://www.youtube.com/watch?v=WgIF83QfXYg

[b]Época 2005/2006 (34 jornadas)

Jornada nº 30

Sporting x Porto[/b]

Depois de uma recuperação fantástica por parte da equipa treinada por Paulo Bento, que substituiu Peseiro no comando da equipa, o Sporting estava agora a dois pontos do líder Porto e via uma possibilidade de passar para a frente do campeonato em caso de vitória. Jorginho, curiosamente um jogador disputado pelos dois clubes, marcaria o 1-0 acabando o Sporting no 2º lugar. Alguns dizem que Paulo Bento perdeu o jogo quando ao fazer entrar Nani, em vez de substituir Sá Pinto que já tinha um amarelo e minutos depois seria expulso, resolveu tirar Carlos Martins. Outros ainda afirmam que ao tirar um defesa para meter um avançado sofrendo o golo momentos depois alterou para sempre a maneira de ser enquanto treinador de Paulo Bento, tornando-o num treinador com medo do risco.

https://www.youtube.com/watch?v=iSsNSmP6A_s

[b]Época 2006/2007

Jornada nº 27 (30 jornadas)

Benfica x Sporting[/b]

Mais uma época com uma grande recuperação final por parte de Paulo Bento que chegou a este dérbi a quatro pontos do Porto mas já sabendo que tinham perdido com o Boavista, ou seja, ganhando na Luz o Sporting ficava a um ponto do primeiro. O Sporting marca muito cedo por Liédson mas depois acaba por nunca correr grandes riscos mesmo depois de sofrer o empate, algo que muitos vão criticar e associar ao que se tinha passado no ano anterior com o Porto e/ou uma vontade maior de segurar o 2º lugar que tentar o 1º. A verdade é que no fim fica mesmo em 2º, garantindo mais uma vez a ida à Champions, mas com o amargo de boca de também ficar a um ponto do primeiro.

http://www.futebol365.pt/multimedia/videos/4988/

[b]Época 2013/2014 (30 jornadas)

Jornada nº 18

Benfica x Sporting[/b]

O Sporting renasce. Com uma nova Direcção, um novo treinador e, contra todas as expectativas, aparece a lutar pelo título. Na perseguição ao líder chega à Luz com dois pontos de atraso, na verdade até deveria chegar à frente na classificação mas forças exteriores em vários jogos impedem maior pontuação. Sem o jogador revelação da época, William Carvalho, e depois de um insólito adiamento do jogo, o Sporting aparece completamente perdido em campo e perde por 2-0, ficando a lutar pelo acesso directo à Champions com o Porto, objectivo que vai garantir tranquilamente.

https://www.youtube.com/watch?v=6xVKxHhBe_c

[b]Época 2014/2015 (34 jornadas)

Jornada nº 20

Sporting x Benfica[/b]

Um jogo de tudo ou nada para o Sporting. Sete pontos a diferença para o 1º, a vitória imperativa. Num jogo aborrecido, sem oportunidades para nenhum dos lados, Alvalade explode quando Jefferson marca a poucos minutos do fim. Infelizmente no lance final acontece o empate, terminando o campeonato em 3º, no lugar de acesso aos playoffs da Champions.

http://videos.sapo.pt/1eloj5kePWLPY0N8ZKNw

Excelente post [member=13415]Dakine

Sendo de 1997 tenho poucas recordações dos anos de campeão!
E não tinha a noção do quão perto estivemos em anos anteriores…!

Acredito que se nos mantivermos unidos o Sporting poderá voltar a ter mais títulos (no futebol), não só porque merecemos, mas porque temos uma força descomunal!

Viva o Sporting Clube de Portugal! :victory:

Às vezes faltou capacidade outras apenas sorte…

Vamos ver como correm os próximos anos! :mrgreen:

Curioso verificar que as únicas vezes em que tivemos sucesso nos momentos de decisão, fomos campeões.

A taxa de aproveitamento destes jogos é muito baixa!

chiça penico!, o campeonato de 99/00 foi um aglomerado de momentos decisivos atrás de momentos decisivos: depois de vergarmos o Porto em Alvalade, fomos a Leiria (lixaram-nos, ainda me recordo perfeitamente da angústia que se apossou de mim), a Vila do Conde (sofrimento do caraças!) e, no inegável segundo momento decisivo da temporada, ao Funchal derrotar um Marítimo que estava preparadíssimo para rasteirar o SCP!

Tudo à boleia do Matador!!!

Equipa de 99/00: um coração do tamanho do Universo!

Para mim o ano passado a jtnada determinante foi SCP vs Nacional em alvalade. Fomos completamente arredados do titulo pela arbitragem.

Este ano também existe uma jornada que, para mim, adulterou e muito a classificação: o Carnide ganhou na Choupana (golo limpo anulado ao Marco Matias, que daria o 2-2) e nós empatamos em casa com o Paços, duas horas depois (golo limpo anulado ao Montero, que daria o 2-1). Ou seja, em vez de ganharmos 2 pontos aos de Carnide… Perdemos dois.

Eu acho que o momento decisivo da época 99/2000 foi a vitória no Bessa com o golão do Barbosa.

Matou-se um borrego e começou a sentir-se que o Sporting já não era o “outsider” a que estava vetado nas últimas épocas.

Contra o Maritimo em Alvalade (4-2) foi outro momento em que se viu a estrelinha.

Contra o porto foi apenas a “ultrapassagem” final.

(mas no resto concordo)

O Benfica Sporting do ano passado foi decisivo para as galinhas.

Sem William Carvalho e ainda por cima termos perdido dois pontos contra a Académica em casa fomos perder com um baile de bola dos Lampiões.

Esse jogo nos Barreiros teve muito que se lhe diga. Decisivo, sem dúvidas. Desde o Martins dos Santos não nos ter lixado, como tudo levava a querer que fizesse, e a nomeação não foi inocente (lá se zangou com alguma comadre), e nos ter marcado a GP do 1-0 e não ter marcado offside, salvo erro ao Beto, num contra-ataque que acaba no 0-2 (dois lances bem ajuizados que podiam ter sido mal ajuizados com o célebre ‘era difícil’). Ao facto de o Beto ter ido buscar uma acima da linha de golo que dava o empate e nos ia arrasar psicologicamente. Desde a primeira parte sofrida que tivemos que não nos levou a perder para o intervalo e bem…

Mas os dois momentos mais decisivos dessa partida e, consequentemente dos mais decisivos de todo o campeonato, foram dois cortes do André Cruz sobre dois jogadores do Marítimo completamente isolados. O da segunda parte foi imediato, como quem impõe respeito e mostra quem manda. O da primeira parte foi simplesmente um corte monstruoso. O avançado do Marítimo aparece desmarcado na cara do Schmeichel, recebe o passe, tudo para fazer o golo e o velhinho do André Cruz, vindo sabe-se lá de onde, rapidíssimo como um puto de 20 anos, manda com um carrinho medido a régua e esquadro sem sequer tocar com um pelo no adversário. Qualquer um desses lances, se fosse golo, podia facilmente ter-nos ditado outra sorte no campeonato… Se o da segunda parte é um lance fácil para um jogador experiente como o André, o da primeira é digno de figurar na história de um clube como o nosso…