O verdadeiro artista

Retirado do excelente blog “Sporting no Coração” do excelente Joaquim Agostinho e que sobretudo dá que pensar…

[b]O que aconteceria a um director de uma fábrica que comprasse máquinas sem os requesitos necessários para as suas necessidades? Quantas oportunidades lhe dariam mais ?[/b] Intriga - me a impunidade do nosso "gestor" de activos e a cobertura que lhe dão . Carlos Freitas é um director que além de não ser penalizado pelas suas más decisões ainda beneficia com elas. Ao contratar um mau jogador ganha com a sua compra, ganha com a sua venda e com a compra de quem o substitui.

Como diria um amigo meu noutro fórum, isso são… suposições :slight_smile:

Retirado do excelente blog "Sporting no Coração" do excelente Joaquim Agostinho e que sobretudo dá que pensar...
[b]O que aconteceria a um director de uma fábrica que comprasse máquinas sem os requesitos necessários para as suas necessidades? Quantas oportunidades lhe dariam mais ?[/b] Intriga - me a impunidade do nosso "gestor" de activos e a cobertura que lhe dão . Carlos Freitas é um director que além de não ser penalizado pelas suas más decisões ainda beneficia com elas. Ao contratar um mau jogador ganha com a sua compra, ganha com a sua venda e com a compra de quem o substitui.

A diferença é que os jogadores não são máquinas. Por isso não podes prever quanto vão render. Shevechenko no Chelsea, tem sido uma nodoa, alguem conseguiria prever ?

Quaresma e Simão no Barcelona ? Não renderam ! No FCP e no SLB são os melhores, explicação para isso ?

Pois é que para além de jogadores de futebol serem humanos o que significa que tanto pode dar fiasco com pode dar enorme sucesso, é que se é obrigado a contratar só que nem sempre com os melhores orçamentos disponíveis.

Por isso não podes prever quanto vão render.
Para destoar do habitual discurso desculpabilizante que, incompreensivelmente, sempre se emprega quando se fala do trabalho de CF, direi que quando um jogador passa dois anos na Europa sem marcar um único golo, pode prever-se com um rigor apreciável o quanto vai render. E como este exemplo arranjaria muitos outros.

Se não se pode prever, se a actividade de escolher jogadores é tão aleatória e desprovida de competências específicas quanto a escolha de números no Euromilhões, então mais vale porem-me lá a mim, que faço o serviço mais barato e com idêntica garantia de sucesso. :roll: :? :arrow:

Alguns craques…

Missé-Missé - Camaronês, creio, vi-o uma vez na Portela, baixo e fanzino. Outro grande negócio, era dono de parte do seu passe, o restante de uma firma suiça. Creio que nem chegou a marcar um golo que fosse, fruto de não ter futebol nenhum.

Andrezj Juskowiak - Veio como estrela jovem dos JO92 onde brilhou pela Polónia.Não era mau mas nada de especial. Sempre na onda dos 10 golitos por ano, mas nunca marcava aos grandes. Uma vez marcou um hatrick ao BFC na Taça, depois saiu para o campeonato alemão.

Nalitizis - que nulidade que veio substituir o Niculae. Um golo marcado de pé esquerdo na Taça contra o Maritimo. Veio emprestado e tinha a técina de um central.

Alberto Acosta - Veio trazido da Argentina pelo Jozic em 99. A sua primeira época foi fraca com 3 golos, na segunda foi “o Matador” e uma das grandes razões da vitória no campeonato com muitos golos e de belo feito. Na terceira época marcou 14 mas com muitos penalties e com 2 hat tricks a equipas fracas. Só marcava a encostar e com muitos falhanços incríveis.

Mário Jardel - 42 golos na liga na sua primeira época, razão pela qual o SCP foi campeão. A sua 2º época em Alvalade foi nas drogas, com 11 golos, 6 deles de penalty e com insultos aos adeptos. Devia ter sido despachado muito antes.

Pinilla - alguma qualidade este chileno até tem, sem ser a mana. Mas uma cabeça oca fez que quase nunca alinhasse de inicio, e depois foi emprestado para Espanha e Escócia onde é também um fracasso. Marcou um hattrick uma vez!

Bueno - muita garra, mas golos quase nem ver. Suplente do Pauleta no PSG diz tudo. Outra obra de visão do sr Carlos Freitos.

Sergio Contreras “Koke” - pontapé forte deste espanhol que veio emprestado no ano passado, marcou alguns golos…mas era fraquissimo como jogador.

Alecsandro - Lento e de pouca garra, alguns golos mas muito rudimentar como avançado titular.

Tomáš Skuhravý - veio em fim de carreira, outro “grande negócio”, uma bola á trave e hsitórias esquisitas de S&M.

Petar Krpan - croata trazido por Jozic, veloz de pé esquerdo. Outra nulidade, marcou 3 golos na sua primeira época. Andou pelo Leiria mais tarde.

Elpídio Silva - gordo, pesado e tosco, outra grande esperteza de negócio com o BFC. Andou emprestado e voltou ainda mais pesado e gordo.

Manoel - Veio do Moreirense, após “grandes” épocas em Moreira de Cónegos e Guimarães. Tão bom que era, nem ficou na equipa depois da pré-temporada.

Wender - jogador razoável que até marcou alguns golos, mas sem classe para o SCP, voltando para os bracarenses a meio da época. Mais um fruto dos negócios desastrosos de 2005 com o Braga…

Alan Mahon - um grande negócio do Luis Duque, sim senhor, este britânico. Esquerdo, não jogava nadinha…

Ouattara - E ainda se admiram do penta do FCP? Um golo de antologia nas Antas, na Supertaça, de resto bom pras obras. Tosco e bruto teve uma passagem fugaz mas com direito a cântico da Juve “Ouahh Outtara”. Anos mais tarde passou pelo Salgueiros onde confirmou que quem não sabe não sabe.

Sá Pinto - muito combativo, dos poucos avançados que defendia…porque…golos isso já não era com ele. Muito tempo andou lesionado, mas por uma razão ou outra andava lá a empatar o ataque. Depois do regresso de Espanha veio convencido de ser um tecnicista, e aliado aos 30 e mais anos, e á flata de velocidade, foi um defesa contrário. Rendia melhor a lateral, por vezes.

Hanuch - que nulidade este Argentino, ia sempre pela linha de fundo e …nada…

Julian Kmet - esta vedeta de 700mcts era um zero daqueles bem grandes. Praticamente nunca jogou, num jogo de treino durante a semana foi susbtiutido por opção aos 25minutos da 1ª parte, num belo dia. Ficou conehcido por ter marcado um golo e jogado a camisola do SCP pro chão, frente ao Bahrein.

Jovan Kirovsky - Americano, passado por grandes clubes onde nunca jogava. E por alguma razão era, creio que nunca marcou pelo SCP e até um penalty falhou num jogo de treino. Luis Duque outra vez, e por alguma razão o Boavista foi campeão nesse ano.

Rodrigo Tello - vi o primeiro jogo deste chileno em 2001 contra o BFC (Luis Duque), pareceu-me mais ou menos, mas a 1.5Mcts que custou (mais de caro de sempre do SCP), achei exagerado. Este “extremo”, não só não tinha técnica, como golos nem ver e nem cruzar sabia. Ao fim de 2 anos marcou um golo, mas um de poucos. Joga muitas vezes a lateral esquerdo, por…ser esquerdino… Considero-o das escolas do SCP, porque o pouco que sabe, aprendeu já em Portugal.

Bruno Gimenez - jovem Argentino, que nulidade… e custou 800mcts…meia dúzia de golos e 2 ou 3 anos, todos banais, futebol zero…cabeça oca, um dia vi-o num jogo de ditava a qualificação para a UEFA, num contra-ataque em campo aberto, cair sozinho no chão e perder a bola sem um adversário num raio de 10 metros. Foi para a Espanha e mudou o “nome de guerra” para Bruno Marioni, para começar de novo…nem conto mais…

Cesar Ramirez - outra “esperança” Norton “grande visionário” de Matos. O chileno até parecia bom rapaz, mas jogar á bola…nem ver…Foi ao mundial de 98…mas era fraquinho.

Chiquinho Conde - não quero desrespeitar um jogador que até grandes referências deixou no futebol português ao serviço do Setúbal. O avançado Moçambicano jogou muitas épocas e muitos golos meteu, mas não era jogador para o SCP. Alguns golos como suplente, mas nada por aí além.

Paulo Alves- Veio do Marítimo, tosco, mas lutador e bom profissional. Marcou um hattrick ao Campomaiorense e a vir do banco até era interessante. Depois saiu para o Bastia e sempre nos meteu golos pelo Leiria e Gil.

Robert Spehar - croata lento e molenga, uns golitos aqui e ali, mas mais um espectador bem pago no banco do SCP.

Leandro - Este tinha até qualidade, vindo do Valencia era conhecido por mijar na bandeirola de canto como um cão, após marcar um golo. Marcou 12 golos, um deles de bicicleta de pé esquerdo contra o Estrela, e um magnifico na Liga de Campeões contra o Monaco. Depois um dia apanhado no seu SLK numa rotunda em sentido contrário ás 4 da amanhã no Algarve, quando havia treino em Alvalade de manhã. Saiu na 2a época, após o fiasco de Bologna. Apareceu ai há um par de anos no Santa Clara, com o Carlos Alberto Silva, ambos podres e velhos para enterrar os micaelenses.

Motta - Este brasuca, veio e desapareceu no ano passado. Uma bola á trave, como Skuhravý. Ao menos era emprestado.

Nem todos os “craques” aí mencionados vieram pela mão do Carlos Freitas, alguns deles vieram numa altura em que nem o CF julgava poder vir a trabalhar no Sporting.

Procura-se sempre estar a criticar o que esta mal e o pior e mencionar-se nomes que muitas vezes nao tem todas as culpas.
Quanto ao ele ganhar eu nao conheco nenhum que nao trabalhe desse metodo.
Se conhecem informem a SAD do Sporting.

Nem todos os "craques" aí mencionados vieram pela mão do Carlos Freitas, alguns deles vieram numa altura em que nem o CF julgava poder vir a trabalhar no Sporting.

sim eu sei, mas era só para lembrar o que tem passado pelo sporting.
Convem ter a noção que metade deles não tinha sequer lugar numa equipa de 1º liga.

Nem todos os "craques" aí mencionados vieram pela mão do Carlos Freitas, alguns deles vieram numa altura em que nem o CF julgava poder vir a trabalhar no Sporting.

é verdade, e digo + 2 deles valeram titulos e outros tinham qualidade, dizer q sa pinto,leandro ou o jusko foram más contratações :?: :roll: e nos outros barretes tens alguns jogadores q ainda fizeram carreira interessante dps de sairem como é o caso do mahom, ramirez o gimenez e ate o sphear. abraços

posso ir buscar os do Porto, mas depois não haveria argumentos…

Quaresma e Simão no Barcelona ? Não renderam ! No FCP e no SLB são os melhores, explicação para isso ?

Equipas e campeonatos mais difíceis de conquistar.

Outro exemplo: Jardel. Cá dentro foi em deus mas ninguém apostou nele lá fora (sim, tirando o Galatasarai).

Obviamente que nem todos os jogadores podem acertar. Os planteis têm cerca de 25 jogadores e só 11 podem jogar de cada vez.

A não ser que sejam adeptos fervorosos da teoria da rotatividade, têm de ver que não podem jogar todos. Se os 2 melhores GR’s do mundo estiverem numa equipa um deles será falhanço a não ser que haja rotatividade.

Isto para justificar os falhanços em equipas como o Barcelona e não no Sporting, é claro. :smiley:

O Jardel teria dificuldades em algumas equipas de topo mundial, mas noutras cairia como uma luva.

Retirado do excelente blog "Sporting no Coração" do excelente Joaquim Agostinho e que sobretudo dá que pensar...
[b]O que aconteceria a um director de uma fábrica que comprasse máquinas sem os requesitos necessários para as suas necessidades? Quantas oportunidades lhe dariam mais ?[/b] Intriga - me a impunidade do nosso "gestor" de activos e a cobertura que lhe dão . Carlos Freitas é um director que além de não ser penalizado pelas suas más decisões ainda beneficia com elas. Ao contratar um mau jogador ganha com a sua compra, ganha com a sua venda e com a compra de quem o substitui.

A diferença é que os jogadores não são máquinas. Por isso não podes prever quanto vão render. Shevechenko no Chelsea, tem sido uma nodoa, alguem conseguiria prever ?

Quaresma e Simão no Barcelona ? Não renderam ! No FCP e no SLB são os melhores, explicação para isso ?

isso nao desculpa toda e qualquer decisão. Se repararmos bem, as aquisições que foram efectuadas pelo SCP nos ultimos anos, foram mas demais para ser verdade, expectuando Liedson e Tonel…tudo o resto foi comprado sem critério…