O Sporting e o Financial Fair Play da UEFA

Talvez seja uma surpresa para a maioria dos adeptos, mas ter ficado fora das competições da UEFA de 2013/14 por via classificativa, pode ter sido um mal menor para o Sporting, uma vez que não reunia os requisitos do novo Financial Fair Play da UEFA. No entanto, a presença nas competições da UEFA dos próximos anos está também em sério risco.

Monitoring Period - Temporada da competição europeia em causa.
T / T1 / T2 - Anos em que são avaliados os resultados financeiros do clube.
Acceptable Deviation Not Covered - Resultados negativos acumulados que a UEFA permite por período de avaliação.
Acceptable Deviation Covered - Desvios admissíveis desde que estes sejam cobertos por contribuições dos participantes no capital próprio e/ou partes relacionadas.

Competições da UEFA de 2013/2014 - Anos de Avaliação (2011/12, 2012/13) - Resultados permitidos (-5M€)
Resultados líquidos dos exercícios:
Sporting 2011/12: -45.9M€
Sporting 2012/13: -43.8M€
TOTAL: -89.7M€

Competições da UEFA de 2014/2015 - Anos de Avaliação (2011/12, 2012/13, 2013/14) - Resultados permitidos (-5M€)
Resultados líquidos dos exercícios:
Sporting 2011/12: -45.9M€
Sporting 2012/13: -43.8M€
Sporting 2013/14: Exercício a decorrer + Capital Holdimo 20M€ (Acceptable Deviation Covered).
TOTAL: -69.7M€

Para o Sporting estar dentro da margem aceitável que lhe permita entrar nas competições da UEFA em 2014/15, teria que obter no exercício de 2013/14 um resultado positivo no mínimo de 64.7M€.

PS: Os 20M€ de capital da Holdimo servem para cobrir o deficit em excesso acima de 5M€.

Isto não funciona assim tão linearmente.

Embora seja colocado fora das competições numa primeira fase, o sporting podia muito bem apelar e demonstrar que mudou de caminho.

já sabia disso, e por acaso nunca mais me lembrei. Estamos lixados, “obrigado” godinho ^-^ ^-^ ^-^

Estes desvios podem nos primeiros anos ser compensados com entradas dos accionistas. Provaelvemte os 20 M da Holdimo contam, havendo a acrescentar a participação dos novos investidores no aumento de capital de 18 M.
O resultado positivo “só” teria que ser portanto de uns 6M.

Então, basicamente estamos fora das competições europeias do proximo ano?

Logo este ano que o 3º lugar dá acesso directo à Liga dos Campeões?

por acesso directo entede-se play-off certo ? ;D

so os dois primeiros é que tem acesso directo

Ou saem uns GRANDES coelhos da cartola, ou vai ser muito difícil irmos às competições da UEFA em 2014/15. Existem algumas hipóteses vagas e outras ainda não concretizadas que podem ajudar, mas…

  1. Um aumento de capital entraria como (Acceptable Deviation Covered), depois dos 20M€ da Holdimo entrarem neste parâmetro, ainda existe possibilidade de mais 25M€ de “deviation”.

  2. Mais vendas de jogadores antes do final do exercício de 2013/14 (até 31 Junho 2014). Mas atenção que o mundial só acaba a 14 de Julho de 2014. Isto porque vender um Patrício por 20M€, talvez só depois da prova acabar.

  3. Venda dos Naming Rights do Estádio de Alvalade. Para este negócio ter impacto, teríamos que receber logo adiantados todos os anos do contrato. Exemplo 5M€ ano, por 5 anos, 25M€. Ou 3M€ ano, por 10 anos, 30M€.

Assim de repente, estas parecem-me as alternativas que terão mais impacto para a redução do nosso deficit.

O fair play financeiro não funciona somando resultados liquidos de exercícios. Existem algumas condicionantes que a uefa estabeleceu. Além dos recursos que depois existem nos períodos de monitorização.

Custos associados a infraestruturas de desenvolvimento do futebol (jovem e profissional) não entram nas contas. Custos do próprio futebol de formação também não são contabilizados. Custos de jogadores com contratos anteriores a 1 Junho de 2010 não entram nas contas das despesas de pessoal para o exercicio de 2011/2012 (aqui nem nos ajudaria tanto assim pela vendaval que o freitas promoveu com a sua entrada). E existem n condicionantes deste género , como por exemplo a forma de contabilização da venda de passes vs o plano de amortizações do clube , etc.

Com isto não quer dizer que o clube cumpra os pressupostos , simplesmente o valor poderá ser um pouco amenizado.

Não estou a perceber nada! :frowning:

Por favor sejam o mais directo e francos possível…O Sporting corre risco de ficar de fora na Europa no ano seguinte ou não?

Ontem o Bruno pareceu-me bastante calmo quando falou na UEFA e na Champions.

Na pior das hipóteses, vendíamos os passes a um fundo, (mas bem feito, com opção de recompra), de forma a conseguir o suficiente para cumprir o critério.

Pelo que não estou preocupado (e o Bruno Carvalho tb não parece estar preocupado).

Então pelo que percebi ninguém sabe bem ao certo o que vai acontecer, pelo menos por enquanto.

O Clube de certeza que sabe. Têm toda a informação , além da comunicação directa com a uefa. O gajo do fórum que não tem paciência para ir ler o regulamento todo das contabilizações das perdas é que não :mrgreen: Já me chegou passar a vista por aquilo.

Ah ok! :mrgreen: É que seria o desgosto da minha vida o SCP ficar tipo em 3º lugar e ficar de fora por questões financeiras :inde: Mas penso que isso é um cenário improvável…tanto é que se nós ficássemos de fora certamente não seriamos os únicos! (Alguns clubes de renome talvez metidos ao barulho também)

Durante a entrevista de ontem o nosso Presidente falou da “obrigação”/exigência “normal e natural” do Sporting ir às competições europeias. Logo…

Ninguém aqui quer que o Sporting fique fora das competições Europeias e certamente esta direcção está atenta às exigências da UEFA. O que se discute aqui, são formas de evitar que isso suceda. Não é em vão que o BdC está a informar sócios e adeptos, que agora entrámos na fase de aumentar as receitas.

Aqui fica o documento da UEFA sobre o Financial Fair Play:
http://www.uefa.com/MultimediaFiles/Download/Tech/uefaorg/General/01/80/54/10/1805410_DOWNLOAD.pdf

Lá a vem a velha História, ou é isto ou é o fim.

O Sporting tem uma reestruturação acordada e o seu caminho está definido.

Tal como o presidente disse, estava seguro que a UEFA iria aceitar a nossa inscrição.

O BdC há uns tempos no dia seguinte disse que o clube nunca cumpriraria o Fair Play financeiro para esta temporada. O que iria fazer era apresentar a reestruturação do clube à UEFA e eles segundo ele iriam aceitar.
Fiquei com ideia nessa entrevista que para a temporada 2014/2015 já não haverá problemas.

Concordo com ele no que diz respeito à UEFA. Esta regra foi criada para não se gastar acima das possibilidades, que é PRECISAMENTE o que estamos agora a fazer. Somos um exemplo positivo para outros clubes e eles têm que ver isso.

Lá a vem a velha História, ou é isto ou é o fim.

O Sporting tem uma reestruturação acordada e o seu caminho está definido.

Tal como o presidente disse, estava seguro que a UEFA iria aceitar a nossa inscrição.

Caro Jorge_Lopes, isto não é a velha história, é a nova. Também não é o fim, é exactamente o principio de um novo rumo, que já começou com a entrada da Holdimo na SAD, etc… etc…

Para mim é muito interessante acompanhar o trabalho do BdC, num caminho de correcção do passado e construção do futuro, mas é completamente ridículo acreditar num Deus que nos vem salvar, sem sequer querer estar informado sobre a realidade do clube.