O que é que lêem, nestas noites...? (Livros, BD, colectâneas)

Recomendo-te a leitura deste livro magnífico.

É seguramente a melhor obra feita sobre a queda do czarismo, as revoluções de 1917 e a instauração do regime soviético.

image

1 Like

Está bem interessante como síntese das origens da Europa civilizada ou mesmo da Civilização Ocidental… A História da Antiguidade não tem visto boas obras serem traduzidas em português, parece que para trás de Roma só houve o Egito. As nossas editoras fixam-se nos tempos recentes e a História é cada vez mais ignorada, especialmente a antiga. A National Geographic tem sido um farol para a História recuada traduzida na nossa língua. Um europeu decerto apreciará este último número (vou a meio).
image

2 Likes

E estes?

image

Há quem diga que é a maior civilização a ser apagada da História. Referências na net acabam todas em teoria da conspiração…

Apesar da CIA, num relevante doc de 1957 denominado “National Cultural Development Under Communism”, refira:

DOC aqui: CIA-RDP78-02771R000200090002-6.pdf (1.1 MB)

1 Like

Mas vinha aqui dar conta de um livro que abri com a ideia de ir fazendo “zapping” entre umas leituras mais técnicas e acabei a devorá-lo… o tema é pesado - criminalidade juvenil. A trama passa-se em Nápoles.

image

Parece-me que não será mais do que um nome atribuído pelos russos e europeus aos mongóis e sua expansão…

O processo poderá ter sido o seguinte: uma das tribos de cuja unificação daria a nação mongol foi a dos tátaros, que haviam sido responsáveis pela morte do pai de Gengis Khan, embora pareça que foram objeto de integração por conquista e não fariam parte do núcleo inicial dos mongóis.
Talvez esse nome tenha sido generalizado a todos os mongóis pelos russos e outros europeus orientais aquando das invasões mongóis na Europa de Leste no sec. XIII, e depois transformado de tátaros para tártaros por efeito das devastações brutais que levaram os eslavos e outros europeus a encarar os mongóis como forças demoníacas provenientes do fundo do Inferno dos gregos (o Tártaro)…, e antes dessa visão material, Tártaro era um deus primordial que acasalando com a Terra (Gaia) gerou os mais terríveis monstros…
Assim, a origem da designação de Tártaros para os Mongóis teria sido uma forma de qualificar estes e não uma alusão a outro povo (claro que os mongóis já estavam altamente misturados com diversos povos das estepes essencialmente de raiz turca ou turcomana).

2 Likes

Essa região, bem como os diversos eixos que se foram formando ao longo da História - temos hoje o “novel” Ucrania-Turquia, é fascinante. Muito pela pouca e dissonante informação disponível. E quanto mais recuamos, quando entramos em Bronze e Pré-Bronze, mais desafiante se torna.

A fronteira com “contos de fadas” é ténue… Adoro! ;)))