O (in)comunicado

O intermediário fez sempre parte activa do negócio, não caiu do céu à ultima hora. A comissão fez parte sempre da negociação.
Mas ainda não percebeste que, segundo o comunicado, intermediário foi a Silfiducia, enquanto mediadora, e não o Lima de Carvalho?

E que, segundo se informa, o Lima de Carvalho não recebeu nada, mas sim uma empresa da mulher dele, por ter prestado alegados serviços de consultoria?

E parece-te normal que esta empresa tenha sido constituída à pressão mais de um mês depois de a proposta estar formulada e aceite, em duas sessões do Conselho Leonino?

Achas mesmo que existe, implantada no mercado e com know how específico na área, uma empresa denominada “Dignidade & Firmeza”, e que essa empresa prestou de facto alguma espécie de serviço no âmbito deste negócio?

E admitindo que o Lima de Carvalho foi remunerado enquanto mediador, parece-te curial que se tenha escolhido para esse efeito um advogado, que está estatutariamente impedido de exercer tal actividade, isto enquanto um dos maiores defensores do negócio nos media era o próprio bastonário da Ordem?

Achas que tudo isto se conforma com as normas estatutárias sobre transparência na gestão orçamental e realização de despesa, e com o dever legal de diligência que impende sobre os administradores das sociedades?

Parece-te que o comunicado é honesto e esclarecedor sobre tudo isto?

Já respondi num outro post que a maneira como foi pago a comissão foi uma “chico espertice” que preferia que o Sporting não pactuasse com isso (o caso do JVP tem algumas similaridades). Infelizmente acho isso normal (não acho bem, acho que as leis são muito permissivas neste aspecto) no mundo negócios. A questão que se põe é se houve alguem do Sporting que teve proveitos próprios com isso. Tu acreditas que sim, eu não. Quem acredita, acho muito bem que investigue e que peça esclarecimentos e que se arranjar provas disso que faça a acusação. Agora fazer insinuações ou afirmações graves sobre as pessoas ou o colectivo da direcção da Sporting, só porque as coisas não lhe parecem bem … isso sou totalmente contra.

As pessoas que dirigem o meu clube foram eleitas democráticamente, são pessoas (pelo manos ao que eu sei) têm o registo criminal limpo, algumas dessas pessoas ocupam cargos de prestigio e responsabilidade publica, algumas dessas pessoas têm um passado sportinguista notável.
Como sportinguista tenho o dever de defender o clube e as pessoas que o representam.

NOTA: Já agora acho vergonhoso o que se anda a fazer com o Custódio.
A outro nivel é mais uma maneira de achincalhar uma pessoa que
trabalha para o clube.

Nunca nenhum dirigente do Sporting mencionou que o dinheiro da venda do património (ou uma parte dele) era para reforçar o plantel.

Tenho certeza absoluta que Soares Franco disse, antes da AG para aprovar a venda de património (cujo resultado foi -para ele- negativo e que provocou as eleições antecipadas), que parte do dinheiro seria para o reforço do plantel de futebol profissional.

Se alguém tiver o manifesto eleitoral pode confirmar.

O meu entendimento do que o FSF disse foi:

Com a baixa de passivo (e consequentemente pagar menos juros) seria possivel o Sporting ter exercicios com lucros e caso esses lucros fossem significativos, uma parte desses lucros seria investida na equipa do futebol. Outra coisa que disse (ou pelo menos entendi assim) que com o passivo menor seria mais fácil segurar as nossas “coroas”, não existiria a obrigatoriadade de vender um jogador no fim de cada época. Claro que se aparecer alguem com uma proposta mirabolante ou que pague a cláusula de rescisão, não vamos acreditar que o Sporting não vá vender essa coroa (no caso de pagar a cláusula de rescisão, não pode fazer mesmo nada).

NOTA: Estou muito apreensivo, caso o que recentemente o tribunal decidiu em relação ao jogador Zé Tó faça jurisprudência para o futuro.
Isso no minimo fará repensar a estratégia do Sporting assentar na formação e o investimento na academia.

1- Sim, ele também disse que, ficando o Sporting livre dos juros haveria mais dinheiro para reforços e melhorias contratuais aos jogadores. Repito, também disse.

2- O Sporting já cmunicou o seu ponto de vista sobre o caso Zé Tó.

Moura, não leves isto com uma ofensa, mas de facto… tu não existes. Nunca vi tanta ingenuidade no contexto verde e branco.

Reduzes tudo o que é censurável ao grau de “chatice que podia ser evitado”, refugiando-te em registos criminais limpos (algo que tu não fazes a minima ideia se é verdade ou não, estás a atirar para o ar) para te convenceres a ti próprio da última coisa que ainda te pode fazer acreditar em quem lá está: uma honorabilidade fantasma e uma competência de cartão, colocadas à prova quase na base diária, cada vez mais.

Enfim… quero ver o que dirás um dia. Uma coisa já percebi: não és daqueles que desaparecerá se um dia tiveres de dar a mão à palmatória, isso reconheço. Agora ingénuo… chiça :slight_smile:

Bem resumindo de forma bruta !!!!

O SPORTING faz uma venda de um património seu em 16 de Novembro por €50 972 944 .

a proposta da Silcoge/Deutsche Bank foi aprovada numa sessão do Conselho Leonino que teve lugar no dia 16 de Novembro de 2006

Em DEZEMBRO “NASCE” uma empresa na hora para cobrar 3,55% ( €1 809 459 ). Porque raio o SPORTING vai dar este dinheiro se o negócio já estava feito :?: :evil:
Se o dinheiro vai direitinho para o cofre do clube qual é a importância da acção de terceiros?

A diferença é de €1800459 já dava para “comprar” o falado Coentrão penso eu :-k e ainda dava para + alguma coisinha…

Será que estou a ver a “coisa” bem :?: :shock:

O intermediário fez sempre parte activa do negócio, não caiu do céu à ultima hora. A comissão fez parte sempre da negociação.

Nunca nenhum dirigente do Sporting mencionou que o dinheiro da venda do património (ou uma parte dele) era para reforçar o plantel. O objectivo foi sempre diminuir o passivo. O objectivo é pagar menos juros, para que seja “mais fácil” equilibrar as contas correntes.

Não acredito que o Sporting a curto prazo gaste dinheiro significativo em compra de jogadores, a não ser que venda algum por muito dinheiro.
Nos próximos tempos, as minhas expectativas são empréstimos, jogadores livres ou baratos (alem claro dos que vêm da formação). Mesmo com estas condicionantes acho que se pode escolher muito melhor. Por exemplo aquele Edgar que hoga no Beira-Mar parece-me muito mais jogador que o Alecsandro.

Moura,

O que o Leão d’Aveiro fala não é da problemática da existência de intermediários!

Se uma proposta de venda pelo valor estipulado foi a votação no conselho leonino em Novembro, como é que a empresa mediadora/intermediária só foi criada em Dezembro.

Eu concordo que nestes negócios normalmente existem intermediários, mas sempre pensei que servissem para ajudar no negócio, e não para serem criados após o negócio estar feito para receberem 1.8M€ …

Consegues explicar a lógica do intermediário ter sido criado após todo o negócio estar apalavrado, tanto que a votação no conselho leonino foi antes da sua criação ?

Sem ter a certeza do que vou dizer, acho que o intermediário sempre existiu. A maneira (não o valor si, esse acredito que já estava estipulado, quando a proposta se oficializou) como intermediário quis receber o dinheiro é que foi feita à posteriori. A maneira arranjada é as tais “chico espertices” dos negócios , que enfim o estado pouco tem feito para as impedir. Pode-se criticar os dirigentes do Sporting por pactuarem com estas “chico espertices”, mas não me parece correcto insinuar ou até afirmar que os dirigentes do Sporting tiveram proveitos próprios com isso.

Infelizmente neste caso, não apareceu mais nenhuma proposta concreta e objectiva. Se tivesse havido “concorrência séria”, certamente a probabilidade estas “chico espertces” acontecerem seriam bem menores.

Ora bem …

1º - Valor estava estipulado
2º - bens a adquirir estavam apresentados.
3º - Empresa que ia adquirir estava identificada
4º - Empresa que ia vender estava identificada

O que fez o Mediador ? O que fez um mediador que só apareceu de forma legal depois de tudo estar acertado e arrecadou 1.8M€ ??

Não achas estranho alguem servir de mediador para um negocio de 50M€, alguem que aparentemente não tinha experiência no que estava a fazer, uma vez que nem uma empresa era na altura ?

Não achas estranho depois de tudo estar certo, o negocio estar feito, apareça uma empresa, apenas para ganhar 1,8M€ …

Podiam ter falado abertamente, pois eu como informático teria feito o mesmo serviço que essa empresa fez, e neste momento tinha 1,8M€ mais … se não os tivesse que dividir com alguém!

Não seria interessante fazer uma auditoria ás contas dessa empresa que agora nasceu, para ver onde anda o dinheiro que recebeu de comissão por nada fazer ?

Será ilegitimo achar estranho alguem ganhar 1,8M€ sem fazer nada … e serem todos amiguinhos ?

Eu não percebo nada de economia, e nem sei quanto são 1,8M€ … mas com tanta empresa de mediação imobiliária no mercado com prática negocial, com know-how … tiverem que criar uma empresa a correr apenas para receber o cheque ?

Diz-me uma coisa, se a empresa não estava criada, quem foi a pessoa que fez o trabalho de mediação, trabalhava para quem ?

O Lima Carvalho já há muito tempo, que deu a cara como interessado (ou representante dos interessados) neste negócio. Ainda nem sequer se tinham realizado as eleições e já este senhor falava numa proposta real para a compra do património não desportivo do Sporting. Portanto este senhor esteve desde muito cedo ligado a este negócio. Se esse trabalho justifica os tais 1.8M, eu acho que não! Como acho que a esmagadora maioria das comissões pagas aos intermediários, agentes são absurdas.
Mas isto é o mercado a funcionar, sem perceber bem porquê, os comissionistas são normalmente muito bem pagas em todas as actividades. Se calhar, é um trabalho dificil ou qualificado … a mim fez-me sempre confusão os valores que os comissionistas recebem.
Olha dou-te um exemplo, um amigo colocou à venda um apartamento num determinado dia, nesse mesme dia uma empresa de intermediação imobiliária ofereceu-se para o"ajudar" no negócio. Combinaram uma comissão de 3%. No dia seguinte o negócio estava feito. Num dia (poucas horas) essa empresa lucrou 9 000€. O trabalho que o intermedário teve foi reparar no anúncio do prédio (vim a saber que esse é uma tarefa que eles fazem todos dias, é olhar para determinados prédios em determinadas zonas interessantes), consultar a base de dados de interssados para essa zona (trabalho que é feito ao longo de tempo) e seleccionar um interessado (se falhar seguir-se-á outro). A mim parece-me absurdo este valor, mas isto é a realidade dos nossos dias.

O Lima Carvalho já há muito tempo, que deu a cara como interessado (ou representante dos interessados) neste negócio. Ainda nem sequer se tinham realizado as eleições e já este senhor falava numa proposta real para a compra do património não desportivo do Sporting. Portanto este senhor esteve desde muito cedo ligado a este negócio. Se esse trabalho justifica os tais 1.8M, eu acho que não! Como acho que a esmagadora maioria das comissões pagas aos intermediários, agentes são absurdas. Mas isto é o mercado a funcionar, sem perceber bem porquê, os comissionistas são normalmente muito bem pagas em todas as actividades. Se calhar, é um trabalho dificil ou qualificado ... a mim fez-me sempre confusão os valores que os comissionistas recebem. Olha dou-te um exemplo, um amigo colocou à venda um apartamento num determinado dia, nesse mesme dia uma empresa de intermediação imobiliária ofereceu-se para o"ajudar" no negócio. Combinaram uma comissão de 3%. No dia seguinte o negócio estava feito. Num dia (poucas horas) essa empresa lucrou 9 000€. O trabalho que o intermedário teve foi reparar no anúncio do prédio (vim a saber que esse é uma tarefa que eles fazem todos dias, é olhar para determinados prédios em determinadas zonas interessantes), consultar a base de dados de interssados para essa zona (trabalho que é feito ao longo de tempo) e seleccionar um interessado (se falhar seguir-se-á outro). A mim parece-me absurdo este valor, mas isto é a realidade dos nossos dias.

Mas a Empresa que ganhou a comissão não tem nada a ver com o Lima de Carvalho … ele nem é funcionário dessa empresa!

Se foi ele que prestou o serviço, porque é que ele não recebeu o dinheiro ? Porque é que foram criar uma empresa á pressa em nome da Mulher … para que essa empresa ganhasse esse dinheiro ?

Chico-esperto ? Ou jogada ?

Em relação ao exemplo e aos valores … todos sabemos que eles ganham muito, mas nesse exemplo que deste mencionas o trabalho que esses agentes fizeram …

consegues referenciar o trabalho que a empresa que ganhou a comissão com o Sporting fez ?

Já respondi num outro post que a maneira como foi pago a comissão foi uma "chico espertice" que preferia que o Sporting não pactuasse com isso (o caso do JVP tem algumas similaridades). Infelizmente acho isso normal (não acho bem, acho que as leis são muito permissivas neste aspecto) no mundo negócios. A questão que se põe é se houve alguem do Sporting que teve proveitos próprios com isso. Tu acreditas que sim, eu não. Quem acredita, acho muito bem que investigue e que peça esclarecimentos e que se arranjar provas disso que faça a acusação. Agora fazer insinuações ou afirmações graves sobre as pessoas ou o colectivo da direcção da Sporting, só porque as coisas não lhe parecem bem ... isso sou totalmente contra.

As pessoas que dirigem o meu clube foram eleitas democráticamente, são pessoas (pelo manos ao que eu sei) têm o registo criminal limpo, algumas dessas pessoas ocupam cargos de prestigio e responsabilidade publica, algumas dessas pessoas têm um passado sportinguista notável.
Como sportinguista tenho o dever de defender o clube e as pessoas que o representam.

Sobre a questão de alguém no Sporting ter embolsado dinheiro da comissão, registo o teu lapso freudiano mas constatarás que não o insinuei em momento algum. A questão que se põe, não vejo que seja essa. A questão é a mentira do comunicado, e o negócio nebuloso que ela quis esconder, e a verdade é que sobre isto, sobre a atitude de uma cúpula de dirigentes que dirige ao público uma comunicação que, no mínimo, contém uma versão adulterada da realidade, ninguém te conhece uma opinião.

O que sucede é que, ao contrário do que defendes, a minha divisa enquanto sportinguista é defender o Clube, mas, se necessário, das próprias pessoas que o representam.

E foi neste espírito que, perante um comunicado completamente abstruso, que da missa não conta nem a metade, e que ainda por cima abriu portas à identificação da empresa que recebeu a comissão, que fiz esta pequena investigação. Porque não aceito que aqueles cuja fonte de legitimidade tem sido o rigor, a credibilidade e a transparência, se permitam insultar a inteligência dos sportinguistas, com justificações mal amanhadas que encobrem negociatas esconsas, ou “chico espertices”, eufemismo no qual te refugias ao mesmo tempo que, batendo no peito, repetidamente vais dizendo que não existiu ilegalidade nenhuma.

Pois uma lei que diga que “é proibido aos dirigentes do Sporting pagarem serviços inexistentes a uma empresa fantasma da esposa do Sr. Lima de Carvalho”, isso de facto não existe.

Mas existem deveres legais de diligência e zelo que impendem sobre os administradores de sociedades, e existem leis que os responsabilizam por actos praticados em prejuízo das sociedades que administram (mesmo que não tenham sido eles os beneficiários, nota).

E existem normas estatutárias do Sporting que obrigam os seus responsáveis a usar de rigor e transparência na gestão orçamental e realização de receita, e que os penalizam quando não o façam.

E existem normas deontológicas que impedem os advogados de exercer mediação imobiliária, com cuja violação o Sporting poderá ter sido conivente, caso o Sr. Lima de Carvalho tenha desempenhado esse papel.

Moura, não leves isto com uma ofensa, mas de facto... tu não existes. Nunca vi tanta ingenuidade no contexto verde e branco.

Reduzes tudo o que é censurável ao grau de “chatice que podia ser evitado”, refugiando-te em registos criminais limpos (algo que tu não fazes a minima ideia se é verdade ou não, estás a atirar para o ar) para te convenceres a ti próprio da última coisa que ainda te pode fazer acreditar em quem lá está: uma honorabilidade fantasma e uma competência de cartão, colocadas à prova quase na base diária, cada vez mais.

Enfim… quero ver o que dirás um dia. Uma coisa já percebi: não és daqueles que desaparecerá se um dia tiveres de dar a mão à palmatória, isso reconheço. Agora ingénuo… chiça :slight_smile:

Eu realmente não sei se o registo criminal das pessoas em questão é limpo, mas sei que toda a gente quando nasce tem o registo crimial limpo e que este só se suja, quando se faz ou se prova que essa pessoa fez algo de ilicito. A esmagadora maioria das pessoas têm o registo criminal limpo, acredito que as pessoas que são escolhidas para cargos publicos ou de grande responsabilidade em empresas de grande dimensão e visibilidade, são pessoas com o registo criminal limpo (seria uma arma terrivel para ser usada pelos adversários ou concorrentes), por isso seria surpresa para mim se algum dos actuais dirigentes do Sporting tivesse o registo criminal “sujo”.
Tenho tantos motivos para suspeitar deles como de ti ou como qualquer forista deste forum (não conheço nenhum dirigente do Sporting nem forista pessoalmente), isto é não tenho motivo NENHUM!

Tenho um permissa, as pessoas são sérias até prova em contrário.

Tenho outra permissa, quem julga são os tribunais, só quando estes decidem é que posso chamar com razão que tal pessoa é ladrão, vigarista, assassino, etc. Neste momento chamar vigarista ao Vale Azevedo é a realidade, chamar vigarista ao FSF é no minimo insensato.

Convem lembrar-te, que com as tuas afirmações, estás chamar de ingénuo e/ou vigarista (ou cumplice destes) todas as pessoas da direcção do Sporting e todas as pessoas no Conselho Leonino que apoiam esta direcção. Isso a mim parece-me uma conclusão insensata.

Nota: Eu sei que há vigaristas em todo o lado, e por isso a probabilidade de os haver nos dirigentes do Sporting não é zero, agora não acredito mesmo nada na teoria dum complot entre dirigentes do Sporting/instituições financeiras e sei lá mais quem com o objectivo de ganharem dinheiro à custa do prejuizo do Sporting.

O Lima Carvalho já há muito tempo, que deu a cara como interessado (ou representante dos interessados) neste negócio. Ainda nem sequer se tinham realizado as eleições e já este senhor falava numa proposta real para a compra do património não desportivo do Sporting. Portanto este senhor esteve desde muito cedo ligado a este negócio. Se esse trabalho justifica os tais 1.8M, eu acho que não! Como acho que a esmagadora maioria das comissões pagas aos intermediários, agentes são absurdas. Mas isto é o mercado a funcionar, sem perceber bem porquê, os comissionistas são normalmente muito bem pagas em todas as actividades. Se calhar, é um trabalho dificil ou qualificado ... a mim fez-me sempre confusão os valores que os comissionistas recebem. Olha dou-te um exemplo, um amigo colocou à venda um apartamento num determinado dia, nesse mesme dia uma empresa de intermediação imobiliária ofereceu-se para o"ajudar" no negócio. Combinaram uma comissão de 3%. No dia seguinte o negócio estava feito. Num dia (poucas horas) essa empresa lucrou 9 000€. O trabalho que o intermedário teve foi reparar no anúncio do prédio (vim a saber que esse é uma tarefa que eles fazem todos dias, é olhar para determinados prédios em determinadas zonas interessantes), consultar a base de dados de interssados para essa zona (trabalho que é feito ao longo de tempo) e seleccionar um interessado (se falhar seguir-se-á outro). A mim parece-me absurdo este valor, mas isto é a realidade dos nossos dias.

Mas a Empresa que ganhou a comissão não tem nada a ver com o Lima de Carvalho … ele nem é funcionário dessa empresa!

Se foi ele que prestou o serviço, porque é que ele não recebeu o dinheiro ? Porque é que foram criar uma empresa á pressa em nome da Mulher … para que essa empresa ganhasse esse dinheiro ?

Chico-esperto ? Ou jogada ?

Em relação ao exemplo e aos valores … todos sabemos que eles ganham muito, mas nesse exemplo que deste mencionas o trabalho que esses agentes fizeram …

consegues referenciar o trabalho que a empresa que ganhou a comissão com o Sporting fez ?

Não, mas acredito que dê algum trabalho burocrático um negócio desta dimensão. Claro que 1.8M é exageradissimo, mas o valor da percentagem a rondar os tais 3% , parece que é a regra em intermediação de negócios deste tipo.

Já respondi num outro post que a maneira como foi pago a comissão foi uma "chico espertice" que preferia que o Sporting não pactuasse com isso (o caso do JVP tem algumas similaridades). Infelizmente acho isso normal (não acho bem, acho que as leis são muito permissivas neste aspecto) no mundo negócios. A questão que se põe é se houve alguem do Sporting que teve proveitos próprios com isso. Tu acreditas que sim, eu não. Quem acredita, acho muito bem que investigue e que peça esclarecimentos e que se arranjar provas disso que faça a acusação. Agora fazer insinuações ou afirmações graves sobre as pessoas ou o colectivo da direcção da Sporting, só porque as coisas não lhe parecem bem ... isso sou totalmente contra.

As pessoas que dirigem o meu clube foram eleitas democráticamente, são pessoas (pelo manos ao que eu sei) têm o registo criminal limpo, algumas dessas pessoas ocupam cargos de prestigio e responsabilidade publica, algumas dessas pessoas têm um passado sportinguista notável.
Como sportinguista tenho o dever de defender o clube e as pessoas que o representam.

Sobre a questão de alguém no Sporting ter embolsado dinheiro da comissão, registo o teu lapso freudiano mas constatarás que não o insinuei em momento algum. A questão que se põe, não vejo que seja essa. A questão é a mentira do comunicado, e o negócio nebuloso que ela quis esconder, e a verdade é que sobre isto, sobre a atitude de uma cúpula de dirigentes que dirige ao público uma comunicação que, no mínimo, contém uma versão adulterada da realidade, ninguém te conhece uma opinião.

O que sucede é que, ao contrário do que defendes, a minha divisa enquanto sportinguista é defender o Clube, mas, se necessário, das próprias pessoas que o representam.

E foi neste espírito que, perante um comunicado completamente abstruso, que da missa não conta nem a metade, e que ainda por cima abriu portas à identificação da empresa que recebeu a comissão, que fiz esta pequena investigação. Porque não aceito que aqueles cuja fonte de legitimidade tem sido o rigor, a credibilidade e a transparência, se permitam insultar a inteligência dos sportinguistas, com justificações mal amanhadas que encobrem negociatas esconsas, ou “chico espertices”, eufemismo no qual te refugias ao mesmo tempo que, batendo no peito, repetidamente vais dizendo que não existiu ilegalidade nenhuma.

Pois uma lei que diga que “é proibido aos dirigentes do Sporting pagarem serviços inexistentes a uma empresa fantasma da esposa do Sr. Lima de Carvalho”, isso de facto não existe.

Mas existem deveres legais de diligência e zelo que impendem sobre os administradores de sociedades, e existem leis que os responsabilizam por actos praticados em prejuízo das sociedades que administram (mesmo que não tenham sido eles os beneficiários, nota).

E existem normas estatutárias do Sporting que obrigam os seus responsáveis a usar de rigor e transparência na gestão orçamental e realização de receita, e que os penalizam quando não o façam.

E existem normas deontológicas que impedem os advogados de exercer mediação imobiliária, com cuja violação o Sporting poderá ter sido conivente, caso o Sr. Lima de Carvalho tenha desempenhado esse papel.

Então qual seria o interesse dos dirigentes do Sporting emitirem um comunicado “nebuloso”? Proteger quem?

[ Eu realmente não sei se o registo criminal das pessoas em questão é limpo, mas sei que toda a gente quando nasce tem o registo crimial limpo e que este só se suja, quando se faz ou se prova que essa pessoa fez algo de ilicito.

Eu bem me parecia que não conhecias, daí a precipitação.

A esmagadora maioria das pessoas têm o registo criminal limpo, acredito que as pessoas que são escolhidas para cargos publicos ou de grande responsabilidade em empresas de grande dimensão e visibilidade, são pessoas com o registo criminal limpo (seria uma arma terrivel para ser usada pelos adversários ou concorrentes), por isso seria surpresa para mim se algum dos actuais dirigentes do Sporting tivesse o registo criminal "sujo".

Verifica o registo criminal dos presidentes dos outros dois grandes clubes e verás que nem tudo é assim. Cargos de grande responsabilidade, sobretudo no futebol, não só nada têm a haver com limpeza como normalmente só são infelizmente atingidos por quem tem tudo menos “folha limpa”.

Tenho tantos motivos para suspeitar deles como de ti ou como qualquer forista deste forum (não conheço nenhum dirigente do Sporting nem forista pessoalmente), isto é não tenho motivo NENHUM!

Isso não é verdade, só por não querer ver os factos, mas isso tu já assumiste. Quando vez tudo o que o FLL já escreveu sobre esta gente e nada encontras de suspeito ou indiciador de falta de transparência e honestidade é porque simplesmente não queres ver. O mais giro é que alguns do grupo, como o Godinho Lopes, já foram mesmo dentro. E eram todos amigos (este, o godinho, hoje ninguém fala dele mas na altura era um dos pilares do projecto roquette).

Neste momento chamar vigarista ao Vale Azevedo é a realidade, chamar vigarista ao FSF é no minimo insensato.

Portanto tu só acreditaste que o Vale e Azevedo era um aldrabão depois de ele ser condenado correcto? Para seres coerente e justo terás que dizer que sim, mas provarás a ingenuidade extrema que eu digo que tu tens neste contexto.

Convem lembrar-te, que com as tuas afirmações, estás chamar de ingénuo e/ou vigarista (ou cumplice destes) todas as pessoas da direcção do Sporting e todas as pessoas no Conselho Leonino que apoiam esta direcção. Isso a mim parece-me uma conclusão insensata.

Correcto. E nesse aspecto chamo novamente a tua (e de todos) atenção para as declarações de Aguiar de Matos, membro do CL, que diz ser de extrema gravidade ver toda esta preponderância encapotada de Lima de Carvalho no negócio, para em sede de CL Filipe Soares Franco ter dito que não sabia quem era o senhor e perguntado a terceiros de quem se estava a falar, quando questionado por membros do CL (o que é obviamente mentira, não tivesse surgido Lima de Carvalho num surreal debate em véspera de eleições a apoiar Soares Franco, não sabe bem em que papel, mas para ti isto é certamente transparente e normal). Das duas uma: ou SF mentiu em CL, ou é incompetente e nem sequer conheceu com detalhe os pormenores do negócio fundamental da sua proposta aos sócios ou foi enganado por membros da sua equipa. Qualquer uma das conclusões é um escândalo.

Nota: Eu sei que há vigaristas em todo o lado, e por isso a probabilidade de os haver nos dirigentes do Sporting não é zero, agora não acredito mesmo nada na teoria dum complot entre dirigentes do Sporting/instituições financeiras e sei lá mais quem com o objectivo de ganharem dinheiro à custa do prejuizo do Sporting

Não é isso que é defendido e afirmado Moura.
Os protagonistas deste enredo sórdido têm de facto coisas mais importantes e valiosas que o empobrecido Sporting para se ocuparem logo não existe de facto nenhum complot para gastar o dinheiro do Sporting ou seja, o dinheiro que não existe.

Agora o que tu certamente, mesmo ingénuo, saberás, é que o futebol é um excelente meio de lavar dinheiro e um óptimo entreposto de interesses e passagens de tráfego. O que é que isto quer dizer? Que durante anos o Sporting pagou salários elevados a administradores e vices que nunca percebemos bem o que faziam, alguns nem conhecemos, em trânsito entre empresas ou entre empresas e o estado e vice versa. Enquanto isso as tribunas são um excelente ponto e motivo de encontro para a discussão e negociação do que realmente interessa a essas pessoas, e não é nada cómodo o clube ir parar às mãos de algum desalinhado que termine este fluxo e este “ponto de encontro” de vips, que se juntam em Alvalade para discutir o que realmente lhes interessa.

Encara a compra do património como mais um detalhe, um detalhe de negócios bem maiores, os que realmente interessam a estas gentes e instituições ou também ainda não percebeste o que é angola hoje em dia para muitos empresários, empresas e instituições nacionais?

Abre os olhos moura, pelo amor de Deus. ABRAM todos os olhos antes que seja (se não for já) tarde demais.

O Sporting faz lembrar o matrix. E nós somos os agarrados ligados à maquina, sugados por uma turma que não se importa assim tanto como que se passa lá em baixo mas sim com o que discutem na tribuna.

Agora que a “dignidade e firmeza” já não proporcionam grandes negócios;

Que o filão da “consultoria e estudos de mercado” já não é o que era;

Que “Angola já não é nossa”;

Que a Universidade Independente já não comercializa diplomas por grosso;

Que uma promissora carreira na advocacia chocou de frente contra uma inscrição nula na Ordem;

Há “NOVAS OPORTUNIDADES” para Amadeu Lima de Carvalho:

[url]http://fotos.pokerpt.com/j658-amadeu-carvalho-lima26/index.html[/url]

Longa vida ao Projecto. Que siga por muitos e bons anos defendendo o nosso Sporting de pistoleiros sem credibilidade (com e sem pilosidade facial) e de gente sem curriculum à prova de bala nem carta de pesados. :clap:

Que bela NOVA OPORTUNIDADE os Sportinguistas lhe concederam: fizeram um donativo de 2M€ mais camarote no estádio para este senhor poder jogar Poker ^-^

Não aprendam não ^-^

Os foristas jogadores de poker deveriam unir-se para ratar esse gajo. :mrgreen:

Sou recente no fórum e por isso não conhecia esta história, que tanto quanto me apercebi, também não chegou ao grande público. Como é que há pessoal que ainda acredita nestes altos gestores? O Vale e Azevedo é um aprendiz ao pé desta malta.