O grande Carlos

Fonte: Mais Futebol (obrigado ao Drake, do Fórum Vermelhices):

Steaua Bucareste oferece 100 mil dólares a quem quiser ficar com o português Carlos

A vida de Carlos no Steaua Bucareste vai de mal a pior. Depois de primeiros seis meses muito positivos, durante os quais se tornou num herói do maior clube romeno, o antigo guarda-redes do Boavista foi caindo em desgraça até bater no fundo. O sinal de alarme chegou através de uma polémica declaração do presidente do clube, Gigi Becali, que ofereceu 100 mil dólares para que apareça algum clube que queira ficar com Carlos.

O anúncio surgiu depois da derrota com o Real Madrid por 4-1. «Se algum
clube quiser pegar no Carlos, ofereço-lhe 100 mil dólares para que o faça», disse Gigi Becali. O guarda-redes português confirma que também ouviu o presidente. «É uma declaração infeliz, mas é verdade», disse Carlos ao Maisfutebol. «Só espero que quando chegarmos a Dezembro ele não se esqueça daquilo que disse».

«Em Dezembro quero dar um novo rumo à minha carreira»

O guarda-redes português manifesta querer sair do Steaua Bucareste o mais rápido possível. Carlos até tem contrato com o clube por mais ano e meio, mas está disposto a abdicar deles para se livrar da Roménia. «É uma falta de respeito falar-se assim de um jogador, mas não quero chatear-me com isso», revela. «Agora só quero cumprir o meu contrato até Dezembro e depois tentar dar um novo rumo à minha carreira. Vou continuar a fazer tudo como até aqui, a tentar ser o mais profissional possível, a trabalhar todos os dias como se nada tivesse acontecido, mas não tenho vontade nenhuma de manter aqui. Acho que não havia motivos para o presidente falar assim».

Por isso Carlos garante que quer entender-se com Gigi Becali. «Não vale a pena», frisa. «Claro que uma pessoa vai um pouco abaixo psicologicamente, mas sei o que valho. Não é por causa disto que vou acabar a minha carreira. Até porque estamos na Roménia e aqui tudo é possível». Do céu ao inferno, de resto, é um pequeno passo. «É muito triste um jogador ouvir uma coisa destas, e é mais triste ainda depois de ter ajudado a equipa a ser campeã e a apurar-se para a Liga dos Campeões. Não é justo ouvir isto só porque sofri quatro golos com o Real Madrid e porque sofri um golo no jogo antes, com o Cluj, que acontece a todos os guarda-redes ao longo de uma carreira».

:lol: :lol: :lol: :lol:

E andava o pessoal a pedi-lo para a selecção… Enfim… Longe da vista…

Já agora, vou dar a dica ao clube da minha terra, tá bem que temos de gramar esse cocho, mas o guito dá jeito lol…

Independentemente do valor do Carlos, são declarações lamentáveis de um responsável máximo de um clube. Lamentáveis e estúpidas que facilmente se podem virar contra ele.

Acho que nenhum profissional, digno como parece ser o caso de Carlos, merece um tratamento destes, principalmente depois de ter feito trabalho suficiente para ser tratado como herói por aquelas bandas.

Enfim, lá como cá o que hoje é verdade amanhã…
Latinices!

É nestas alturas que fica bem evidente que a Roménia, apesar de rodeada por países eslavos, é um país bem latino!! :lol: :lol:

Declarações muito infelizes deste senhor, que coloca um jogador profissional na mesma posição de um apanha bolas, ( de certa forma, acaba por ser) :wink: . No entanto, o Carlos não merecia ouvir declarações deste tipo e espero que consiga endireitar o rumo da sua carreira futebolistica.

Maiores felicidades para o teu futuro

Acabei de passar por ele em Campanhã. Já lavava era aquele cabelo… :mrgreen:

:lol: :lol:

Que nojo :lol:

Por acaso o Carlos Fernandes e uma personagem engraçada, com uma carreira muito peculiar…podia ter sido um grande guarda redes, mas a irregularidade das suas exibiçoes aliada a comportamentos menos proprios, fez com que nunca passasse da mediania…

Conheço-o pessoalmente.

Era um grande GR nos tempos do Vilafranquense, despontou muito novo, tinha alcunha do «Francês».

Ainda vai voltar com o Boavista…ehehhehehehehe

:arrow: :arrow:

:arrow: :arrow:

Estão reunidas as condições. :mrgreen:

Foi exatamente isso que me passou pela cabeça quando o vi.

Este Carlos ea o gajo que andava sempre com um palito no canto da boca não era ?

“Eu sem nada pa fazer, em Penacova”.