Moutinho Responde a...

Moutinho acredita na vitória dos leões

João Moutinho comentou as declarações de Rui Alves. O médio dos leões demarca as duas formações, argumentando que Nacional e Sporting são equipas com objectivos diferentes.

“O nosso objectivo não é a Taça UEFA. Se é o deles… O nosso é a Liga dos Campeões e sermos ser campeões”, afirmou João Moutinho.

O médio de 19 anos salientou ainda a confiança que se vive no balneário sportinguista, referindo que a equipa não se está a sentir pressionada com os comentários vindos do Nacional. “Pensamos apenas em ganhar os jogos todos. Não ligamos a essas provocações”, referiu o médio sportinguista.

Moutinho acredita na vitória dos leões, apesar de considerar o jogo “extremamente difícil”. “Queremos jogar aquilo que sabemos e com a equipa unida como está, com o espírito de sacrífico de todos, acredito que vamos conseguir essa vitória”, confessou o jovem de 19 anos.

http://www.record.pt/noticia.asp?id=696027&idCanal=24

Resposta curta, seca, objectiva e tranquila como é seu apanágio. Querem meter o miudo em confusões e ele só quer responder em campo… tanto ele como os colegas. Esperemos que assim seja :wink:

Que maturidade: :shock:

P | Recentemente Pedro Barbosa criticou o facto de João Moutinho funcionar como um "pai" da equipa leonina, quando devia ainda ser tratado como um "filho". Sente essa responsabilidade esta temporada? R | Cada um tem a sua responsabilidade dentro do campo. Eu tenho a minha, e os meus colegas têm as deles.

P | Mas com a saída de figuras como Pedro Barbosa, Rui Jorge, Rochemback e agora Beto, não se sente mais exposto?
R | Acho que não. Ser jogador do Sporting é isso mesmo. É verdade que saíram jogadores experientes, mas agora temos de olhar em frente, para que, com os meios que dispomos, possamos alcançar os nossos objectivos.

P | Já se sente um líder dentro do grupo?
R | Sou mais um para ajudar.

E ainda:
P | Como é que um profissional de futebol encara os recentes acontecimentos de violência que envolveram o técnico do FC Porto, Co Adriaanse?
R | Não sei o que passa pela cabeça dessas pessoas, mas também não me compete a mim julgar esse tipo de situações. Exigência dos adeptos? Os profissionais também são exigentes e queremos ganhar todos os jogos, mas nem sempre é possível

Mai nada! :wink:

Que maturidade: :shock:
P | Recentemente Pedro Barbosa criticou o facto de João Moutinho funcionar como um "pai" da equipa leonina, quando devia ainda ser tratado como um "filho". Sente essa responsabilidade esta temporada? R | Cada um tem a sua responsabilidade dentro do campo. Eu tenho a minha, e os meus colegas têm as deles.

P | Mas com a saída de figuras como Pedro Barbosa, Rui Jorge, Rochemback e agora Beto, não se sente mais exposto?
R | Acho que não. Ser jogador do Sporting é isso mesmo. É verdade que saíram jogadores experientes, mas agora temos de olhar em frente, para que, com os meios que dispomos, possamos alcançar os nossos objectivos.

P | Já se sente um líder dentro do grupo?
R | Sou mais um para ajudar.

E ainda:
P | Como é que um profissional de futebol encara os recentes acontecimentos de violência que envolveram o técnico do FC Porto, Co Adriaanse?
R | Não sei o que passa pela cabeça dessas pessoas, mas também não me compete a mim julgar esse tipo de situações. Exigência dos adeptos? Os profissionais também são exigentes e queremos ganhar todos os jogos, mas nem sempre é possível

Moutinha o que tu queres sei eu ! :smiley:

“pequeno grande jogador”

Há que reconhecer que o puto, com a idade que tem, já se “defende” como poucos!!!

Para mim, pode estar a nascer um novo nucleo forte no Sporting, constituido por Moutinho, Carlos Martins, Nani, Miguel Garcia (tá bem! não gostam dele…mas é sportinguista e luta em campo como poucos…e ainda é bem recente a “final” de alkmaar!) e Custodio. Acompanhados por um Ricardo que se não terminar a carreira no Sporting, lá perto ficará.(e eu sou insuspeito pois não sou fã do ricardo!).

O problema é que tanta juventude ao mesmo tempo não permite ter rendimento constante, sendo antes oscilante. E assim é dificil ser campeão!

O problema não é esse, o problema é que o “projecto” destroi equipas, não as forma meu caro…o Moutinho já tem destino. Pode não ser já, já mas…

:smiley: o puto começa de facto a ser impressionante a vários niveis, quanto a ser o patrão :arrow: deixem-no ser , já demonstrou maturidade em todos os aspectos…

PS - ah e já agora pode marcar os penaltys que também marca bem :wink:

E ontem responderam o resto dos jogadores :twisted: :twisted: :twisted:

Para mim, [b]pode [/b]estar a nascer um novo nucleo forte no Sporting, constituido por Moutinho, Carlos Martins, Nani, Miguel Garcia (tá bem! não gostam dele...mas é sportinguista e luta em campo como poucos...e ainda é bem recente a "final" de alkmaar!) e Custodio. Acompanhados por um Ricardo que se não terminar a carreira no Sporting, lá perto ficará.(e eu sou insuspeito pois não sou fã do ricardo!).

O problema é que tanta juventude ao mesmo tempo não permite ter rendimento constante, sendo antes oscilante. E assim é dificil ser campeão!

Pode não, deve!

Para mim esta é a única via que resta ao Sporting. Não há dinheiro para grandes contratações, paciência. Mas não caiam na tentação de vender os bons que temos para depois irem buscar refugo.

Foram aqui citados 5 jogadores da casa que já são utilizados regularmente, aos quais se deve progressivamente ir acrescentando outros que o justifiquem, e candidatos não faltam na Academia ou entre meia dúzia de emprestados que ganham experiência noutros clubes.

É claro que um plantel não pode ser formado apenas por miúdos, pelo que também é importante manter a espinha dorsal nesta altura formada por Ricardo, Tonel, Polga, Liedson e Sá Pinto, este de saída, mas isso é a lei da vida.

Há ainda que aprender com o erro Rochemback e preservar alguns jogadores que não sendo nossos já provaram o seu valor, refiro-me especialmente a Caneira, mas também a Abel, deixando os casos de Romagnoli e Koke para analise futura.

Se for preciso vender alguém, só me ocorrem dois nomes, Douala e Deivid, ambos com mercado e que podem render boas maquias, mas atenção só mesmo se forem bons negócios.

O resto do plantel deve ser composto como já disse por alguma miudagem, e uma ou outra segunda escolha, que sempre vai fazendo o seu papel.

As contratações já se sabe que estão dependentes das vendas e tal como estas devem ser poucas e cirúrgicas. Algum valor seguro do nosso campeonato, e dependendo das saídas um bom avançado para fazer companhia a Liedson.

De resto o recurso aos empréstimos é uma opção cautelosa e realista à qual se poderá sempre recorrer.

Assim é difícil sermos Campeões? Talvez não

É cedo para pensar na Selecção

ALHEAR-SE do clássico de sábado, em Alvalade, que já aglutina as atenções de todos, pode ser o melhor remédio para descontrair. Ontem, João Moutinho foi à Aldeia SOS de Bicesse dar o pontapé de saída no respectivo torneio de futebol e deixou as crianças deslumbradas e a sonhar com o dia em que também elas poderão ser estrelas e jogar pela Selecção Nacional na fase final de um Mundial. «Ainda é cedo para pensar nisso», afirmou, por seu turno, o médio leonino.

Foi na qualidade de embaixador da FIFA para as Aldeias SOS Crianças — uma ideia nascida em 1964, mas cuja primeira obra, construída em Bicesse, data de 1969 — que Moutinho compareceu, pontualmente, na manhã de ontem, a abrilhantar o evento. Em semana de Sporting-FC Porto importantíssimo para a decisão do título de campeão nacional, o convívio com as crianças em dia de folga do plantel terá sido a melhor terapia para se alhear da ansiedade, nervosismo e expectativa suplementar que clássicos desta natureza sempre despertam nos dias que os antecedem. De tal forma que o convidado de honra nem sequer quis ouvir falar, quanto mais comentar, o embate de sábado à noite: «Não devo abordar o jogo neste momento, sinto que não o devo fazer, pois estou aqui noutra qualidade », sublinhou logo de entrada aos jornalistas. «Estou aqui com muito gosto, enquanto embaixador da FIFA. Estas iniciativas são muito importantes e, além disso, não conhecia a aldeia. Este torneio será óptimo para as crianças e jovens conviverem e divertirem-se e é uma grande alegria seguir as pisadas de grandes jogadores e amigos, como Beto e Pauleta. Estou aqui para trazer mais um pouco de felicidade a estas crianças. Ao contrário deles, nunca tive a oportunidade de conviver, nestas idades, com nenhum dos meus ídolos», disse o dono da camisola 28 leonina.

À sua espera, para autografar, estavam uma camisola do Sporting e outra da Selecção Nacional. Já internacional A mas presença habitual nos sub- 21, Moutinho foi cauteloso a abordar a possibilidade de Scolari o voltar a convocar e representar a principal equipa de Portugal este Verão, na Alemanha. «Ainda é cedo para pensar nisso, logo se verá», concluiu um jogador nitidamente reconfortado, também ele, pelo brilho que trouxe aos olhos da garotada, ontem.

Qualquer outro estaria a mandar postas de pescada sobre o jogo e a pôr-se em bicos de pés para a selecção. Para além de um jogador fora de série, em termos de mentalidade este garoto é one in a million. Tenho uma grande admiração por ele.

concordo: este miúdo é porreiro…

O Moutinho é um excelente jogador e pessoa, sabe o que deve dizer e o que não deve, tem valor! :wink:

A maturidade que evidencia baseia-se nesta tríade: família, princípios e educação. Muito diferente de muitos outros “mitras” que apenas o futebol salva da marginalidade, mas não da boçalidade. E, não me refiro apenas a jogadores …

Espero que fique no Sporting muito tempo, quem sabe se um dia vai ser capitão do Sporting (único contra: é baixinho para falar com árbitro).