Morreu Gary Moore

O guitarrista irlandês Gary Moore morreu este domingo aos 58 anos.

A BBC avança a notícia sem especificar as causas do falecimento que, de acordo com outros meios de comunicação britânicos, ocorreu em Estepona, perto de Málaga (Espanha), onde o músico se encontraria a passar férias.

Além do sucesso alcançado a solo, Gary Moore tinha no currículo passagens pelas bandas rock Thin Lizzy e Skid Row.

Um grande guitarrista, os Blues estão mais pobres a partir de hoje.

[youtube=425,350]http://www.youtube.com/watch?v=0ivI4HhfONg[/youtube]

De Heavy para Blues.

Um dos meus preferidos, Parisienne Walkways, Walking By Myself, Still Got the Blues, Separate Ways e muitas outras jamais serão esquecidas.

RIP :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap:

:frowning: Um dos meus guitarristas favoritos…

[youtube=425,350]http://www.youtube.com/watch?v=mEkDhPEQVbI[/youtube]

R.I.P Gary Moore!

Acabei de escrever isto no youtube:
[i]

R.I.P.
Personally Gary Moore will always be synonymous with my early teenage years, but I would argue that the same will happen with many of today’s teenagers in 20 years time.
Therefore, Gary lives forever![/i]

Fiquei triste e cada vez me sinto mais velho.

:arrow: :arrow: :arrow:

Achas-te velho? E eu que ainda me lembro dele nos Thin Lizzy, como me hei-de sentir?

Quando olho para o panorama actual da música pop/rock, até me dá febre. Eu que cresci a ouvir Pink Floyd, Génesis, Supertramp, Rolling Stones, ainda um bocadinho de Beatles, Kinks, Queen, Yes, Led Zepellin, Deep Purple, Ian Gillan Band, Van Halen, Police, Fisher Z, Tubes, Devo, Sex Pistols, Joy Division, U2, and so on and on and on and on…

Com a morte de músicos com o Gary Moore, morre um bocadinho do nosso imaginário, conciencializamo-nos cada vez mais da nossa inexorável mortalidade…

:clap: :clap: :boohoo: :’(

Lamentavél.

Ainda assim, é alguém cujo trabalho tenho de conhecer melhor.

R.I.P

A minha última homenagem…

[youtube=425,350]http://www.youtube.com/watch?v=D3-TgDjcBL0[/youtube]

R.I.P. :clap: :clap:

[b]Gary Moore: músico morreu sufocado pelo próprio vômito[/b]

O ás da guitarra GARY MOORE morreu enquanto estava de férias ontem – sufocado pelo seu próprio vômito depois de ter tomado champanhe e brandy.

O ex-astro do THIN LIZZY, de 58 anos foi descoberto pouco antes das quatro da manhã por sua namorada, inconsciente em seu quarto de hotel na Espanha.

Os médicos o encontraram sem vida, deitado de costas, vestindo apenas sua roupa de baixo. Uma fonte da ambulância disse: “Acreditamos que o falecido tinha bebido muito. Sua namorada estava muito transtornada, chorando muito.”

Moore, considerado como um dos melhores guitarristas de sua geração, era mais conhecido por seu tempo com o Thin Lizzy. Ele tocou em seus sucessos, ‘Waiting For an Alibi’ e ‘Do Anything You Want to’.

Ele também se juntou ao frontman do Thin Lizzy e seu compatriota irlandês Phil Lynott para os sucessos de sua carreira solo ‘Parisienne Walkways’ e ‘Out In The Fields’. Nos últimos anos o guitarrista nascido em Belfast tinha moldado uma nova carreira com músico de blues, lançando discos aclamados pela crítica e tocando com lendas como BB King e Bob Dylan.

Bob Geldof descreveu Moore como uma das lendas musicais da Irlanda. Ele disse: “Um dos maiores blueseiros de todos os tempos. Van Morrison, Rory Gallagher e Gary Moore – a trindade gloriosa dos blueseiros irlandeses.”

Os ex-companheiros de banda de Moore, chocados, também renderam tributos. Eric Bell, outro ex-guitarrista do Thin Lizzy, disse: “Eu não consigo acreditar nisso. Ele era tão robusto, ele não era do tipo vítima do rock, ele era um cara saudável. Ele era um músico soberbo e dedicado.”

O baterista da banda, Brian Downey acrescentou: “Eu estou em complete choque. Eu conheço Gary desde 1967 e ele tem sido um amigo fabuloso desde então. Ele estará sempre em meus pensamentos e orações.”

O empresariamento do Thin Lizzy disse: “Nossos pensamentos vão para a família de Gary nesse momento. Nossas memórias de Gary e sua contribuição para o Thin Lizzy e para com a música em geral vão viver para sempre.”

Moore morreu horas após ter dado entrada no Kempinski Hotel em Estepona com sua namorada, que está na casa dos 30 anos, para um período de seis dias.

A fonte do hotel disse: “eles iam comer no restaurante, mas ele estava fechado, então eles comeram um sanduíche no bar com uma garrafa de champanhe. Eles saíram para um passeio a pé e voltaram para o bar onde Gary tomou brandy. Ele parecia bem quando saiu por volta das 11 da noite.”

Moore fez parte do Thin Lizzy no fim dos anos 70, quando a banda era famosa por farras regadas a bebida e drogas.

Em 1986, Lynott, a quem Moore conhecia desde que eram adolescentes, morreu de pneumonia, causada por seu vicio em heroína. Ele tinha 36 anos.

Em http://whiplash.net/materias/news_854/123928-garymoore.html

Tal como John Bonham e Bon Scott…

Ia dizer isso. Teve a mesma morte que outros dois Deuses do Rock!

Ainda ontem o Freitas lhe fez uma justa homenagem no Antena 3 Rock. Sabe sempre bem ouvir Thin Lizzy e Gary a solo.

R.I.P.

Que forma estúpida de morrer.

DEP

x2

:clap: :clap:

Quem toca uma coisa assim, torna-se imortal :clap: :clap: :clap: