Marketing

Ao ver este excelente blog http://sportingvintage.blogspot.com/ tive uma ideia que gostava de partilhar com vocês. Ai há tempos no programa “Biqueirada” o apresentador tinha uma t-shirt a fazer referência aos 7-1. Acho que o Sporting podia aproveitar esta ideia e tentar comercializá-la. E ao ver este blog lembrei-me que o Sporting podia também mandar fazer camisolas vintage com os melhores de sempre do universo sportinguista. Tipo camisolas 10 com os nomes de Balakov, Litos, Futre. Era falar com estes ex-jogadores e fazer uma proposta. Com o número 7 tínhamos Figo, Cristiano Ronaldo, Sá Pinto. Com o 6 o Douglas, o Oceano, o Duscher, o Paulo Sousa. Jogadores como Luizinho, Venâncio, Stan Valkx, Yordanov, Cherbakov, Juskowiak, Cadete( mítico 11), Paulo Silas, Manuel Fernandes, Jordão, Oliveira, André Cruz, Acosta e muitos mais.

Não sei qual é a viabilidade deste ideia, mas eu aderia. Sempre entravam mais uns “aróis” e, além disso, o Sporting mantinha a memória e a sua história viva. E podíamos alargar esta ideia a outras modalides, desde Joaquim Agostinho, Carlos Lopes, Fernando Mamede, António Livramento…

Como o vintage tá na moda, acho que era de aproveitar toda a riqueza do universo leonino.

Que vos parece, isto tem viabilidade?

BOA IDEIA.

Por exemplo, que melhor forma de homenagear Damas do que uma camisola com o número 1 a dourado.

Outros exemplos de guarda-redes temos o Carvalho, o Ivkovic, o Schmeichel.

No caso, do Yazalde podíamos ter duas camisolas, uma com o nº9 e outra com o recorde de golos.
´
Podíamos ter camisolas com datas e resultados históricos. Outra com a famosa frase do Visconde de Alvalade " Queremos que este Clube seja um grande Clube, tão grande comos os maiores da Europa!"

É preciso é imaginação!

Muito boa ideia, os produtos vintage sao muito pouco valorizados o que é uma pena. Quando se passa pela loja do clube veem se muito poucos produtos interessantes e mesmo por ima t-shirt reles paga-se no minimo 20 euros. Isto precisa de uma revoluçao total…

Eu não sei se, quando o clube “entrega” a exploração do marketing a uma empresa externa, se esta “investe” na rentabilização da imagem do clube de acordo com as suas particularidades ou se se limita a trabalhar numa linha orientadora que serve para todas as marcas de clubes com que trabalha.

Por exemplo, todos os clubes da TBZ (pelo menos Sporting, Benfica e Porto), têm os mesmos ursos de peluche com o equipamento do clube, mais as canecas e uma série de artigos produzidos em série.
Ou seja, de clube para clube só muda o número de artigos e as cores, o resto é padrão.

Sabendo que os resultados desportivos têm influência directa nas vendas e que em Portugal o campeão faz sempre parte dos 3 grandes, é simples concluir que a facturação da TBZ na exploração do merchandising dos clubes nunca decai. Pois o que perde com a má exploração de dois clubes, recupera com o que foi campeão.
Só tem mesmo que se preocupar em apostar bem nas unidades fabricadas.

Portanto faz falta a este mercado o aparecimento de outra empresa que consiga a exploração da marca de um dos três grandes. Só aí é que será feito um maior aproveitamento das características individuais de cada clube. A não ser que os clubes resolvam explorar o seu merchandising.

Ja podes fazer isso quando compras a tua camisola

Mandas por o numero que queres e o nome

Eu a ultimo que comprei mandei por o numero 10 e o nome Balakov e a camisola que normalmente levo quando vou ao estadio…falando dos actuais equipamentos

Quanto ao vintage existe um site ingles que vende camisolas vintage do Sporting…depois e so mandares pores o numero e o nome

Já agora diz o site. :wink:

Sim, mas isso fica ao critério de cada pessoa. Eu falava de ser o próprio Sporting a fazer umas camisolas vintage exclusivas, para ter mais receitas .

Diz ai o site :wink:

Não seria melhor?

Como tu dizes os artigos dos 3 grandes são basicamente todos iguais, porque é a mesma empresa que os comercializa. Um único padrão para os três grandes não é uma grande ideia, mas corre pouco riscos.

Acho que os produtos que o Sporting oferece aos sportinguistas não são suficientes e, para mim, deixam muito a desejar. Acho que esta área deveria ser repensada, a bem do Sporting. Não faz sentido em pleno secúlo xxi o Sporting vender produtos com um design antiquado e nada criativo. Por isso, se não aparecer uma empresa que faça coisas mais apelativas acho que era preferível o Sporting assumir essa pasta.

http://www.tshirtsville.com/acatalog/Vintage_Football_Shirts_Sporting_Lisbon.html

http://www.classicfootballshirts.co.uk/198688-sporting-lisbon-home-shirt-p-499.html

http://www.toffs.com/icat/sportinglisbon

Mas existe mais…

A exploração do merchandising do Sporting por parte da TBZ é pouco menos que uma anedota. Aliás, a própria ideia de entregar essa operação a uma empresa que também trata dos outros grandes é suicídio. Como já foi dito e bem, acabamos por ter os mesmos produtos com cores diferentes, sendo certo que o perfil-tipo do sportinguista é muito diferente do adepto dos outros dois, exigindo por isso tratamento específico.

Já nem falo nos produtos vintage - basta dar uma olhada em www.toffs.com para se ter ideia do muito de bom que se poderia fazer nessa área (a Puma é que se calhar não ia gostar).

A mim o que causa verdadeira perplexidade é que o Sporting não lance uns simples DVDs sobre as suas conquistas desportivas. Por exemplo, se houvesse DVDs dos títulos de 2000 e 2002, com resumos jornada a jornada (com comentários live da TV ou rádio) e filmagens de bastidores e reportagens sobre a festa no país, eu comprava a correr. É um produto tão óbvio que até custa a perceber como não existe, mas enfim…

PS - Falo de produções com qualidade, não de foleirices como a cassete da Taça de 94/95, com comentários pseudo-cool do António Macedo e grafismo de vão de escada.

A ideia é interesssante, mas choca com a questão dos direitos de imagem.

De certeza que esses atletas que mencionas teriam de receber “royalties” pelo facto de o nome deles estar a ser usado para beneficio comercial do Sporting.

Depois nem todos os jogadores que mencionas são “vendaveis”, dessa lista seriam de certeza Figo, Cristiano Ronaldo, Balakov, Manuel Fernandes, Acosta, Jordão, Carlos Lopes, Joaquim Agostinho, Livramento e acrescento Schemeichel.

Mas començando logo nos dois primeiros, Figo e Ronaldo, que hoje são icones mundiais duvido que fosse possivel. Primeiro porque estão ligados a outros clubes, com os quais assinaram direitos de imagem, depois porque mesmo que fosse possivel, os seus nomes valem milhões de euros. Quanto aos outros talvez já não fosse tão dificil, mas ainda assim não é uma tarefa fácil.

O engraçado é assistir aos blá blá blás das receitas que não chegam, do património que tem de se vender para diminuir a dívida e que se tem de vender jogadores para as contas darem positivo ao fim do ano…

Mas ver depois que a estratégia fundamental de marketing do Clube Sporting e dos produtos da marca Sporting é uma realidade praticamente inexistente. Quer uma cervejita Sporting? Por que não uma galinácea? Sabe ao mesmo, é feita pela mesma companhia e só o rótulo é que tem outra cor. Quer um artigo informático Sporting? Olhe que se for daltónico, até se pode enganar na cor que não vai notar a diferença no produto. Quer uma camisola Sporting? Olhe contente-se com a “não-oficial” porque a outra é muito cara e que despropósito seria lançar uma campanha genial de pague mais por uma camisola “de outro nível”.

Isto é infelizmente a negação total da cultura da excelência que todos nós defendemos para o nosso clube. Retira a identidade ao Clube e torna-o num “bem de consumo”. Eu gostava de saber onde é que este pessoal andou a tirar Gestão…

Sim, compreendo que seja uma questão complicada e delicada, mas não se perde nada em tentar.

Sim, os DVDs também são uma excelente ideia a desenvolver :wink:

Obrigado, BALAKOV :wink:

Essas são mais para coleccionadores, acho que até vou comprar uma :slight_smile: Eu falava de fazer umas novas.

No Toffs sao novas nos outros nao sei…

Amanha a ver se ponho uma foto da minha do BALAKOV

A ideia das camisolas é excelente e também eu aderiria sem dificuldades, mas para além da Puma “não gostar”, não acredito que não tenha qualquer cláusula salvaguardada no contrato com o Sporting que nos impeça, precisamente, de comercializar esse tipo de camisolas (nem que seja porque estamos a falar de camisolas que eram da Adidas, Reebok, Le Coq Sportif, etc…).

Já isto é uma falha tremenda do Marketing do Sporting, é impensável tentar compreender como é que é ainda não se aproveitou esta oportunidade, mas enfim, o Afra pode ser considerado o pai da Gamebox mas de resto pouco ou nada fez pelo Mktg do Sporting (com visibilidade, pelo menos).

Vejam aqui uns exemplos http://www.toffs.com/icat/hero (Michael Thomas :o )

Era o Sporting falar com as marcas e os jogadores, ou então fazer contrato com uma marca branca que fizesse de todos, ou a própria Puma. Não sei… :think:

Já agora, acho que vou comprar esta