Mais uma anedota

Não me perguntem de onde a retirei que eu não digo! :smiley:

Lá vai:

[i]Depois de ver a história clínica do paciente, o médico pergunta:

  • Fuma?
  • Pouco.
  • Deve deixá-lo.
  • Bebe?
  • Pouco.
  • Deve deixá-la.
  • Pratica desporto?
  • Não.
  • Pois deveria.
  • Sexo?
  • Muito pouco.
  • Pois deveria fazer muito.
    Ele vai para casa, conta para a sua mulher o que o médico lhe disse e imediatamente vai tomar um banho.
    A mulher, esperançosa, enfeita-se, perfuma-se, põe a sua melhor lingerie e fica à espera.
    Ele sai do banho, começa a vestir-se, a perfumar-se e a mulher, curiosa, pergunta-lhe:
  • Aonde vais?
  • Não ouviste o que o médico me disse?
  • Sim, mas aqui estou eu, prontinha para ti…
  • Ai, Elsa, lá vens tu de novo com a mania dos remédios caseiros![/i]

:smiley:

:lol: :lol: :lol: :lol: :lol:

:mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

:lol: :slight_smile:

:smiley: :smiley:

cumps,
VCoelho

TUDO UM QUESTAO DE PONTO DE VISTA…

O Individuo chega em casa de mansinho e olhando pelo buraco da fechadura

do quarto, ve mulher dele na cama com outro…

Tirou o revolver da cintura, armou o gatilho e entao ja ia

entrando no quarto e metendo bala nos dois, quando parou pra pensar e foi

percebendo como a sua vida de casado havia melhorado nos ultimos

tempos.

A esposa ja nao pedia dinheiro pra nada, nem para comprar vestidos,

joias e sapatos, apesar de todos os dias aparecer com um vestido

novo, uma joia nova

ou uma sandalinha da moda. Os meninos mudaram na escola publica do

bairro para um cursinho superchique, na zona Sul.

Sem contar que a mulher trocou de carro, apesar dele estar

ha quatro anos sem aumento e ter cortado a mesada dela. E o supermercado

entao, nem se fala, eles nunca tiveram tanta fartura quanto nos ultimos

meses. E as contas de luz, agua, telefone, internet, celular e cartao de

credito, fazia tempo que ele nem ouvia falar delas.

E a mulher era mesmo um aviao, uma mistura de tiazinha com Vera Fisher,

temperada no caldo da Feiticeira. Coisa de louco. Guardou a arma na

cintura e foi saindo devagar, para nao atrapalhar os dois.

Parou na porta da sala e disse pra si mesmo:

  • O cara paga a renda, o supermercado, a escola das

criancas, as contas da

casa, o carro, o shopping, todas as despesas e eu ainda vou

pra cama com

ela

todos os dias…

E fechando a porta atras de si, concluiu:

PORRA! O CORNO E ELE !!!

:lol: :lol:

Genial :o :o

Muito boa mesmo! :smiley: :smiley: :smiley:

:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:

:o 8) :lol: :lol:

Ainda Há pessoas de palavra…

Dois casais amigos jogam cartas a seguir ao jantar. Às tantas, o Nuno, o dono da casa, deixa cair acidentalmente o baralho ao chão. Ao baixar-se para as apanhar, verifica que a Joana, a amiga visitante, não tem nada por baixo da saia e fica perturbado pela visão. Um pouco depois, o Nuno vai à cozinha para buscar mais umas bebidas e a Joana acompanha-o para o ajudar… De repente a Joana pergunta ao Nuno:

  • Notei que deves ter gostado do que viste quando estiveste debaixo da mesa. Por acaso estás interessado em experimentar? Basta que me dês 250 Euros e eu sou toda tua por uma tarde… Nuno nem pensou duas vezes:
  • Claro que quero! Pode ser 6a feira à tarde? Pode ser em tua casa (…)
    6a à tarde, o Nuno lá foi ter a casa da Joana, deu-lhe os 250 Euros como combinado, e seguiram-se duas horas de sexo escaldante… Despediram-se visivelmente satisfeitos e uma hora depois chegou o Pedro, melhor amigo do Nuno e marido da Joana. Beijam-se como sempre, e o Pedro pergunta a Joana:
  • O Nuno veio cá a casa? A Joana ficou um pouco comprometida, com medo que ele desconfiasse de alguma coisa, mas respondeu:
  • Sim. Pedro:
  • E deixou o dinheiro? Ela (ainda mais preocupada):
  • Sim, 250 Euros… Pedro:
  • Vês como ainda se pode confiar nos amigos! Passou lá esta manhã no emprego e pediu-me os 250 Euros emprestados, prometeu que os pagaria sem falta ainda esta tarde… e cumpriu!!!

uma miuda da aldeia tinha fama de dar umas “quecas” com o pessoal só mesmo pelo gosto! e um dia o ti zé, ao passar por ela convidou-a para ter sexo com ele ao que ela acedeu…
saltaram o muro ao lado da estrada e foi ali mesmo que mantiveram a relação!
depois de dada uma o ti zé começou a vestir-se e a miuda pergunta:
onde é que vai??
ao que ele responde vou-me embora!
e ela:
bolas!!! se soubesse que era só para dar uma não me tinha dado ao trabalho de saltar o muro…

:lol: :lol:
Um sujeito tinha dois papagaios, e nunca conseguia saber qual dos dois era a fêmea.

Farto daquela situação, um dia ficou à espreita enquanto os papagaios faziam sexo.
Assim que viu um dos papagaios colocar-se por baixo do outro, correu para o agarrar e vestiu-lhe uma camisola do Benfica, clube do qual era adepto.

  • Até que enfim! - disse o sujeito - agora já não há confusões, o que tem a camisola do Benfica é a fêmea!..

No dia seguinte jogava o Benfica e o sujeito deu uma festa convidando o pessoal para ir lá a casa ver o jogo, e lá estavam os dois papagaios a brincar no baloiço da gaiola, até que o papagaio que estava com a camisola do Benfica olhou para baixo e avistou um amigo do dono também com uma camisola do Benfica.
Não resistiu e chamou:

  • Pssst! Pssst!
    O homem olhou para os lados e não viu ninguém.
    Novamente o papagaio:
  • Pssst! Pssst! Ó Lampião!
    O homem olhou para cima:
  • O que é papagaio? Estás a falar comigo?
  • Estou pá - responde o papagaio - que merda de vida a nossa, hein? Também te apanharam a levar no cu, foi???

:lol: :lol: :lol:

Será que era este o papagaio a que o outro se referia? :lol:

Será que era este o papagaio a que o outro se referia? :lol:

Pfffffffffffffffff…muahahahahah…só pode, né???

Eheheheheheh… :stuck_out_tongue:

Atenção que esta é forte:

Um tipo está na fila da caixa no supermercado quando repara numa louraça que lhe faz sinais com a mão e lhe lança um sorriso daqueles. Ele deixa por momentos o carrinho das compras na fila, dirige-se à louraça e diz-lhe suavemente:

  • “Desculpe, será que não nos conhecemos?”
    Ela responde-lhe, sempre com aquele sorriso:
  • “Pode ser que eu esteja enganada, mas penso que o senhor é o pai de uma das minhas crianças … .”
    O tipo põe-se imediatamente a vasculhar na memória e pensa na única vez em que foi infiel à esposa, perguntando de imediato à louraça:
  • “Ena pá, c’um caraças, não me diga que você é aquela stripper que eu
    comi sobre uma mesa de bilhar, diante de todos os meus amigos, numa noite bem bebida, enquanto uma das suas amigas me flagelou o tempo todo com uns nabos molhados e me enfiou um pepino pelo cú acima?”
  • “Bem, não”, - responde ela -, “eu sou a nova professora do seu filho!!!”

Eu avisei… :mrgreen:

:smiley: :smiley: :smiley: :smiley: :smiley:

há sempre uma professora à sua espera… :lol: :lol: :lol: