Mais um tópico sobre Mourinho by Carlos10Almeida

Para quem não sabe
para quem duvida
para quem tenta esconder

"Operação Apito Dourado: Castigos nas escutas
As pressões no caso Mourinho

As escutas telefónicas anexas ao processo ‘Apito Dourado’ entre dirigentes do FC Porto indiciam que José Mourinho insultou mesmo Rui Jorge, dizendo que gostava que o jogador do Sporting tivesse morrido em campo e que lhe terá rasgado a camisola após o encontro entre portistas e verde-e-brancos, realizado no dia 31 de Janeiro de 2004.

As conversas mantidas entre os dirigentes portistas depois do encontro de Alvalade e as pressões exercidas junto da Liga para que Mourinho não fosse castigado revelam ainda que os factos seriam pelo menos do conhecimento de Pinto da Costa, Antero Henriques (actual número dois da SAD portista) e Adelino Caldeira (administrador da mesma SAD). As transcrições mostram os dias que se seguiram aos incidentes, até ao desfecho do caso que terminou com a suspensão do treinador por dez dias e aplicação de uma multa de três mil euros. Um castigo ‘leve’, atendendo ao que havia sido admitido como possível pelos dirigentes portistas.

Para pressionar Valentim Loureiro, Pinto da Costa chegou mesmo a simular uma ‘rebelião’ de jogadores que ameaçavam não jogar na Luz, reunião que nunca terá existido e que foi apelidada por Pinto da Costa numa conversa com Adelino Caldeira como sendo uma “tanga”. O mesmo termo (“tanga”) foi ainda usado por Antero Henriques para qualificar a história que teria de ser inventada pelos dirigentes do FC Porto sobre os acontecimentos à entrada dos balneários em Alvalade.

Durante dias, os dirigentes desdobraram-se em conversas e a punição da Comissão Disciplinar da Liga acabou por ser bastante inferior ao que os próprios admitiram.

Adelino Caldeira também pediu a Pinto da Costa que alguém abordasse o delegado da Liga, para que aquele alterasse o que havia escrito no relatório.

LEIA TUDO O QUE ELES DISSERAM NAS ESCUTAS

PINTO DA COSTA

Horas depois do caso Mourinho, Antero Henriques, dirigente da SAD, prepara com Pinto da Costa as primeiras explicações para negar os insultos de Mourinho e o caso da camisola rasgada.

Antero Luís (A) - caraças! Não dormi um caraças! Estou com uma enxaqueca, pá.

Pinto da Costa (PC) - Filhos da ****… […] Tínhamos morto esta trampa ontem […]

A - Embora eu ache que o Mourinho, no final, também se exaltou muito!

PC - É, um bocado.

A - É! Aquela história de dizer que o Rui Jorge morreu em campo e…

PC - Ele disse aonde?

A - Ele diz que disse cá em baixo, disse cá em baixo, junto a… quando estava a malta toda ali! Mas eu liguei para a ‘Bola’ e para o ‘Jogo’ a desmentir! A dizer que ele estava a dizer que era mentira!

PC - Não, não! Não… não é desmentir! A gente tem é de processar o gajo que diz! […]

A - É… e em relação à camisola, também tem de se arranjar ali uma tanga, presidente!

PC - Arranjar que ele foi provocar para a porta do balneário!

A - É. E que o Mourinho disse que: “Esta camisola é indigna de ser trocada. Porque se a tivesse rasgado não a mandava outra vez para o balneário do Sporting.” […] É! Temos de arranjar aí uma tanga, senão saímos por baixo desta trampa toda.

PC - Mas já falou com o Mourinho, não?

A - Não, não, não. Vou agora com ele ver o Rio Ave, agora, às quatro horas!

PC - É… mas diga-lhe, é pá! Ele que não preste dec… diga-lhe só…

A - Não, por isso é que vou com ele! Por isso é que vou com ele!

PC - E amanhã é um processo-crime contra…

A - É…

PC - Esse Bettencourt e os jornais carago!

A - É que esse gajo é mesmo um cobarde!

VALENTIM LOUREIRO

No dia 2 de Fevereiro, Pinto da Costa toma conhecimento de que Mourinho terá um processo disciplinar e que não haverá qualquer processo contra Liedson, jogador do Sporting, que alegadamente teria agredido Jorge Costa. Zangado, liga para Valentim Loureiro a pedir explicações.

Valentim Loureiro (VL) - Estou!

Pinto da Costa (PC) - Sr. presidente, como está?

VL - Ilustre amigo!

PC - Eu estou um bocado fodido com o meu amigo!

VL - Comigo?

PC - Então! Eu falo-lhe no Liedson… o Liedson não apanha nada, põe um processo disciplinar ao Mourinho!!!

VL - Isso ainda não está decidido, pois não?

PC - Está! Então! O processo disciplinar

VL - Eu cheguei agora à Liga […] Como é que você sabe?

PC - Oh…

VL - Foi algum comunicado?

PC - Estou a dizer-lhe! Processo disciplinar ao Mourinho!

VL - Ó pá, desconheço isso em absoluto! Cheguei agora!

PC - E ao Liedson nada! […] Vai um gajo à televisão dizer que o Paulino, que o Paulino que é um atrasado mental disse uma coisa e pronto! E o treinador tem um processo disciplinar!

VL - Jorge, eu vou ver isso, está bem?

PC - Está!

ADELINO CALDEIRA

Quatro horas depois de ter falado com Valentim, Pinto da Costa recebe um telefonema de Adelino Caldeira, também administrador da SAD, que já conhecia o relatório do árbitro.

Pinto da Costa (PC) - Estou?

Adelino Caldeira (AC) - Estive a ver o relatório, pá… ali há uma coisa complicada! O… aquele ****** de Braga, o Paulino, sabe quem é?

PC - Sim, sim…

AC - O gajo escreve que viu! A história da camisola! […] É o que ele escreve, presidente!

PC - Oh!

AC - Pois, está bem! Agora, ó presidente, das duas uma: ou se arranja alguém que chegue ao pé do gajo, que o gajo vá dizer que não viu mas que lhe foram contar… ou se o gajo mantém essa versão no relatório, no mínimo uma semana, no mínimo!

PC - É um filho da ****! […] Quem se dá… quem se dá bem com ele é o Zé Mário!

AC - Ó presidente, quer que eu fale com ele?

PC - O Zé. Eu falo com o Zé Mário!

AC - É que… atenção! Ou o gajo chega lá… o gajo, o gajo não chega lá a dizer que viu! Porque ele… porque ele, depois diz a seguir: e quanto à afirmação veio contar-me o Bettencourt! Portanto!

PC - Ah!

AC - …o que se presume que ele viu! Agora o que ele pode dizer – como está lá escrito no relatório! – “Não, a mim também me contaram!”

PC - Pois.

AC - Ó pá! É tão simples quanto isso! É que se não aquilo dá um mês de pena mínima, no caso dos treinadores é reduzido para 25 por cento!.. é pá, que dá um mínimo de uma semana… […] Não tem hipótese nenhuma mas… ó pá, pode dar e depois e… estes ******* … pode dar sempre duas a três semanas. E se eles derem por exemplo três meses – por causa do passado do Mourinho! – ou quatro… 25 por cento é um mês não é? […]

PC - É… mas eu falo com ele amanhã.

PINTO DA COSTA

No dia seguinte, 4 de Fevereiro, Pinto da Costa e Antero falam logo pela manhã. Antero Henriques está preocupado com Mourinho que entende não ter recebido a necessária solidariedade dos dirigentes portistas.

Pinto da Costa (PC) - Estou!

Antero Henriques (A) - Devia ir a Gaia, que o gajo está todo atrofiado!

PC - Porquê? Lá por causa…

A - Estive agora a falar com ele, diz que não sente da parte do clube… uma defesa que vai… que vai… vai avançar sozinho!

PC - Não sente, da parte do clube?

A - Não!

PC - Uma grande defesa???

A - Disse-lhe: “Ó pá, isso não tem jeito nenhum!” …diz: “Ó pá, mas pronto! Não, não sinto uma solidariedade pá… as pessoas vão dizer que… pá… pede desculpa ao Sporting” e o caraças… […]

PC - Não! Nós já ontem pusemos uma coisa no site…

A - Eu sei, eu sei, eu sei. Mas ó presidente, eu acho que devíamos ir com uma queixa-crime para cima do delegado da Liga se fosse possível!

PC - Isso é a minha ideia!

A - Se fosse possível… falar com o Adelino, se é tecnicamente possível… Avançar já com essa trampa!

VALENTIM LOUREIRO

Minutos depois de terminar a conversa, Pinto da Costa telefona a Valentim e ameaça que os jogadores não vão à Luz se Mourinho for punido. A intenção no entanto nunca existiu, como se comprova em outros telefonemas.

Pinto da Costa (PC) - Eu precisava de falar consigo porque isto está a tomar proporções que vai dar uma bronca do carago!

Valentim Loureiro (VL) - Então?

PC - Eu estou aqui no centro de estágio… e os jogadores estão reunidos…

VL - Hum…

PC - e querem faltar ao jogo da Luz!

VL - Faltar?

PC - Sim…

VL - Oh!

PC - Perdem os três pontos, não há problema!

VL - Oh, oh, oh.

PC - Não querem e o Mourinho vai processar judicialmente o delegado da Liga! Já entregou a um advogado!

VL - Hum… Você vem para baixo?

PC - Eu… eu estou aqui, estou a falar com eles… estão reunidos […] Depois vou para a torre das Antas!

VL - Então ligue-me, lá para o meio-dia.

ANTERO HENRIQUES

O actual número dois do Porto depois de se reunir com José Mourinho liga a Pinto da Costa a contar-lhe o estado de espírito do treinador. Por sua vez, Pinto da Costa relata a Antero a conversa com Valentim e conta-lhe que disse que os jogadores ameaçavam não ir à Luz.

Pinto da Costa (PC) - Esteve com o homem?

Antero (A) - […] Ele está um bocado atrofiado… mas ó presidente, ele também é incoerente, percebe? […] Como é que correu com o Major, presidente?

PC - Ó pá, disse-lhe que havia a bomba de podermos dia 14 … faltar! Ele entrou em pânico … e eu disse-lhe: “Ó Major, eu sei que não adianta nada, mas pelo menos, olhe, vamos ter a oportunidade de dizer ao mundo do futebol porque é que temos de fazer isto!”

ADELINO CALDEIRA

Terminado o telefonema com Antero, Pinto da Costa telefona a Adelino Caldeira e conta-lhe da ameaça de não jogarem com o Benfica. Ao administrador da SAD, Pinto da Costa diz que aquilo não passou de uma tanga e que serviu para assustar Valentim. Caldeira promete ligar depois ao Major a meter “veneno” sobre a mesma matéria. E no dia seguinte volta a ligar a Pinto da Costa porque já “conseguira” mudar o relatório do observador.

Adelino Caldeira (AC) -Ameaçou com o Estádio do Benfica?

Pinto da Costa (PC) - Exacto, fiz uma tanga quando estava a falar com ele, de modo que o gajo ficou em pânico. […]

AC - O relatório, segundo o relatório, diz claramente que não viu nada… e que foi só o Bettencourt que lhe contou tudo o que escreveu! Portanto melhor que isto é impossível!

PC - É impossível, está bem! […]

AC - Portanto o relatório limpa tudo completamente, OK?

PC - OK.

AC - Diz exactamente isso. Claro que o gajo vai ser sacrificado, se calhar vai ter de lhe deitar a mão, mas também o gajo foi um filho da ****, escreveu primeiro portanto… que se lixe, né?

GOMES DA SILVA

Adelino Caldeira diz a Pinto da Costa que falou com o juiz Gomes da Silva, da Comissão Disciplinar da Liga, porque Mourinho só podia ser ouvido após ter recebido a nota de culpa.

Adelino Caldeira (AC)- Antes do sr. ligar pedi uma chamada para o Gomes da Silva. Foi combinado entre mim, o dr. Gomes da Silva e o Major que o sr. José Mourinho só seria ouvido depois de receber a nota de culpa. Porque eu quero que ele seja acusado só naquele artigo que dá multa, que foi o que nós combinámos.

ANTERO HENRIQUES: INCIDENTES DESMENTIDOS AOS JORNAIS

“Ele disse cá em baixo, junto a… quando estava a malta toda. Mas eu já liguei para a ‘Bola’ e para o ‘Jogo’ a desmentir! A dizer que era mentira!”

CALDEIRA QUER MUDAR DEPOIMENTO

“Ou se arranja alguém que chegue ao pé do gajo, que o gajo vá dizer que não viu mas que lhe vieram contar […] ou se o gajo mantém a versão é uma semana no mínimo.”

PINTO DA COSTA: AMEAÇA DE BOICOTE NA LUZ

“Fiz uma tanga [os jogadores não irem jogar à Luz] quando estava a falar com ele de modo que o gajo [Valentim] ficou em pânico.”

J. BETTENCOURT: RELATÓRIO FOI MUDADO

“O relatório limpa tudo […] diz claramente que não viu nada… e que foi só o Bettencourt que lhe contou tudo o que escreveu! Melhor era impossível.”

GOMES DA SILVA: COMBINAR COM JUIZ DATA DA AUDIÇÃO

“Foi combinado entre mim, o dr. Gomes da Silva e o Major que o sr. José Mourinho só seria ouvido depois de receber a nota de culpa. […] Foi isso o que nós combinámos”

NOTAS

INQUÉRITO EM CURSO

Carlos Teixeira, procurador de Gondomar, considerou que as escutas que o CM divulga hoje configuravam suspeitas do crime de tráfico de influências. O inquérito ainda está a correr.

CONDUTA VIOLADORA

A Comissão Disciplinar da Liga concluiu que os incidentes em Alvalade eram reveladores de “conduta violadora de deveres elementares”. Mourinho foi castigado com dez dias de suspensão.

CONSCIÊNCIA

Os elementos da CD Liga concluem ainda que o técnico do FC Porto, José Mourinho, agiu com “consciência da ilicitude” e “censurabilidade da sua conduta”.

JUIZ NEGA EMPREGO

António Mortágua, um dos juízes apanhado nas escutas do ‘Apito Dourado’, negou ontem ao CM que o filho tenha alguma vez trabalhado na Câmara de Gondomar.

CAMISOLA RASGADA

O Relatório da Comissão Disciplinar da Liga deu como provado que o roupeiro do FC Porto regressou do balneário portista com uma camisola do Sporting rasgada.

Por insistir em não acatar os procedimentos da Moderação, nomeadamente a alteração do título do tópico. É também reincidente em comportamentos do género e já foi avisado diversas vezes, quer oficialmente, quer por PM.


bettencourt+-+camisola+do+rui+jorge.jpg

"Junho 15, 2004
Mourinho castigado no “Caso da Camisola Rasgada”

A Comissão Disciplinar da Liga divulgou ontem um castigo de 10 dias de suspensão e uma multa de três mil euros a José Mourinho, no âmbito do tristemente célebre “Caso da Camisola Rasgada”, ocorrido no final do Sporting-FC Porto da pretérita edição da SuperLiga, a 31 de Janeiro. Todavia, não se pense com isso que os juízes consideraram provado que o ex-técnico portista executou mesmo o acto que é conhecido sobre a camisola com o número de Rui Jorge (não a que ele envergou no encontro, que era de manga comprida…), ao contrário do que o próprio Sporting, precipitadamente, considerou no seu site oficial.
O castigo diz respeito, exclusivamente, às declarações graves e atitudes ríspidas de José Mourinho. Em relação a Liedson, Pedro Barbosa que interrompeu na “flash-interview”, Fernando Santos, e também pelas declarações efectuadas na conferência de Imprensa, onde rasgou tudo e todos, pedindo até a Pinto da Costa para o deixar abandonar o futebol português. Boa viagem…
Os juízes da Comissão Disciplinar referiram que as tão propaladas imagens apresentadas pelo Sporting são de fraca qualidade e nada demonstram, como já era de esperar, até porque o referido rasgão aconteceu dentro do balneário do FC Porto. Por outro lado, os juízes retiraram ainda ilações do facto de José Mourinho nunca ter negado, perante Fernando Santos, a autoria da frase que lhe foi atribuída pelo roupeiro portista quando se dirigiu ao seu homólogo leonino: “O Mister mandou dizer que a tinha rasgado e ainda para dizer ao Rui Jorge que queria que ele morresse em campo”.
Foram, ainda, valorizadas as declarações do roupeiro Paulinho e considerando inconsistentes as apreciações proferidas pelo roupeiro do FC Porto, Fernando Brandão. Curioso ainda o facto de, somente agora, se saber que afinal o roupeiro Paulinho tinha levado duas camisolas para serem trocadas ao balneário do FC Porto, que entregou a Vítor Baía, tendo apenas uma delas sido rasgada…, Na defesa de Mourinho, o responsável das Relações Externas do FC Porto sustentou ainda que Mourinho afirmou perante Fernando Santos não querer ser “delator do seu balneário”, entendendo os juízes que, se Mourinho simplesmente negasse a autoria da frase sobre Rui Jorge, coisa que nunca fez, não estaria a “chibar” ninguém. Enfim, mais um caso triste do futeboil português que demorou cinco meses a ser julgado e que fica resolvido quando José Mourinho já nem sequer está no futebol português, tendo assinado pelo Chelsea.
"

"Mourinho apanhado a rasgar a camisola
RECORD TEVE ACESSO AO RELATÓRIO DA LIGA
O delegado da Liga Paulino Leite de Carvalho viu o treinador do FC Porto, José Mourinho, rasgar a camisola 23 de Rui Jorge, no hall de acesso aos balneários, no final da partida entre leões e dragões. O testemunho consta no relatório do clássico Sporting-FC Porto a que Record teve acesso.

Paulino Carvalho qualifica Mourinho de “bastante nervoso” depois do “flash interview” e descreve toda a cena que envolveu o técnico portista e o técnico de equipamentos do clube de Alvalade, Paulo Gama.

Quanto às supostas declarações de Mourinho desejando a morte de Rui Jorge em campo, o delegado da Liga escreve que não ouviu a frase, mas sim que a mesma foi comentada pelo administrador da Sporting, SAD José Eduardo Bettencourt aos delegados daquele órgão presentes no jogo.

O que diz o relatório

Eis, então, o extracto de uma adenda que consta no relatório do Sporting-FC Porto, elaborado por Paulino Leite de Carvalho, um dos delegados da Liga presentes sábado à noite, em Alvalade.

"O técnico José Mourinho, que já no desenrolar do ‘flash interview’ se mostrou bastante nervoso, cerca de cinco minutos depois deste, quando o roupeiro do Sporting, Paulinho, se dirigiu aos balneários com a camisola 23 para fazer a troca com o jogador do FC Porto, foi interceptado no hall de acesso aos balneários pelo dito técnico, tirando-lhe este a camisola e rasgando-a. Esta atitude de Mourinho deveu-se, segundo ele, à falta de ‘fair play’ de Rui Jorge aquando da lesão de João Pinto.

Após esta situação foi-nos comentado pelo administrador da Sporting, SAD, José Eduardo Bettencourt, que Mourinho teria proferido a seguinte declaração: ‘Rui Jorge devia morrer em campo!’ Porém, esta frase, não foi ouvida por mim."

"
‘Apito Dourado’: caso do jogo Sporting-FC Porto de 2003/04
Pinto da Costa e a camisola rasgada ao leão Rui Jorge

Pinto da Costa terá admitido à juíza Ana Cláudia Nogueira, quando foi interrogado como arguido no processo ‘Apito Dourado’, que José Mourinho poderia ter algo a ver com a camisola rasgada de Rui Jorge, no final do jogo Sporting-FC Porto, na época 2003/2004.

Segundo apurou o CM, o presidente dos portistas terá adiantado à magistrada que, no final da partida, se encontrava no hall de acesso aos balneários ao telefone quando apareceu o técnico dos ‘leões’, Fernando Santos, com uma camisola rasgada nas mãos, observando que, na altura, não reparou se seria a camisola de Rui Jorge. Mas que terá visto e ouvido Fernando Santos admoestar Mourinho com uma frase do tipo: “Ó Zé, isto não é nada”. A juíza do ‘Apito Dourado’ terá ficado também a saber que o treinador do Sporting não viu Mourinho rasgar o jersey n.º 23 e que foi o roupeiro Paulinho quem apontou o dedo ao actual técnico do Chelsea.
Logo a seguir, no interrogatório a que foi submetido no Tribunal de Gondomar, onde esteve durante cerca de oito horas, Pinto da Costa terá revelado que tentou rasgar uma camisola e que não o conseguiu, sublinhando que acreditou em José Mourinho quando ele lhe garantiu que não danificou a camisola de Rui Jorge. Mas fez questão de frisar que o passar do tempo o poderia levar a pensar de forma diferente, ou seja, que, afinal, José Mourinho poderia ter algo a ver com a camisola rasgada de Rui Jorge. E terá vincado que se Fernando Santos lhe dissesse que viu o gesto de que Mourinho foi acusado, acreditaria seguramente nele, por ser uma pessoa que conhece bem.
As declarações de Pinto da Costa foram proferidas em Dezembro de 2004, numa altura em que José Mourinho já tinha trocado o FC Porto pelo Chelsea. O jogo Sporting-FC Porto realizou-se no dia 31 de Janeiro do mesmo ano e terminou empatado (1-1).
DELEGADO DA LIGA MUDA RELATÓRIO
O caso da camisola rasgada ficou ainda assinalado com uma troca de acusações entre o, na altura, técnico do FC Porto e o delegado da Liga ao FC Porto-Sporting. Paulino Leite de Carvalho escreveu no relatório que Mourinho tinha tirado a camisola de Rui Jorge das mãos do roupeiro Paulinho e que depois a rasgou. Quando soube desta declaração, o treinador do FC Porto ameaçou-o com um processo-crime e chamou-lhe mentiroso.
Algum tempo depois o delegado da Liga fez uma adenda ao relatório onde diz que não viu Mourinho rasgar a camisola de Rui Jorge.
JUSTIÇA DESPORTIVA CONDENA E ABSOLVE JOSÉ MOURINHO
No âmbito do caso da camisola rasgada, o então técnico portista José Mourinho começou por ser condenado na justiça desportiva, mas acabou por ser absolvido pelo Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol. A Comissão Disciplinar da Liga não teve dúvidas de que o técnico danificou a camisola do sportinguista Rui Jorge e sancionou-o com dez dias de suspensão e multa de três mil euros.
Algum tempo depois, o Conselho de Justiça da FPF absolveu Mourinho, sustentando a sua posição na “falta de fundamentação no que concerne à prova de facto”.
FORTES INDÍCIOS DE CRIME DE TRÁFICO DE INFLUÊNCIA ACTIVA
A juíza Ana Cláudia Nogueira terá dito a Pinto da Costa que durante a investigação do caso da camisola rasgada tinham sido reunidos fortes indícios da prática do crime de tráfico de influência activa.
A magistrada terá explicado que tinha elementos suficientes que davam conta de que o líder do FC Porto se teria reunido com Valentim Loureiro, presidente da Liga, Adelino Caldeira, dirigente do FC Porto, e Gomes da Silva, presidente da Comissão Disciplinar da Liga, no sentido de evitar que Mourinho fosse castigado.
"

Não sei quem é mais Fim De Semana… Se Mourinho se uns certos e determinados senhores que mesmo sabendo disto, sentam-se à mesma mesa e na mesma tribuna.

Mas prontos, esses são uns pobres coitadinhos que merecem ser defendidos até à exaustão com umas palmadinhas nas costas…

[gmod]Este tópico nao se enquadra nesta secção. Além do mais, o titulo do mesmo e’ indigno de ser utilizado neste forum pois viola claramente as regras.

Topico bloqueado.[/gmod]

EDIT

[gmod]Tópico reaberto noutra secção.[/gmod]

É mesmo do que este fórum está a precisar. Saúde-se também a relevância das novas informações postadas. :clap:

O forum tem que ver é se promove um encontro entre o Mourinho e o Carlos10Almeida. :twisted:

E depois colocava-se aqui as fotos desse encontro histórico. :lol:

Eu só tenho a certeza de uma coisa: Dizer que um tópico está bloqueado e depois não está é um grande FAIL. :lol:

Green Lion: Fazemos uma petição aqui no fórum e mandamos para o Real Madrid a ver se eles aceitam o encontro do Mourinho com o Carlos10Almeida.

Fail onde? O topico foi bloqueado por mim na actualidade e reaberto aqui nesta secção pelo Angel Lion. Nao sei muito bem qual a dificuldade em perceber o assunto.

O pior é a total impunidade que grassa no futebol português.

O pior é que se perguntassem a esta fórum quem era o treinador que queriam no clube uma maioria responderia o nome desta pessoa.

Tanta energia para desenterrar cadáveres!! Devias ter essa energia para desenterrar os cadáveres que têm a chave de casa para entrar e roubar quando querem e bem lhes apetece!

Só o titulo do tópico já tem o meu voto para “Tópico do Ano”. :lol: :rotfl: :lol: Dá-lhe Carlos! :arrow:

Ops, não tinha percebido. Peço desculpa. :-[

^-^ ^-^

SL

Diria mais, onde anda são os primeiros a torcer por esses clubes…

Quero é que se encha de moscas e leve um baile tremendo em espanha e para onde quer que vá depois.

:cartao: para a memória curta.

:clap: CARLOS10ALMEIDA

Comentário totalmente ao lado… Se há forista que gasta energia em favor do Sporting, é o Carlos…

:offtopic: tem algum simbolismo especial para ti a foto do teu avatar?

Gasta ele, gasto eu e espero que gastem uns bons milhões!!

Quanto ao avatar, tem simbolismo sim: é Sporting, ao contrário do teu que apesar de ter um ex-atleta do clube não tem a camisola do Sporting.

Desculpa, tentei arranjar uma foto do vujacic a fazer uma saudação fascista mas não consegui…
Fim de :offtopic:

EDIT: para memória futura, e porque ambos os avatars foram entretanto alterados, relembro que aquando desta conversa o meu avatar era uma foto de Vujacic com a camisola da selecção jugoslava e o avatar do outro forista era uma foto há uns meses popularizada por um paineleiro benfiquista dum programa de TV, que mostrava uma antiga equipa do Sporting em que todos os jogadores faziam a saudação fascista. Só para que este post não seja futuramente descontextualizado!