Leitor de mp3 infantil carregado com pornografia

[b]Leitor de mp3 infantil carregado com pornografia[/b]

A família de uma menina de dez anos ficou chocada quando percebeu que o leitor multimédia que a jovem havia recebido no Natal estava pré-carregado com canções e vídeos de natureza pornográfica.

Apesar de muito entusiasmada após de ter encontrado esta desejada prenda debaixo da árvore de Natal, «depois de cinco minutos a usar o leitor, a minha filha estava a chorar», reclama a mãe Daryl Hill, moradora na localidade de Cookeville, Tennesse, nos Estados Unidos.

O leitor era um modelo comprado na Wal-Mart criado especificamente para utilizadores infantis. Entretanto, a retalhista já explicou o sucedido: aparentemente, alguém devolveu o equipamento à loja sem ter tido o cuidado de o limpar tendo sido revendido nessas condições.

Agora, a família da jovem quer saber porque é que a maior cadeia de retalho do país vende artigos em segunda mão sem anunciar esse facto, recusou a oferta de troca por um equipamento igual e já contratou um advogado para tentar obter indemnização judicial pelos danos causados sobre a sua filha menor.

in Exame Informática

:rotfl:

:rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl:
Tem um certa piada a historia. Mas que e chato é , vender artigos usados como fossem novos :naughty:

-o anterior dono (miúdo ou adulto) meteu pornada num leitor infantil.

-a loja vende o leitor sem o revistar e sem anunciar se é usado.

-a situação com a miúda. Num filme de fim de semana da SIC seria engraçado.

-o processo em tribunal “por danos morais e psicológicos”.

É tudo um grande LOL!

É tudo um grande LOL!
Exacto. E o aspecto que mais me irrita é o último, a revelar mais uma vez o aumento do contencioso por tudo e por nada. A história vai desembocar numa indemnização elevadíssima, se comparada com a realidade dos "danos causados". Triste mundo.

Para ser sincero, isto é daquelas coisas que só mesmo nos filmes é que têm piada. Não acho assim tanta piada à questão nem acho que seja um exagero pedir uma indemnização por “danos morais e psicológicos”. O pai foi dar com a miúda a chorar quando ela começou a ver o que lá estava dentro. Se isso for verdade, diz tudo. Não se esqueçam que estamos a falar de uma miúda de 10 anos; bela maneira de descobrir a sexualidade. ???

Não me parece que se aprenda em alguns minutos (ou segundos) de audio e video… :wink:

Acho muito bem que os metam em tribunal por vender artigos usados sem aviso prévio, agora uma indemnização por “danos morais e psicológicos”, enfim… mais um processo anedótico ao bom estilo americano, onde qualquer coisinha serve para se tentar chular uns dólares.

O processo de facto também me parece anedótico mas estou a ver que esta coisa dos mp3 pornográficos está a ficar na moda, um amigo meu comprou um ipod de 2 gb repleto de pornografia. Não é que ele tenha problemas com isso mas indicava que o ipod não era novo e foi à worten pedir explicações quando a bela da senhora disse que “Pois sabe, é que nós temos sempre de fazer sincronizações do ipod para testá-lo primeiro e ao que parece devem ter ficado aí algumas fotografias”. Isto não só revela que os computadores da worten do CascaisShopping estão cheios de pornografia, como os “testes” que fazem ao produto são de uma responsabilidade tremenda.

Não recebeu nenhuma indemnização, apenas lhe deram outro.

Isso parece-me desculpa esfarrapada… provavelmente aconteceu o mesmo que ao americano, deve ter sido um equipamento devolvido pelo cliente e eles nem se deram ao trabalho de verificar se vinha com conteúdos.

Muitas vezes devolvem-se equipamentos não por avaria, mas porque não serviram, porque não se gostou ou outra razao qualquer, eu próprio já devolvi artigos que comprei simplesmente porque não fiquei satisfeito com eles. Devolvi-os novinhos, sem qualquer diferença entre o que vinha embalado e o que devolvi.
Como tal não me importo de comprar um artigo que tenho sido devolvido por insatisfação, desde que venha em estado de novo e , claro, tenha garantia… maior parte de nós já comprámos a pensar que era novo e não era.

Exactamente. Aliás, acho no mínimo curioso que toda a gente bata palmas ao facto de poder trocar um qualquer artigo até 15 dias após a compra, sem que o artigo se encontre com deficiências de funcionamento e sob o pretexto que «afinal não era exactamente aquilo que eu pretendia», mas depois, quando vão comprar, querem que venha devidamente embaladinho e por estrear. Por acaso julgam que as devoluções até 15 dias são suportadas pelo revendedor? Nem ganhavam para ter a loja aberta…

Exactamente. Aliás, acho no mínimo curioso que toda a gente bata palmas ao facto de poder trocar um qualquer artigo até 15 dias após a compra, sem que o artigo se encontre com deficiências de funcionamento e sob o pretexto que «afinal não era exactamente aquilo que eu pretendia», [b]mas depois, quando vão comprar, querem que venha devidamente embaladinho e por estrear.[/b] Por acaso julgam que as devoluções até 15 dias são suportadas pelo revendedor? Nem ganhavam para ter a loja aberta...

Só podes estar a brincar!!!

O meu vinha sem nada porno…vou reclamar,
que isto de sincronizar o Zen 8Gb para ver filmes está-me a dar cabo da paciência, o Bourne passou bem, agora o 300 vem sem som.

Piadas à parte, cá só temos que pedir o livro de reclamações mais nada, piam logo fininho.

Conhecendo quem trabalhou na Worten do Cascais, não me espanta o que disse o Barbosa, as caixas é ao pontapé com o material lá dentro, comprei lá o LCD e uma máquina fotográfica e vinham impecs. Conheço quem comprou um DVD todo “batido”.

Porque é que só posso estar a brincar? Muito do material que compras actualmente nas lojas que te possibilitam a experimentação do mesmo durante alguns dias, é de novo embaladinho e colocado à venda, se devolvido. O que é que julgas que as lojas fazem a esses artigos? Julgas que os devolvem?..

Não tenho nada contra ao facto de comprar, numa loja, material usado desde que a loja comunique esse facto ao cliente e assegure a troca em caso de haver algum inconveniente.