leiria - sporting 0 - 0

não consigo perceber esta equipa.
fomos completamente dominados nesta 1ª parte.
que aconteceu ao nosso meio campo?
será da condição fisica?
não conseguiremos jogar 2 jogos com ritmo, em tao pouco espaço de tempo?
má preparação fisica?ou mais do que isso?
a nivel individual, para além de todo o nosso meio campo pura e simplesmente não existir (excepção talvez ao trabalho defensivo, de custodio e tb rochemback)ainda temos um Paito que defensivamente é 1 buraco, mário sergio não existe.

a continuar assim não ganhamos, a não ser que apareça algum lance de inspiração individual.

não consigo perceber esta equipa. fomos completamente dominados nesta 1ª parte. que aconteceu ao nosso meio campo? será da condição fisica? não conseguiremos jogar 2 jogos com ritmo, em tao pouco espaço de tempo? má preparação fisica?ou mais do que isso? a nivel individual, para além de todo o nosso meio campo pura e simplesmente não existir (excepção talvez ao trabalho defensivo, de custodio e tb rochemback)ainda temos um Paito que defensivamente é 1 buraco, mário sergio não existe.

a continuar assim não ganhamos, a não ser que apareça algum lance de inspiração individual.

Golo tirado ao Sporting.

não consigo perceber esta equipa. fomos completamente dominados nesta 1ª parte. que aconteceu ao nosso meio campo? será da condição fisica? não conseguiremos jogar 2 jogos com ritmo, em tao pouco espaço de tempo? má preparação fisica?ou mais do que isso? a nivel individual, para além de todo o nosso meio campo pura e simplesmente não existir (excepção talvez ao trabalho defensivo, de custodio e tb rochemback)ainda temos um Paito que defensivamente é 1 buraco, mário sergio não existe.

a continuar assim não ganhamos, a não ser que apareça algum lance de inspiração individual.

Paito não jogou nada (que buraco! e quando não é buraco, não está lá) mas Mário Sérgio esteve bem.

1ª parte simplesmente para esquecer…boas defesas do Ricardo e pouco mais

Segunda parte bem melhor, ja faziam alguma coisa, mesmo assim…

Sa Pinto para esquecer, M.Sergio, Paito, C.Martins bem tentava mas nao tava nos seus dias…

Ja agora, tavamos a jogar parados paradinhos e ele mete-me o BARBOSA?

E depois para variar o Apito dourado la atacou anulando um golo, mas prontos carga nisso. amarelo anedotico ao Liedson e uns foras de jogo tb anedoticos.

Como desconto temos o facto de termos feito tres jogos seguidos e ter jogado um deles com menos um…(grande parte)

PS: Comprem-me um gajo que marque livres! Se tivessemos um simao a quantidade de jogos que ja tinhamos ganho a pala de livres como os que falhamos hoje

MVP: Ricardo :oops: :roll: :evil:

Ficou evidente para o Sporting ter hipóteses de ser campeão, terá que ser eliminado já da taça UEFA. Não há estofo fisico para 2 jogos por semana. Uma 1a parte lastimável, uma 2a parte assim assim … onde me parece que foi mais por o Leiria ter estourado. Claro que se tivessemos uma “ajudinha” como o Porto teve ontem até podiamos ter ganho … mas como ajudinhas para o Sporting é coisa rara …
Peseiro devia saber como a equipa estava fisicamente. Barbosa em vez de Viana de inicio, Moutinho em vez de Martins de inicio teria sido óbvio …
assim nem ganhou este jogo e provavelmente em Roterdão vai ser um massacre (como eles jogam amanhã pode ser que não seja assim tão mau). Individualmente:

Ricardo (4)

Segurou o empate na 1a parte.

Mario Sergio (2)

Sem ritmo competitivo e muito pouco confiante.

Paito (2)

Uma 1a parte desastrada, uma 2a razoável.

Polga (2)

Bendita lesão (desculpem o mau gosto, mas é o meu verdadeiro sentimento).

Ena (3)

Com a saida do Polga estabilizou.

Custódio (2)

Na 1a parte não teve pedal, na 2a o Leiria foi inofensivo.

Roca (2)

Lento e complicativo.

Viana (1)

Mal se viu …

Carlos Martins (2)

Totalmente fora de forma, vale o amor ao Sporting …

Sá Pinto (2)

Desgastado, queria mas não conseguia …

Liedson (2)

Vitima do que se passou lá atrás.

Hugo (3)

Má entrada … mas estabilizou na 2a parte.

Barbosa (3)

O Sporting melhorou com a sua entrada.

Niculae (2)

Ainda arranjou uma falta perigosa …

Peseiro (1)

O que anda a fazer nos treinos? Não sabe como os jogadores estão fisicamente? Inadmissivel aquela 1a parte. Teve sorte em não estarmos a perder substancialmente na 1a parte.

Arbitragem (3)

Não queria mostrar cartões amarelos e permitiu jogo faltoso a mais. Um erro do arbitro assistente, impediu uma jogada perigosa do Sporting.

Na 2ª parte já jogamos de forma mais parecida com os bons jogos desta época. Não foi um dominio avassalador, mas caramba, houve vários minutos seguidos em que o Leiria não saia da área, despachando a bola de qualquer maneira, com 3, 4, 5 ataques consecutivos nossos. Na 2ª parte o Leiria foi 3 vezes à nossa área e rematou 1 vez à baliza. De resto foi sempre o Sporting em cima deles, a pressionar, recuperar bolas, a lançar ataques pelo lado direito, esquerdo, centro, a arrancar livres perigosos e alguns lances na área, cantos (que se passava com as chuteiras hoje? vi os jogadores em 4 ou 5 lances a escorregar) em que sem termos criado perigo por aí além, pelo menos estivemos lá perto. Niculae deveria ter entrado um pouco mais cedo. E há pouca confiança no remate, nem Roca nem Carlos Martins estão a rematar o que sabem e podem, só Hugo Viana vai acertando com a baliza.

A equipa esteve uns furos abaixo do que pode fazer, mas não é por jogos destes (2ª parte) que perderemos o campeonato.

MVP: Ricardo. Hoje valeu os 3 pontos.

E eis que chumbamos por completo um dos testes decisivos à nossa real capacidade para nos assumirmos como candidatos ao título. Não tanto pelo resultado em si, mas antes pela fraca exibição conseguida. Assim não vamos lá.

A primeira parte foi indescritível. A equipa parecia ter entrado em campo para jogar um prolongamento, como que já cansada. Valeu Ricardo e um Leiria pouco eficaz para termos conseguido chegar às cabinas sem sofrer um golo.

Se é fácil eleger Ricardo como o melhor da equipa durante o primeiro tempo, os candidatos a pior elemento são vários. Elegeria Viana, que mais uma vez decidiu não jogar. Seria aliás importante que Viana avisasse com antecedência a equipa técnica quando tem ou não vontade de jogar. Poupava-se uma substituição. É que não estou a falar apenas de passes errados e maus domínios de bola, estou a falar sobretudo da falta de atitude de Viana, como que se apresentando em campo por favor. Também Martins ou Sá Pinto falharam bastante, mas pelo menos tentavam mudar o rumo das coisas, aplicando-se em campo.

Vale que desta vez Peseiro estava atento e não teve quaisquer problemas em retira-lo de campo. Barbosa, sem estar brilhante, fez o mais do dobro que Viana.

A segunda parte foi totalmente diferente, mudando a atitude da equipa, como que provando que o problema da primeira parte não terá sido o tal desafio jogado na Quarta. O problema foi que, para além da atitude, não houve mais mudanças. É que os lances de perigo praticamente não surgiram, continuando a equipa a jogar um futebol desconexo, falhando passes atrás de passes. As bolas lá iam sendo recuperadas, mas e depois? Foi penoso ficar jogada após jogada pelo quase.

E aqui valeu que o Leiria rebentou fisicamente, até porque eu dava por mim a tentar esquecer que a defesa do Sporting tinha jogadores como Hugo e Mário Sérgio, agradecendo aos deuses o facto de a bola praticamente não chegar àquela zona do terreno. Com uma maior ousadia ofensiva do adversário, duvido muito que não tivéssemos sofrido um golo. E apetece aqui perguntar às mentes mais esquecidas, lembram-se do Hugo? É aquele matraquilho à frente do Ricardo e ao lado do Enakarhire. Tinham saudades? Eu não.

Como MVP talvez escolha Ricardo, até porque foi quase tudo muito mau dali para a frente. Ilibo também Enakarhire - que poucas bolas terá perdido –, Custódio – que algumas bolas terá recuperado – e Paíto, que me pareceu ser um dos jogadores mais inconformados, ajudando por diversas vezes o ataque. Mário Sérgio não comprometeu, mas foi bem mais tímido a subir.

Abro aqui um parêntesis para falar de um pormenor que normalmente decide jogos e mesmo campeonatos. Foi também abordado pelos comentadores da partida (o que eu estava farto de ouvir falar da fabulosa emissão da TVI amanhã, no dia das eleições), num raro momento de lucidez. O Sporting está praticamente sem marcadores de livres, em situações frontais. A boa capacidade de Rochemback para esse tipo de lances é cada vez mais um mito, até porque o brasileiro bate sempre em força. Martins e Viana serão duas outras alternativas, mas com graus de eficácia muito baixos. É uma situação a ser revista nos treinos, sendo urgente insistir nesse tipo de lances.

E lá deixamos fugir o FCP, restando saber se os lampiões não aproveitam também para nos escaparem. Continuarei a acreditar, até pelo pouco futebol que vejo nos nossos adversários, mas não consigo passar da crença para a confiança. Venham os próximos testes.

Nota final: Paixão surpreendeu-me. Entre náuseas digo que até fez uma boa arbitragem, indo ao ponto de beneficiar o Sporting nos lances mais divdidos, onde poderia existir dúvida. Será fruto do pacto de não agressão com os lampiões?

Foi uma excelente primeira parte do U. Leiria muito pressionante e organizado, com os seus jogadores a correrem mais do que os apáticos leões, de tal forma que só um grande Ricardo impediu que o marcador funcionasse.
Na 2ª parte Peseiro corrigiu posições no meio campo e o Sporting tomou conta do jogo embora sem conseguir entrar na defesa adversária.
O empate acaba por ser um mal menor depois desta exibição decepcionante.
Surpreendentemente não se viu a esperada paixão, acabando por serem os ficais de linha a estragarem a arbitragem.
MVP obviamente Ricardo, uma palavra também para Enakarhire, Custódio e Mário Sérgio que cumpriu apesar da falta de jogos. Daí para a frente esteve tudo muito apagado.
Pela negativa Paíto, realmente há jogos em que não compreendo este jogador, hoje foi um susto constante e só Hugo conseguiu fazer-lhe concorrência, o que nos valeu foi que faltou a luz ao Leiria na 2ª Parte

MVP: Ricardo.

Quanto ao jogo, o normal: ganhamos na Quarta, perdemos pontos hoje. Na Quarta em Roterdão vamos ganhar, na próxima jornada perdemos pontos.

BAH :roll:

Resultado justo. A 1ª parte foi dominada pelo Leiria, a segunda pelo Sporting, mas nenhuma das equipas criou oportunidades muito flagrantes. Como já foi referido, o aproveitamento das bolas paradas foi praticamente nulo, já que invariavelmente o Rochemback queria marcar tudo e só fazia merda. Mas os cruzamentos perigosos de bola corrida também praticamente não existiram.

Paíto da 1ª parte inenarrável, Rochemback, Sá Pinto e Liedson muito fracos, Hugo Viana péssimo, não passou da 1ª velocidade. Mário Sérgio começou mal, a ser comido frequentemente em velocidade, melhorou com o decorrer do tempo, julgo que com confiança e jogos poderia ser a opção mais consistente para um defesa-direito que suba, mas julgo que já não terá tempo para isso esta época. O Tuck, olhem, só para os fãs (ah, é verdade, fez uma boa abertura para o Carlos Martins perto do fim do jogo).

Votei Ricardo para MVP, mas também podia ter votado em Enak, cada vez me convenço mais que é o melhor central do campeonato português.

Arbitragem quase impecável (Liedson levou amarelo justamente para não se armar em parvo, apesar de o jogador do Leiria ter ajudado), pena o segundo fora-de-jogo mal tirado ao Sporting, mas é milimétrico, e se fosse ao contrário todos diriam que “faz parte do jogo”.

Contra o Estoril lá estarei.

Ricardo homem do jogo, se não fosse ele tinhamos perdido, na segunda parte dominamos o jogo e na primeira valeu o Ricardo, não compreendo, passes falhados tudo desacertado remates sem nexo nenhum…

1ª parte péssima, 2ª parte razoável! :!:

Equipa nitidamente cansada, sem força para pressionar um Leiria perfeitamente ao nosso alcance!

Agora vamos ao interessante da questão, 2 fora-de-jogo mal tirados, um deles dava golo e 2 pontos a voar, Get the point?? :roll:

Agora vamos ao interessante da questão, 2 fora-de-jogo mal tirados, um deles dava golo e 2 pontos a voar, Get the point?? :roll:

Se esses 2 foras-de-jogo tivessem sido marcados ao contrário, também falavas?

Acho que já sei a resposta: “Nunca seriam / nunca são”.

Não sei o que me irrita mais… se estas exibições fantasticas do clube que melhor joga no nosso país, se as declarações do Peseiro no final dos jogos. Preciso definitivamente de ver uns jogos no banco do Sporting, pelos vistos de lá nós fazemos sempre grandes exibições e só não ganhamos por manifesta falta de sorte.

Não sei se me irrita mais um jogador nosso a dar beijinhos ao adversario, se o Peseiro de mão dada no banco. E ainda dizem que não há homosexualidade no futebol… :roll:

Não sei se me irrita mais o Paíto ou o Viana. Ok, sei, o Paíto irrita-me muito mais. Não compreendo porque iniciamos jogos com 10. Não compreendo porque é que não saiu aos 20 minutos. Até o M.Sergio, no 2º jogo que fez na temporada, conseguiu jogar melhor que este enterras. Impressionante!

Sem comentários.

Era impossível ganhar com um trio de arbitragem assim, fica para a próxima, dois pontos entregues aos lamps pelo Sr. Bruno Paixão y sus muchachitos vesgos.

Cantando e rindo.

MVP:Ricardo!

Primeiro que tudo gostava de referir um tema que discutimos na semana passada, e que tinha a ver com o calendário carregado que o Sporting tem até ao final do mês. Levanto este ponto porque me pareceu que o Sporting actuou claramente mal fisícamente. Basta olharmos para o calendário dos lampiursos, para vermos o tipo de amadorismo que temos na SAD / equipa técnica, no que toca ao calendário dos jogos. Sim, sublinho equipa técnica pois o sr. Coveiro, mais uma vez referiu a desculpa do cansaço para desculpar a equipa (e a si mesmo) pela vergonhosa exibição na 1ª Parte!

Para mim o Sporting vai mostrando (ou reforçando :evil: ) de semana em semana que não tem força psicologica para ser campeão. É com algum desconforto que venho notando uma completa falta de atitude competitiva por parte dos jogadores nos jogos fora de casa. Se considerarmos esses mesmos jogos, podemos ver que o último jogo que podemos dizer que ganhamos bem foi contra o V. Guimarães (em 20 Dez. à quase 2 meses…). Eu propositadamente excluí o jogo com o Gil Vicente (o outro que efectivamente ganhamos), pois esse jogo devemo-lo claramente ao Sá Pinto e também ao arbitro que não viu um penalti do P. Barbosa ainda no início do jogo…

Mas voltando à exibição desta noite, o meu MVP foi sem dúvida o Ricardo, e eu que até sou um crítico dele, pois penso que falha em demasia, para ser GRs dum clube com aspirações (não transmite o mínimo de confiaça…). Se hoje tivesse dado uma fifia, teriamos sofrido outros 3 golos (como nas viagens/férias :wink: na Madeira).

Quanto aos outros jogadores (de 0-5):

  • Paíto (0): uma verdadeira desgraça… não é compreensível que um Sporting tenha, ou melhor coloque a jogar, um jogador que a cada jogo demonstra tanta falta de atitude competitiva! Falha passes e tem uma colocação em campo que mais parece perdido… inadmissivel.

  • Polga (2): nem estava a comprometer (como infelizmente tem sido habito :? ) mas teve azar e talvez seja um problema para Roterdão…

  • Hugo (3): na primeira parte deixou-se ultrapassar várias vezes e colocou em jogo alguns jog. do Leiria. Mas a verdade seja dita, acho que não se pode pedir, naquelas circunstancias, mais a um jogador que sabe que é a 15ª opção para central. Na segunda parte tirou partido do estouro físico do U. Leiria.

  • Enak (4): Palavras para quê. “The Wall”, a melhor contratação do Sporting este ano :!: . Não compromete, e até parece incrível, mas quando vejo que é o Zé E. que vai na perseguição a algum adversário nem me preocupo, pois ele resolve sempre! 8)

  • Paulo Sérgio (3): Para um jogador que tinha 0 minutos na superliga (era ele que tinha 0 ou o Paíto :wink: ), esteve bem. Agora, claramente o sr. Coveiro tem substituto para o Rogério, e por favor dê-lhe alguns minutos…

  • Cústodio (3): Hoje perdeu alguns lances e esteve menos esclarecido do que é habitual. Nem parecia que tinha jogado menos 25 mins que o resto dos companheiros, na quarta-feira. Penso que está físicamente agastado. Pelo esforço a que tem sido submetido nos últimos jogos (depois de ter recuperado de um entorçe…), não admira.

  • Hugo Viana (1): Algumas públicações referirem que o HV é o jogador mais valioso do SCP, faz-lhe realmente mal. :x Claramente o HV tem que ganhar milhas em termos de atitude! E já agora aconselhava o sr. Coveiro a instituir um fundo (ou mialheiro) que seria incrementado em 100€ sempre que se falhasse um passe…

  • Roca (3): Outro contribuinte farto, para o fundo acima referido… Acho que o Roca tem a atitude competitiva que falta a outros, mas no entanto ainda não vi um jogo este ano, como vi vários no ano anterior, em que claramente nos encheu o olho. Será que o Eng. tinha alguma poção mágica para o motivar :?: (ou ter um Ferrari lhe tira alguma lucidez profissional). Na primeira parte andou fugido do jogo, fartou-se de fazer faltas mas também ajudou a travar o U. Leiria. Na segunda e beneficiando de um reposicionamento táctico (mais recuado), ganhou em clarividencia e teve mais tempo para pensar as jogadas.

  • Carlos Martins (3): Esteve esforçado, mas claramente está num momento menos fulgurante. Desde que renovou com o Sporting, parece que perdeu confiança. Pois antes, ainda conseguia fazer um / dois jogos bons (muito bons mesmo) para depois ter um mau (ou uma lesão). Agora, há mais de 1 mês que não desiquilibra. Aliás com os lampiursos, em Alvalade, já não esteve tão esclarecido, e daí foi sempre a descer.

  • Pedro Barbosa (2): Ao nível do que nos habituou este ano. Se houver necessidade de parar (literalmente) o jogo, contem com ele! O Sporting melhorou com a entrada dele. Só esta constatação realça a pessima exibição da equipa.

  • Sá Pinto (2): Não esteve tão bem como é habitual. O que houve em esforço, terá faltado em esclarecimento. Agora, não podemos também pedir mais a um jogador que esteve afastado tanto tempo! (Mais outra boa gestão do plantel por parte do sr. Coveiro?)

  • Liedson (2): Hoje esteve uns furos a baixo fisicamente, pelo que raramente ganhou um lance aos defesas do U. Leiria. Demonstrou que está numa fase fraca fisicamente, e que a falta de pré-epoca (esteve lesionado a maioria do mês de trabalho na Academia, antes dos torneios estivais “a feijões”) faz estragos em Janiero/Fevereiro. Para além disso, as férias natalícias e parentais, também não ajudam…
    Tem conseguido disfarçar esse deficite com uma colocação estraordinária… :smiley:

  • Nicolae (1): Valeu pelo livre perigosissimo que ganhou à entrada da àrea do U. Leiria, aos 90’. É triste ver que o Sporting tem 6 avançados e hoje só tinha o Nico no banco… (será que o Mota já partiu para Roterdão…). Neste caso espero que o sr. Coveiro também lhe começe a dar uns minutos.

– sr. Coveiro (2): Hesitei bastante entre o 1 e o 2. Isto porque:
* Como se pode jogar de 3 em 3 dias (48 horas de recuperação) quando estamos no periodo decisivo da época (final de Fevereiro / princípo de Março).
* Como se pode escalar um 11 em que claramente existem jogadores que estão no limite (HV, Roca, Liedson, etc.), quando se tem um objectivo da época para se decidir já na quinta-feira. Isto depois de ter avisado que ia fazer poupanças…
* Como se pode ter um jogador como o Paíto no plantel e não exigir à SAD um defesa esquerdo na reabertura do mercado (Miguelito para a proxima época, já!)
* Gostei do re-arranjo táctico para a segunda parte, em que o Roca recuou em apoio ao Cústodio.
* Gostei também da mensagem passada aos jogadores, pois a atitude acho que melhorou, mas não o suficiente ainda…
:!: Tenho alguma esperança que esta semana não tenha sido e venha a ser o canto do cisne quanto aos restantes objectivos “a que nos preposemos…”


SPORTING sempre!
Mas por favor não me atirem areia para os olhos:
<<… Acabámos por não ser felizes>>

Só tenho dúvidas em dizer que foi resultado justo porque apesar de uma parte para cada lado penso que se alguém teve grandes chances foi o leiria, já que o Sporting apesar de dominar a segunda parte nunca chamou helton a intervir como Ricardo o teve de fazer.

A Ricardo devemos este empate, grandes intervenções no seu melhor: entre os postes. É por isto que não digo que Ricardo é um grande guarda-redes, fosse ele nos cruzamentos tão bom como é nos postes e seria um grande keeper concerteza. Sorri ao ver as defesas do Ricardo, bem defendidas para os lados (!!) e relembrar como o pessoal andou a dizer que as do Tiago na luz tinham sido boas, defendidas para a frente :). Mas isto é só um aparte.

Outra coisa que não compreendo e gostava que me explicassem é como é que se pode considerar normal (os foristas falam disso com resignação, ao ponto de pediram eliminações na UEFA o que acho abismal) não ter capacidade física para jogar na UEFA e no campeonato. É que ainda por cima o Sporting não vinha de uma “série à champions league” a jogar todas as quartas, foi o primeiro jogo à quarta para a UEFA desde há muito. Que justificaçao existe para não se exigir no Sporting capacidade física de nível europeu quando o nosso meio campo titular tem todo vinte e poucos anos de média?

Que raio de lógica é esta, que pelos vistos alguns acharão normal, de que em Portugal se tem de trabalhar menos a vertente física que por exemplo em inglaterra ou espanha? Expliquem-me eu gostava de saber. Gostava de saber sobretudo porque é que um Sportinguista mais depressa pede ser eliminado de uma taça (!!) do que questiona a preparação física do Sporting. Se tivessemos 4 barbosas ainda percebia a comiseração, mas 4 rapazes novos? Sá Pinto menos cansado que Viana? Não compreendo nem aceito e muito menos vou pelo caminho do “eliminem-me da UEFA para poder ser campeão”.

Aliás independentemente de alguns jogadores poderem estar cansados, a verdade é que se percebeu com a segunda parte que o problema principal não era esse, era sim de ordem táctica e de opções, já que o Sporting foi completamenta anulado na primeira parte, vulgarizado tacticamente pelo Pontes, algo que já havia acontecido na primeira volta, sem UEFAS pra culpar.

Enfim… mais dois pontos perdidos (no fundo 1 ganho tendo em conta o que se passou) mas fica a sensação, mais uma vez, que temos a melhor equipa técnica do mundo. Gostei sobretudo daquele momento de ir às lágrimas do Peseiro a dar a mão ao adjunto no livre final, tipo corrente humana da IURD… é este o homem sensível que desde que Roca o mandou tomar na bilha nunca mais teve coragem de o substituir…

…e falando nele… Vão ver fotografias do Rochemback em Barcelona e quando chegou. Expliquem-me pq é que passados meses continua com a mesma “estampa” gorda que apenas disfarça com o seu talento, no entanto bem mais apagado que o ano passado. Se calhar está na balança a explicação de este ano ainda não ter marcado nenhum, de falhar passes atrás de passes quando antes os fazia com toda a desenvoltura, de não surgir nas zonas em que surgia o ano passado para criar perigo.

Zé Coveiro com o seu ar tasqueiro diz que teve azar e jogou bem. OK, mas a verdade é que dois pontinhos foram já à vida, pra começar, na tal fase que todos apontavam como crítica.

PS - O árbitro ou melhor o fiscal limpou dois fora de jogo perigosíssimos. No entanto é abusivo dizer que roubou um golo ao Sporting: o golo é marcado “meia hora” depois do apito e já só o jogador do Sporting se faz ao lance. Paixão acabou por não ter a meu ver peso no resultado final, contra mim falo.

PS2 - Farto-me de defender o Paíto mas de facto não parece ainda ter o que é preciso em termos defensivos. Em termos ofensivos faz de facto mto mais que Rui Jorge mas a defender consegue ser ainda pior, algo que é difícil. Se calhar aquela ideia que alguns apresentam de o transformar num extremo não era mal pensada.
Gostei de ver o Mário Sérgio, apesar da sofreguidão.
Siga a banda.

Só tenho dúvidas em dizer que foi resultado justo porque apesar de uma parte para cada lado penso que se alguém teve grandes chances foi o leiria, já que o Sporting apesar de dominar a segunda parte nunca chamou helton a intervir como Ricardo o teve de fazer.

A Ricardo devemos este empate, grandes intervenções no seu melhor: entre os postes. É por isto que não digo que Ricardo é um grande guarda-redes, fosse ele nos cruzamentos tão bom como é nos postes e seria um grande keeper concerteza. Sorri ao ver as defesas do Ricardo, bem defendidas para os lados (!!) e relembrar como o pessoal andou a dizer que as do Tiago na luz tinham sido boas, defendidas para a frente :). Mas isto é só um aparte.

Outra coisa que não compreendo e gostava que me explicassem é como é que se pode considerar normal (os foristas falam disso com resignação, ao ponto de pediram eliminações na UEFA o que acho abismal) não ter capacidade física para jogar na UEFA e no campeonato. É que ainda por cima o Sporting não vinha de uma “série à champions league” a jogar todas as quartas, foi o primeiro jogo à quarta para a UEFA desde há muito. Que justificaçao existe para não se exigir no Sporting capacidade física de nível europeu quando o nosso meio campo titular tem todo vinte e poucos anos de média?

Que raio de lógica é esta, que pelos vistos alguns acharão normal, de que em Portugal se tem de trabalhar menos a vertente física que por exemplo em inglaterra ou espanha? Expliquem-me eu gostava de saber. Gostava de saber sobretudo porque é que um Sportinguista mais depressa pede ser eliminado de uma taça (!!) do que questiona a preparação física do Sporting. Se tivessemos 4 barbosas ainda percebia a comiseração, mas 4 rapazes novos? Sá Pinto menos cansado que Viana? Não compreendo nem aceito e muito menos vou pelo caminho do “eliminem-me da UEFA para poder ser campeão”.

Aliás independentemente de alguns jogadores poderem estar cansados, a verdade é que se percebeu com a segunda parte que o problema principal não era esse, era sim de ordem táctica e de opções, já que o Sporting foi completamenta anulado na primeira parte, vulgarizado tacticamente pelo Pontes, algo que já havia acontecido na primeira volta, sem UEFAS pra culpar.

Enfim… mais dois pontos perdidos (no fundo 1 ganho tendo em conta o que se passou) mas fica a sensação, mais uma vez, que temos a melhor equipa técnica do mundo. Gostei sobretudo daquele momento de ir às lágrimas do Peseiro a dar a mão ao adjunto no livre final, tipo corrente humana da IURD… é este o homem sensível que desde que Roca o mandou tomar na bilha nunca mais teve coragem de o substituir…

…e falando nele… Vão ver fotografias do Rochemback em Barcelona e quando chegou. Expliquem-me pq é que passados meses continua com a mesma “estampa” gorda que apenas disfarça com o seu talento, no entanto bem mais apagado que o ano passado. Se calhar está na balança a explicação de este ano ainda não ter marcado nenhum, de falhar passes atrás de passes quando antes os fazia com toda a desenvoltura, de não surgir nas zonas em que surgia o ano passado para criar perigo.

Zé Coveiro com o seu ar tasqueiro diz que teve azar e jogou bem. OK, mas a verdade é que dois pontinhos foram já à vida, pra começar, na tal fase que todos apontavam como crítica.

PS - O árbitro ou melhor o fiscal limpou dois fora de jogo perigosíssimos. No entanto é abusivo dizer que roubou um golo ao Sporting: o golo é marcado “meia hora” depois do apito e já só o jogador do Sporting se faz ao lance. Paixão acabou por não ter a meu ver peso no resultado final, contra mim falo.

Siga a banda.

A expressão é uma metáfora, é óbvio que não quero que o Sporting seja eliminado, só que este jogo demonstrou que o Sporting não tem capacidade fisica para 2 jogos por semana e a culpa é obviamente da equipa técnica (e eventualmente de alguns jogadores) e não do calendário. Claro que estou apreensivo com o acumular de jogos caso passemos esta eliminatória … o “estouro total” mais as lesões poderão tornar o fim muito penoso … mas as vitórias tambem trazem muita “moral” e podem ajudar a “arranjar forças” …

Ok Moura,

Mas o que eu não compreendo é como é que os adeptos em Portugal não se revoltam, neste caso os Sportinguistas com este “fare niente”. Pq razão os nossos jogadores qd vão lá para fora vêm dizer que “lá fora é que se trabalha”?

Fomos buscar o tal do Aroso que era o suprasumo da preparação física. O calendário está mais do que estabelecido, o Sporting neste momento joga apenas com 1,2 “velhos” a titulares iniciais e é isto? Que justificação existe para que cá não se possa com uma gata pelo rabo?

Ainda hoje choramos Roger Spry ou o trabalho do Materazzi. Porque será?

Sou contra o conformismo. Gostava que alguém no Sporting questionasse estas coisas que não consigo compreender.

... Mas o que eu não compreendo é como é que os adeptos em Portugal não se revoltam, neste caso os Sportinguistas com este "fare niente". Pq razão os nossos jogadores qd vão lá para fora vêm dizer que "lá fora é que se trabalha"?

Fomos buscar o tal do Aroso que era o suprasumo da preparação física. O calendário está mais do que estabelecido, o Sporting neste momento joga apenas com 1,2 “velhos” a titulares iniciais e é isto? Que justificação existe para que cá não se possa com uma gata pelo rabo?

Ainda hoje choramos Roger Spry ou o trabalho do Materazzi. Porque será?

Sou contra o conformismo. Gostava que alguém no Sporting questionasse estas coisas que não consigo compreender.

Acho que devemos ser justos, pois o que se passa lá fora é que as equipas claramente apostam em algumas competições e simplesmente rodam os planteis noutras. (Arsenal na Taça da Liga, o Madrid na Taça do Rei, etc…)

Para além disso, o ManU, o Madrid, etc. perderem alguns jogos não é calamitoso como por cá… :lol: e para além disso acho que raramente vejo alguma equipa de topo na europa a deixar que a façam jogar de 3 em 3 dias durante 2 semanas… (olha as queixas do Mourinho em Inglaterra porque o ManU e o Arsenal tem sempre mais um dia de descanso… :wink: )

Agora, concordo que não existe um discurso por quem manda (ou pelo menos quem devia…) no plantel do Sporting, de responsabilização! É inacreditável que depois do jogo de ontem com o U. Leira o sr. Coveiro venha dizer que não ganhamos por falta de sorte… se calhar até teve razão pois ganhar ontem só com muita sorte! (deveria estar-se a referir à estrelinha de campeão… onde está ela :cry: )


SPORTING sempre!
Mas por favor não me atirem areia para os olhos:
<<… Acabámos por não ser felizes>>