Kerlon nome de craque????

Não sei se alguem viu as imagens ontem deste miudo !!!
Ele a passar pelos adversários com a “bola colada á cabeça” é de + :stuck_out_tongue: :shock:

O SPORTING poderia tentar !!!Mas dps daquelas jogadas vai estar meio mundo interessado nele!!!

Se alguem encontrar as imagem deste miudo agadecia!!! :lol:

Kerlon, melhor jogador do Sul-Americano Sub-17, é inventor de jogada (19/04) Meia dos juniores do Cruzeiro e da Seleção Brasileira conta como criou o lance em que usa o recurso de superar a marcação conduzindo a bola na cabeça

Reprodução CBF News

O futebol brasileiro, pródigo em revelar craques, como sempre lembra o treinador Carlos Alberto Parreira, é também o cenário onde craques de várias gerações lançaram jogadas que entraram para a história.

Para ficar no registro de lances que se perpeturam tanto pelo ineditismo como pela beleza, pode-se citar a bicicleta que encantou o mundo na Copa do Mundo de 1938, executada por Leônidas da Silva, que o próprio atribuiu ao jogador Petronilho de Brito.

Nos anos 50, houve a folha seca, a cobrança de falta em que Didi dava um efeito à bola capaz de iludir o goleiro - há quem diga que o verdadeiro “inventor” da folha seca foi Zizinho.

O drible do elástico, tornado famoso por Rivelino nos anos 70, foi, segundo publicações, executado pela primeira vez por Rubens, um meia que teve excelente passagem e foi ídolo do Flamengo nos anos 50.

Mais particular ainda foi o drible para um lado só, o drible anunciado de Garrincha, noas anos 60, muitas vezes copiado mas nunca tão bem-sucedido como o que era executado pelo genial ponta-direita bicampeão do mundo.

No futebol brasileiro dos anos 2000, respeitando-se todas as proporções, ainda mais por se tratar de um jovem jogador, surge Kerlon, do Cruzeiro, 17 anos completados em janeiro deste ano. O meia, artilheiro do Brasil no Mundial Sub-17, surpreendeu adversários - e até os árbitros - com uma jogada que os críticos garantem nunca ter visto. Ele conduz a bola com a cabeça, em meio aos zagueiros, sempre em direção ao campo ou à área adversários.

No Sul-Americano da Venezula, conquistado no domingo pelo Brasil, Kerlon fez uso do lance pela primeira vez na partida contra o Equador, a segunda da competição - do lado da área, cercado por dois adversários, alçou a bola à cabeça e partiu para dentro da área, controlando-a - foi derrubado na risca da lateral, em falta assinalada pelo juiz.

Antes de viajar para o Brasil, onde chega nesta terça-feira à tarde no Rio de Janeiro, Kerlon contou como surgiu a idéia de fazer a jogada - na verdade, surgiu do acaso, em um treinamento com o pai, Silvino.

"Eu sempre treino em casa, batendo bola com o meu pai. Um dia, do nada, a bola foi parar na minha cabeça e eu comecei a controlá-la, mas sem sair do lugar. Aí o meu pai deu a idéia, de que poderia ser um bom jeito de passar pelos zagueiros. E começamos a aprimorar ", conta.

Kerlon, que se revelou no time do Ipatinga, atual campeão mineiro, passou a fazer a jogada nos treinos. Com sucesso. Gostou tanto que queria guardar o recurso para usar quando chegasse ao profissional. Mas não conseguiu esperar.

"Comecei a fazer nos jogos do juvenil do Cruzeiro e começou também a dar certo. Em um jogo, em um torneio na cidade de Rio Pomba, fiz até gol. Saí do meio-campo com a bola na cabeça, passando por todo mundo ", conta.

Kerlon igualmente não queria mostrar a jogada - ainda sem nome - no Sul-Americano. Mais uma vez não deu para esconder ou esperar. Começou contra o Equador, fez outra contra o Paraguai que resultou no gol marcado por Ramon, diz que executou-a “umas quatro vezes na competição”. Tantas fez que lhe custou a recriminação do árbitro, antes de começar o jogo decisivo de domingo contra o Uruguai.

“Ele me disse que, se eu colocasse a bola na cabeça, ele não daria a falta e ainda me aplicaria o cartão. Respondi que ele não deveria fazer isso, porque estava impedindo uma coisa bonita no futebol”, contou.

Pois foi exatamente o que aconteceu. No final do jogo, próximo à entrada da área, Kerlon pôs a bola na cabeça, passou por dois e já ia entrando na área, quando foi derrubado pelo terceiro uruguaio - o juiz não deu a falta. No lance, além da falta, ficou claro que os jogadores uruguaios, de início, não sabiam o que fazer para interceptar a arrancada de Kerlon - pareceram atônitos com o ineditismo do lance.

“É assim mesmo, no início os zagueiros vão saindo da frente, não sabem o que fazer. Depois, apelam para a falta”.

Preocupado com a atitude de intimidação do árbitro do jogo contra o Uruguai e com as previsíveis reações violentas dos adversários, Kerlon faz questão de enfatizar que não usa a jogada para menosprezar os marcadores.

“Quero deixar claro que não faço isso para humilhar ninguém. É um recurso válido para entrar na área quando ela está toda fechada pela marcação”, explica.

A bola controlada por Kerlon na cabeça foi atração no Sul-Americano da Venezuela e motivo de muitos comentários dos jornalistas nas transmissões dos jogos. Uma jogada que ainda não ganhou nome. “Não tem nome, não. Pode chamar de jogada do Kerlon”, diz. (CBFNews, reprodução)

Kerlon Moura Souza
Nascimento: 27/1/1988
Naturalidade: Ipatinga (MG)
Altura: 1,67 m
Peso: 66 kg
Chegou ao Cruzeiro em 28/1/2001
Convocações para a seleção:
SUB-15 (2002 – 2003); SUB-17 (2005)
Campeão com a seleção
Campeonato Sul-Americano Sub-17 2005 Venezuela
Destaques
Artilheiro no Sul-Americano sub-17 (oito gols)
Eleito melhor jogador do Sul-Americano Sub-17

Vi as imagens, mas a jogar assim está mais para artista de circo que para jogador de futebol. Há uma jogado ao longo da linha lateral, em que ele vai a controlar a bola com a cabeça, passa o primeiro adversário que o tenta empurrar, mas continua dentro de campo, mas quando tenta passar o segundo, minha nossa leva uma “sarda” que só visto.

Ele a jogar assim na Europa teria uma carreira muito curta, vejam o que ia acontecendo ao Ronaldo, tanta finta e correria, quando chegou a Itália ficou lesionado … a mensagem foi mais ou menos, (vê lá se “sem” joelho também corres?)

Ou muda muito ou vai ganhar a vida no circo.

Imagens mais interessantes da qualidade dele

Cobrança de um livre directo:
http://www.selcol.com/videos/sub17-col1bra1.wmv

Jogada corrida:
http://www.futbolcolombiano.com/videos/sub17-col1bra3.wmv

As imagens do Kerlon “Foca”
mms://a953.v59721.c5972.g.vm.akamaistream.net/7/953/5974/3c99fd9f/wms.antena3tv.com:81/a3noticias/1/7/omnhi1933.wmv

cumps,
VCoelho

Realmente, as imagens que ontem passaram mostram apenas um número circense. Ficamos sem saber se o rapazola tb se safa com os pés. É que dava um certo jeito.

Eu não vi as imagens, por isso não posso afirmar com certeza, mas pela descrição do lance isso parece-me jogo perigoso. Não penso que a jogada venha a fazer escola, se for sancionada pelos árbitros parece-me bem.

Vi e estou de acordo quando dizem que é um número circense.

Aquilo não é jogar futebol. Não foi há muito tempo,que levaram à tv,um homem já com certa idade(da Costa da Caparica),que também fazia aquilo. Estava horas aos toques na bola,no entanto ninguém o chamou para jogar futebol!

Vi e estou de acordo quando dizem que é um número circense.

Aquilo não é jogar futebol. Não foi há muito tempo,que levaram à tv,um homem já com certa idade(da Costa da Caparica),que também fazia aquilo. Estava horas aos toques na bola,no entanto ninguém o chamou para jogar futebol!

Esse indivíduo chama-se Mendonça. Não sei se ainda está “no activo”, mas há cerca de 15 - 20 anos era muito conhecido nas praias da Costa de Caparica. Uma vez, estava eu a almoçar no Barbas (ainda não sabia que ele era merdoso), entrou o Mendonça pelo restaurante dentro a dar toques e a fazer aquelas habilidades a que já nos havia habituado. Foi engraçado ver as pessoas todas a fazer uma pausa na refeição e a apreciar o espectáculo. Acho que já jogou futebol em tempos idos…

Em relação ao tal miúdo, se aquela jogada é a imagem de marca dele e não sabe fazer mais, então esqueçam. Basta fazer carga de ombro ou saltar bem para lhe sacar o esférico, ou, em última análise, fazer uma pequena falta para lhe roubar o controlo da bola. Não me parece que vá longe. :slight_smile:

[i]Aquilo so da mesmo num campeonato brasileiro! Que venha fazer isto na Europa…conheci um urso de circo que fazia igual ou melhor.

Qualquer dia vem para ai um brasileiro que consegue esconder a bola debaixo da camisola e leva-la ate a baliza.[/i] :wall: :arrow:

Vi e estou de acordo quando dizem que é um número circense.

Aquilo não é jogar futebol. Não foi há muito tempo,que levaram à tv,um homem já com certa idade(da Costa da Caparica),que também fazia aquilo. Estava horas aos toques na bola,no entanto ninguém o chamou para jogar futebol!

Esse indivíduo chama-se Mendonça. Não sei se ainda está “no activo”, mas há cerca de 15 - 20 anos era muito conhecido nas praias da Costa de Caparica. Uma vez, estava eu a almoçar no Barbas (ainda não sabia que ele era merdoso), entrou o Mendonça pelo restaurante dentro a dar toques e a fazer aquelas habilidades a que já nos havia habituado. Foi engraçado ver as pessoas todas a fazer uma pausa na refeição e a apreciar o espectáculo. Acho que já jogou futebol em tempos idos…

Em relação ao tal miúdo, se aquela jogada é a imagem de marca dele e não sabe fazer mais, então esqueçam. Basta fazer carga de ombro ou saltar bem para lhe sacar o esférico, ou, em última análise, fazer uma pequena falta para lhe roubar o controlo da bola. Não me parece que vá longe. :slight_smile:

Era ele e muitas vezes mais 2 ou 3 que se punham a jogar e imediatamente tinham uma multidao a volta deles, os gajos eram bons a dar toques (so' que foi a 26-30 anos, mais ano ou menos ano eu vivia na parte sul e ia para a praia todos os dias).

Esse indivíduo chama-se Mendonça. Não sei se ainda está "no activo", mas há cerca de 15 - 20 anos era muito conhecido nas praias da Costa de Caparica. Uma vez, estava eu a almoçar no Barbas (ainda não sabia que ele era merdoso), entrou o Mendonça pelo restaurante dentro a dar toques e a fazer aquelas habilidades a que já nos havia habituado. Foi engraçado ver as pessoas todas a fazer uma pausa na refeição e a apreciar o espectáculo. Acho que já jogou futebol em tempos idos...

Quando era miúdo ia muito à Costa da Caparica e vi esse senhor muitas vezes. Apesar da habilidade com a bola, fiquei sempre com a ideia que ele não batia lá muito bem da tola. Acho que tanto toque num esférico lhe deu a volta ao miolo.

Vi as iamgens e fiquei espantado com aquilo, dizem que pode não ser de jogador, realmente estou de acordo mas para se ele fizer com os pés o que faz com a cabeça… valha-me Deus! Ele que venha para o SPORTING :stuck_out_tongue:

Tudo bem que se pode jogar a bola com a cabeça, mas ele só faz mesmo aquilo, ele praticamente não poe os pes na bola! Aquilo é permitido fazer? Quer dizer ele corre meio campo sem tocar uma única vez com a bola nos pés…
Espero que o Sporting não se meta nisso, era gastar dinheiro à toa…

alguem da link para eu poder ver essa habilidade do rapaz ?

:cry:

alguem da link para eu poder ver essa habilidade do rapaz ?

:cry:

As imagens do Kerlon “Foca”
mms://a953.v59721.c5972.g.vm.akamaistream.net/7/953/5974/3c99fd9f/wms.antena3tv.com:81/a3noticias/1/7/omnhi1933.wmv

cumps,
VCoelho

O maluco da costa da caparica, também faz igual e não é jogador de futebol.

Aquilo é numero de circo…

Desculpem lá mas comparar o " Maluco da Costa da Caparica " com este jogador só pode estar a brincar!!!

Este gajo fez o k fez ao serviço da SELECÇÃO BRASILEIRA!!!
APENAS FOI O MELHOR ARTILHEIRO NO CAMPEONATO SUL-AMERICANO SUB 17 2005 (na Venezuela) E AINDA ELEITO MELHOR JOGADOR DO SUL-AMERICANO SUB-17

Quantos JOGADORES podem-se gabar de ser o melhor marcador e melhor jogador de uma competição como esta???:?: :?: :?:

Lembram-se do Maradona com a idade dele??? :?: