Juniores: Sporting 6 - Alverca 1 (Crónica)

O Sporting recebeu o Alverca e venceu por uns esclarecedores 6-1, com golos de Daniel Carriço, Ricardo Nogueira (2), André Pires e Marco Matias (2).

Entre o pouco público presente na Academia, destaque para o lateral esquerdo do plantel principal Ronny.

A nossa equipa apresentou-se no habitual 4-3-3 com André Martins na baliza, Vasco Campos a defesa direito, Daniel Carriço e Marco Lança como defesas centrais e Tiago Pinto a lateral esquerdo; João Martins jogou a trinco, João Gonçalves descaído sobre o lado esquerdo e André Pires sobre o lado direito; Fábio Paim jogou na ala direita, Alison encarregou-se do flanco esquerdo e Ricardo Nogueira fixou-se na frente de ataque. No banco de suplentes estiveram o guarda-redes Tiago Jorge, o defesa Jorge Abreu, os médios Yannick Pupo e Adrien Silva e os avançados Marco Matias, André Cacito e Bruno Matias. O trio de arbitragem veio do Algarve.

Da esquerda para a direita: Daniel Carriço, André Martins, Marco Lança, Tiago Pinto, João Gonçalves, Vasco Campos, Ricardo Nogueira, Fábio Paim, Alison, André Pires e João Martins.

Resumo da 1ª parte:

O Sporting tomou rapidamente conta do jogo e manteve esse domínio durante praticamente toda a partida. Logo aos 3 minutos, deu-se o prenúncio de que os golos não demorariam a aparecer. Vasco Campos cruzou uma bola da direita e André Pires rematou para a baliza com um defesa do Alverca a tirar quase em cima da linha. Pouco depois, João Martins bateu um canto da direita e Daniel Carriço apareceu no coração da área a cabecear certeiro para o fundo das redes. Estava feito o 1-0.

A nossa equipa a comemorar o golo inaugural.

O domínio do SCP continuou, embora muitas vezes as jogadas de ataque não tivessem o melhor seguimento devido a algum desacerto no último terço do terreno. Mesmo assim os remates sucederam-se. João Martins, Tiago Pinto, Ricardo Nogueira, Alison, Daniel Carriço e Marco Lança (ambos com remates ao poste) foram os que mais se destacaram neste capítulo. Aos 32 minutos, o Alverca fez a sua primeira investida mas o remate saiu ao lado. Ao minuto 38, o Sporting aumentou para 2-0, com Ricardo Nogueira a corresponder de cabeça a um livre da direita, cobrado por Tiago Pinto. Pouco depois, novo golo leonino com André Pires a cabecear uma bola cruzada da direita por Alison, fazendo o 3-0, resultado com que se chegou ao intervalo.

Resumo da 2ª parte:

O segundo tempo começou com uma ligeira desaceleração do Sporting e o Alverca aproveitou para reduzir a desvantagem no marcador para 3-1. Foi aos 51 minutos, através de um livre directo ligeiramente descaído sobre a direita, que foi bem executado. O SCP tratou de reagir e tomar novamente conta das operações, com um remate de Ricardo Nogueira que saiu ao lado. Aos 64 minutos, saíram Fábio Paim e João Gonçalves e entraram para os seus lugares Bruno Matias e Yannick Pupo. Aos 69 minutos, Ricardo Nogueira fez o 4-1. Tudo começou numa boa jogada entre os recém-entrados com Yannick Pupo a desmarcar Bruno Matias e este a rematar à baliza. O guardião adversário defendeu para o lado e Ricardo Nogueira fez a recarga vitoriosa. Os cruzamentos e remates continuavam a sucederem-se, uns atrás dos outros. Aos 77 minutos, saiu André Pires e entrou Marco Matias que foi para o flanco direito do ataque. Bruno Matias ficou na ala esquerda, Ricardo Nogueira no meio, enquanto que o meio campo era agora composto por João Martins com Pupo e Alison na posição de interiores. O Sporting aumentou a contagem para 5-1 por Marco Matias, na sequência de um canto aos 82 minutos, e o mesmo jogador fixou o marcador nos 6-1, dois minutos depois, após assistência de Bruno Matias. Os dois minutos de desconto não trouxeram mais nada digno de nota.

Daniel Carriço cumprimentando João Gonçalves no final da partida.

Vitória justa (e gorda) do Sporting por 6-1.

Trio de arbitragem – Num jogo muito fácil de dirigir, esteve em bom plano, cometendo poucos erros.

Alverca – Equipa muito fraquinha. Nunca tiveram capacidade para reagir aos acontecimentos, jogando sempre com 10 homens atrás da linha da bola. De destacar um dos centrais que, apesar de tudo, esteve em bom plano.

Sporting – Exibição positiva, dada a goleada. Contudo, a equipa jogou apenas o q.b. e desperdiçou muitas oportunidades de golo. Os jogadores não forçaram muito o andamento da partida, dada a fraca qualidade do oponente.

André Martins – Praticamente sem trabalho, apesar de um golo sofrido. Nas duas intervenções que teve não respondeu de forma 100% segura.

Vasco Campos – Regular. A pouca valia do Alverca permitiu-lhe colaborar muito em termos ofensivos, arrancando alguns cruzamentos perigosos. Na segunda parte esteve menos vistoso.

Daniel Carriço – Marcou o golo inaugural e mandou uma bola ao poste. Defensivamente não teve grandes problemas, limitando-se a controlar a sua zona de acção.

Marco Lança – Outro registo dentro do que vem sendo hábito. Autoritário e seguro, defendeu bem e ainda teve tempo para mandar uma bola ao poste.

Tiago Pinto – Das melhores unidades em campo, para não variar. Faz o seu flanco com grande à-vontade, nunca virando a cara à luta. Fez a assistência para o 2º golo. Muito regular ao longo de todo o encontro. :smiley:

João Martins – O MVP!! =D> =D> Parece estar a regressar à sua melhor forma. Bastante rematador, foi dos principais dinamizadores do jogo colectivo, na transição defesa-ataque. Fez a assistência para o 1º golo.

João Gonçalves – Exibição regular, embora as suas iniciativas muitas vezes não tenham tido grande sequência. Na retina ficou uma boa desmarcação para Alison mas que este desperdiçou. Continua a aparentar algum cansaço.

André Pires – Tal como Tiago Pinto, é de uma regularidade sem par. Marcou o 3º golo e deu muito trabalho aos adversários na luta a meio campo. À medida que o jogo decorria, aumentava de produção, não dando mostras de cansaço. :smiley:

Alison – Esteve rematador e fez a assistência para o 3º golo. Todavia, continua a reter a bola em seu poder demasiado tempo, perdendo o tempo certo de a soltar. Logo, muitas das suas iniciativas não têm o melhor seguimento.

Fábio Paim – Esteve muito interventivo, procurando dinamizar o jogo pelos flancos. Cruzou muitas bolas, teve um par de oportunidade de golo, mostrando-se em bom plano, fruto da sua técnica e velocidade. Estranhámos a sua substituição.

Ricardo Nogueira – Marcou dois golos mas desperdiçou mais algumas boas oportunidades, algumas delas de modo displicente. No 2º tempo, subiu um pouco de rendimento, combinando melhor com os colegas. Devia ser um pouco mais agressivo.

Yannick Pupo – Entrou bem na partida, rematando num par de ocasiões. Construiu a jogada que originou o 4º golo. De resto, continua a demonstrar alguma lentidão.

Bruno Matias – Também entrou bem no jogo, participando na jogada do 4º golo e fazendo a assistência para o 6º.

Marco Matias – Não se dá muito por ele em campo, mas a verdade é que marcou dois golos, revelando um apurado sentido de baliza.

Mais uma vitória.Não sei se já te fizeram esta pergunta,mas o que te parece Tiago Pinto?Poderá ter lugar nos séniores nos próximos tempos?

Já. Lê as duas crónicas anteriores (Oeiras e Real Massamá).

Ok.Obrigado.Soube através de um amigo benfiquista que quem faz as crónicas num site dos lamps sobre o futebol de formação é o André nosso ex-colega de fórum.Disse entre outras coisas que no último SCP-SLB o Sporting foi vulgarizado.Não sei se já sabiam de qualquer forma fica a informação.

Isso tem a ver com o jogo de domingo passado dos iniciados (1-1).

obrigado uma vez mais coração, nem sabes o prazer que me dá ler as tuas crónicas 8)

viva o tiago pinto :stuck_out_tongue:

Obrigada por mais uma crónica e pelas fotografias que sempre acompanham a mesma.
Realmente o resultado expressa a supermacia dos leões e acredito ser importante o concretizar das oportunidades para a equipa ganhar mais confiança. Assim como os 3 pontos…
Quanto á cronica gostaria de acrescentar que o Paim teve também, e como por vezes lhe é usual, algumas atitudes individualistas e que resultam na perda de alguns potenciais lances de perigo.
Gostei ainda da exibição do João Gonçalves, axei que esteve bem. Bons passes, bem desmarcado, boa visão de jogo e compensou a defesa aquando da saida dos colegas para o ataque. E foi quando este atleta saiu que o alverca atacou mais e apanhou a defesa em desvantagem numerica… valendo-nos a indeficacia do adversário. Não que a vitoria pudesse estar em causa mas é sempre bom não sofrer golos . É um atleta discreto mas que no meu ver é mto competente apesar de não ser dos nomes mais falados da equipa.
Gostei também do Tiago Pinto, muito seguro assim como o João Martins ( fez um bom jogo e respondeu quase sempre muito bem à solicitações dos colegas) e o André Pires que continua a marcar golos e a mostrar serviço na construção de jogo.

Abraço e mais uma vez obrigada :smiley:

Muito bom como de costume. Enfim, a qualidade de sempre e o obrigado de sempre aos nossos amigos Ricardo e Susana.

Excelente vitória do Sporting. Curioso que ainda hoje de manhã falei com o Martins e ele estava bastante confiante e pelo que se vê, brilhou a alto nível. Bom para ele.