Jorge Valdano - Um senhor do futebol...

Este texto é do Pedro Vieira e pode ser lido formatado aqui.

http://alvalaxia.blogspot.com/2006/11/um-senhor-do-futebol.html

Voltou às páginas de “Opinião”, já célebres – porque, entre outras coisas, bem cuidadas pela linha editorial do jornal “A BOLA”, para escrever sobre futebol aos sábados um homem muito especial de seu nome Jorge Valdano.

Valdano diz que o futebol é muito belo e especial, o que leva a que muitos o tratem como um poeta do desporto rei. Efectivamente, ao olhar-mos com alguma atenção para este fenómeno desportivo descobrimos que este transporta em torno de si três coisas fundamentais para a vida: Emoção, Paixão e Ódio. Por isso ele também diz que o prazer de se escrever sobre o futebol é maior do que praticá-lo…

Foi assim que Jorge acreditou e apostou tanto no célebre projecto dos “Galácticos” do Real Madrid e de tudo o que de belo lhe estava associado, designadamente e fundamentalmente a beleza estética do jogo com a sua arquitectura associada e em permanente movimento. Por isso, acreditou nos jogadores virtuosos, completos, como Figo, Roberto Carlos, Zinedine Zidane e Ronaldo, entre outros.

E com eles, futebolisticamente pensando, ganhou praticamente tudo o que tinha e havia para ganhar, inclusive conquistou a admiração dos jovens de um continente importantíssimo para o desenvolvimento do futebol, estou a referir-me ao continente asiático e em particular ao Japão e China.

Tudo isto enchendo, paulatinamente, os cofres do Real Madrid, nunca fugindo a uma realidade inexorável que é o mercado e as suas leis rigorosas associadas.

Mas o futebol contempla três resultados possíveis – a vitória, o empate e a derrota – e ao cabo de algumas derrotas, ou se quisermos de um período menos bom, um gestor considerado “genial” entendeu despedi-lo sem apelo nem agravo.

O que falta muitas vezes ao futebol, sobretudo no calor da competição, é encontrar a razão e com isso enriquecer o seu caldo de cultura e proteger os seus poetas. E isso meus caros não é poesia, ou melhor, se quiserem é BOA POESIA.

Porque estamos a pensar em futebol e porque neste jogo são sempre possíveis três resultados vamos, neste caso, sublinhar a vitória alcançada pelos leitores de “A BOLA” ao conseguirem, semanalmente, o contributo opinativo deste senhor do futebol de seu nome Jorge Valdano.

Faltou dizer que nessa mesma ocasião Valdano disse que Queiróz fez o melhor Real da última década.

E disse muito bem =D>

Tomanas, é aqui que te espalhas sempre… :lol: :lol:

E disse muito bem =D>

Nem mais.

O Real de Queirós até Abril/Maio em grande depois perdeu tudo num filme já visto noutros clubes.Foi o último treinador a ganhar um título ao serviço do Real(supertaça espanhola frente ao Mallorca).Na minha óptica não fez um mau trabalho,fez o que podia com as pessoas que estavam ao lado dele.Ainda se lembram quem era o adjunto? :smiley:

Ainda se lembram quem era o adjunto?

Ui, tb ele fez um excelente trabalho.Até me lembro de ele dizer que o Beckham o ouvia com muita atenção :whistle:

Ainda se lembram quem era o adjunto?

Ui, tb ele fez um excelente trabalho.Até me lembro de ele dizer que o Beckham o ouvia com muita atenção :whistle:

-Pois e até que ponto isso era verdade… :?: