João Pereira - Parte 2

Chamou o árbitro de Doutor e engenheiro.

1 Like

Se todos tivessem a garra do JP…

Grande João Pereira. 3 minutos, 1 amarelo e 1 vermelho. Não é para qualquer um.

Máquina!

1 Like

1530€ por isto.
Sábias palavras.

1 Like

Quando o Cãoceição, o judas, etc… estão fartos de dizer isso.

É de rir.

É do Casal e basta.
Tem o feitio de puro pintas do bairro.

Lembra-se do Casal Ventoso e da zona da Meia Laranja, em Lisboa, o mais conhecido supermercado de droga do país nos anos 90? É precisamente daí que é natural o lateral-direito do Valencia, João Pereira. E se pensa que é difícil ter orgulho em ter crescido num bairro problemático, o internacional português mostrou ontem que não, ao partilhar no Facebook uma imagem das suas novas botas, onde gravou “C. Ventoso” e “Meia Laranja”.

“Porque a pessoa que me tornei e o que alcancei também se deve muito ao local onde cresci e às pessoas que nele habitavam… aí está uma forma de agradecer! Casal Ventoso e Meia Laranja… com orgulho!”, escreveu o craque.

3 Likes

Quem diz a verdade não merece castigo, digo eu.

Não cresci lá mas conheci aquelas bandas e pessoal de lá. Não admira que o João tenha pavio curto quando vê roubalheira dos árbitros, ele sabe como é que as coisas se fazem.

1 Like

Eu era de lá perto, bairro típico atrevido Lisboeta, conhecia algumas turmas de lá, amigos em comum; a mentalidade era a mesma, vi muita coisa impensável no Casal, degredo humano no seu pior.
Lembro-me que cheguei a apanhar camones nos 90’s a perguntarem-me onde era o Casal, um deles até o trazia escrito… Vinham fazer dope tourism. Quando tínhamos 100000 carochos em Portugal. Mais de 1% da população à época.

Se há uma frase que define o JP, eu, e muitos outros, será esta, em bom calão:

" Um homem pode deixar o bairro, mas o bairro nunca deixa um homem".

O feitio e a maneira de ser estará sempre lá. Fica connosco.

1 Like

1530€, Fºdº-se, o crlh está caro.

Sim também tenho recordações desses tempos, já há mais de 20 anos e vi muita porcaria que ia lá parar que nem moravam lá, muita gente da Margem Sul onde cresci se desgraçou por ali. O que vale é que hoje o tráfico é serviço de take away, é tudo limpinho, limpinho.

Não conta para a liberdade de expressão isto?

O João Pereira, ainda assim, é um caso de sucesso vindo desses bairros. Há não muito tempo atrás lia uma entrevista do gajo, a dar conta que não obstante o meio pobre de onde vinha e o foco no futebol, sempre teve MUITO boas notas e sempre gostou MUITO de estudar. Isto vai no sentido oposto ao que costumamos apanhar nos jogadores de futebol - independentemente do sítio de onde vêm - que abandonam cedo a escola e dizem que não gostavam de estudar.

1 Like

Gramo este gajo!

É um Leão. Pode ser convertido, mas é um autêntico zelota da causa Sportinguista.

Que esteja presente!

Nem que seja no banco e para ser outra vez expulso, por aquecer as orelhas (de burro) ao árbitro!

Ironicamente, o jogador com maior discernimento no banco de suplentes, a dar indicações ao Plata e a acalmar o Pote :rofl: :rofl: Estava em modo: “Então mano, como é que estás?”

3 Likes

Na ausência do Amorim, acho que foi ele o nosso mister ontem.

1 Like

O nosso mister ontem foi o Carlos Fernandes, que tem feito um trabalho incrível ao lado do Amorim. Este trabalho está muito longe de ser apenas do Amorim, acho que o pessoal(provavelmente por desconhecimento) desvaloriza demasiado as equipas técnicas(adjuntos neste caso).

5 Likes