João Lino Castro, MNF, Sporting, existirá conflito de interesses?

De canalhas, corruptos e mamões! :arrow:

O fÊcÊpÊ anunciou, nesta quarta-feira, a compra de 22,5 por cento do passe de Jo*o Mou**nh* por quatro milhões de euros.

O fÊcÊpÊ recuperou 22,5 por cento, ficando agora com 85 por cento do passe. Esse fundo terá os restantes 15 por cento.

«A fÊcÊpÊ - Futebol, SAD vem comunicar, nos termos do artigo 248º nº1 do Código dos Valores Mobiliários, ter readquirido por 4.000.000€ (quatro milhões de euros), 22,5% dos direitos económicos do jogador Joo Mou**nh ao Soccer Invest Fund - Fundo Especial de Investimento Mobiliário Fechado, o qual é gerido e representado pela MNF GESTÃO DE ACTIVOS - SGFIM, SA, …

A base do Soccer Invest Fund

O Soccer Invest Fund está devidamente registado na CMVM e representa uma aposta da MNF Gestão de Activos no mercado futebolístico. O dito fundo foi criado no início do ano e pretendia adquirir percentagens dos direitos económicos de atletas de vários clubes.

A MNF Gestão de Activos tem escritório em Lisboa, site com todas as informações sobre a empresa e um rosto conhecido no mundo do futebol.

Lino de Castro :cartao:, antigo presidente da Assembleia-Geral e administrador da SAD do Sporting, é um dos administradores da MNF Gestão de Activos. Cessou funções no emblema leonino em Março de 2011.

FONTE: [url]http://www.maisfutebol.iol.pt/fcporto/moutinho-fc-porto-cmvm-futebol-liga/1270864-1304.html[/url]

MNF Gestão de Activos
Membros: [url]http://www.mnfactivos.com/pt/page/membros/[/url]

Boa pesquisa, clara e concisa. Estou à espera de ver alguém a defender esta situação, assim como vi quem defendesse afinações eleitorais e outras coisas do género… estejam à vontade, aqui somos todos livres de expressar a nossa opinião.

A pesquisa foi feita por um colega forista e está no tópico do anão. O maisfutebol anda de certeza pelo Fórum e usou essa info…

O afinador Lino e o disparo de Telles na maçã podre de Bettencourt

Factos
João Moutinho foi vendido a um Clube rival por 11 milhões de euro.
Foram recusadas anteriormente propostas superiores por este jogador, nomeadamente do Everton.
O Porto vendeu 37,5% dos direitos do jogador por 4,1 milhões de euro ao fundo Maners BV, em Outubro de 2010
Teve uma época de sucesso colectivo, mas individualmente foi semelhante ao ano anterior.
Existe Interesse europeu de vários Clubes por Moutinho, cuja cláusula de rescisão é de 40 milhões.
A imprensa adianta do interesse do Chelsea em bater a cláusula.
A Maners BV cedeu a sua posição contratual ao Soccer Invest Fund, gerido pela MNF os direitos que detinha sobre o Moutinho.
A MNF avalia e vende 22,5% do passe de Moutinho em 4 milhões de euro. Podemos considerar que a MNF considera que o jogador vale cerca de 18 milhões.

Conflitos de Interesse
João Lino de Castro é administrador da MNF empresa que gere o Soccer Invest Fund, que acaba de vender 22,5% do passe de Moutinho ao Porto.
João Lino de Castro à data da venda de Moutinho para o Porto era secretário da Mesa da Assembleia Geral do Sporting.
João Lino de Castro foi proposto para Administrador da SAD do Sporting no dia 8 de Setembro de 2010, tendo sido eleito no dia 29 do mesmo mês.
Miguel Ribeiro Telles é Presidente da Mesa da AG da MNF. Miguel Ribeiro Telles foi Administrador da SAD tendo pedido demissão do cargo que ocupava no dia 6 de Novembro de 2009
É publico o relacionamento pessoal entre José Eduardo Bettencourt e Miguel Ribeiro Telles.

Questões?
Quanto é que João Moutinho vale neste momento?
Quem valorizou João Moutinho por 11 milhões em Julho de 2010?
Porque motivo a MNF valoriza o jogador em 18 milhões em Agosto de 2011?
A quem interessou a venda de João Moutinho por 11 milhões?
Quem são os investidores da Mamers BV?
Quem são os investidores da Soccer Invest Fund?
É correcto, transparente e sério dois ex-administradores do Sporting, terem um papel activo num fundo que gere parte dos direitos de João Moutinho?
Existe conflito de interesses entre o negócio de Moutinho, João Lino de Castro, Miguel Ribeiro Telles e José Eduardo Bettencourt?
Qual é a posição dos actuais dirigentes do Sporting relativamente a este assunto?

Pela descricao nao parecem estar a fazer nada de ilegal mas aguardo para ver quando se vao meter no Sporting

Levanta muitas dúvidas e questões, teriam de ser esclarecidas e respondidas para aferirmos da legalidade.

Pode até nao haver conflitos ou ilegalidades, mas que dá direito a ser sempre ofendido em Alvalade, disso nao tenho duvidas !!!

SL

Parece que a maça podre afinal deu para se comer e ainda anda a ser digerida.

Uma dúvida , a mnf quando comprou parte do passe , o lino de castro era funcionário do Sporting ? (a minha dúvida é esta cedência , A Maners BV cedeu a sua posição contratual ao Soccer Invest Fund, gerido pela MNF os direitos que detinha sobre o Moutinho ).

Senão estamos a falar de um empregado do Sporting a gerir fundos para comprar jogadores do…Sporting !

Sobre a Mamers BV:

Tudo começa no dia 15 de Outubro de 2010. No Dragão era preciso dinheiro para dar conta das despesas correntes com os salários dos seus atletas, e lá se vendeu 37.5% do J. Moutinho a uma empresa qualquer holandesa por 4.125 M€.
Para um jogador com o cláusula de rescisão de 40 milhões, receber pouco mais de 4 milhões por mais de 1/3 do passe parecia muito pouco. Seria de esperar que o clube conseguisse um valor maior, perto dos 6 a 8 milhões, o que valorizaria o jogador para 18 a 24 milhões de euros.
Mas não se vendem assim os passes, sem que fiquem alguns a ganhar.
A empresa com quem o FCP fez o negócio chama-se Mamers B.V. e é holandesa. Só tem um accionista que é a “Stichting Mamers” que tem no seu conselho de administração Fernando Duarte Rodrigues Cordeiro (presidente), Fernando Duarte Rodrigues Cordeiro Filho (filho do presidente), António Fernando Maia Moreira de Sá e Flávio Azevedo Moreira de Sá.
António Fernando Moreira de Sá foi eleito para o Conselho Superior do FCP e é amigo de longa data de Pinto da Costa. O seu filho Flávio,é um ex-jogador da bola que chegou a jogar na 1ª divisão (Rio Ave) em 2004/2005. Seu sonho sempre foi chegar ao FCP, e mesmo com muitos favores, a falta de talento falou mais alto e acabou por desisitir do futebol ainda jovem.
Fernando Duarte Rodrigues Cordeiro é acionista da extinta SLN e foi membro do conselho de superior do BPN. Interessante frisar que já após a intervenção do estado no BPN, este senhor conseguiu que lhe fosse paga uma fatura de mais de 200 mil euros. É sócio em vários negócios e amigo do peito de António Fernando Moreira de Sá, tendo também relações próximas com Rui Moreira, Pinto da Costa e Reinaldo Teles
Portanto este fundo é detido por 2 senhores que colocaram na sua administração 2 filhos. O negócio ficou então em familia e o que se sabe, é que se Moutinho for vendido, o fundo lucra muito mais que o FCP.
Imaginem por exemplo que João Moutinho é vendido por 25 Milhões de Euros. O Porto depois de pagar 25% das mais valias ao Sporting, os 5% de direitos de formação (ao Sporting e ao Portimonense) e os 37.5% a esta empresa, ficariam com pouco mais de 11.5 M€ que somados aos 4.125 recebidos desta empresa daria cerca de 15,5 M€. Subtraindo os 11 milhões que lhes custou o passe… seria 4.5 M€ de lucro (uma margem de lucro de pouco mais de 20%). Enquanto isso a Mamers B.V. receberia quase 9 M€, tendo um lucro de quase 4.8 M€ (muito mais que 100%)em menos de um ano.
Acreditam vocês que as 2 familias serão as únicas a faturar? Claro que não… Fernando Duarte e António Fernando não passam daquilo a que se chama no Brasil de “Laranjas”. Gente que monta negócios de fachada mas em que os lucros são de outros, próximos deles. E neste caso, quem tem mais a lucrar é o tal dirigente que tem uma vida de sultão com ordenado de pedreiro.
Estranho, não?
In [url]http://www.futebolportugal.com/2011/06/o-estranho-negocio-moutinho/[/url]

O futebol é um negócio cada vez mais transversal…

A MNF foi constituída em 2003.

O Fundo é gerido pela MNF Gestão de Activos - Sociedade Gestora de Fundos de Investimento Mobiliário, SA. De acordo com a CMVM, a carteira do fundo é o Moutinho, o Ukra e o Castro. O fundo foi criado em Maio de 2011 e os passes destes jogadores só entraram na carteira do fundo o mês passado.

Era relevante saber em que moldes a Maners cedeu a sua posição contratual ao Soccer Invest Fund.
É relevante também saber o relacionamento que a MNF tem com os referidos fundos.

João Lino de Castro tem exercido cargos nos órgãos sociais do Sporting, Clube e SAD desde a eleição de José Eduardo Bettencourt.
Secretário da Mesa da AG.
Administrador da SAD.
Presidente da Mesa da AG.
Responsável pelas eleições do Sporting Clube de Portugal.

Haveria um conflito de interesses se o JLC fosse o responsável pela venda do moutinho, nomeadamente por ter vendido por 11 e depois valorizou-o em 18, não sabendo isto a única coisa que podemos dizer é que o JLC gere a sua vida empresarial com muito pouco Sportinguismo, dado que se presta a ser detentor de uma parte do passe de um ex-jogador do Sporting, que saiu do Clube em conflito, além de mais 2 jogadores do clube que comprou o jogador em conflito, tirando isto não vejo onde é que o Sporting entra nesta questão.

Rui junto a lista de conflitos de interesses onde o Sporting está relacionado, bem como questões levantadas.

Creio que o Sporting deveria fazer um esclarecimento sobre estas situações e investigar o tema.

Há questões levantadas que deviam ser respondidas em nome da transparência e credibilidade.

Sem as respostas não podemos tirar conclusões, apenas questões.

Conflitos de Interesse João Lino de Castro é administrador da MNF empresa que gere o Soccer Invest Fund, que acaba de vender 22,5% do passe de Moutinho ao Porto. João Lino de Castro à data da venda de Moutinho para o Porto era secretário da Mesa da Assembleia Geral do Sporting. João Lino de Castro foi proposto para Administrador da SAD do Sporting no dia 8 de Setembro de 2010, tendo sido eleito no dia 29 do mesmo mês. Miguel Ribeiro Telles é Presidente da Mesa da AG da MNF. Miguel Ribeiro Telles foi Administrador da SAD tendo pedido demissão do cargo que ocupava no dia 6 de Novembro de 2009 É publico o relacionamento pessoal entre José Eduardo Bettencourt e Miguel Ribeiro Telles.

Questões?
Quanto é que João Moutinho vale neste momento?
Quem valorizou João Moutinho por 11 milhões em Julho de 2010?
Porque motivo a MNF valoriza o jogador em 18 milhões em Agosto de 2011?
A quem interessou a venda de João Moutinho por 11 milhões?
Quem são os investidores da Mamers BV?
Quem são os investidores da Soccer Invest Fund?
É correcto, transparente e sério dois ex-administradores do Sporting, terem um papel activo num fundo que gere parte dos direitos de João Moutinho?
Existe conflito de interesses entre o negócio de Moutinho, João Lino de Castro, Miguel Ribeiro Telles e José Eduardo Bettencourt?
Qual é a posição dos actuais dirigentes do Sporting relativamente a este assunto?

Coloco a negrito as questões que para mim são mais importantes ver respondidas, até porque a respostas a estas levam às respostas das outras questões que colocas! :great:

Sabendo o papel de MLC na venda de Moutinho podemos facilmente saber as respostas a todas as outras questões!

Mas, há algo que fica claro com esta situação, nos superiores interesses do sr. MLC não está o Sporting Clube de Portugal e isso demonstra claramente a estirpe de dirigentes que temos tido! :arrow:

jnrodrigues o que é que o Lino Castro fazia no Sporting à data da venda do Moutinho, ou seja em 4 Julho 2010?

No dia 5 de Junho de 2009 foi eleito Secretário da Mesa da Assembleia Geral do Sporting Clube de Portugal | Wiki Sporting Clube de Portugal, na lista liderada por https://www.wikisporting.com/index.php?title=Dias Ferreira, funções que exerceu até 14 de Fevereiro de 2011, altura em que assumiu a Presidência do Órgão máximo do Clube, em virtude da demissão do Presidente Dias Ferreira e do vice-presidente Paulo Abreu.

in Lino | Wiki Sporting de Castro

Como Secretário da Mesa não tem poder de gestão, mas não deixa de ser uma relação pouco transparente… Passado dois meses foi para administrador da SAD.

Ética e deontologia não abunda com o nosso “afinador” manipulado e manipulador.

Lino, se os cães pisteiros que andaram a farejar a Maddy pelos botecos do Algarve te apanhassem o cheiro não tardariam a dar sinal. É que, como diria a TVI, a tua relação com o Sporting exala já um profundo odor a cadáver.

É este o tipo de pessoa “escolhido” para tratar das eleições do Sporting, interesses pouco claros, relações estranhas, falta de ética e muita situação por esclarecer.

Os sócios do Sporting continuam a aguardar o número de votantes das últimas eleições.

Será que ainda vai ter o descaramento de meter a MNF a gerir fundos que envolvam o Sporting? Não fosse a pressão de alguma imprensa já estaria…