João Daniel

Médio de 18 anos continua de Leão ao peito

O Sporting Clube de Portugal renovou a ligação com João Daniel, futebolista de 18 anos que tem actuado pela equipa sub-23 em 2020/2021. O médio internacional pela selecção nacional portuguesa sub-18, chegou ao Sporting CP em 2015/2016, quando era iniciado. Antes havia representado Varzim SC e Rio Ave FC.

Nas primeiras palavras após oficializar o novo contrato, João Daniel não escondeu a satisfação e prometeu que o trabalho não vai parar.

“Era mais novo quando assinei o primeiro contrato e não há muitas diferenças. Continuo com a mesma responsabilidade e vou continuar a trabalhar. (…) Estou aqui há seis anos e esta renovação é um voto de confiança. O Clube dá-me tudo, dá-me todas as condições para evoluir. Estou grato e quero responder dentro de campo”, começou por dizer à Sporting TV , continuando.

“Há sempre uma responsabilidade acrescida por sermos jogadores do Sporting CP. Estou a chegar a patamares mais altos, a chegar a sénior. Estou aqui desde os 13 anos e vou fazer 19 e vou continuar a trabalhar”, acrescentou.

A disputar a Liga Revelação ao serviço da equipa sub-23, João Daniel admitiu que tem encontrado um futebol diferente, até porque costuma defrontar adversários mais velhos.

“O jogo é mais físico, rápido e táctico. Obriga-nos a pensar mais rápido, mas isso é bom para nós, que estamos a entrar no mundo sénior. Se queremos chegar ao outro lado [futebol profissional], que é o que todos ambicionam, só assim vamos estar preparados”, frisou, reforçando o desejo de, um dia, chegar à equipa de Rúben Amorim.

“O objectivo de todos é chegarmos à equipa principal. Não sou diferente e penso que é possível. Acredito em mim e sei que sou capaz disso, mas tenho de o provar dentro de campo e trabalhar muito porque chegar lá é chegar ao alto nível”, lembrou.

Por fim, João Daniel dirigu-se aos Sportinguistas. “Vou dar tudo dentro de campo, como sempre dou, e espero dar muitas alegrias aos adeptos”, concluiu.

EMPRESÁRIOS DELE- João Daniel, 18-year-old midfielder, renewed his contract with Sporting CP until 06.30.2023. Congratulations João Daniel! #ProEleven #WeArePro #YouArePro

Boa renovação, tem potencial e qualidade.

Boa renovação, tem capacidade tecnica e atlética, precisa de evoluir na função para se assumir como um bom 6 a prazo.

Teve o seu 1@ ano de senior, teve outras dificuldades, menos tempo, menos espaco, mais pressão, fisico já não é vantagem pelo que precisa descobrir e variar o estilo atual do seu jogo e trablhar em cima disso.

Nem sempre aparenta ter o nível de confiança e motivação constante mas isso vem com jogos e maturidade

Como principal area de melhoria tem que crescer bastante no ganho dos duelos e no numero de recuperações de bola, ofensivamente talvez procurar progredir com bola e verticalizar mais vezes os seus passes sem medo de errar.

Têm tudo para conseguir chegar a um patamar seguro de equipa B e quem sabe espreitar a A daqui a uns anos.

Acredito que o João Daniel será um dos novos rostos do meio campo da equipa B já na próxima época, até porque o trio habitualmente titular dificilmente ficará mais um ano.

O Rúben Amorim está atento ao João Daniel, já o chamou para vários treinos.

No entanto, ainda parece verde e precisa, como é lógico, de minutos no futebol sénior.

O que faz falta ao João Daniel eu imagino que ele saiba o que é — agressividade. O meio-campo não se controla apenas com classe, com inteligência e com fino recorte. E um meio-campo defensivo só pode ser quase exclusivamente isso se jogar numa equipa do Guardiola e for um jogarzaço como há poucos no mundo.

Às vezes é preciso arreguenho, cerrar os dentes, correr que nem um desalmado, ir à dividida com a convicção e a força de quem não admite outra coisa que não sair de lá com a bola ganha.

Imagino que o João Daniel saiba isso porque tem vindo a revelar algumas melhorias nesse aspecto. É o que lhe falta para “dar o salto”. A Equipa B será um bom patamar para crescer nesse aspecto. O Rodrigo Fernandes, por exemplo, tem crescido nessa área.

Olha que as equipas do Guardiola são super agressivas. São das mais agressivas, até. Por isso é que a bola não foge muito tempo.

Para se ter muita bola é preciso mantê-la, mas também é necessário recuperá-la o mais depressa possível.

Não digo que não mas passam bastante tempo com a bola em sua posse, menos tempo a pressionar, a encurtar, a fechar espacos, a ir a divididas.

Já não o via ao vivo há muito tempo. Hoje fui ver os sub20 e voltei a gostar imenso do João. Não é muito agressivo, de facto, mas evoluiu nesse aspecto. Em termos de posicionamento, compreensão do jogo e qualidade com bola, está num nível bastante interessante.

Custa-me entender como não anda mais próximo da equipa A e de ser lançado…

1 Curtiu

Dos outros que temos nos sub-20, mais algum esteve bem?

Eu sempre que vejo gosto. Custa-me perceber a titularidade do Edu Pinheiro nos B em vez dele.
@pedroperdigao do pouco que vi (fim da primeira parte) o Rodrigo Rego esteve muito bem. A Polónia estava a atacar muito e ele limpou tudo, tanto do lado dele como em dobras rapidas do lado contrário.
Muito curioso para ver a evolução dele em Varzim, não me admirava que tivesse bem mais sucesso que o Bruno Tavares.

Por outro lado, todos os lances de perigo da Polónia resultaram de passes dele sem nexo, directos ao pé do adversário e com a equipa toda balanceada no ataque. Ainda foram uns 4, pelo menos.

*dele = do Rodrigo

João Daniel: «Era apanha-bolas e já queria jogar esta competição»

Médio espera estrear-se na Youth League

João Daniel, muito provavelmente, terá a oportunidade de estrear-se amanhã na Youth League, uma prova que já acompanhou…de fora. “Era apanha-bolas e já queria jogar esta competição quando via os mais velhos. Pensava para mim que um dia queria jogar esta prova por isso vai ser uma emoção muito grande”, afirmou o médio na antevisão do jogo com o Ajax se realizará amanhã, às 11h00, na Academia.

Sobre a equipa holandesa, um jovem admite que se vão defrontar duas referências na formação de jogadores, mas garante que os leões vão estar preparados. “São duas grandes escolas. A formação do Ajax é muito distinta, forma muitos bons jogadores, tal como nós. Estamos concentrados na nossa equipa, a trabalhar no máximo com muitos miúdos, mas já estamos habituados a isso. Vamos fazer o nosso melhor e o que nos mandam e, dessa forma, vamos ficar mais perto da vitória”, acrescentou o jogador que se confessa preparado para este novo desafio: “Nós já estamos habituados a essa pressão, todos os fins-de-semana temos que mostrar que estamos bem pois estamos sempre a ser avaliados, A cada toque na bola que damos estamos a ser avaliados no nosso posicionamento. É um jogo de grande importância e sabemos disso. Toda a gente está ansiosa por jogar e quer estar lá dentro, mas quando a bola começar a rolar a pressão vai ficar de lado. Vamos desfrutar”.

Já chamado por Rúben Amorim para treinar no plantel principal, o jogador admite o sonho de vir a representar a equipa principal. “Sabermos que temos ali a porta aberta daquele lado, e termos esse contacto é motivante. O mister Rúben Amorim já lançou muitos jovens, e ainda vai lançar mais pois existe muita qualidade na Academia. Sabemos que temos alguém daquele lado que acredita em nós e no nosso potencial”, acrescentou o fã de Daniel Bragança e Palhinha que recordou a sua experiência nos treinos que realizou: “É diferente pois o futebol é mais rápido. Eles são mais fortes físicamente, e nós somos obrigados a pensar o jogo mais rápido pois o futebol é mais adulto. Vou trabalhar para um dia chegar lá”.