iTunes hackeado

pessoal, sem pretender criar alarmismos, venho com este post informar que o iTunes foi hackeado, sendo que muita gente foi burlada em várias centenas de dolares (e não está restringido aos US).

Este aviso parece-me legitimo, visto que já está espalhado por montes de outros sites.

Para quem tem conta lá, com informação do nº de cartão de crédito, talvez seja melhor darem uma olhadela, e inclusive retirar temporariamente essa mesma informação de lá.

Podem ler mais informações aqui:
http://thenextweb.com/apple/2010/07/04/app-store-hacked/

Isso não foi bem assim. Foram hackeadas algumas contas que alguém depois usou para promover os seus próprios produtos, nada mais.

Eu escrevi que não pretendia criar alarmismos. Acontece que essas «algumas contas» podem ser de pessoal daqui.
E acontece também que um developer afinal, são muitos mais (http://thenextweb.com/apple/2010/07/05/app-store-app-farm-steal-your-money/).

quem tiver conta e quiser precaver-se, passa a ter hipótese. quem não tem, ou não quer saber, ignora e passa à frente.

Tsc tsc, programas de MAC. ::slight_smile: ::slight_smile:

(mas para falar a verdade o itunas é bem bacano)

Tudo o que é usado por milhões tem potencial para provocar grandes broncas quando ocorrem estes casos de hacking, porque se fosse usado por poucos passava ao lado do pessoal. Ontem foi o Windows, hoje é o iTunes, amanhã é o Facebook, enfim, tudo o que tem ligação a uma rede é potencialmente “hackable”, não existem sistemas de protecção perfeitos (os hackers sabem disso e escolhem o alvo que mais mediatismo provoca logicamente).

Neste caso nem me parece que tenha a ver com o mediatismo, mas sim com a possibilidade de aceder a nºs de cartões de crédito, que depois podem ser usados facilmente. Não foi por «braging rights», foi mesmo para ganhar dinheiro.

E, já agora, quanto a ser windows ou mac é indiferente, visto que o iTunes corre em ambas as plataformas. E como não se sabe (ainda) o método que foi usado, não se sabe também o(s) sistema(s) comprometido(s). Tanto pode ser uma falha na aplicação, como engenharia social, como outros métodos usados.

Antes do iTunes houve hacking do Youtube e é quase garantido que há-de haver do Facebook. Se é Mac ou Windows é irrelevante, a verdade é que os hackers hão-de sempre apostar forte no que é usado por milhões e não por dezenas.