Idosa estava morta em casa havia 9 anos

Morta em casa há nove anos

O corpo de Augusta Duarte
Martinho, que completaria 96
anos no próximo dia 12, esteve
nove anos no chão da cozinha
do apartamento onde residia
sozinha, na Rinchoa, Rio de
Mouro, em Sintra.

Foi ontem encontrado pela PSP
depois de o andar ter sido
vendido em leilão pelas Finanças.

A nova proprietária, 58 anos,
que comprou o apartamento por
30 mil euros há três meses, e
entrava ontem pela primeira vez
na casa, ficou em estado de
choque. “Ainda estou
horrorizada”, disse ao CM. O
desaparecimento já tinha sido
participado à GNR, em Novembro
de 2002, por uma vizinha. Aida
Martins explica que deixou de
ver Augusta Martinho em Agosto
desse ano. Três meses depois
avisou a GNR. “Eles vieram cá
mas disseram que não podiam
arrombar a porta”, refere,
assegurando “que nunca houve
mau cheiro”. A única companhia
da idosa era um cão pequeno
que foi encontrado morto na
varanda da habitação.

9 FEVEREIRO 2011 (CM)

[hr]

Reflexos de uma sociedade egoísta e auto-centrada. Digo eu. Dá que pensar.

Gostaria de ouvir o que tem a família a dizer. Também estou curioso para ler a tramitação do processo original do desaparecimento lá na GNR.

Portugal também já está morto há muitos anos. Nós é que também ainda não demos por isso.

Realmente, é ao mesmo tempo impressionante e extremamente vergonhoso! Também gostaria de saber o que a policia e sobretudo a familía têm a dizer. Como é que é possivel 9 anos passarem e ninguém dar pela falta da senhora…

Podes ter a certeza de que se lhes fizesse falta (dinheirinho ::slight_smile: ) se lembravam logo que estava viva…

Siga Portugalinho :arrow: ^-^

Também ninguém sabe se a senhora tinha família ou não. Podia não ter, não seria caso único.

A acção (ou falta dela) que é criticavel aqui é mesmo a da polícia, se supostamente já tinha sido dado conta do desaparecimento, como é que se passam 9 anos sem que se vá sequer a casa ver se está tudo bem. Era uma senhora nos seus 90 anos, não se ia embora assim de repente…

Falou a vizinha no primeiro jornal: ligou para a família toda (sobrinhos), chamou várias vezes a GNR que para além de não arrombarem a porta ainda gozaram com a senhora, e como é possível a casa ir para leilão sem ninguém das finanças ter entrado primeiro na casa? ai ai…

Também acabei de ler essa notícia há pouco, e fiquei chocado.

Merda de sociedade onde todos sacodem o pó dos ombros e ninguém é responsável por nada.
Aliás, ninguém não, as finanças funcionam muito bem que 9 anos depois conseguiram despachar a casa da velhinha.

Vi essa noticia hoje no Jornal e fiquei completamente estupefacta.
Há coisas aí que me fazem imensa confusão.
É que por norma nestes prédios com gente com alguma idade, os vizinhos são todos conhecidos e a maior parte das vezes até algum deles tem a chave do outro no caso de necessidade.
Podia não ser o caso, mas essa vizinha, por exemplo que falou não achou estranho a senhora deixar de aparecer?
E a GNR anda a fazer o quê?
Outra coisa que me faz confusão é o cão. Eu não acredito que o cão não passasse os dias a ladrar, primeiro pela falta da dona e depois porque já deveria estar cheio de fome…
E como é possível estarem 2 cadáveres naquela casa e não sentirem qualquer cheiro…
A mim isto cheira-me a que ninguém se esteve para chatear muito.

É o país que temos :cartao:

:arrow: :arrow:

Onde é que isto chegou :wall: :wall:

Terceiro-mundista, no mínimo.

Ricos sobrinhos, nem se dignaram em ir visitar a senhora.

É uma coisa que me deixa imensamente frustrado neste país: por vezes, parece que vivemos todos rodeados por paredes e não existe mais ninguém à nossa volta.

:arrow:

Surreal.

Acontecimento lamentável mas que surge como consequência natural do abandono a que muitos idosos estão sujeitos no nosso país.

vi isto agora… e só digo isto, Surreal… como é que é possivel…

só neste pais…

o cão deve ter morrido à fome/sede poucos dias depois da mulher ter morrido

Inacreditável!

:cartao:

Seria relativamente normal, não fosse o facto de ter sido comunicado o seu desaparecimento. Assim, é totalmente inacreditável a incompetência das forças policiais!

Isto é inacreditável, como é que ninguém tirando a vizinha dá pela falta da senhora durante 9 anos.

Isto nem acontece noutros países nem nada, é só em Portugal…

Criticar por criticar…

Li esta noticia no jornal “Correio da Manha”, e fiquei estupefacto . Como é possível uma idosa, estar durante 9 anos numa casa sem que ninguém (excepto a vizinha) dê pela falta da senhora.

É incrível! 9 anos com um cão e uma idosa dentro de uma casa. Faço ideia como estava os corpos (tanto da senhora como do animal).

Ainda mais incrível, é descobri-se este acontecimento através de um leilão das finanças. Esta casa iria para uma nova proprietária, e quando chegaram lá, repararam no estado da casa.

As finanças vão a leilão sem conhecerem primeiro o estado das casas, isto só visto.

Esta situação é inacreditável.
Desde ninguém ouvir o cão, sentir o cheiro dos cadáveres, GNR que não actua…
Quem vende a casa? Terá sido o Banco que accionou a hipoteca… a uma morta???